Home Exercício Navio francês de inteligência eletrônica entra no Mar Negro

Navio francês de inteligência eletrônica entra no Mar Negro

8835
143

Navio Dupuy de Lome de ELINT/COMINT vai acompanhar exercício da OTAN

O navio de reconhecimento naval francês Dupuy de Lome entrou no Mar Negro no dia 3 de julho, de acordo com o Bosphorus Observer, que acompanha a passagem de navios pelo Bósforo.

O Dupuy de Lome é encarregado de conduzir inteligência eletrônica (Electronic Intelligence – ELINT e Communications Intelligence – COMINT). O equipamento do navio inclui dois radares de navegação, estações de sistemas de comunicação via satélite, uma estação de alerta e identificação de radar e complexos de reconhecimento de rádio e eletrônicos.

O equipamento permite detectar e analisar transmissões de vários radares, bem como interceptar e espionar sinais de sistemas de comunicação (incluindo satélites). É capaz de interceptar os tipos mais modernos de transmissão, incluindo mensagens de e-mail e conversas por telefone celular.

A última vez que o navio esteve no Mar Negro foi em junho de 2015.

No momento, o exercício naval da OTAN Sea Breeze 2019 está ocorrendo no Mar Negro. O treinamento, que começou em 1º de julho, está sendo conduzido pela OTAN e por alguns de seus aliados, incluindo a Ucrânia e a Geórgia, na parte noroeste do Mar Negro.

FONTE: Sputnik News/Bosphorus Observer

Subscribe
Notify of
guest
143 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Netanyahu
Netanyahu
1 ano atrás

Que belo alvo…

Fábio CDC
Fábio CDC
Reply to  Netanyahu
1 ano atrás

Um belo alvo para quem tiver coragem de meter chumbo nele, porque a resposta não tarda e não falha.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Fábio CDC
1 ano atrás

Da França?
Sei, não!

Samuel
Samuel
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Da OTAN.

Junior
Junior
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Não, de toda a OTAN

Brunow Basillio
Reply to  Junior
1 ano atrás

Sei…. dependendo quem for o adversário a OTAN vai lá e quebra o pau, tipo Iraque, Líbia, Servia…Mas se o adversário for a altura só rola o mi mi mi…

Dalton
Dalton
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

O mesmo é válido para a Rússia também, como por exemplo com relação à Georgia e à Ucrânia que também não foram adversários à altura.

Brunow Basillio
Reply to  Dalton
1 ano atrás

Rússia é um pouquinho mais ousada, basta ver a intervenção nas eleições americanas e os assassinatos e tentativas em solo britânico..

Jacinto
Jacinto
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Se assassinato for ousadia então o Chile é imbatível, já que em 1976 agentes chilenos mataram Orlando Letelier com um carro bomba em Washington DC.

Brunow Basillio
Reply to  Jacinto
1 ano atrás

Neste caso de carro bomba ninguém ganha do Isis..

JPC3
JPC3
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Visão da Rússia muito apaixonada. Eles enfrentam quem a altura deles?

Só atacam que não tem chance de vencer, igual a OTAN e os EUA.

Brunow Basillio
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Olha pra trás, para a história russa e verá quem eles já enfrentaram…

JPC3
JPC3
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Mas aí também tem o argumento de que os EUA enfrentaram o Império Japonês.

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Primeira vez que vou concordar, hj nem a França nem a OTAN não fariam nada!

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Rafael Coimbra
1 ano atrás

Claro, então experimentem e depois chorem.

Brunow Basillio
Reply to  rui mendesmendes
1 ano atrás

Numa eventual guerra nuclear, os mísseis vão estar caindo e os franceses e mais alguns vão estar fazendo plebiscito se usam ou não usam seus Nukes, ou vão estar ocupado fazendo protestos contra o aquecimento global, maltratos aos animais etc…
Ali na Europa a OTAN se resume em dois países que tem coragem de ir para a guerra (uma grande guerra), a Inglaterra e Polônia, o resto é resto…

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Percebe-se que sua percepção do Mundo e conhecimento de como funciona a França, é bem limitadinha.

Se eu fosse você, não apostaria minhas fichas nesse discursinho míope não. Quando a primeira pedra voa pela janela, as coisas acontecem bem mais depressa do que você obviamente consegue imaginar.

Brunow Basillio
Reply to  Leandro Costa
1 ano atrás

Talvez por que meu pai é Italiano de nascimento, meus avós paternos alemão eu tenho esta visão…”não conheço nada de Europa”….

JPC3
JPC3
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Perdão, mas a Rússia não vai atacar a OTAN tanto quanto a OTAN não vai atacar a Rússia.

Essa conversa está sem sentido. E de qualquer forma grande parte do poder francês está nos submarinos, podem demorar para responder se quiserem.

Se a questão é coragem ela vale para os dois lados, pois nenhum dos dois quer guerra.

Brunow Basillio
Reply to  JPC3
1 ano atrás

JPC3.. Ninguém vai atacar ninguém rsrs , os confrontos e as guerras são nós que criamos aqui, senão a página fica sem graça, não vê outras páginas de defesa por aí…. São três ou quatro comentários por matéria e olhe lá… Hoje no século 21 as guerras de verdade são travadas com canetas e papel dentro de quatro paredes…Com tanques e bombas hoje se mata centenas ou até milhares, mas com canetas se arruínam nações, definem o destino de povos, quem brigam com armas são os fracos seguindo as ordens que sai das canetas dos poderosos.. Não vê, Venezuela, Síria,… Read more »

Thiago
Thiago
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Ah Polônia kkkkkkk, faz me rir

Thiago
Thiago
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

“os franceses e mais alguns vão estar fazendo plebiscito se usam ou não usam seus Nukes, ou vão estar ocupado fazendo protestos contra o aquecimento global, maltratos aos animais etc…”
Então vc conhece muito pouco a França…

rodrigo
rodrigo
Reply to  Thiago
1 ano atrás

acredito que ate se a Venezuela invadir as Guianas, os franceses nao vao dar um tiro.

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Não, do Brasil, afinal quem têm ssbn´s, é o Brasil, e ssn´s, e misseís nucleares balísticos, e misseis nucleares de cruzeiro, porta aviões, porta helicopteros e destroyers e fragatas, tudo o Brasil, olha agora a França, ou Reino Unido, ou algo da União Europeia, nada valem. Pois é, sonha e chora.

Rene Dos Reis
Reply to  Netanyahu
1 ano atrás

penso ser bom para tempos de paz , numa guerra total a sobrevida deve ser curtíssima.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
1 ano atrás

Ok!

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Só para gerar um pouco mais de desconforto no governo Putin e monitorar de perto a relação da Rússia com a Turquia.
Pois até o final do mês chegam os sistemas S-400 vindo da Rússia para a Turquia.

francisco
francisco
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

A França só tem arranco, perdeu em todos os grandes conflitos em que lutou sozinha. VER abaixo alguns exemplos. Agora quer peitar a Russia? vai se ferrar novamente.

Gueras Francesas:
A França perdeu para a Inglaterra (guerra dos 100 anos), perdeu para Alemanha (guerra franco-prussiana), perdeu para Russia (em 1812), perdeu novamente para a Alemanha de Hitler(segunda guerra), perdeu para o Vietnam (guerra da Cochinchina), perdeu para o Brasil (nas invasões francesas e na guerra do Amapá em 1895), perdeu para a Turquia em 1920 (guerra Franco-Turca) e perdeu novamente para o Brasil na guerra da lagosta.

Washington Luiz
Washington Luiz
Reply to  francisco
1 ano atrás

Você lêu a reportagem, parece que não,então antes opinar é bom se informar primeiro.

Tiago
Tiago
Reply to  francisco
1 ano atrás

A melhor foi a da lagosta. Mas vieram a forra na copa comprada da França. Realmente o Brasil não é um país sério kkkk

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Tiago
1 ano atrás

Tiago.
No episódio da lagosta. Quem não era séria era a França, que estava nos roubando.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Antonio Palhares
1 ano atrás

E roubando na cara dura.

Fernando V
Fernando V
Reply to  francisco
1 ano atrás

Mas que comentário idiota. Típico de brasileiro que só usa passado pra expor seus argumentos. O navio está em treinamento com a OTAN e por sinal é sim um grande exemplar tecnológico para atuar na guerra moderna, século 21, sabe.

smichtt
smichtt
Reply to  francisco
1 ano atrás

Caro Francisco, Não há como negar seus exemplos; porém, poderíamos contra-argumentar com outros onde os gauleses (ou como quiser chamá-los) saíram-se vitoriosos. O que gostaria de salientar é que a análise atual deve recair sobre o Estado supranacional europeu que está a se formar (quer alguns gostem ou não), no qual a França participa como protagonista de seu dispositivo militar (entre outras atribuições). Desta forma, não há muito sentido em falar em atuação militar isolada de um país partícipe da Nato -mesmo que pontual- em detrimento de quaisquer objetivos comuns estabelecidos pela aliança. Note que isso não impede que qualquer… Read more »

Gustavo
Gustavo
Reply to  francisco
1 ano atrás

Guerra dos 100 anos foi vencida pelo lado francês.

Osmar
Osmar
Reply to  Gustavo
1 ano atrás

Sr. Gustavo, está corretíssimo. Não sei de onde foi retiram o argumento de vitória inglesa na Guerra dos Cem Anos, talvez seja um sintoma da falência do modelo educacional atual.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  francisco
1 ano atrás

Francisco.
Pior que você tem razão. Frances é muito bom na cozinha.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  francisco
1 ano atrás

Um pequeno ajuste…
Perdeu no México depois de uma derrota humilhante. Teria perdido na Primeira Guerra Mundial, se os Estados Unidos não tivessem chegado para socorrer.
Me baseando nas minhas experiências militares, a única unidade que gera respeito é…
A Legion Etrangere!!!

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Joao Moita Jr
1 ano atrás

Se você analisar a história da legião, ela foi criada para ser usada em guerras fora do território frances porquê os franceses não queria se arriscar a morrer em uma guerra criada por eles mesmos. Como 98% das guerras francesas foram fora de seu território, vemos como eles são um povo com alma de conquistador más sem espirito guerreiro.

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Claro, só um pormenor, a maior de todas as guerras até hoje grande parte foi em território Francês, tal como a segunda maior guerra de sempre, também foi grande parte em território francês. A maior parte dos países, é que não se podem comparar com os franceses, em ser guerreiros, além dos países que foram colónias deles, basta veres onde se fala francês, mas actualmente, franceses, juntamente com americanos e ingleses, são os soldados com mais experiência, e em africa, a maior parte dos mercenários, são franceses. Não queiras sequer comparar, com outros povos que raramente estiveram em guerra, se… Read more »

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Joao Moita Jr
1 ano atrás

Só os estados unidos?? E os outros, esqueceste? E a França ajudou os Estados Unidos na luta contra os Ingleses.

JPC3
JPC3
Reply to  francisco
1 ano atrás

Esqueceram do Napoleão?

Augusto
Reply to  francisco
1 ano atrás

francisco, você está desinformado, mesmo podendo consultar gratuitamente a internet. A Guerra dos 100 anos, por exemplo, foi vencida pela França e nela surgiu a figura de Joana D’Arc. Aliás, por causa dessa derrota inglesa é que a Inglaterra mergulhou em outra guerra, agora civil (Guerra das Duas Rosas).

Guerra da Lagosta sequer foi guerra, mas um mero desentendimento caricato, resolvido diplomaticamente.

Você se esqueceu da vitória francesa na Guerra dos 30 anos, que envolveu a Europa (excluindo os países da periferia).

Esqueceu-se das Guerras Napoleônicas tbm.

Rene Dos Reis
Reply to  francisco
1 ano atrás

Po da lagosta?

Berteli
Berteli
Reply to  francisco
1 ano atrás

E perdeu para todo a Europa entre 1800 e 1815. Quanto à Lagosta, boa piada.

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  francisco
1 ano atrás

E juízo, não. A França teve meia Europa sobe dominio, invadiu a Rússia, e só o inverno e não os Russos a derrotaram, ajudou os States a serem independentes, e muito mais havia a dizer, agora vietnam, Brasil, e por aí fora, só um dos seus ssbn´s derretia o Brasil inteiro, não te confundas.

ScudB
ScudB
Reply to  rui mendesmendes
1 ano atrás

Que coisa mais ridícula.. Que dizer que o inverno e não a estratégia do Kutuzov fez os froggies ficar sem comida e sossego? Que dizer que o inverno e não as brigadas do Bagration dizimaram os comedores de ra nos flanques? Que dizer que o inverno e não o fato de TODOS(!) os oficias russos falarem francês fluentemente e sem sotaque algum permitindo infiltrações e deboche total nas portas de fundo? Que dizer que o inverno e não o movimento popular dos “partisans” que fez as tripas dos franceses escoar furados pelo garfo agricola? Serio? Acho melhor Voce ficar caladinho… Read more »

smichtt
smichtt
Reply to  ScudB
1 ano atrás

Caro ScudB: fez-me ficar com vontade de reler Guerra e Paz.

Abraço

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  rui mendesmendes
1 ano atrás

Que dizer o país da Europa Ocidental com a maior superfície territorial; cujo idioma é um dos quais possui maior difusão e em 2050 provavelmente sera o mais falado do mundo; que emite e controla a moeda de uma dúzia de países; uma nação com domínios ainda espalhados por meio planeta inclusive aqui na América do Sul, com a maior ZEE do mundo superior até a dos EUA … tem essa herança porque só teve “arranco”? Imagina se tivesse conquistado e triunfado em algo: séria a terceira potência nuclear do mundo, nosso modelo de civilização/filosófico/político cultural seria fruto direto de… Read more »

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Thiago Aiani
1 ano atrás

Queria ver o Brasil ou os Estados Unidos com potências rivais e vizinhas de casas tão cordiais e fraquinhas como o Reino Unido, a Alemanha, a Espanha e o que era um vez o império Austro-húngaro. Fácil ficar do outro lado do oceano sem levar duas bombinhas na cabeça ou sofrer invasões, chegar no segundo tempo do jogo bem repousado e fresco e dar uma de valentão quantos outras já aguentaram e continuam aguentando o tranco.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  rui mendesmendes
1 ano atrás

Eu preferiria ter uma divisão alemã na minha frente do que uma francesa atrás de mim.
General George S. Patton
😜

Thiago
Thiago
Reply to  Joao Moita Jr
1 ano atrás

norte-americano… Deve ser aquela arrogância tipica yankee que esconde uma certa inveja e complexo , aquele mesmo complexo que os Romanos de alta classe possuíam em relação os Gregos. Sobre a França vale a pena uma pequena e óbvia anotação: sem ela hoje não existiria um Estados Unidos da América. Não apenas participou ativamente lutando ao lado deles, mas chegou a comprometer sua dívida pública para financiar a guerra contra o Reino unido e cobrir os gastos dos americanos com generosos empréstimos. A independência dos Americanos presenteou a França uma recessão econômica resultante dos gastos neste conflito que ampliou o… Read more »

Thiago
Thiago
Reply to  Thiago
1 ano atrás

É olha que eu nem gosto de Francês, mas odeio esse péssimo costume brasileiro/americano de querer tirar os méritos alheios , desmerecer, criticar …sem nem pelo menos conhecer metade do que tá falando e sem ter feito nada a mais.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Thiago
1 ano atrás

Ajuda paga com juros na França na Primeira Guerra Mundial e em Normandy. Sem os Estados Unidos, a língua franca do francês de hoje seria o alemão.
Mas já que estamos conversando de história, vale lembrar a curiosidade que a presença da frota imperial russa em águas americanas impediu que a Inglaterra intervir do lado do Sul. Se isso tivesse acontecido, hoje estaríamos falando dos Estados Confederados também.
Interessante, não?

Thiago
Thiago
Reply to  Joao Moita Jr
1 ano atrás

Que o Patton descanse em paz, mas o que a França foi e é ninguém mudará apenas com aforismas e citações. Os fatos são fatos. É esses fatos veem a presença da França nos 4 ângulo do mundo e o marcou para sempre.

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  rui mendesmendes
1 ano atrás

No território europeu da Rússia, é frio no inverno, não mais que na Polônia ou na Alemanha.
O exército de Napolen foi transportado, através da Berezina, por água, que diz que a temperatura estava acima de zero Celsius.
“General Frost” é uma caricatura inglesa dos tempos da guerra de 1812. Na realidade, nada como isso foi feito.
O mesmo se aplica aos alemães em 1941.

R_cordeiro
R_cordeiro
Reply to  francisco
1 ano atrás

A França perdeu a guerra dos 100 anos? Wtf!

ugo
ugo
Reply to  francisco
1 ano atrás

Se você gosta do Brasil, leia este comentário e você vai entender Em – 390 os franceses são os únicos na história a ter conquistado Roma! Em 52 os franceses são os únicos na história que derrotaram as legiões de César! Em 487 A França se torna o primeiro país cristão europeu na história! o Papa dá pela primeira e última vez na história, sua sagrada bandeira branca para a França para cristianizar a Europa bárbara! De 488 a 700 a França conquistou e cristianizou toda a Europa! Em 732 o destino do mundo é jogado na França! Exércitos muçulmanos… Read more »

Gabriel BR
Gabriel BR
1 ano atrás

Os franceses estão mandando um recado bem claro aos russos…

Joao Moro
Joao Moro
1 ano atrás

Aos poucos cresce a tensão entre OTAN e Russia…

Vovozao
Vovozao
1 ano atrás

05/07/19 – sexta-feira, bnoite, esta lista de equipamentos de escuta, radares, sistemas de comunicações são de quando ele foi lançado, com as atualizações e a tecnologia de hoje ele ( no momento) está sendo o navio mais importante no mar negro, podendo estar atendo a Turquia e a União Soviética.

António Santos
António Santos
Reply to  Vovozao
1 ano atrás

União Soviética ??? LOL

ScudB
ScudB
Reply to  António Santos
1 ano atrás

O velhinho parou no tempo…

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  António Santos
1 ano atrás

Hahaha!!! Depois me esculhambam quando digo que alguns por aqui ainda vivem em 1989…lol

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
1 ano atrás

Será que vai ter SU-24 sobrevoando esse bichão aí? quero ver se os russos têm peito!

Jakson Almeida
Jakson Almeida
Reply to  Marcelo Andrade
1 ano atrás

Se sobrevoam navios americanos, porque não fariam em país militar bem mais inferior.

Minuteman
Minuteman
Reply to  Jakson Almeida
1 ano atrás

Como eu queria que o Brasil fosse inferior como a França. Eles tem 4 SSBN Triomphant-class, o suficiente pra fazer a Rússia pensar duas vezes antes de agir.

filipe
filipe
Reply to  Minuteman
1 ano atrás

Basta um SSBN Thyphon de 48 000 toneladas , para qualquer país pensar duas vezes antes de enfrentar os Russos.

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  filipe
1 ano atrás

Foram desativados…

Rene Dos Reis
Reply to  Marcelo Andrade
1 ano atrás

aguardando os rasantes russos

Brunow Basillio
Reply to  Marcelo Andrade
1 ano atrás

Se tem peito rsrsrs, fazem pior….

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Marcelo Andrade
1 ano atrás

Os Soviéticos? Lol

Bispo
Bispo
1 ano atrás

Sabemos quem é a força dominante por lá.

Sun Tzu disse:

“Os bons guerreiros fazem com que os adversários venham a eles, e de nenhum modo se deixam atrair fora de sua fortaleza.

O primeiro que faz o movimento é o “convidado”, o último é o “anfitrião”. O “convidado” o tem difícil, o “anfitrião o tem fácil”. Perto e longe significam deslocamento: o cansaço, a fome e frio surgem do deslocamento.”

Dalton
Dalton
Reply to  Bispo
1 ano atrás

Sun Tzu não conheceu armas de destruição em massa, mas, o que a “força dominante” poderá fazer ? Iniciar uma guerra que poderá atingir proporções inimagináveis ? E o mesmo é válido para a OTAN.
.
Como prova da relevância francesa o SSBN francês que está em patrulha no Atlântico, por exemplo, pode lançar 16 mísseis balísticos capazes de atingir as principais cidades russas.
.
No mais, o Mar Negro não é propriedade de ninguém a OTAN tem todo o direito de exercitar-se com aliados e à Rússia cabe monitorar o exercício, como tem sido sempre o caso.

Brunow Basillio
Reply to  Dalton
1 ano atrás

No caso do Submarino com 16 mísseis balísticos vale para os dois….

Dalton
Dalton
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Foi o que escrevi … válido para os dois.

Jagderband#44
Jagderband#44
1 ano atrás

Qual será a janta?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jagderband#44
1 ano atrás

Lagosta servida com champanhe.
De sobremesa, macarons.
Talvez, por aí, os franceses consigam derrotar os russos.

JPC3
JPC3
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Dá para citar um monte de áreas em que os franceses derrotam os russos.

Brunow Basillio
Reply to  JPC3
1 ano atrás

JPC quais , além de Futebol, PIB per capta e nominal ?

JPC3
JPC3
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Indústria, índices de violência, distribuição de renda, índices de corrupção.

Embora estejam muito na frente do Brasil, a Rússia não é esse paraíso todo. Não dá para avaliar a Rússia apenas por duas ou três cidades ricas.

JPC3
JPC3
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Quem conhece Moscou e São Petesburgo diz que a Rússia é uma maravilha, quem conhece outras cidades já não tem a mesma opinião.

JPC3
JPC3
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Acho que a Rússia deve ser um país muito bom sim, conheço alguns russos e são pessoas educadas e gentis, porém, a França não é qualquer coisa. Tem bons motivos para terem a economia e fama que tem.

JPC3
JPC3
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Áreas que os franceses vencem pode ser indústria, distribuição de renda, índices de violência, índices de corrupção.

Olha a aviação civil e a participação da França na Airbus e compare com a Rússia, por exemplo.

JPC3
JPC3
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Escrevi duas vezes uma resposta dizendo algumas áreas em que os franceses superam a Rússia mas não saiu.
Talvez saia depois.

Brunow Basillio
Reply to  JPC3
1 ano atrás

JPC3
França já foi um lugar muito bom, hoje não diria a mesma coisa, lógico que há muitas coisas na França que é melhor que na Rússia e outros países do mundo…
Talvez um Francês não queira viver na Rússia e muito menos um Russo na França, pois o desemprego na França hoje é o dobro da Rússia, o PiB por poder de compra dos russos hoje é maior que o Francês, o crescimento econômico russo hoje mesmo sob sanções está superior ao Francês, na Rússia a quatro vezes mais médicos em grupo de 100k que na França etc…

Brunow Basillio
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Em uma breve pesquisa de país mais avançado tecnologicamente a Rússia está bem a frente da França…
https://www.theclever.com/most-technologically-advanced-countries/

JPC3
JPC3
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Olhe a industria de aviação civil francesa, a indústria automobilística, a distribuição renda, os índices e violência.

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

PIB por poder de compra!
Fico imaginando a comparação entre os padrões de compra de um russo e de um francês.

Brunow Basillio
Reply to  Edson Parro
1 ano atrás
JPC3
JPC3
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Nessa lista o Brasil está na frente da França.

JPC3
JPC3
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Já procurou sobre pobreza e distribuição de renda na Rússia?

Brunow Basillio
Reply to  JPC3
1 ano atrás

JPC3
Encontrei está fonte mais atual…
https://www.themoscowtimes.com/2019/05/14/can-russia-halve-its-poverty-level-a65560
Mas é lógico que cada país tem seus “meios” de medir a pobreza de sua população, e o que é pobre num país não e pobre em outro, talvez com 1000 dólares mensais um americano seja considerado bem pobre, mas um Russo com o mesmo valor “vai pagar de ostentação”, mas tem um índice medido pela ONU, muitos seguem por ele…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Edson Parro
1 ano atrás

Talvez com o dinheiro que a Renault, PSA, Sanofi, Carrefour, Saint Gobain, BNP Paribas, e centenas de outras qua arrecadam ao redor do Mundo e levam para a França, os franceses tenham melhor padrão de vida que os russos.
Mas, fique tranquilo que isso está mudando.

RENAN
RENAN
1 ano atrás

Minha única pergunta
Qual A embarcação semelhante com mesmos recursos ou superior do Brasil?
Nunca vi nada brasileiro capaz de realizar tal nível de espionagem.
Estamos muito atrasados em termos de capacidade militares.
Mas marujo não falta.
Abraço

Gelson
Gelson
Reply to  RENAN
1 ano atrás

Bom dia, Renan!
É a mesma questão que me vêm à mente no momento…mas, pensando bem…procurar algo “inteligente” na MB parece algo muito incoerente. Vide a situação que ela mesma vive, e criou. Enquanto isso em países sérios…

gabriel
gabriel
Reply to  RENAN
1 ano atrás

Aí eu te pergunto qual o sentido do Brasil ter uma embarcação dessa??? pra que? pra gastar dinheiro, que por sinal já não temos. No dia que houver necessidade, aí é outra história. Isso daí pra que projeto poder naval além de suas águas.

Gelson
Gelson
Reply to  gabriel
1 ano atrás

Boa pergunta, Gabriel! Eu também não vejo sentido em manter uma enorme marinha, com padrão de Segunda Guerra Mundial (estou sendo bem generoso), que mal consegue cumprir seus deveres como Guarda Costeira. Construir, equipar e opera com eficiência uma embarcação desse tipo requer muito tempo e não é na hora que a crise surge que se vai correr atrás de uma delas. Conhecer o inimigo, suas potencialidades, planos e capacitações é o que vence guerras. Sempre foi assim. Investir em satélites e equipamentos de vigilância é o que as nações de ponta mais fazem. Mas, é claro que não é… Read more »

RENAN
RENAN
Reply to  Gelson
1 ano atrás

Gelson perfeito

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Gelson
1 ano atrás

Isso é verdade, mas primeiro essas nações investiram em educação, infra estrutura do país, bem estar, crescimento e só depois militarmente.

Gelson
Gelson
Reply to  rui mendesmendes
1 ano atrás

Rui, mas também não é mantendo um enorme contingente em termos de forças armadas, gastando o que não tem somente com soldos e benefícios que se vai obter isso. Tampouco infra estrutura, educação e menos ainda forças militares dignas do nome. Uma é reflexo da outra. Há dezenas de exemplos de como conduzir bem estas questões. Basta calçar as sandálias da humildade e admitir que não sabem fazer nem uma coisa ou outra e seguir os passos de quem sabe e já fez, ou está fazendo. Ficar choramingando que não tem recursos para comprar equipamentos enquanto se gastam fortunas para… Read more »

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  RENAN
1 ano atrás

No Brasil??? Mas queres mesmo comparar a França com o Brasil militarmente? Sem comparação.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  RENAN
1 ano atrás

O Brasil não precisa disso. O Brasil é país pacífico. Se precisar rastrear ou grampear alguém, é só ligar aqui para o Pentágono, ou o NSA. Pergunta pra Dilma, ela sabe…lol

Edson Parro
Edson Parro
1 ano atrás

Que tipos de equipamentos teria um navio destes?

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Edson Parro
1 ano atrás

Esse é um navio de top, mas então vê no google o outro navio francês, o Monge. Esse ainda é mais sofisticado.

Farroupilha
Farroupilha
Reply to  Edson Parro
1 ano atrás

Navios desse tipo possuem: Externamente – todo um vasto conjunto de antenas receptoras para todo tipo de sinal de rádio e digital. Mais um conjunto de vários motores e hélices para estabilidade e imobilidade do navio. Internamente – vasta suite de diversos tipos de receptores e decodificadores dos sinais capitados, e vasta rede de computadores especializados em decodificação e localização de origem dos sinais. É um navio especializado, mas cuja finalidade e tecnologia usada não é nenhum mistério. O Brasil teria plenas condições técnicas de projetar, equipar e operar uns dois ou três, para que tivéssemos controle de todo tráfego… Read more »

Dalton
Dalton
1 ano atrás

Comenta-se muito sobre as derrotas humilhantes francesas e há todo um contexto de porque aconteceram , mas, por outro lado, não foram os britânicos chutados da França em 1940 ? Hitler admirava Napoleão e tinha muito respeito pelo espírito combativo do soldado francês, apesar da derrota, inevitável diante da poderosa máquina de guerra nazista.

Farroupilha
Farroupilha
Reply to  Dalton
1 ano atrás

Necessário também dizer que muitas derrotas só acontecem depois de anos, quando o agressor já está degastado. O que não desabona nem um pouco suas vitórias até então.
Sendo bem real aquela máxima… Deveria ter parado enquanto podia.
Napoleão, Hitler, Alexandre etc são exemplos de grandes líderes com exércitos de 1º Grandeza que, simplesmente, não puxaram o freio de mão na ladeira que se avizinhava.

Mercenário
Mercenário
Reply to  Dalton
1 ano atrás

Dalton,

A BEF representava um percentual pequeno do total das forças aliadas na batalha da França. O fato é que a BEF sobreviveu para lutar, ao contrário dos franceses, que lutavam em casa e se renderam.

Dalton
Dalton
Reply to  Mercenário
1 ano atrás

Mercenário… . há quem diga que se não fosse pelo Canal da Mancha, os nazistas não teriam parado e o que eu sei é que os britânicos para manterem a Royal Navy “poderosa” sacrificaram o exército e a força aérea…já os nazistas investiram no exército e na força aérea. . E não diria que a “BEF” fosse um percentual pequeno…mais de 200.000 homens conseguiram ser evacuados, além de milhares mortos ou capturados e juntamente com os 100.000 evacuados franceses foram vitais para a retomada da França 4 anos depois. . Os britânicos também foram os principais beneficiários da ajuda americana,o… Read more »

Mercenário
Mercenário
Reply to  Dalton
1 ano atrás

As forças aliadas na batalha da França eram majoritariamente francesas.

Sacrificaram a força aérea? A RAF venceu, queira ou não, a batalha da Grã-Bretanha.

A RN manteve inviável eventual tentativa de desembarque anfíbio alemão. O domínio dos mares é um componente importante em um conflito, como você bem sabe.

O “Lend Lease” não foi um presente. Foi pago. Os britânicos auxiliaram até mesmo os soviéticos com material. Além disso, enfrentaram os japoneses na Asia e os italianos e alemães no norte da África, sem falar nas frentes europeias.

Dalton
Dalton
Reply to  Mercenário
1 ano atrás

Sim, natural que a maioria das forças fossem francesas, afinal a França é que foi invadida e o avanço alemão surpreendeu britânicos e franceses. . Quando escrevi que a RAF e o exército foram sacrificados foi no sentido de que a maior parte dos recursos era para sustentar a enorme Royal Navy faltando equipamento moderno ou em grande quantidade para as outras forças. . Os britânicos venceram a batalha aérea, mas, além da bravura puderam lutar em seu próprio território enquanto as aeronaves alemãs desperdiçavam combustível para atingir seus alvos e uma vez abatidas, suas tripulações tornavam-se prisioneiras sem contar… Read more »

Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
1 ano atrás

A Rússia não pode com a OTAN. Mesmo se a Rússia fizesse como a antiga URSS e juntasse em torno de si um cinturão com vários aliados, qual a capacidade nuclear desses aliados ? Quantos SSN eles e a Rússia podem botar imediatamente no mar para atingir as principais cidades europeias e americanas ? Praticamente só a Rússia tem essa capacidade. Por outro lado, em um hipotético cenário de guerra total, os vários países da OTAN com submarinos nucleares e agindo de forma independente teriam muito maior capacidade de atingir as principais cidades russas. Submarinos nucleares ingleses, franceses e americanos… Read more »

Felipe
Felipe

É dificil peitar a Russia em submarinos, que são os principais meios que investem, batendo de frente até com os americanos em quantidade.

Jagderband#44
Jagderband#44
1 ano atrás

Os franceses são fogo mesmo. Deixaram os russos chupando dedo no caso dos dois Mistral. Pobres eslavos kkk.

MGNVS
MGNVS
Reply to  Jagderband#44
1 ano atrás

Jagderbrand
Voce so esqueceu citar o fato de que a França teve que reembolsar integralmente e com multa os pagamentos que ja tinham sido feitos pela Russia.

Jagderband#44
Jagderband#44
Reply to  MGNVS
1 ano atrás

Não esqueci. Mas dinheiro vai e vem, agora, a capacidade de fabricar dois classe Mistral, ao que parece, a Rússia não tem.

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
1 ano atrás

Sabadão chegou e trouxe o junto os turista ou foristas de fim de semana kkk

Os rambos leem uma simples noticia como essa e ja piram na batatinha imaginando guerras nucleares apocalípticas entre Otan e Rússia, kkkkkkkkkkkkk ai viajam mais um pouco e dizem que se os EUA entrar na guerra, a china vai socorrer seus amigos russos kkkk e depois vem turquia, israel, irã, AS e pra acabar com tudo o gordinho maluco joga bomba nuclear em todos so pra brincar tambem kkkk

santa imaginação dessa geração de guerreiros de CS criados com RME nutrella kkk

Jean Jardino
1 ano atrás

Eu acho um barato os comentarios tupiniquis, os cara tem uma Marinha composta por ferro velhos, e querem dar pitaco em uma das marinhas mais modernas do mundo….eita sindrome de vira latas, rissssssssss

Mgtow
Mgtow
1 ano atrás

Otan Treinando no quintal da Russia? Tá caçando pra cabeça

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Mgtow
1 ano atrás

Não, apenas mexendo os músculos, faz bem, os Russos dão rasantes… a Otan treina, só isso.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Mgtow
1 ano atrás

Isso se chama cutucar o urso gigante com pau curto… A realidade é que ninguém pode ir à guerra com a Rússia. A destruição total da Europa ainda está bem fresca na cabeça dos europeus, que hoje inclusive passam problemas demográficos muito sérios pela grande mortalidade das duas guerras mundiais. Por mais que queiram massagear a situação, qualquer ação bélica no Leste teria que ter como eixo a Alemanha, que pelos motivos acima citados não está interessada em nada mais doque boas relações e negócios com eles. São dependentes da Rússia para não congelar no inverno, e estão fechando muitos… Read more »

JPC3
JPC3
Reply to  Joao Moita Jr
1 ano atrás

A Rússia não vai atirar no navio Francês porque ela não pode entrar em guerra com a Europa, fora de casa ela perde como já perdeu para caras que nem força aérea tinham. Se usar armas nucleares será destruída junto, portanto não vai usar.

Ninguém pode ir a guerra contra a Rússia de mesma forma que a Rússia não vai a guerra com ninguém que possa se defender.

filipe
filipe
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Venezuela , Ulkrania, Siria e Georgia, mostra que os Russos estão mais activos que nunca, a Russia volta a emergir juntamente com a China, são 9 SSBNs da Classe Borei em construção , num total de 14 encomendas, a Russia tem muitos SSBNs no ferro velho, mas em caso de Guerra pode reactivar os Delta III e os alguns Delta IV, ainda tem 7000 ogivas nucleares, a Russia será sempre a Russia, agora se aliando a Turquia e ao Irao, lembrando o barco ulkraniano que foi derrubado ao tentar ultrapassar a Russia, a invasão da Crimeia, os Tensões com a… Read more »

Mgtow
Mgtow
Reply to  filipe
1 ano atrás

Exato Felipe

Dalton
Dalton
Reply to  filipe
1 ano atrás

filipe…ou mais alguém interessado… . a Rússia não pode reativar SSBNs entre outras coisas porque o combustível nuclear esgotou-se…recentemente foi publicado por exemplo que o “Delta III” “Podolsk” retirado de serviço oficialmente ano passado será desmantelado e não há nenhum “Delta IV” na reserva até porque apenas 7 foram construídos e um deles foi convertido para outros propósitos. . Independente disso SSBNs servem apenas a um propósito, que é a dissuasão nuclear e a Rússia já tem mais que o suficiente. O que falta são meios convencionais na forma de submarinos de propulsão nuclear táticos e convencionais e combatentes de… Read more »

Brunow Basillio
Reply to  Dalton
1 ano atrás

Rússia tem 3 Borei em serviço um em testes, 4 em construção e mais dois contratados.. Este ano segundo fontes Russas juntará a Marinha o Borei em teste e o Kazan um Yasen M.. Se for somar os diesel elétrico e nucleares hoje eles teriam uns 16 submarinos em construção, 6 são do projeto “636”.. Segundos fontes Russas nos próximos três anos, o número total de submarinos da Marinha Russa se aproximará de 80. Agora segundo as mesmas fontes eles teriam um pouco mais de 70 submarinos, incluindo submarinos nucleares estratégicos do Projeto 955 “Borey”, 667 BDRM, 667BDR, submarinos multiuso… Read more »

Dalton
Dalton
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Da mesma forma que a força de submarinos da US Navy irá ficar menor o mesmo ocorrerá com a força de submarinos russa, pois um número maior de unidades antigas será retirada e um número menor de unidades novas será incorporada. . Fontes russas as vezes são mal traduzidas ou simplesmente exageradas e são tomadas como certas, como por exemplo que todos os 3 cruzadores conhecidos como classe “Kirov” na reserva seriam reincorporados até 2020, quando apenas um será e atrasos continuam ocorrendo tanto que agora a expectativa de entrega é 2022. . A expectativa russa de manter o número… Read more »

Mgtow
Mgtow
Reply to  Joao Moita Jr
1 ano atrás

Resumiu muito bem o quadro João. É exatamente isso

Adriano Madureira
Adriano Madureira
1 ano atrás

Um navio desses teria algum valor na MB ou não precisaríamos de tal equipamento na força?

Farroupilha
Farroupilha
Reply to  Adriano Madureira
1 ano atrás

Leia meu comentário mais acima.

Farroupilha
Farroupilha
Reply to  Farroupilha
1 ano atrás

Preço desse navio em 2006, foi de 120 milhões de euros. Menos de um bilhão de reais. Não temos este dinheiro para nossa soberania? Claro que temos.
(Não é mesmo BNDS dos 500 bi para amigos!)

Esteves
Esteves
Reply to  Farroupilha
1 ano atrás

120 milhões de euros gastaram com a Thales.

Esteves
Esteves
Reply to  Farroupilha
1 ano atrás

Eu…fiquei em dúvida. “…O Brasil teria plenas condições técnicas de projetar, equipar e operar uns dois ou três, para que tivéssemos controle de todo tráfego de sinais e comunicações aqui no Atlântico Sul.” É um navio equipado pela Thales em 1 contrato de + 100 milhões de euros para a guerra eletrônica. Para municiar a Marinha Francesa com informações para a guerra. Para vigiar o inimigo. Qual inimigo? Tratando-se de franceses…qualquer um. Voltaram a nos atormentar com a história da Amazônia. Breve, muito breve, toda a Europa (por falta do que fazer) será vigiada. Porque só tantan irritaria russos. Inimigos?… Read more »

Luiz Henrique Almeida
1 ano atrás

Quem inventou a trava de segurança ,também inventou um modo de abri-la se perder a chave. Pode ter certeza que alguém também esta estudando as tecnologias do mesmo

Jagderband#44
Jagderband#44
1 ano atrás

Vocês estão brigando com estes comentários né?
Na vida real preferem morar na França ou na Rússia?
Fala sério…

Jagderband#44
Jagderband#44
Reply to  Jagderband#44
1 ano atrás

*brincando

rodrigo
rodrigo
Reply to  Jagderband#44
1 ano atrás

Prefiro morar na Russia, as mulheres sao mais bonitas, nao existe feminismo, e gayzismo, imposto menor, enquanto a França virou albergue de africanos.

Teórico
Teórico
1 ano atrás

Por que a Rússia não entra para a OTAN e resolve o problema ?

Kommander
Kommander
Reply to  Teórico
1 ano atrás

K K KVKV No meio de tanto comentário idiota, apareceu um que me fez rir.

rodrigo
rodrigo
Reply to  Teórico
1 ano atrás

Por que judeus nao entram para o partido nazista tambem?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Teórico
1 ano atrás

seria algo fenomenal ver a Europa se unir, mas é interesses de mais, humanidade de menos, dos dois lados, esse conflito frio mantém rico várias pessoas, banqueiros, empresários, acionistas e políticos.