Home Indústria Petrolífera Óleo do Nordeste: sanções dos EUA criaram ‘frota fantasma’ de petroleiros

Óleo do Nordeste: sanções dos EUA criaram ‘frota fantasma’ de petroleiros

8337
70

Uma das hipóteses mais consideradas pelas autoridades brasileiras é a de vazamento durante um carregamento de petróleo feita em alto mar de navio para navio

O jornal GGN, em matéria do jornalista Hugo Souza, noticia que o desastre ambiental sem precedentes no litoral do Nordeste brasileiro pode ter sido causado por um vazamento em uma transferência de óleo em alto mar entre petroleiros.

A transmissão de sinal por navios para rastreamento por satélite é uma exigência da Organização Marítima Internacional, mas as sanções americanas à Venezuela e a obsessão de Donald Trump de criar um bloqueio naval à PDVSA resultaram, nos últimos meses, numa verdadeira frota de petroleiros fantasmas, com sinal desligado, operando no Atlântico Sul, como há tempos já é prática comum em navios-tanques que carregam no Irã.

O site American Shipper, especializado em assuntos de transporte marítimo, informa que as sanções dos EUA a países como Venezuela, Irã e Coreia do Norte está dividindo o setor em dois: “os navios dispostos a cumprir as sanções dos EUA e os que lucram ao preencher a lacuna”.

Em abril, outro site especializado, o Argus, noticiou que a PDVSA determinou aos navios-tanques que vão buscar petróleo na Venezuela que desligassem seus transponders, caso não quisessem abrir mão de fretes que chegam a custar a bagatela de US$ 12 milhões – cerca dois milhões a mais do que antes das sanções. Em julho, a Bloomberg adiantava que petroleiros que cumprem a rota Venezuela-Cuba estão no modo “go dark” para os satélites ou até mudando de nome.

Nesta quarta-feira, 9 de outubro, a Reuters adiantou que um terço dos navios da estatal chinesa COSCO Shipping Tanker desligaram seus transponders desde que os EUA puniram a empresa, em setembro, por transportar petróleo iraniano. A COSCO opera mais de 50 superpetroleiros, os maiores navios para transporte de petróleo bruto do mundo.

Não obstante estas mais recentes notícias do mundo offshore – e off transponder -, o governo brasileiro se diz empenhado em identificar a origem do vazamento de petróleo que emporcalhou o litoral do Nordeste usando rotas de navios-tanques descritas por satélite.

Uma das hipóteses mais consideradas pelas autoridades brasileiras é a de vazamento durante um carregamento de petróleo feita em alto mar de navio para navio.

As importações de petróleo pela China provenientes de transferências de navio para navio (ship-to-ship, no jargão do setor) triplicaram em setembro – mês em que o petróleo começou a aparecer na costa nordestina – em relação a agosto, indicando estratagema dos chineses para mascarar negócios petrolíferos com países sancionados pelos EUA.

Leia a matéria completa no jornal GGN, clicando aqui.

Subscribe
Notify of
guest
70 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
8 meses atrás

Junte essa prática criminosa com uma Marinha que é simplesmente incapaz de vigiar os mares de seu país, e que não tem Navios de Patrulha Oceânicos ou navios patrula de 500 ton, e tá liberado fazer esse tipo de crime por aqui.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Willber Rodrigues
8 meses atrás

Por isso creio ser prioritário a construção de navios patrulha de 500 t aos montes, pessoal pra embarcar tem sobrando.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Tomcat4.0
8 meses atrás

Bahhh….pra que navios de patrulha oceânicos e navios patrulha de 500 toneladas espalhadas pelo litoral? Pra que fazer direito o “feijão com arroz?”
O negocio é sonhar eternamente com NaE e 2° esquadra….

Jacubao
Reply to  Tomcat4.0
8 meses atrás

Uma frota grande de aviões patrulha seria mais eficientes!!! Certamente fizeram isso em águas internacionais, o que dificultaria muito a presença dos patrulhas de pequeno porte!!! Os aviões cobrem uma área gigante em pouco tempo, além de sobrevoar as embarcações suspeitas podendo filmar e fotografar os flagantes!!!
Navios patrulha de grande porte e com convôo seriam mais eficientes que os de 500t.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Jacubao
8 meses atrás

E do ar podem ver qualquer mínima mancha de óleo…

Salim
Salim
Reply to  Jacubao
8 meses atrás

Também acredito em mais missões avioes patrulha no momento diminuiria esta prática. É só ver quem está transponder desligado e fazer sobrevoo fotografando e punindo as referidas empresas que operem em portos brasileiros ou denunciando o fato com provas. O ideal seria rede satélites vigilância , porem ….. se o sisfrom e mais simples não fazem imagina satélite.

Wilson
Wilson
Reply to  Tomcat4.0
8 meses atrás

Para esta tarefa acho mais lógico uma atualização da classe Grajaú de 200t.

elcimar marujo
elcimar marujo
Reply to  Willber Rodrigues
8 meses atrás

empresta dinheiro para ela construir que vc ajuda muito..a culpa foi do desgoverno desse país.vontade a marinha tem ,dinheiro não ,ai vem um aqui e fala a mesma ladainha,prega pra se diminuir o efetivo e ao mesmo tempo pede aumento da frota.mesmo se tivesse como colocar 30 patrulhas no mar não teria como patrulhar uma área tão imensa como a nossa. fora o custo de se manter tal frota e pessoal. não é tão simples como acham muitos aqui.

Jefferson Ferreira
Jefferson Ferreira
Reply to  elcimar marujo
8 meses atrás

Dinheiro a marinha tem sim, o problema é como ela gasta esse dinheiro, o orçamento da marinha é um dos maiores do mundo, agora como ela gasta esse dinheiro é outros 500… Problema sempre foram as prioridades, as prioridades…

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  elcimar marujo
8 meses atrás

“Empresta dinheiro pra ela construir ajuda muito…”
Ahhh claro….os impostos que eu pago e um dos maiores orçamentos militares do mundo não é suficiente, né? Claro, vou emprestar….mas aí quem garante que meu “empréstimo” não sera usado pra pagar pensão?

Joao Moita Jr
Reply to  Willber Rodrigues
8 meses atrás

É so dar um sumiço na politicagem, que existe grana mais que sufficiente para ter Uma MB maior e mais moderna do que a Royal Navy.
Só o valor do Judiciario são 50 bilhões para 2019!!!

https://www.focus.jor.br/um-judiciario-de-r-499-bilhoes-para-2019/

Marcelo Danton
Marcelo Danton
Reply to  Willber Rodrigues
8 meses atrás

Mas TEM banquetes, aspones/mucamos para a familia nobreza e salários nababescos.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  Willber Rodrigues
8 meses atrás

Mais com um grupo de almirantes que não quer de jeito nenhum montar uma guarda costeira aqui. Temos liberado nossa costa para fazer o que bem entenderem…

Taso
Taso
Reply to  Willber Rodrigues
8 meses atrás

verdade, podíamos começar com radares OTH para vigilância 24/7, uma frota de Vants, que podem chegar mais rápido para fazer a identificação de embarcações suspeitas, enquanto os meios navais estão à caminho, sendo esses meios multiplicadores mesmo operados de terra.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Willber Rodrigues
8 meses atrás

Quem esta fazendo algo ilegal não vai fazer dentro das águas territoriais de outro país, eles podem estar próximo de nossas águas, mas não vão entrar, é um risco desnecessário! Mas não duvido que possa ser isso que esta ocorrendo! Teríamos que ter uma grande quantidade de satélites operando em conjunto com Drones, navios e aviões para ter alguma chance de pegar esse tipo de operação, é muito mar para olhar!

Rui Chapéu
Rui Chapéu
8 meses atrás

Caramba heim!

Conseguiram por a culpa nos americanos de novo! eioahoaeihaeioae

Essa foi a pior das piores.

2 navios, que não pertecem aos EUA, fazem cagada no mar e a culpa é do….. tcham tcham,……

Trump!

Beira o ridículo isso já.

sub urbano
sub urbano
Reply to  Rui Chapéu
8 meses atrás

A culpa é do Brasil que ajudou a desestabilizar um vizinho. É uma receita para o fracasso.

Doug385
Reply to  sub urbano
8 meses atrás

Desestabilizar? Havia estabilidade na fome venezuelana?

Joao Moita Jr
Reply to  Doug385
8 meses atrás

Bom, isso eu acho irrelevante. Fome existe aos montes no Brasil também.
O principio da auto-determinação dos povos deve ser respeitado. Sejam Estes Socialistas, Comunistas, Capitalistas, ou esse barco seem motor que é o Brasil.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Joao Moita Jr
8 meses atrás

“Fome existe aos montes no Brasil também.”

Generalizada não existe não…

E que eu saiba, milhares de brasileiros não cruzam as fronteiras a procura de refúgio em países vizinhos por causa da escassez.

Camargoer
Reply to  Alfa BR
8 meses atrás

Caro Alfa. Segundo dados recentes, o Brasil é o décimo país com maior desigualdade (medido pelo Índice GINI). Há uma enorme população, principalmente nas regiões periférica das grandes cidades, que é amparada por amigos e familiares. É comum a existência de redes de solidariedade em regiões carentes (não confundir com “redes sociais”). Concordo com você que por enquanto, a migração está concentrada na classe média (que efetivamente está buscando oportunidades fora do país). Considerando que as fronteiras secas do Brasil estão a 1000 ou 3000 km das regiões de pobreza, veremos antes ondas de saques a supermercados (parecidos aos que… Read more »

JPC3
JPC3
Reply to  sub urbano
8 meses atrás

Como o Brasil desestabilizou a Venezuela?

Guilherme
Guilherme
Reply to  JPC3
8 meses atrás

Deixando de mandar dinheiro para o governo venezuelano, dificultando o envio de armas das FARCs para os grupos criminosos brasileiros (funcionários do antigo governo), assim, interrompeu a economia existente.

Pedro Segundo
Pedro Segundo
Reply to  JPC3
8 meses atrás

Deixando de financiar a narcoditadura bolivariana

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Rui Chapéu
8 meses atrás

GGN, precisa dizer mais ?

Camargoer
Reply to  Space Jockey
8 meses atrás

Caro Space. A noticia original é da página “Come Ananás”, que foi republicada no GGN e que foi republicada no PN. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Joao Moita Jr
Reply to  Rui Chapéu
8 meses atrás

Americano??? Rsrsrs
O pior inimigo do brasieiro é o brasileiro.

Mgtow
Mgtow
Reply to  Joao Moita Jr
8 meses atrás

Perfeitamente João. Disse tudo meu brother

João Moro
João Moro
8 meses atrás

Já dá pra saber o viés ideológico do jornal só pela frase “… e a obsessão de Donald Trump de criar um bloqueio naval à PDVSA resultaram, nos últimos meses, numa verdadeira frota de petroleiros fantasmas, …”.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  João Moro
8 meses atrás

Meu caro, difícil é encontrar jornais isentos de ideologia ou partidarismo no Brasil!!!

João Moro
João Moro
Reply to  João Moro
8 meses atrás

Só faltam descobrir que o navio que derramou o petróleo é venezuelano e torná-lo vítima do “monstro imperialista” Trump.

Acastro
Acastro
Reply to  João Moro
8 meses atrás

E pergunto: E quem e o comprador deste Petróleo transportado de forma ilegal?

Davi
Davi
8 meses atrás

Por que autoridades brasileiras está entre aspas?

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Davi
8 meses atrás

Pois é, também tenho essa curiosidade em relação ao autor do texto.

Mais um caso típico de abuso de aspas de autoridades.

Johan
Johan
Reply to  Davi
8 meses atrás

Porque claramente o jornalista não aceita o resultado das eleições. Trata-se de um pasquim do tipo Diário do Centro do Mundo, Revista Fórum e etc.
Os sinais de esquizofrenia também ficam bem claros, pois se o petróleo não é da Venezuela, consequentemente não foi o embargo que gerou a “causa” do desastre. Eles, portanto, deveriam escolher uma única mentira para defender a sua causa.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Johan
8 meses atrás

GGN, tá claro como o sol.

Alison Lene
Alison Lene
Reply to  Johan
8 meses atrás

Mesmo que o petroleo fosse da Venezuela(extraido lá), não lhe passa culpabilidade por qualquier ato de terceiros com isso… e como se eu fosse processar a IMBel por vc fuzilar pessoas na rua com uma arma que ela produziu…

João Moro
João Moro
Reply to  Alison Lene
8 meses atrás

Concordo, mas este caso tem algumas nuâncias: A empresa extratora e comercializadora de petróleo seria a estatal venezuelana e ela estaria, necessariamente, implicada pois ela estaria junto com o outro navio para fazer o transbordo.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
8 meses atrás

Lambança feita sob as barbas da MB, a qual carece de quantidade suficientemente eficiente de meios para patrulhar nosso território marítimo.
Agora, pensem no quanto que outras tretas piratas não acontecem por estas bandas(as que não deixam rastros).
Napa 500 BR aos montes e pra ontem.

Antunes Neto
Antunes Neto
Reply to  Tomcat4.0
8 meses atrás

A pesca que o diga.

Aproveitando
Aproveitando
Reply to  Tomcat4.0
8 meses atrás

Urge entendimentos entre a Marinha do Brasil e o Ministério da Justiça no sentido de agilizar a criação e formação da Guarda Costeira Brasileira com corvetas ou fragatas bem armadas para essa função , com convôo e helicóptero orgânico. Tripulações mistas : pessoal da Marinha Mercante nacional com algum preparo militar e que estejam ociosos, militares da Marinha e PF. Logística ao longo da costa para tal. Patrulhas no mar de domingo a domingo , feriados, natal , Ano Novo , durante os 4 dias de Carnaval e 365 dias do ano. Talvez seja uma das ferramentas que o país… Read more »

Marcos R.
Marcos R.
8 meses atrás

É exatamente a possibilidade que aventei na matéria anterior, seria muito bom se o radar oht que funciona no RS também estivesse por aí para localizar esses Fantasmas.

Farroupilha
Farroupilha
Reply to  Marcos R.
8 meses atrás

Correto. Por que apenas um lá no Sul, e o resto do país e seu imenso mar territorial?

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Farroupilha
8 meses atrás

Levando-se em conta o relativo baixo custo do sistema não entendo porque não amplia-lo por toda a costa.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Farroupilha
8 meses atrás

Lá no Sul porque as F.A. brasileiras se cagam de medo da Argentina. Só por isso.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Alexandre Galante
8 meses atrás

Falta de visão estratégica dos comandantes. O Nordeste é ponto vulnerável, pois está mais próximo da Africa e mais próximo do hemisfério Norte. Entretanto os que comandam as forças armadas continuam voltados para o Sul e Sudeste.

Bardini
Bardini
8 meses atrás

Marinha que não patrulha… Essa é a verdadeira culpada.

Claudio
Claudio
8 meses atrás

Se foi em águas internacionais, ninguém pode fazer nada , só resta para os atingidos , Brasil limpar as praias e os navios que vasaram a manutenção

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Claudio
8 meses atrás

Cláudio, colegas vão poder informar melhor, mas creio que mesmo em águas internacionais navios com transponder desligados são passíveis de punição por descumprir a legislação que regula a navegação marítima.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Claudio
8 meses atrás

Estás enganado. cabe ações de indenizações contra as empresas infratoras. Necessário apenas descobrir quem é o autor deste crime ecológico.

EB75
8 meses atrás

E cadê a belezura da nossa Marinha que não está fazendo o que deveria (Fiscalizar nossas águas)???? cadê ??? Ah já sei… não tem navio suficiente, não tem meios suficiente, não tem pessoal, blá blá blá…. Esquece… nosso país não se merece e não se dá o devido respeito.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  EB75
8 meses atrás

Falta tudo isso na Marinha, menos pensionistas gastando os recursos.

MO
MO
8 meses atrás

Algum JENIU paltiteito obviamente SABE que nao se faz transferwncia STS (Ship to Ship) em mar aberto sem regulamentacao … nao “se para e resolve fazer isto” …. aie pa vc vai falar o que para o CONCONTRAN ….

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  MO
8 meses atrás

Ora viva! Aparecestes!
Saudações meu caro MO

MO
MO
Reply to  Edson Parro
8 meses atrás

Estes dois bobinhos acham que estao dando negaticacoes “anonimas” … kkkkk seus tontos … fiquem a vontade,, lembrando que cossos nomes alarecem aqui em verde limao …. kkkkk

Marcelo Baptista
Marcelo Baptista
Reply to  MO
8 meses atrás

Mestre MO, só por curiosidade, sou completamente leigo, buneko, quais seriam as outras possibilidades,ja que transfer ship-to-ship é quase inviável?, Não que não hajam malucos capazes de fazer isso!
Vazamento de plataforma? Vazamento de navio? Oleoduto?

MO
MO
Reply to  Marcelo Baptista
8 meses atrás

Este seria N variaveis, mas a mais provalvel poderia ser escarte ds slops ou sludge ..

Joel Soares
Joel Soares
8 meses atrás
Oiseau de Proie
Oiseau de Proie
8 meses atrás

Em nenhum momento do braziu, observamos tanta irresponsabilidade, incompetência de gestão pública, descaso com tudo e todos…Não sou eu que afirmo isso, e sim os fatos!…

Impossível ser um petroleiro ou navio, pela quantidade de óleo…É ridículo…Óleo no mar, nas praias, queimadas e desmatamentos, lama criminosa das mineradoras, poluição, só destruição de todas as riquezas naturais…

braziu, terra de ninguém!

Renan
Renan
Reply to  Oiseau de Proie
8 meses atrás

Meu amigo Oiseau Tocou no ponto central Estamos analisando os fatos de maneira isolada. Isso não é sensato em uma administração pública. Estamos enfrentando uma onda de desastres que não são de causas natural. Minando nossa econômia e poluído nosso ecossistema. Destruindo riqueza imensurável. O Brasil e seu governo necessita analisar a frequência de acontecimentos de grade porte no pais, pois é muita desgraça para ser algo do acaso. Parece uma nova guerra silenciosa e sem inimigo declarado. Minando a nossa econômia e nosso ecossistema. Espero que nada ocorra com a nossa usina nuclear, plataforma de petróleo, hidrelétrica, soja, cana… Read more »

Roosevelt
Roosevelt
8 meses atrás

Senhores, se observarem no Marine Traffic, nesse momento tem algo de uns duzentos navios circulando entre a Guiana e Alagoas. Será mesmo que resta alguma possibilidade de encontrar algum culpado nessa história toda? Imaginem só então os que desligaram os tranponders com toda a irresponsabilidade correndo o risco de colisões que poderiam provocar danos bem maiores. Cheguei a comentar aqui uma possível sabotagem dos EUA, mas se os fantasmas estão na área certamente é chegada a hora de mudar essas tais “prioridades” da nossa marinha com novas e eficazes aquisições para esse fim.

carcara_br
carcara_br
8 meses atrás

Pode ser uma fonte de poluição difusa, consequência não de um evento específico, mas do somatório de vários pontos de poluição?

Alexandre Fragoso
Alexandre Fragoso
8 meses atrás

Por onde voam nossos P-3AM Orion será que já não deveriam estar operando lá na BANT por um período?

Renan
Renan
8 meses atrás

Qual a providencia imediato de se tomar para evitar novamente um derramamento na região. Buscar fotos de satélites da área dos últimos 3 meses compilar tudo e analisar Definir a data e local do primeiro borrão de óleo. Tentar chegar ao responsável. Remanejar meios que consigam patrulha a área norte e nordeste do Brasil. Responsáveis pela patrulha o 2°,3°,4°,7°e o 9° distrito naval. Utilizar aeronaves de patrulha, drone e helicóptero. Mostra bandeira, a marinha diz ter 120 navios então que mostre ao menos 50 nestas regiões para evitar novamente o desastre. Está é uma excelente oportunidade para pressionar nossos governantes… Read more »

Carta Branca
Carta Branca
8 meses atrás

Brasil tem uma síndrome de megalomania, isso não é de hoje, aqui sempre foi assim desde o império, tá com o teto sem reboco cheio de rachadura ameaçando cair mas vai lá e compra uma TV OLED de 80 polegadas no crediário.

Imagino como deve ser surreal para algum gringo entrar nesse blog para ver notícias dos Scorpene e evoluções do projeto do Submarino Nuclear e aí esbarra em matérias como essa sobre problemas gerados por falta de patrulhas cujo custo unitário é de 0,1% do custo do que já gastamos com os Scorpenes.

claudio quadros
claudio quadros
8 meses atrás

Marinha sem navio patrulha da isso governo só pensar em cortes orçamentais baixa em navios sem ter outros construção. Acordo secretos China deixa Atlântico Sul como terra de chineses pesqueiros chineses fazem grande arrastões nosso litoral. Será China deixa navio pesqueiro brasileiro pesca seu litoral ?máximo seria afundado .agora aqui virou bagunça.

Kemen
Kemen
8 meses atrás

Mas não se pode culpar os EUA, a culpa é do navio que derramou, provavelmente querendo driblar as sanções impostas.

Luis Braga
8 meses atrás

Quem criou a frota fantasma não foram as sanções, a chamada é tendenciosa, o que não surpreende em se tratando do GGN. Venezuela, China e outros países não mencionados criaram a frota.

tassios
tassios
8 meses atrás

Claro, culpa de quem? Dos malvados americanos! Eles é que são os culpados por esse desastre ambiental! Por favor… CHAMEM A GRETA! E olha essa fonte… olha essa fonte. Mas de qlqr jeito, a informação é válida. Uma pena que carregada de forte teor ideológico de esquerda.