Home Aviação Naval Porta-Helicópteros do Brasil e da França farão exercício conjunto

Porta-Helicópteros do Brasil e da França farão exercício conjunto

14450
110
BPC Tonnerre - L 9014 chegando ao Rio de Janeiro. Foto: Edson de Lima Lucas
BPC Tonnerre – L 9014 chegando ao Rio de Janeiro. Foto: Edson de Lima Lucas

Atracou na manhã de hoje no Porto do Rio de Janeiro um Grupo-Tarefa da Marinha Francesa composto pelo porta-helicópteros de assalto anfíbio (BPC – Bâtiment de Projection et de Commandement) Tonnerre – L 9014, da classe “Mistral”, a fragata La Fayette – F 710 e o BSAM Le Seine – A 604, classe “Loire”, em viagem de adestramento e descanso da tripulação.

As embarcações deverão permanecer até o dia 7 de maio e não há informações se abrirão para visitação pública.

A Marinha do Brasil informou que haverá um exercício entre os Porta-Helicópteros do Brasil e da França no próximo dia 07/05 (terça-feira), no Rio de Janeiro.

No dia 08/05, o Porta Helicóptero Atlântico fará exercícios com seis navios da Marinha do Brasil (quatro fragatas, uma corveta e um navio de desembarque de carros de combate).

A exercício termina no dia 10/05 (sexta-feira), em Vitória-ES.

Fragata La Fayette no Rio. Foto: Edson de Lima Lucas

FONTE: Santos Shipphotos

Subscribe
Notify of
guest
110 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
1 ano atrás

Fui “visitá-los” hj durante o almoço, no píer Mauá…
Belíssimas naves !!
Até tirei algumas fotos… Mas não sei como posta-las

FERNANDO
FERNANDO
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Ahhh, cristooo naoooooooooooo

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  FERNANDO
1 ano atrás

Poderia dizer o pq do comentário ? Ou vai só ficar na piadinha infame ?

FERNANDO
FERNANDO
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Não foi nada companheiro, apenas estou me penitenciando por não poder ver as suas fotos.

Jadson Cabral
Jadson Cabral
Reply to  FERNANDO
1 ano atrás

Pessoal por aqui costuma andar com armas em punho, né?

EmbraerAdernando
EmbraerAdernando
Reply to  FERNANDO
1 ano atrás

Caramba, quanto nervosismo! Entendi que o FERNANDO só queria ver as fotos!

Leonardo de Araújo
Reply to  FERNANDO
1 ano atrás

Não carece ficar no modo insano Alfredo. Temos aqui várias pessoas que fazem parte das FFAA e entusiastas que tem certa circulação no meio militar.
Ninguém duvidou da autenticidade de sua visita às naos.
Agindo de forma agressiva, da uma maior conotação que sua passagem por lá foi uma falácia.
Fica tranquilo que aqui não é portal de clubes de futebol.
Favor alguém pode auxiliar o Alfredo Araújo a postar suas fotos.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Leonardo de Araújo
1 ano atrás

O cara cheio de sarcasmo no comentário, tirando uma com a minha cara, e eu q sou o nervosão… rsrs

BILL27
BILL27
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Se tiver armazenada no google fotos ,compartilha o album aqui com o link

Flanker
Flanker
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Continua nervoso…onde tá o sarcasmo? Pelo visto, só no seu entendimento!!!

João Adaime
João Adaime
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Alfredo Araujo
Também não sei postar. No meu caso eu mandaria por email pro Galante ( alexgalante@fordefesa.com.br ) ou pro Poggio ( poggio@fordefesa.com.br
).
Abraço

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  João Adaime
1 ano atrás

João…
Já tiveram situações onde mandei fotos mais interessantes para eles, e foram postadas aqui. Mas não é esse o caso.
O que eu queria é q a foto ficasse aqui, na janela do comentário. Já vi algumas poucas vezes, mas já vi assim…

BILL27
BILL27
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Foto não tem como …soemnte video .que o link fica grande com a tela inicial do Youtube .

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  BILL27
1 ano atrás

Tem sim, não sei como se faz, mas dá para postar fotos no próprio comentário.

Diogo de Araujo
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Alfredo, ele estava apenas se lamentando por não conseguir ver as fotos que tirou… realmente você interpretou muito mal

Fdelcroix
Fdelcroix
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Como assim visita los como faz

Wagner
Wagner
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Alfredo Idiota.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
1 ano atrás

Ohhhh La Fayette linda viu !!! 🙂

Souto.
Souto.
Reply to  Tomcat4.0
1 ano atrás

Se a MB tivesse grana e comprasse as duas Lafayette
seria uma boa.

Gilbert
Gilbert
Reply to  Souto.
1 ano atrás

A oportunidade de ouro para a MB fazer uma visita mais técnica mesmo que informalmente.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Tomcat4.0
1 ano atrás

Tirei uma foto… A tripulação fazendo algum tipo de manutenção no canhão da Lá Fayette… e o mesmo em um ângulo de 90° graus. Uma bela cena

Victor Filipe
Victor Filipe
1 ano atrás

Uma ótima oportunidade para treinar e aprender.

Pablo
Pablo
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Ensinar também.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Pablo
1 ano atrás

🙄

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Peter nine nine
1 ano atrás

Ensinar aos franceses?

Luiz Ricardo Cascaldi
1 ano atrás

Boa tarde senhores,

Esta mesma fragata F-710 esteve no Brasil em 2014 acompanhando o navio original da classe Mistral.

Belas fotos do Poder Naval na matéria: https://www.naval.com.br/blog/2014/04/26/visita-do-bpc-mistral-ao-brasil-na-missao-jeanne-darc-2014/

Lembro que eu estava viajando de cruzeiro para o Nordeste e os dois meios estavam próximo de onde meu cruzeiro atracou na visita ao RJ.

Ainda me impressiona como as La Fayette possuem um design stealth bem limpo. Mesmo as nossas futuras Meko parecem ter mais antenas e “parafernalhas” expostas.

Grande abraço!

Vovozao
Vovozao
1 ano atrás

02/05/19 – terça-feira, btarde, está e a fragata que os franceses irão oferecer ao Brasil, dizem que alguns almtes irão visitá-la durante os exercícios, da mesma maneira como fizeram anteriormente na venda do Siroco (Bahia), apresentam o navio informalmente e depois fazer uma oferta de venda e lembrem-se que são 2 que eles querem vender, acho ótimo está compra, mesmo que muitas pessoas critiquem por elas serem pouco armadas, acho que este problema podemos resolver retirando algumas armas/sistemas das Niterói.

Luiz Ricardo Cascaldi
Reply to  Vovozao
1 ano atrás

Qual sua fonte Vovozao?

Me parece uma compra de oportunidade meio furada em tempos de aprovação da Classe Tamandaré…

A F-710 está com quase 30 anos de serviço (fará em 2022). Seria interessante mesmo, mas não bem parece uma possibilidade realmente viável.

Abraço!

Luiz Ricardo Cascaldi
Reply to  Luiz Ricardo Cascaldi
1 ano atrás

Corrigindo: “… mas não “me” parece…”

ALEX TIAGO
Reply to  Luiz Ricardo Cascaldi
1 ano atrás

Alguém sabe alguma informação sobre se valeria a pena sobre a classe cassar?? ? Sobre a informação que o vovozao passou a aconteceu alguns comentários na mídia a uns meses atrás pensei que era por causa da concorrência mas tomara que haja está esta visita mesmo seria interessante.

Vovozao
Vovozao
Reply to  Luiz Ricardo Cascaldi
1 ano atrás

L Ricardo Cascaldi, não existe nenhuma confirmação oficial, entretanto, quando almte. Leal comandava a marinha, houve comentários que os franceses tinham conhecimento das condições das nossas fragatas, e, como iriam das 5 que possuem só iriam fazer atualização em 3, e que iriam disponibilizar as 2 mais antigas (710/11), e mesmo ela tendo sido comissionada em 1992 é muito mais muito mais nova que as nossas, são pouco armadas (para os entendidos) e devem ter um preço mais em conta, além de vir a tapar um buraco na nossa armada já que teremos de dar baixa em (FCN/FCG). E tudo… Read more »

Jarbas Ferreira
Reply to  Vovozao
1 ano atrás

De onde vc tirou está ideia de Otan tem prioridade? Turquia queria a Atlântico e não levou.

Doug385
Reply to  Luiz Ricardo Cascaldi
1 ano atrás

Só o que se gastaria numa modernização inviabilizaria o negócio. Valeria por o dinheiro em mais Meko. A La Fayette é só um pouco maior do que as futuras Tamandares.

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Luiz Ricardo Cascaldi
1 ano atrás

Luiz Ricardo, a La Fayette foi comissionada em 1996. Só fará 30 anos em 2026

Mercenário
Mercenário
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

E a MB operar o canhão de 100mm?! Complicado…

Luiz Ricardo Cascaldi
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

Opa, Nunão!

Errei mesmo. Ela foi lançada ao mar em 92, mas comissionada apenas em 96.

Ainda dá para aproveitar bastante essa fragata, mas meu ponto é: Haveria interesse político nessa possível aquisição?

Economia ainda está estagnada… Fica difícil comprar Bahia, Atlântico, aprovar Tamandaré e ainda achar brecha para liberar a compra das La Fayette.

Podemos criticar/reclamar da força de superfície da MB, mas ela parece ser a força que está mais empenhada na sua atualização com boas compras de oportunidade e programas estratégicos de grande porte.

Enquanto isso a FAB cancela até atualização dos AMX.

Abraço!

Eduardo
Eduardo
Reply to  Luiz Ricardo Cascaldi
1 ano atrás

Tem a Wave na fila.

marcus
marcus
Reply to  Luiz Ricardo Cascaldi
1 ano atrás

Ficaria navegando mais alguns anos, pelo menos 10 anos. Seria uma oportunidade para aquela empresa Emgepron, que na minha opinião, é somente cabide emprego para oficiais que foram para reserva, fazer pelo menos a engenharia reversa desse projeto, e tentar produzir uma fragata nacional.

ALEX TIAGO
Reply to  marcus
1 ano atrás

Marcus. Acho que se viesse estas duas unidades daria um suspiro na marinha e em uns 6 a 8 anos faríamos um upgrade para o padrão Tamandaré e ficaria padrão com as outras.

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
Reply to  Vovozao
1 ano atrás

Filosofia das Forças Armadas Brasileiras: compre tudo acima de 2 unidades, pois sempre teremos pelo menos uma para servir de doadora de peças e canibalização.

Contra FATOS não há ARGUMENTOS!

Roberto Medeiros
Roberto Medeiros
Reply to  Vovozao
1 ano atrás

Acho uma boa “solução tampão”, pq até as Tamandaré entrarem, já teremos tido a baixa de 2 a 3 Niterói e das Greenhalgh, as Inhauma já deverão estar na fila do INSS. Teremos as escoltas reduzidas a 3 (na melhor das hipóteses 4 unidades) claudicantes Niterói e a pobre Barroso ( q a esta altura do campeonato vai estar jogando em mais posições que jogador de Várzea) com a companhia de no máximo duas Tamandaré e as outras duas finalizando a construção. E se não fechar o segundo lote, perigamos de ver as nossas escoltas resumidas a Barroso e mais… Read more »

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
Reply to  Roberto Medeiros
1 ano atrás

Ai comprando duas elas podem se revezar na costa do Líbano …

Afinal, pra que ficarem no nosso pacífico litoral????

Contra FATOS não há ARGUMENTOS!

Roberto Medeiros
Roberto Medeiros
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
1 ano atrás

Comprando elas, teremos condições de melhorar o PMG. É só observar q a vinda do Atlântico, possibilitou q a Marinha fizesse atualmente o PMG do Bahia, sem comprometer tanto a sua capacidade anfíbia e aeronave da Esquadra.

Enes
Enes
Reply to  Roberto Medeiros
1 ano atrás

Sonha com caviar e come o que vier.

CB vicente
CB vicente
1 ano atrás

Primeiro exercício com navios estrangeiros,👏👏 queria vê-lo um dia navegando ao lado de um “classe nimitiz” ,mas como diz o ditado um passo de cada vez.

Bardini
Bardini
Reply to  CB vicente
1 ano atrás

Pronto… Vlw, Flw…
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/2d/USS_Dwight_D._Eisen
hower_%28CVN-69%29_and_HMS_Ocean_%28L12%29_underway_in_the_Arabian_Gulf_on_25_November_2016.JPG

Pablo
Pablo
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Queria ver essa mesmo foto, porém com a MB e não o ex Ocean

Dalton
Dalton
Reply to  CB vicente
1 ano atrás

O “Atlântico” talvez tenha essa chance quando o USS George Washington
retornar ao Pacífico…no momento está na costa leste onde a modernização de meia vida de todo NAe ocorre e que deverá terminar no fim de 2021 e se não houver alguma necessidade de mante-lo um pouco mais no Atlântico ele poderá zarpar no primeiro semestre de 2022 contornando à América do Sul.

Pablo
Pablo
Reply to  Dalton
1 ano atrás

Dalton
o Atlântico não estará em modernização ou em manutenção nessa mesma época?

Dalton
Dalton
Reply to  Pablo
1 ano atrás

Por isso escrevi “talvez” Pablo…mas…caso ele não esteja em manutenção é provável que possa haver até um “cross decking”
com helicópteros de ambos os navios.
.
abraços

Pablo
Pablo
Reply to  Dalton
1 ano atrás

Tentei editar depois e nao consegui. Tem chance do Bahia participar?

Dalton
Dalton
Reply to  Pablo
1 ano atrás

O “Bahia” não é um navio voltado mais para operações aéreas como é o “Atlântico” então ficaria um pouco estranho,
mais provavelmente combatentes de superfície e talvez um submarino façam parte de um exercício, como já ocorreu no passado com o “GW” que estará de mudança para o Japão, com poucas aeronaves a bordo e uma tripulação que será em grande parte substituída pela tripulação do NAe hoje baseado no Japão, o USS Ronald Reagan.

Vovozao
Vovozao
Reply to  Dalton
1 ano atrás

03/05/19 – sexta-feira, btarde, DALTON, nos como entusiastas/militares, esquecemos o principal desta postagem: enaltecer o esforço hercúleo feito pela MB para colocar na ativa 4 (quatro) fragatas, hoje podemos dizer que temos 5 fragatas operacionais, 4 neste exercício e 1 no Líbano, o Atlântico hoje nossa nau capitania, um navio de desembarque de c de combate, bem parecido com um GT, é em momentos assim que temos como brasileiros de valorizar a MB. Espero sem criticar dentro em breve ver uma postagem no qual veremos no mínimo 2 tupi’s operacionais. Parabéns MB, parabéns pessoal apoio, sei que deve ter sido… Read more »

CVN76
Reply to  Dalton
1 ano atrás

Grande Almirante

Acho que vc está correndo muito….terminando o RCOH fins de 2021, duvido que ele parta já no 1. semestre de 2022….com ou sem necessidade de mantê-lo no ATL….aliás ainda não está nada definido se ele ficará no ATL ou no PAC..
Mas para manter a tradição, podemos fazer uma pequena aposta 🙂

Dalton
Dalton
Reply to  CVN76
1 ano atrás

Franz !
.
foi divulgado ano passado que ele irá substituir o USS Ronald Reagan no Japão que estará então necessitando urgentemente de uma doca seca e a única disponível encontra-se em Bremerton…apenas os NAes convencionais puderam utilizar a doca seca número “6” lembra que comentei com você anos atrás ?
.
Quanto a ele ir para o Pacífico em seis meses ou pouco mais após o “RCOH” foi exatamente o que aconteceu com o USS Carl Vinson !
.
abraços !

CVN76
Reply to  Dalton
1 ano atrás

Oi Dalton Obrigado pelo update….pensava que ainda não tinha sido publicado o destino do CVN 73. Interessante que a maior doca-seca em Yokosuka é a nr. 6 e em Bremerton a maior tb é a nr. 6….coincidência… Eu não entendo por quê a USN não aumenta a doca-seca nr. 6 em Yokosuka….seria tecnicamente possível…o CV 63 docava lá… Faz falta uma doca-seca para um CVN na área. Me lembro que a muitos anos atrás, o CVN 74 a caminho da V Frota, navegando entre as Filipinas e Cingapura teve um sério problema num dos lemes… Tiveram que docar o CVN… Read more »

Dalton
Dalton
Reply to  CVN76
1 ano atrás

No caso de você ler Franz…desconhecia sobre esse acontecido com o CVN 74 e não encontrei nada a respeito, então das duas uma, ou não foi dada muita atenção ou sua fonte é “fechada”, de qualquer forma acredito que seja o plano B da US Navy poder contar com docas privadas, ao menos para reparos emergenciais que certamente foi o caso. . Quanto a doca 6 em Yokosuka, se de fato é possível amplia-la, talvez o custo/benefício não valha a pena, os japoneses estão satisfeitos com ela, uma ampliação teria que ser paga pelos EUA e a deixaria indisponível e… Read more »

CVN76
Reply to  Dalton
1 ano atrás

O fato realmente aconteceu….a ala aérea foi dispersada por algumas baseas aéreas de Cingapura e o CVN 74 foi docado por poucos dias…
Vou ver se acho o link com as fotos e te mando em pvt.

Dalton
Dalton
Reply to  CVN76
1 ano atrás

Valeu Franz !

Alessandro Manoel
1 ano atrás

“Navio da Marinha está aberto para visitação gratuita em Paranaguá

Navio Hidrográfico Sirius atraca no Porto de Paranaguá e tem visita guiada ao público nas tardes de sábado (4) e domingo (5)”

https://guia.gazetadopovo.com.br/materias/visita-navio-marinha-sirius-paranagua-2019/

india-mike
india-mike
1 ano atrás

Caro vovozao, não acho esses navios mal armados, pelo menos não dentro da categoria deles que é de “fragata de patrulha”. Eles são quase um “OPV de luxo”, preparados para confrontos de baixa/média intensidade. Tal como a maioria dos OPVs não tem sonar algum e nem tubos de torpedo, ou seja, são incapazes de realizar guerra anti submarina independente (as aeronaves orgânicas poderiam claro fazer ASW de forma limitada). Mesmo assim, acho eles adequados para o Brasil, sobretudo para realizar missões como a Unifil e para fazer patrulha oceânica, que acredito ser uma das grande necessidades da MB. O problema… Read more »

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
Reply to  india-mike
1 ano atrás

Até que enfim alguém que parece saber o que está falando e não viajando na maionese rançosa e mofada … empurrando qualquer coisa sem argumentos (F-16 Kfir dos deserto (A-4 do Kwait é mera coincidência), Fremms sem freio, La Fayetes sem dentes e por ai vai …) … bom é comprar e depois que dá manutenção deixa encostado ou vai canibalizando outras unidades iguais até virar alvo de misseis que não conseguiram vender o casco como sucata para desmanches na Ásia. E não adianta dar dislike, nem ser bobozão … quer a lista de prateleira das ofertas do melhor da… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  india-mike
1 ano atrás

Se eles tivessem vencido as Tamandaré…

Vovozao
Vovozao
Reply to  india-mike
1 ano atrás

Obrigado pelos esclarecimentos.

india-mike
india-mike
1 ano atrás

Agora, navio que eu acho interessante nesse GT é esse NApOc da classe Loire. O Brasil está precisando de navios desse tipo para mobiliar os DN e não aquela bobagem do NPa500. Aliás os franceses estão trocando os seus classe vigilante (macaé) por esses navios. Um navio simples, robusto, de serviço, para fazer praticamente todas as necessidades dos distritos, desde patrulha a SAR e hidrografia. É uma espécie de Imperial Marinheiro do século 21 mas ainda mais funcional. A Damen tb tem uma família de navios muito interessante nessa categoria: https://products.damen.com/en/ranges/multi-role-auxiliary-vessel/multi-role-auxiliary-vessel-3600

Esteves
Esteves
Reply to  india-mike
1 ano atrás

Essa proa invertida…acho bacana. Mas não entendo de navios. E acho que marinha tradição não compraria um navio desses.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  india-mike
1 ano atrás

corretissimo.

excelente exemplo de casco multifuncional

Vovozao
Vovozao
Reply to  india-mike
1 ano atrás

03/05/19 – sexta-feira, bdia, india-mike; entendi todas as suas colocações, só não tinha afinado que as armas/sistemas são tão diferentes; a minha colocação é quanto a ”idade” das lá fayette’s e das nossas ” Niterói’s”, pois vejo postagens aqui de pessoas falando das fragatas inglesas/alemães/canadenses/australianas etc, quando e se forem disponibilizadas para venda terão mais de 30/35 anos, então estarão no mesmo patamar das Niterói’s”, já beirando as sucatas, não acho que MB faria uma c de oportunidades destas, já que existe alguma coisa não escrita que devemos nos ater a compras de meios navais até 25 anos, e, como… Read more »

india-mike
india-mike
Reply to  Vovozao
1 ano atrás

Caro Vovozao, concordo que em termos de idade essas provavelmente serão as escoltas mais novas que serão disponibilizadas na próxima década. E, novamente como vc falou, frente a condição atual dos nossos escoltas, muito provavelmente a MB vai entrar numa situação em que precisará de um refresco, até mesmo para permitir a planejada revitalização em 3 FCN. O que pega nessa questão da falta de padrão desses navios em relação ao que usamos é a escala. Se fossem ofertados pelo menos 4 dos 5 navios eu acho que a MB não deveria pensar duas vezes, mas tudo indica que a… Read more »

Vovozao
Vovozao
Reply to  india-mike
1 ano atrás

Mas uma vez só tenho que agradecer, e, esperar para ver se haverá oferecimento do lado da MB, e, condições financeiras da MB. E estou aguardando para ver se eles liberam para visitação, tenho um neto de 14 anos, que sempre faz estás visitas junto.

Bardini
Bardini
Reply to  india-mike
1 ano atrás

“Aliás os franceses estão trocando os seus classe vigilante (macaé) por esses navios.”
.
Eles estão substituindo os Vigilante por um mix. Este é o outro navio da conta: comment image
.
Tudo o que o NPa 500t deveria ser e não é… Barato, simples, com uma rampa para operar RHIB e focado em patrulhar a ZEE coibindo criminosos e ilícitos. É navio que vai operar pagando missão básica e não com essa visão burra de “ir Guerra”, que a MB insiste em manter viva nestes navios.
.
A MB está tentando ter uma Corvetinha com esses NPa 500t…

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Bardini, acredito que a MB vai ficar somente com os quatro Macae, os dois operacionais e terminar os cascos começados. Já existe um projeto de NaPOc mais atual

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Isso e coisa do Brasileiro amigo. Tem vários comentários no blog que os patrulhas oceanicos estão mal armados com um canhão de 30mm. Um navio que no máximo vai encarar lancha de fibra com homens armados de fuzil.

Gilbert
Gilbert
1 ano atrás

Poderiam ver se o obuseiro autopropulsado Caesar se adapta bem ao nosso PHN Atlântico e quem sabe encomendar no futuro uma duzia deles para os fuzileiros navais

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Gilbert
1 ano atrás

O atlantico só consegue transportar e desembarcar, jipes e ambulancia tipo marrua

MF1
MF1
1 ano atrás

Olha só , 5 escoltas da Marinha num único exercício

Renato
Renato
1 ano atrás

Bela nave.
Para um país de dimensões continentais como o Brasil o ideal seria possuir 2 porta helicópteros bem aparelhados e atualizados.
Mas, estrategicamente o Brasil ainda carece e muito de uma segunda base naval no norte/nordeste para uma melhor eficiência de patrulhamento das águas territoriais.
Pelo menos isso, é o que penso.

Dalton
Dalton
1 ano atrás

Os 3 navios classe “Mistral” também se revezam no papel de navios de treinamento, papel
que era exercido pelo cruzador porta-helicópteros “Jeanne d’Arc” descomissionado em 2010. No momento é o próprio “Tonerre” e a missão em que ele encontra-se chama-se
“Jeanne d’Arc”.

Jagderband#44
Jagderband#44
1 ano atrás

Isso ai. Marinhas de países socialistas devem operar juntas.

Vovozao
Vovozao
1 ano atrás

…..atinado….

Nunes-Neto
Nunes-Neto
1 ano atrás

Os entendidos dizem que as La Fayette são sub armadas, mas as nossas Fragatas são o que?Quando o sonar tá bom , o lançador de missil não presta, quando esse presta o radar não,quando todos os sensores estão bons o motor tá uma droga, qual a Fragata hoje no Brasil está com os sistemas 100%? La Fayette são para cenários de média e baixa intensidade, certo o nosso cenário é de alta?

Nunes-Neto
Nunes-Neto
1 ano atrás

Os especialistas dizem que as La Fayetee são sub armadas, então não servem p Brasil, mas qual a Fragata no Brasil que está com os sistemas 100% ?Elas vivem sub armadas, quando um sistema tá bom, o outro não tá !As La Faytte são para cenários de baixa e média intensidades, certo, o nosso cenário é de alta intensidade?Tô jeito que estamos qualquer navio vai ser bem vindo.

Nunes-Neto
Nunes-Neto
1 ano atrás

Desculpa os erros digitando rápido do celular!
# La Fayette
# Do jeito

Rodrigo Martins Ferreira
1 ano atrás

Eu não entendo bulhufas de navio, mas o problema como sempre está na concepção da ideia que não muda e em muito contribui para a diminuição da nossa capacidade de combate e o duro é que tem gente de farda que pensa assim. “Se comprar XXXXXXXX o desenvolvimento nacional vai ser abandonado/postergado” Se surgir um problema HOJE, a Tamandaré mal está no papel… Então não vejo problema em comprar um navio que cumpra a função HOJE. E quem sabe da operação dele, ainda se aperfeiçoa o projeto da Tamandaré.. Até hoje as 3 forças não tem as armas que precisam.… Read more »

Rafael
1 ano atrás

Uau!! 5 Escoltas funcionando e fazendo exercícios? Bacana hein! Parabéns Marinha Brasileira! Será que os navios serão abertos a visitação aqui em Vitória dia 10? 🙂

Fabio
Fabio
1 ano atrás

Quanto as duas Lafayete ofertada a MB não expressou muito interesse. Mas, Sea reforma da previdência avansar ainda esse ano tem a possibilidade de se concretizar junto a compra de um dos navios da classe wave.

FERNANDO
FERNANDO
1 ano atrás

Ohhhh La Fayette linda
Esquece as La Fayette, olha mais para o fundo, tem uma baleia enorme mais adiante, não tem como não ver, são 200 m. Duas destas, e já estaríamos 100 anos a frente de todas as marinhas da América do Sul.

CVN76
1 ano atrás

Só como adendo para a reportagem; esse Grupo-Tarefa da França está vindo da Africa do Sul onde participou de algumas manobras.
Do Brasil eles seguem para a Guyana Francesa, algumas ilhas francesas no Caribe e depois voltam para a França.

Bardini
Bardini
1 ano atrás

OFF TOPIC: FREMM oferecida ao programa FFG(X)…
.
https://fincantierimarinegroup.com/media/videos/ffgx-sas/
.
Completamente diferente…

Mercenário
Mercenário
Reply to  Bardini
1 ano atrás

“Americanizaram” o design.

Deve possuir 32 células VLS, ao contrário das apenas 16 da versão italiana, já que os americanos usam para a guerra, os italianos para desfile naval rsrs

Bardini
Bardini
Reply to  Mercenário
1 ano atrás

As FREMM dos italianos podem receber mais 16 VLS, caso seja necessário. Não recebem pq a abordagem da Marina Militare é a de faz muito com pouco que tem e de facto ser uma Marinha de Guerra dentro das necessidades deles, com quantidade, qualidade e reservando capacidade de crescimento.
.
Não existe exemplo mais amplo disso do que o projeto do PPA. Volume a baixo custo. Abordagem extremamente inteligente, ao contrário de uma Corveta que virou Fragata por aí…
.comment image
.
Então, meu chapa… Eles estão mais do que certos nessa abordagem. Muito com pouco.
.
Fit to receive…

Mercenário
Mercenário
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Na prática nunca vão receber o acréscimo de capacidade. E são mais de 6000 tons.

Navios “fit for but not with” temos vários exemplos. A margem de crescimento é importante, sem dúvida, mas sob outra perspectiva seria subutilização.

Hoje, a FREMM italiana opera um limitado número de mísseis em relação ao seu deslocamento.

Bardini
Bardini
Reply to  Mercenário
1 ano atrás

Humm, é mesmo?
.
Gesuis…

Mercenário
Mercenário
Reply to  Bardini
1 ano atrás

?

Juarez
Juarez
Reply to  Bardini
1 ano atrás

E desde quando o PPA e de baixo custo?
Só se for no mundo encantado dia faz de conta.

Bardini
Bardini
Reply to  Juarez
1 ano atrás

3,9 bilhões por 7 Navios…
.
2x Light (na faixa dos 450 milhões)
3x Light+ (na faixa dos 500 milhões)
2x Full (na faixa dos 750 milhões)
+ Pacote de suporte logístico por 10 anos…
.
Volume a baixo custo… E isso por um baita, mas um baita de um projeto.
.
Isso sendo que os dois “Full” serão equipados até com Aster Block 1 NT, o que vai garantir a Marina Militare mais dois Navios com função Ballistic Missile Defence (BMD).

Juarez
Juarez
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Não vi nada de baixo custo, pois os dois primeiros são patrulheiros melhorados a meio bilhão de euros cada.

Thiago
Thiago
Reply to  Mercenário
1 ano atrás

Quem dera tivessimos esses Navios para desfile, pelo menos os vizinhos iriam ter medo , porque agora com nossos desfiles só dão risadas. É cada uma que tenho ler …

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Mercenário
1 ano atrás

Ui ui, os americanu usa para a guerra, e os americanu isto, e aquilo, labregagem têm limite. Mas no iraque e afeganistão pediu para a nato irem para a guerra com eles. Por acaso sabes que existem aor para reabastecer navios de guerra???

Forte275
Forte275
1 ano atrás

Tem como postar as fotos aqui no blog?

Rafael
Rafael
1 ano atrás

Esse BPC tonnerre será nosso próximo porta helicópteros

Juarez
Juarez
Reply to  Rafael
1 ano atrás

Papai Noel também aparecera na sua janela com trenó, doze renas e presentes, aguarde.

Nilson
Nilson
Reply to  Rafael
1 ano atrás

Concordo, é uma boa possibilidade pegarmos um dos 3 Mistral de 2ª mão, quando o Atlântico estiver aposentando. Por volta de 2035 devem começar as negociações.

nonato
nonato
1 ano atrás

Acho lindo esse Mistral.
Não existe navio militar mais lindo.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 ano atrás

Vão treinar como podem usar helicópteros como caças para proteger e mandar alguns atacar alvos inimigos. Uma piada mesmo com os contribuintes brasileiros que viram seu dinheiro ser jogado fora na aposentadoria do Nael São Paulo e subutilização dos A-4 Skywanks.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  Luiz Trindade
1 ano atrás

E ainda tem gente que vota negativo no meu comentário… Esse país tá dificil!

Juarez
Juarez
Reply to  Luiz Trindade
1 ano atrás

Boa tarde. Prezado Luiz Trindade, quem provavelmente negativou você foi um ‘P 2″ (oficial de inteligência)da Marinha, deve ter pelo menos uns três ou quatro aqui cadastros com Nick Names diferentes agindo em conjunto, ou seja, um levanta a bola e outro chuta. Provavelmente o Galante já deve ter sido orientado a liberar os comentários mais ácidos contra a MB, como os meus e de outros aqui que costumam criticar com argumentos para que nossos IPs sejam devidamente “acompanhados”.
Há um movimento muito forte contra as divulgações em.redes sociais. Não e só o STF que quer falar as pessoas….
..

india-mike
india-mike
1 ano atrás

Estão nesse momento na entrada da Baía de Guanabara:
PHM Atlântico
F Independência
F Constituição
F Liberal
F Greenhalgh
CV Júlio de Noronha
S Tupi
NPaOc Amazonas

O NDCC Alte Saboia está na baia de sepetiba e deve se juntar ao grupo

Parece q a MB quis mandar um recado e dizer que seus navios (e submarinos) são capazes de navegar sim…

india-mike
india-mike
Reply to  india-mike
1 ano atrás

O Amazonas retornou ao Mocanguê e o Gastão Motta suspendeu. Vai ser interessante esse exercício…

Juarez
Juarez
Reply to  india-mike
1 ano atrás

India, navegar/flutuar nós sabemos que com dificuldades, o fazem, o problema deles é operar e combater…….