Home Direito do Mar Marinha Turca ordena que navio israelense saia das águas do Chipre

Marinha Turca ordena que navio israelense saia das águas do Chipre

4507
75
Duas fragatas OHP e plataforma turcas

Recentemente, um navio de pesquisa israelense desocupou a área depois de ter sido abordado e instruído a sair pela Marinha Turca

As forças navais turcas interceptaram um navio israelense nas águas cipriotas e o escoltaram para longe, enquanto a tensão sobre a exploração de recursos naturais continua a aumentar na região.

O navio Bat Galim, da Instituição de Pesquisa Oceanográfica e Limnológica de Israel, estava conduzindo pesquisas nas águas territoriais de Chipre em coordenação com autoridades cipriotas, informou a mídia israelense neste sábado citando o Ministério de Infraestrutura Nacional, Energia e Água de Israel.

Segundo relatos, os navios turcos entraram em contato com o navio, solicitaram uma explicação de suas atividades e exigiram que ele deixasse a área do mar Mediterrâneo, o que aconteceu.

O incidente ocorreu semanas depois que a Turquia assinou um acordo com a Líbia que traçou uma fronteira no leste do Mar Mediterrâneo, que atravessa o que a Grécia vê como território marítimo de suas ilhas.

Além do prestígio nacional, está em jogo a perspectiva lucrativa de recursos de hidrocarbonetos. A Grécia e a Turquia não delimitaram suas zonas econômicas exclusivas, que permitem aos países explorar a riqueza submarina.

Chipre, Israel e Egito, que delinearam suas ZEE, descobriram todos os campos de gás offshore que podem alimentar suas economias por décadas.

‘Má fé’

O acordo Turquia-Líbia alimentou tensões regionais com a Grécia, Chipre e Egito sobre os direitos de perfuração de petróleo e gás na região.

Os três países disseram que o novo acordo era inconsistente com o direito internacional, enquanto a Grécia expulsou o embaixador da Líbia.

“Este acordo foi compilado de má fé”, disse o porta-voz do governo grego Stelios Petsas a repórteres na semana passada.

A União Europeia também condenou o acordo, dizendo: “Ele viola os direitos soberanos de países terceiros, não cumpre a Lei do Mar e não pode produzir conseqüências legais para países terceiros”.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse que o acordo também permitirá que a Turquia realize perfurações na plataforma continental da Líbia com a aprovação de Trípoli e está em conformidade com o direito internacional.

“Com este novo acordo entre a Turquia e a Líbia, podemos realizar operações de exploração conjunta nessas zonas econômicas exclusivas que determinamos. Não há problema”, afirmou Erdogan.

“Outros atores internacionais não podem realizar operações de exploração nessas áreas com a Turquia sem esse consentimento. A Grécia, Chipre, o Egito, a Grécia e Israel não podem estabelecer uma linha de transmissão de gás sem antes obter a permissão da Turquia”, acrescentou.

FONTE: Al Jazeera

Subscribe
Notify of
guest
75 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
11 meses atrás

Erdogan tentou passar a perna no Tio Sam e ficou sem o F-35, vive as turras com a Grécia e com o resto da União Européia, e agora tá cutucando Israel e Egito.
Coitado do povo turco, com um “líder” desse…

DOUGLAS
DOUGLAS
Reply to  Willber Rodrigues
11 meses atrás

Isso é mais um país que não quer mais depender e/ou ser dependente de outros países. E é isso que a Turquia está fazendo aos poucos (agora se vai conseguir, são outros 500).

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  DOUGLAS
11 meses atrás

Existe uma diferença entre ser independente e soberano´´ e comprar briga a torto e a direito com vizinhos e aliados e criar rixas onde não tinha´´.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Willber Rodrigues
11 meses atrás

As vezes, para ser indepedente você tem que comprar uma briga. O próprio EUA tiveram a sua briga com os ingleses, lembra?

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
11 meses atrás

A questão é:
É uma briga que você pode aguentar as consequências?

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Willber Rodrigues
11 meses atrás

Isto quem tem que responder é a Turquia.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Willber Rodrigues
11 meses atrás

as forças aliadas no Mediterrâneo são economicamente estáveis ​​e totalmente apoiadas pelo direito internacional.

França, Itália, Grécia, Chipre, Egito, Estados do Golfo, Rússia, Estados Unidos, Grã-Bretanha, Israel e até o Catar, que tem uma empresa licenciada operando na ZEE cipriota, todos têm planos que conflitam com os objetivos da Turquia em áreas do mundo todo.

Ricardo
Ricardo
Reply to  Willber Rodrigues
11 meses atrás

Se a UE fechar as torneiras dos financiamentos internacionais a Turquia vai ter problemas seríssimos na sua balança de pagamentos. O governo Turco está puxando a corda num limite que ele não é capaz de vencer, a Lira turca como moeda é uma droga, fraquíssima.

Junior
Junior
Reply to  Ricardo
11 meses atrás

Se a UE fizer isso, Erdogan abre a porteira e põe mais de 2 milhões de refugiados a caminho da Europa

Alison Lene
Alison Lene
Reply to  Junior
11 meses atrás

Fra que retira as bases da Otan na Turquia… A Turquia tem o segundo maior exercito da OTAN, não podem se dar ao luxo de perde-la…

Falcon
Falcon
Reply to  Junior
11 meses atrás

E so fecharem as fronteiras com a Turquia e realizarem patrulhas efetivas nos mares como faz o US que evitam a imigracao …

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Ricardo
11 meses atrás

Isso era verdade ate o tempo em que só tinham europeus e americanos com grana para financiar países. Agora existe a China com cacife.

Richard Stallman
Richard Stallman
Reply to  Ricardo
11 meses atrás

Lira turca esta com inflação de 20% ao ano.

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Willber Rodrigues
11 meses atrás

Passar a perna porquê? Por escolher um sistema de defesar superior aos que os EUA queriam oferecer? Tirando “escaramuças geopolíticas” uma dupla S400/F35 séria sensacional para qualquer país!

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Vinicius Momesso
11 meses atrás

Por que então os EUA não oferceram o THAAD que e da mesma classe do S400 à Turquia ? Duvido que Erdogan recusaria!

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Vinicius Momesso
11 meses atrás

THAAD não tem nada haver com S400. não sei da onde você tirou isso… O Terminal High Altitude Area Defense (THAAD) é um sistema focado em abater misseis balísticos. o S400 é um sistema focado em abater aeronaves com capacidade secundaria para misseis balísticos de curto alcance (salvo engano)

Rprosa
Rprosa
Reply to  Victor Filipe
11 meses atrás

Desculpe discordar, mas o grande diferencial do S-400 é exatamente oferecer um sistema de defesa semelhante ao Patriot e ao THAAD combinados, pois enquanto o S-400 e capaz de defender de ataques de misseis balísticos, táticos, aviões e drones os Patriot não e capaz de atacar alvos acima de 35 km e o THAAD não ataca alvos abaixo de 50 km, enquanto o S-400 esta habilitado a tacar alvos entre 10 m e 60 km. Desta forma, enquanto o THAAD pode atingir alvos apenas em altitudes muito altas (pelo menos 40-50 km), presta evidente que este sistema é inútil contra… Read more »

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Rprosa
11 meses atrás

Ok, acho que você não me entendeu. oque eu disse foi que o THAAD não é um análogo do S-400 e todo o seu texto apenas confirmou minha afirmação. O THAAD é um sistema exclusivamente feito para abater misseis balísticos enquanto o S-400 apesar de ter essa capacidade tem seu foco principal na defesa aérea contra caças (função para a qual será destinado na turquia) dessa forma escolher o THAAD no lugar do S-400 é inviável para a turquia.

(você respondeu meu cometário, então acho que esta me respondendo, se não for o caso, desconsidere)

Charles Dickens
Charles Dickens
Reply to  Victor Filipe
11 meses atrás

Claro que não tem “nada haver”. Na verdade, o que não tem é “nada a ver”.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Vinicius Momesso
11 meses atrás

O THAAD,não e da mesma categoria. Já tem varios videos no you tube e reportagens em sites de defesa falando isso. Para fazer o mesmo que um S-400, você tem que ter no mesmo lugar ao mesmo tempo um THAAD e um PATRIOT, coisas que custam de 3 a 4X mais que um S-400.

Kemen
Kemen
Reply to  Vinicius Momesso
11 meses atrás

O S-400 é defesa aérea de curto, médio e largo alcance. desenvolvido para interceptar drones, aviões e misseis balisticos. Publica-se que pode detectar e alvos aéreos stealth por também usar frequências na faixa de UHF.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Willber Rodrigues
11 meses atrás

E cutucando o Putin que é um dos principais apoiadores do LNA enclusive fornecendo armas!

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Fabio Araujo
11 meses atrás

onde se ê “enclusive” leia-se inclusive.

marcus
marcus
Reply to  Willber Rodrigues
11 meses atrás

E a Russia também. Se não estou enganado esse gasoduto é Russo.

Ricardo Barbosa
Ricardo Barbosa
11 meses atrás

Faltou um detalhe aí nesse imbroglio todo. A facção que atualmente governa a Líbia, A GNA, (Trípoli e Misrata ao menos) e que é aliada de Erdogan (e Catar), está prestes a ser derrotada pela facção (LNA), ambas siglas em inglês. Pois bem, a LNA é apoiada por UAE, Egito, e outros. O jogo todo pode virar em questão de dias.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Ricardo Barbosa
11 meses atrás

Pelo que li,os reforços que estavam para chegar a tripoli,foram destruídos pelas carruagens do diabo(MI-35),o GNA tinha enviado o seu melhor regimento,o 16º regimento de infantaria,um dos mais equipados. Mas esse regimento ficava localizado em Sirte e iria levar dois dias para chegar na capital. mas pelo visto foram pegos pelo caminho,fora que o Marechal já tomou Trípoli com apoio de mercenários russos,houve até pronunciamento oficial. Ele controlava mais de 90% do país,controla´a água e o petroleo,assim como conta com o apoio da maioria dos clãs e tribos líbias,de uma forma ou de outra,a democracia foi feita. Obs: A toyota… Read more »

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

comment image

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

comment image

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

comment image

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

comment image

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

comment image

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

Surgem rumores de que o Egito e os EAU enviem alguns de seus caças F-16 e Mirage-2000 para auxiliar as forças de Haftar na batalha por Trípoli, na Líbia.

A Força Aérea dos EUA,aterrissou um avião cargueiro C-17 em Benghazi, possivelmente levando armas para o Exército Nacional Líbios,do Marechal Haftar.
comment image

Junior
Junior
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

Então pelo que entendi todo mundo apoia esse tal de Haftar, menos Qatar e Turquia?

Ricardo Barbosa
Ricardo Barbosa
Reply to  Junior
11 meses atrás

Mais ou menos isso.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Junior
11 meses atrás

A Itália e a maior parte da União Européia apoia a GNA, inclusive um drone italiano foi abatido pelo pessoal da LNA!

Ricardo Barbosa
Ricardo Barbosa
Reply to  Fabio Araujo
11 meses atrás

Já não é mais assim. Depois que a Turquia e o Catar (e a Irmandade Muçulmana) tomaram conta do GNA, O Ocidente parou de apoiar, apesar da ONU seguir apoiando.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

Área em vermelho controlada pelo marechal…

comment image

ALEXANDRE DE BARROS BARBOZA
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

E como sempre, a Toyota lucrando pesado nas guerras do Oriente Médio, não importa de que lado. Foi a principal fornecedora de veículo do ISIS, só para lembrar….

Kemen
Kemen
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

“de uma forma ou de outra,a democracia foi feita.”
.
Democracia? KKKKKKKK

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Ricardo Barbosa
11 meses atrás

Bem ou mal Kadafi ainda mantinha o povo líbio unido. Primavera Árabe? Está mais para INFERNO ÁRABE!

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Vinicius Momesso
11 meses atrás

A mesma coisa é com a Síria, quem mantinha o país unido e de certa forma em paz era o Bashar al-Assad e bem ou mal ele ainda é o único que pode conseguir por ordem na casa! Mas em relação a Primavera Árabe na Tunísia a foi o único local em que a coisa se resolveu democraticamente e no Egito a situação só não virou bagunça por conta da intervenção do Exército que tirou os radicais islâmicos do poder e pois ordem na casa!

caio
caio
Reply to  Vinicius Momesso
11 meses atrás

infelizmente e verdade e ainda uma qualidade de vida das melhores entre africanos e árabes, mas…

Junior
Junior
Reply to  Vinicius Momesso
11 meses atrás

No caso Líbio a culpa foi quase que total do Sarkozy, foi ele que começou a guerra contra o Kadafi, os EUA tiveram um papel pequeno, anos mais tardes veio a público o do porque do interesse do Sarkozy em eliminar o Kadafi, parece que o mesmo ameaçou o Sarkozy de que iria tornar público os milhões que ele emprestou para as campanhas eleitorais do Sarkozy na França. O Sarkozy sabia que se isso viesse a público ele cairia no dia seguinte

Falcon
Falcon
Reply to  Ricardo Barbosa
11 meses atrás

O Qatar e aliado da Turquia mas nao da Libia, pelo contrario, inclusive o espaco aereo Libio e fechado pra Qatar Airways.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

Esse sultão cretino está se achando muito… Está em conflito na Síria,entrando em conflito na Líbia contra o Marechal Khalifa Haftar,que é apoiado por Russos,italianos,gregos,jordanianos e Emirado-unidenses… Agora ainda quer arranjar confusão com israelenses,sabemos bem o motivo…. Israel e a República do Chipre assinaram um acordo de cooperação na área de perfuração de óleo e gás que pode ser bastante rentável para ambas as partes. Em 2011 o Serviço Geológico dos Estados Unidos-USGS(Sempre eles…) informou que a bacia costeira que se estende desde o litoral do Egito até a Síria contém cerca de 3,45 trilhões de metros cúbicos de gás… Read more »

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

comment image?1551389286

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

A Itália apoia o GNA, houve um período em que a oposição governou a Itália e o governo italiano mudou de lado, mas depois a oposição perdeu o poder com a volta do atual governo a Itália voltou a apoiar o GNA!

Delfim
Delfim
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

Esse campo de Leviatã está mais para Chipre que para Israel, mas como os dois países se entenderam, não há o que questionar.

FERNANDO
FERNANDO
11 meses atrás

Bem, sendo justo.
Onde o navio israelense estava??
Se em água norte cipriotas, então, a Turquia tens direitos.
Se estava no sul, mandem eles a merda.
Se estavam em água internacionais, não tem que reclamar.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  FERNANDO
11 meses atrás

A bronca é que só a Turquia reconhece o Chipre do Norte como país existe e até uma resolução da ONU para que a Turquia devolva essa parte para o Chipre, se bem que se tem um país que não pode falar nada é Israel por também ignorar a ONU em relação aos palestinos.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
11 meses atrás

Olha, ou o Erdogan está fazendo de tudo pra retirar a Turquia do mapa ou ele é um estrategista pik das galáxias.

Jonatan
Jonatan
Reply to  Tomcat4.0
11 meses atrás

Se até agora levou surra até dos curdos, a única coisa que conseguirá é transformar a Turquia em um novo Ira!

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Jonatan
11 meses atrás

O grande erro turco foi colocar tropas em terra para invadir a área curda. A falta de bombardeiros como o F15 ou B1B lancer para ataques mais precisos pesaram contra os turcos.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Tomcat4.0
11 meses atrás

Ele comprou briga com o Trump e agora esta peitando o Putin na Líbia?! Acho que ele esta jogando pesado e pode se queimar!

Diego
Diego
Reply to  Fabio Araujo
11 meses atrás

ele agora virou chinês kkkkkk

Brunow
Reply to  Fabio Araujo
11 meses atrás

Galera Oficialmente Moscou apoia o governo da ONU em Trípoli (da uma pesquisada), apesar de Haftar ter visitado Moscou no início do ano, não houve apoio declarado, os Mercenários Russos na Líbia hoje são mantidos por EAU, Arábia Saudita e Jordânia.. Outro detalhe EUA está neutro, apoiava o governo de Trípoli, mas devido o apoio das monarquias Árabes a Haftar americanos ficaram em silêncio, Itália apoia o Governo de Trípoli também, inclusive teve um Drone abatido pelo pessoal de Haftar, que um dia antes abateu um drone americano também, um Reaper e um Predator.. Semana passada a GNA abateu um… Read more »

Fabio Araujo
Fabio Araujo
11 meses atrás

Eu vi num twitter que aviões israelenses teriam sobrevoado um navio turco em águas cipriotas algumas horas após a expulsão do navio israelense, mas como não vi nada mais a respeito gostaria de saber se houve mesmo essa ação por parte dos israelenses!

Fabio Araujo
Fabio Araujo
11 meses atrás

Esse acordo que o texto fala entre a Turquia e o GNA também permite que a Turquia envie tropas para a Líbia e o Edrogan esta sinalizando que vai fazer isso, mas para as tropas turcas chegarem na Líbia vão ter que passar pela Grécia ou pelo Egito, a situação pode complicar muito!

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Fabio Araujo
11 meses atrás

Pelo que li a Marinha da Líbia e da Grécia poderão se opor a entrada dos turcos na costa líbia…

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Fabio Araujo
11 meses atrás

A força aérea de Haftar, apoiada pelos Emirados Árabes Unidos e pelo Egito, já bombardeou o aeroporto da cidade costeira da Líbia em Misrata, em um aviso à Turquia para não enviar tropas ou outros suprimentos. As ações de Ancara arriscam uma formação de coalizão anti-turca, que inclui Grécia, Chipre, Egito, Israel, Jordânia e Itália. Esses países se reuniram sob a égide do fórum de gás do Mediterrâneo Oriental – uma parceria externa relacionada à energia, mas, em última análise, militar da qual a Turquia foi excluída. As reservas de gás natural na região são estimadas em cerca de 122… Read more »

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Fabio Araujo
11 meses atrás

A Briga aí é forte,todos em defesa da Líbia e de suas reservas no mediterrâneo…

https://www.voanews.com/middle-east/erdogan-turkey-ready-send-troops-libya-if-asked

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

Assim como os campos de gás e petróleo do Chipre…

Matheus
Matheus
11 meses atrás

É como eu disse, pessoal aqui leva ofensa a Israel como se fosse pessoal.
Comentários azedos e ácidos aqui para apenas um jogo de poder.

Delfim
Delfim
11 meses atrás

É a velha contenda Grécia x Turquia por Chipre, turbinada por hidrocarbonetos.
O povo aqui acha que Israel vai se meter numa rixa entre goyn helênicos e otomanos ? Sério ?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Delfim
11 meses atrás

por bilhões de dólares que podem dar um boom economico em israel por vários anos, aumentar os gastos em ciência e tecnologia, financiar mais ataques e espionagem ao Irã, manter o lob em Washington, Bibi não ser preso, acho que sim

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Delfim
11 meses atrás

Israel fechou com o Chipre um acordo para exploração de petróleo e gás, e a Turquia reclamou e não aceitou esse acordo, acho que os israelenses calcularam mal a reação turca para a questão e terminaram se envolvendo numa questão espinhosa!

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

Off-Topic:

O governo da Alemanha está preocupado com as atividades agressivas da marinha turca no leste do Mar Mediterrâneo

Navios da Marinha Alemã serão enviados para o Mar Mediterrâneo Oriental para ajudar a Marinha Francesa e Italiana a combater as ameaças turcas.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

Os franceses tem uma classe lafayette na área e os italianos uma fragata chamada Federico Martinengo…

comment image

Kemen
Kemen
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

Duvido que a Alemanha se meta nessa pendenga, aliás todos eles são da OTAN.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Kemen
11 meses atrás

A Merkel foi conversar com o Putin a respeito da Líbia, a Alemanha vai tentar acalmar a situação pois se houver um aumento dos refugiados na Europa vai acabar sobrando para a Alemanha pois a maioria dos outros países europeus não vão querer receber mais refugiados.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Fabio Araujo
11 meses atrás

A Merkel ligou para o Putin para conversar a respeito da Líbia e depois o Putin ligou para o Edrogan para conversar a respeito da Líbia e da Síria, no caso da Líbia a Rússia e a Turquia estão de lados opostos, já na Síria a situação os dois estão do mesmo lado. O Edrogan esta jogando um jogo perigoso e mexendo com interesses de muitos países poderosos!

Delfim
Delfim
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
11 meses atrás

O fato da Alemanha se intrometer no Mediterrâneo mesmo sem ser banhada por este mostra como os hidrocarbonetos locais são atraentes.

Leonardo Costa da Fonte
Leonardo Costa da Fonte
Reply to  Delfim
11 meses atrás

Se os países banhados pelo mediterrâneo começarem a explorar as reservas de gás, para exportá-las para o resto da Europa, isto vai contra os interesses russos, que são os tradicionais fornecedores de gás dos europeus… A confusão está bem armada!!!

carlos andreis
carlos andreis
11 meses atrás

Será que esse pessoal do oriente médio não pode fazer uma guerra igual gente séria? Tipo divide a galera em dois bandos e deixa o pau moer mais não eles tem que lutar uns 15 exercitos ao mesmo tempo assim desanima a torcida .

Carvalho2008
Carvalho2008
11 meses atrás

Lição 01 do dia:

Todos os países tem seus interesses

Lição 02 do dia:

Existem aqueles que tem dentes para demonstra-los