Home Indústria de Defesa Chile planeja construir fragatas de 5.200 toneladas

Chile planeja construir fragatas de 5.200 toneladas

9103
358
Arrowhead 140, da Babcock
Fragata Arrowhead 140, da Babcock

O site Infodefensa.com noticiou que a Marinha do Chile recebeu um estudo de viabilidade técnica e econômica da Universidade Católica do Chile (UC), que propõe a construção de fragatas de 5.200 toneladas e 132 metros de comprimento como a melhor alternativa para substituir os navios do Esquadrão Nacional no médio prazo.

De acordo com uma nota publicada no jornal El Mercurio de Santiago, a instituição encomendou um estudo de viabilidade para poder implementar e
desenvolver um Plano Nacional Contínuo de Construção Naval que lhe permitirá substituir suas principais unidades de superfície assim que completarem sua vida operacional.

A Exposição e Conferência Naval e Marítima Internacional para a América Latina , Exponaval 2020, confirmou que a Marinha do Chile apresentará o Plano Nacional Contínuo de Construção Naval no Congresso Internacional do evento.

Escoltas da Armada Chilena em manobras
Escoltas da Armada Chilena
Subscribe
Notify of
guest
358 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jagderband#44
Jagderband#44
5 meses atrás

5.200 toneladas sim, é um bom “peso” para uma fragata bem armada.

PACRF
PACRF
Reply to  Jagderband#44
5 meses atrás

Senão me engano as Tamandaré terão 3.500 toneladas, ou seja, serão menores. Não sei a idade nem as características das escoltas chilenas da foto acima, porém parecem estar em “boa forma”.

Beserra(FN)
Reply to  PACRF
5 meses atrás

4100t carregadas,maiores que as FCN que nos servem muito bem.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Reply to  Beserra(FN)
5 meses atrás

Saberia o comprimento que as Tamandaré terão?

Peter-nine-nine
Peter-nine-nine
Reply to  PACRF
5 meses atrás

Eu penso que as “tipo M” do Chile… foram adquiridas do “mesmo lote” que as portuguesas. Partindo desse pressuposto, tratam-se de fragatas parcialmente modernizadas pelos holandeses pouco antes da aquisição, levam a bordo 24 mísseis, 16 deles para defesa aérea. O recheio electrónico é consideravelmente moderno, assim como os seus sensores, armamento e capacidade daí decorrente. Em Portugal, estão integradas num novo projecto de modernização, com vista a manter essas capacidades relevantes. Os navios deverão ver alterações inclusive estruturais e estéticas, nomeadamente por meio da substituição do mastro. O navio passará a estar apto a fazer uso dos seus Harpoon… Read more »

glasquis7
Reply to  Peter-nine-nine
5 meses atrás

A type 22 da esquadra Chilena é Bach II. Não aparece na foto pois no momento, estava sendo submetida a uma profunda modernização em ASMAR TALCAHUANO. Em tudo caso, está com os dias contados. É a próxima embarcação a ser descomissionada na ARCh.

FERNANDO
FERNANDO
5 meses atrás

Pois é, lá o Almirantado sabe o que quer!
Aqui estamos batendo cabeça ainda.

Andrigo
Andrigo
Reply to  FERNANDO
5 meses atrás

Aqui o nosso almirantado fica sonhando com porta aviões, enquanto olha para o seu copo de whisky 24 anos….

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Andrigo
5 meses atrás

É mesmo amigo, o que será o Prosub e as CCTs né? Você cobra o seu parlamentar? Ou esqueceu em quem votou?

FERNANDO
FERNANDO
Reply to  Marcelo Andrade
5 meses atrás

Eu sei em que votei!
Me lembro de todos os meus votos.

Falcon
Falcon
Reply to  FERNANDO
5 meses atrás

Se arrepende de algum ???

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  FERNANDO
5 meses atrás

Se arrependeu do Haddad ?

Andrigo
Andrigo
Reply to  Marcelo Andrade
5 meses atrás

Lembro perfeitamente do meu parlamentar amigo, que até aqui pelo menos tem valido a pena o meu voto, coisa rara. Sobre os projetos, eles em si são um avanço, mas olhe para todo o contexto do estado da nossa Marinha: 80 mil homens, meios cada vez mais escassos, e sempre gastando as tubas em “transferência de tecnologia” para no fim construir meia dúzia de meios. Se for analisar o nosso histórico, vamos construir esses 4, talvez até 5 Scorpene, vamos suar sangue por mais uns bons anos ainda até o dito sub. nuclear pra provavelmente operá-lo meia boca; vamos fazer… Read more »

Eduardo
Eduardo
Reply to  Andrigo
5 meses atrás

Exatamente, sai caro demais comprar tecnologia para produzir de 4 a 6 unidades. Daqui 30 anos a tecnologia é outra, completamente diferente da atual que, dessa forma, de nada mais serve. Em 10 anos muda tudo já o que dirá 30!

Assim sendo, é muito mais barato comprar de “prateleira”, sem a dita transferência e produção local. Pega esse valor a mais da tranferência e investe em obras de infraestrutura no país, vai gerar mais emprego/renda e qualidade de vidas aos cidadãos brasileiros.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  FERNANDO
5 meses atrás

Estava demorando as comparações!!!

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  FERNANDO
5 meses atrás

aqui o almirantado também sabe, oras!
Querem pensões integrais e muito, mas muito marinheiro em terra pra servir café e capinar lote pro almirantado. O que sobra a gente joga fora sonhando em porta-aviões.

Vilha
Vilha
Reply to  FERNANDO
5 meses atrás

A idade das escoltas da MB é relacionada a idade dos whisky’s do almirantado!

JOELSON
JOELSON
Reply to  FERNANDO
5 meses atrás

Decidiram depois de ver o rumo que tomamos, ai fica fácil!

Jadson Cabral
Jadson Cabral
Reply to  FERNANDO
5 meses atrás

Todo mundo sabe criticar as forças armadas. Mas vocês cobram os políticos em quem vocês votam? Vocês votam em políticos comprometidos com a defesa nacional? Porque nós não temos uma bancada forde da defesa no congresso pra fazer lobby. E os senhores sabem, sem interesse do congresso, sem dinheiro. Eu vejo muita gente aqui apontar erros do estado maior das três forças, mas fica difícil manter um projeto de longo prazo quando o orçamento é cortado todo ano. Todo mundo fala que orçamento é grande, que daria pra fazer isso e aquilo… mas vocês sabem se as FFAA chegam a… Read more »

O Padilha
O Padilha
Reply to  Jadson Cabral
5 meses atrás

Jadson, maior que o problema político e de orçamento, é o problema interno das próprias forças. Quer dizer, do que adianta querer mais verbas se o uso das que tem agora é, no mínimo, questionável. O exército, por exemplo, mantém milhares de homens em 3 unidades a cavalo, como que alguém vai querer chegar pro congresso pra pedir mais dinheiro do contribuinte se o que tem agora é gasto com unidade a cavalo, por exemplo.

glasquis7
Reply to  O Padilha
5 meses atrás

Desculpe a minha intromissão mas todos os exércitos tem cavalaria propriamente dita. São unidades imprescindíveis e tem unidades de cavalaria com Mulas de carga também.
Essenciais pra quando o suministro de combustível é cortado e também pra acessar regiões onde veículos não conseguem chegar.

O Padilha
O Padilha
Reply to  glasquis7
5 meses atrás

Não é esse o caso. Nós temos cavalos pra fins cerimoniais. Animais pra uso operacional como, por exemplo, búfalos na amazônia, são pouquíssimos. Não é todo país do mundo que tem cavalaria propriamente dita e, animais como mulas de carga e os búfalos que falei, não são cavalaria. Cavalaria não são uso de animais pra fins de carga/apoio e sim pra fins de combate direto

Regis Athayde
Regis Athayde
5 meses atrás

Se esta notícia se confirmar, então mais uma vez o Brasil é deixado para trás por um país com PIB menor que o dele. E segue a mesma situação de antes…

MMerlin
MMerlin
Reply to  Regis Athayde
5 meses atrás

A primeira vez que fui a trabalho para o Chile, questionei o motivo de tantas bandeiras chilenas hasteadas, no caminho entre o aeroporto e o hotel. Perguntei se estava tendo algum evento no país. O motorista respondeu que não e que era costume da população. A partir daí me interessei pelo ponto de vista social dos chilenas e, para minha grande surpresa, descobri que a maior parte do país atribuiu a situação educacional atual as mudanças que o General Augusto Pinochet aplicou no país, com a reformulação total da educação em todos os níveis de ensino. É praticamente unânime entre… Read more »

PauloR
PauloR
Reply to  MMerlin
5 meses atrás

“É praticamente unânime entre eles que o Chile”
Hahahahahah

E hoje os chilenos estão na rua pedindo mais Pinochet não é mesmo.

MMerlin
MMerlin
Reply to  PauloR
5 meses atrás

PR. Importante conhecer os motivos que levaram aos protestos. Mas vá além da mídia. Vai levar mais tempo, mas vale bastante a pena. Aproveite que já estará no caminho, e estude também a história deste país que deteve o maior sucesso econômico e possui o maior IDH na América Latina.

Leonardo Costa da Fonte
Reply to  MMerlin
5 meses atrás

Visitei o Chile por mais de 20 anos, pelos menos 2 vezes ao ano. É incomparável o desenvolvimento econômico e social deles com o Brasil. A mentalidade é outra. Os caras tem noção de orçamento, de custos, e de não gastar quando não se tem dinheiro. No Brasil ainda estamos engatinhando. Não adianta falar em recursos para as FFAA, enquanto não houver uma reestruturação total. Não é possível gastar tantos recursos com folha de pagamento e não sobrar quase nada para equipamentos, operação, etc. Quanto aos protestos chilenos, recomendo que estudem mais antes de falarem bobagens. Os avanças no governo… Read more »

Eder Reis
Reply to  Leonardo Costa da Fonte
5 meses atrás

Foi um grande avanço aposentar com valor menor do que o minimo para sobreviver.

Paulo
Paulo
Reply to  Eder Reis
5 meses atrás

E quanto é o mínimo para sobreviver?

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  Leonardo Costa da Fonte
5 meses atrás

Gente, vamos por os pés no chão. A ditadura militar chilena acabou há três décadas. Dizer que o Chile de hoje é resultado direto do que foi feito na década de 70 e 80 do século passado é ser ingênuo. As politicas adotadas pelos governos de centro-esquerda e centro-direita nos últimos trinta anos é que explicam a situação atual do Chile.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  EduardoSP
5 meses atrás

Errado o Chile é resultado sim do Governo Pinochet, nem os Esquerdistas tiveram coragem de mexer muito no que foi feito, eles só vem mantendo o sistema.

Vitor Bruno Fonseca Rodrigues
Reply to  Leonardo Costa da Fonte
5 meses atrás

É porque lá não tem “cumpanheiros”…

JBorges
JBorges
Reply to  MMerlin
5 meses atrás

MMerlin, estive no Chile algumas vezes a trabalho e tive a chance de conversar com pessoas de todos os cantos do país: de Santiago até Punta Arenas. O “sucesso econômico” que tu falas é falacioso…e as manifestações populares que hoje ocorrem demonstram isso. As grandes corporações empresarias (notadamente americanas) ganharam muito dinheiro com o regime de Pinochet, mas o povo empobreceu e se viu em um beco sem saída. Não há nada que o estado forneça ao povo: tudo é privado! Não vou entrar em discussão sobre estado máximo ou estado mínimo (não é o caso aqui), mas eles não… Read more »

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  JBorges
5 meses atrás

Olha, cada sociedade tem algo de bom e algo a melhorar Esta crise do clovid será um exemplo comparativo do SUS Brasileiro, o qual tem muitas criticas positivas e negativas. O sistema americano acho que ja mostrou que realmente é ruim…quem não tem serviço social ou contratado lá entrou pelo cano. Despontam na estatística das mortes. O Chile, é inegável o IDH, o PiB Per Capta, GINI, etc… Podem ter de corrigir alguma coisa sim, mas faz parte a correção e sintomia de rumos. Na mesma categoria que os Chilenos, estão os Sul Coreanos, eles tambem se consideram em crise… Read more »

Glasquis7
Reply to  Carvalho2008
5 meses atrás

O SUS Brasileiro é muito bom. Me atendi por ele em diversas oportunidades e sempre fui muito bem tratado e o que me afligia foi resolvido oportunamente. O Covid19 mostra como é importante a saúde pública e como ela é boa no Brasil. Tem o que melhorar sim mas, sempre foi boa.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

A prova será agora…o brasileiro é um degredado espiritual que tem vergonha de si e bloqueia sua própria visão sobre aquilo que tem de bom.

Um ser de eterno remorso Pelas suas falhas que não o deixam explorar sua astúcia, Inteligência, experiência, criatividade e flexibilidade….brasileiro é um matusalém experiente que ja viu de tudo, mas que se envergonha por não ter ainda ter voado Céu e ao Sol como Ícaro

ANGELO CHAVES
ANGELO CHAVES
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Esta é uma verdade, a pesar de tudo.

BR Paraná
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

O SUS é extraordinário, disponibiliza atendimento para todos conforme a Lei 8.800, e sistema ainda é novo, foi implantado 1990, é necessário melhorar a gestão e fiscalizar melhor os recursos, lembrando que cada município faz a sua gestão.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Pos eu só tive raiva, só conheço gente falando mal, principalmente nas grandes cidades, meu avó foi internado em um corredor e morreu ali, recentemente minha prima que não tem plano de saúde particular teve quase perde o bebê pq não tinha quem a atendesse para fazer uma cesariana, o marido dela teve que fazer um barraco para ela ser atendida, SUS é uma m…. precisa melhorar para ser ruim.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Para atendimento básico. Agora tente precisar de uma cirurgia ou exame mais complexo. É tão difícil e demorado, que cada região já criou um esquema próprio de corrupção e suborno para quem quiser furar a fila. Importante, de modo bem amplo e difundido.

Falcon
Falcon
Reply to  Carvalho2008
5 meses atrás

O SUS seria muito bom se não tivesse sido saqueado …

Paulo
Paulo
Reply to  Carvalho2008
5 meses atrás

Você consegue demonstrar ‘ceteris paribus’ que a taxa de mortalidade no EUA é devido à qualidade do sistema de saúde?

Paulo
Paulo
Reply to  JBorges
5 meses atrás

Sistemas previdenciários solidários estão fadados ao fracasso na medida que a expectativa média de vida cresce. O único sustentável é o de capitalização individual.

Sobre ter que pagar para ter serviços de educação e saúde, isto já é feito via impostos. E compulsoriamente.

Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
Reply to  MMerlin
5 meses atrás

Aproveitar também para ler sobre as ligações de Salvador Allende com o Nazismo e a defesa da eugenia e do racismo.
A dica é: Salvador Allende, Anti-Semitismo e Eutanásia.
Autor: Victor Farias

Glasquis7
Reply to  Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
5 meses atrás

Isso é uma falácia. Jamais teve alguma ligação com o Nazismo. Allende era socialista não Nazista.

Paulo
Paulo
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Pergunte aos soviéticos e aos povos da antiga ‘Cortina de Ferro’ se a diferença era tão significativa.

glasquis7
Reply to  Paulo
5 meses atrás

Pergunte aos nazis qual foi o Exercito que os derrotou na segunda guerra e que chegou em Berlin.

nonato
nonato
Reply to  MMerlin
5 meses atrás

Foro de São Paulo.
Querem tomar o poder e usam qualquer desculpa…

Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
Reply to  PauloR
5 meses atrás

Os chilenos não, isso é LOROTA sua para se apropriar do nome do povo. Quem está fazendo baderna é a esquerda, inclusive incendiando igrejas , esquerda criminosa que usa do nome do povo para ficar com os mesmos privilégios nas mãos dela.
Esquerda essa que aqui no Brasil é a responsável direta pela demissão de milhares de trabalhadores e a fome nas famílias, sob a desculpa da pandemia.
É como eu sempre digo:
A esquerda não é contra o capital, ela é contra o capital nas mãos dos outros.

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
5 meses atrás

Quem está orientando os governos estaduais, de todas as linhas políticas, no combate à pandemia é o governo federal, cujo presidente é seu ídolo.

Glasquis7
Reply to  Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
5 meses atrás

Está errado. Os chilenos e não apenas a esquerda, estão revoltados com seus políticos e seus governantes, tanto de direita como de esquerda pois, os logros do avanço econômico do Chile não tem chegado à população como deveria e isso vem sendo prometido há mais de 30 anos… Uma hora a gente casa de esperar e vai atrás.

Sequim
Sequim
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Bom ver um cidadão chileno dizer isso. Isso coloca pra escanteio esse neoliberalismo de araque de alguns aqui.

Paulo
Paulo
Reply to  Sequim
5 meses atrás

Por isto não. Eu conheço um cidadão chileno, de Valparaíso, cuja avaliação vai contra o seu pensamento.

Evidência anedótica por evidência anedótica fico com quem conheço.

Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
Reply to  MMerlin
5 meses atrás

Os meios aplicados a que você se refere são a tortura ? Esses meios foram empregados contra TODA a população, ou somente contra uma minoria da minoria que como no Brasil, queria matar os governantes para tomar o poder e ficar podre de rica ?
Porque é impressionante o argumento reducionista que esquerdista me traz quando o debate é sobre governo Militar no Brasil.
90 milhões de habitantes e só 400 pessoas criminosas ou ligadas ao terrorismo mortas ou desaparecidas é insignificante e de maneira alga expressa a realidade da vida do grosso do povo naqueles tempos.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
5 meses atrás

Calma lá. Se acompanhasse mais a trilogia saberia que estou longe de ser um esquerdista. Muito pelo contrário. Inclusive compartilho a visão de o brasil ter passado por um Governo Militar e não uma ditadura.

João Bosco
João Bosco
Reply to  MMerlin
5 meses atrás

Mas o caso é que o sr. Pinochet , mesmo sendo um carniceiro de marca maior, era um patriota de verdade no seu país, pensava nele e no seu povo, mesmo com todos os defeitos – Não o estou defendendo como pessoa, deixando claro. E os nossos? pensam e promoções e postos como adidos militares mas a defesa da pátria fica a segundo plano esperando a ajuda do Tio Sam…

Glasquis7
Reply to  MMerlin
5 meses atrás

Vc está enganado. O sistema educacional do Chile vem da época de 61. O que Pinochet modernizou foi a economia. O chileno nutre um sentimento patriótico muito peculiar. Se orgulha de si mesmo como chileno e valoriza a sua Ascendência principalmente seus logros como raça já que o enfoque da educação na história do país da um ênfase muito grande a ter resistido, lutado e vencido a invasão de dois impérios, (inca e Espanhol este último em duas oportunidades) e de ter vencido duas vezes os Peruanos e Bolivianos juntos (eles eram quase o triplo da população chilena nas guerras).… Read more »

José Carlos David
José Carlos David
Reply to  MMerlin
5 meses atrás

O Pinochet eliminou o lixo da esquerda, enquanto os nossos generais mandaram os nossos passear em Paris e Londres. Simples assim.

Glasquis7
Reply to  José Carlos David
5 meses atrás

Eliminou nada, criou um outro tipo de lixo governante que independe de cor política e que está em questionamento hoje por todos os chilenos.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Regis Athayde
5 meses atrás

Vai mesmo comparar um país continente com 220 milhões de pessoas e vários biomas diferentes com o Chile? Nossas necessidades são proporcionalmente maiores! E se o Chile fosse esse paraíso todo não teria havido manifestações né?

Leonardo Costa da Fonte
Reply to  Marcelo Andrade
5 meses atrás

Comparado com o Brasil, o Chile é um paraíso!!! Não há termos de comparação. A mentalidade chilena é de país sério e desenvolvido! Bem diferente do Brasil.
Precisamos ter humildade e reconhecer quando outros fazem as coisas melhores que nós.
Já cansei de ouvir que o Chile é menor que a cidade de São Paulo.
Este tipo de comparação não leva a nada.
O fato é que eles tem um mentalidade de país de desenvolvido e capitalista, enquanto nós ainda temos uma mentalidade esquerdista, estatizante e com poucas noções de matemática básica.

Enes
Enes
Reply to  Leonardo Costa da Fonte
5 meses atrás

O nosso povo infelizmente é assim, medíocre e se chegar ao poder vai roubar igual aos políticos que estão lá. Então, porque reclamam tanto? E malham os militares como se pior fossem do que ele mesmo. A nação não evolui porque o povo não evolui e acusam os outros daquilo que eles mesmo fariam se no poder estivessem.

Glasquis7
Reply to  Enes
5 meses atrás

NÂO! o Brasileiro não é medíocre, apenas esqueceu de que às vezes tem que deixar de correr atrás do seu e correr atrás do “nosso”. Só isso.
A classe média Brasileira é a mais forte que conheço. Os profissionais são competentes. O problema é que não trabalham juntos por um objetivo comum.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

correto

Tutu
Reply to  carvalho2008
5 meses atrás

2

Esteves
Esteves
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Objetivos são determinados pelas elites.

Falcon
Falcon
Reply to  Regis Athayde
5 meses atrás

Com o congresso que temos essa situação so tende a piorar …

Pablo
Pablo
Reply to  Regis Athayde
5 meses atrás

Nem tanto!, estamos prestes a começar a construção das Tamandarés, sem contar a força de submarinos. Portanto, menos, bem menos!

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
5 meses atrás

Muito bom! Acredito que vão ser seis unidades e vamos ficar sendo humilhados novamente!

ALEX TIAGO
Reply to  DOUGLAS TARGINO
5 meses atrás

Rapaz não pensa assim não pensa que eles estão certos e que nós temos que mudar aqui a forma de pensar e não torcer para os outros ficarem atrasados pra nós ficarmos a frente. Eu vi a reportagem ontem e eles deu a entender uma unidade mas que logicamente seria uma classe sucesso pra eles e no meu ponto de vista elas ficaram prontas depois das Tamandarés e acho que o Brasil precisa de mais Tamandaré é e mais unidades maiores.

Pablo
Pablo
Reply to  DOUGLAS TARGINO
5 meses atrás

Humilhados com 5 sub novos, sendo um nuclear?

glasquis7
Reply to  DOUGLAS TARGINO
5 meses atrás

O progresso dos outros é humilhação pra vc?

Fabio Mayer
Fabio Mayer
5 meses atrás

Um plano nacional CONTÍNUO de construção naval militar era tudo o que o Brasil precisava. Pena que não tem organização nenhuma, nem governos responsáveis que o mantenham.

Alexandre Cardoso
Alexandre Cardoso
Reply to  Fabio Mayer
5 meses atrás

Precisava de ” .. Um plano nacional CONTÍNUO de construção naval militar …”, não, precisa. Ou melhor, um Plano Nacional CONTÍNUO de construção militar para as 3 forças. Mas enfim …, voltemos à nossa realidade …

Fabio Mayer
Fabio Mayer
Reply to  Alexandre Cardoso
5 meses atrás

Precisava, porque não tem e porque os meios navais há muito já estão defasados… de resto, concordo, deveria haver um para as 3 forças.

Fernando Vieira
Reply to  Fabio Mayer
5 meses atrás

É que ninguém pensa nisso e muita gente critica. Quando veio a compra dos Gripen o Boechat criticou e muito em seu programa de rádio essa compra. Já vi muita gente criticando também as Tamandarés. Nós aqui sabemos da necessidade desses programas, mas fora da nossa “bolha” você vai ouvir a mesma ladainha “tanta gente passando fome e o Brasil vai construir navio?” “vai entrar em guerra com quem?” É preciso um esforço de todos em explicar que isso é um investimento para o país uma vez que a construção local geraria milhares de empregos diretos e indiretos, mão de… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Fernando Vieira
5 meses atrás

Esse é um dos problemas de se fazer aqui.

Falta de encomendas. Precisa criar demandas. Precisa construir mercados.

A Noruega já vende mais carros híbridos e elétricos X carros a combustão. Rodam na Europa mais de 1 milhão de carros elétricos.

Criar.

Roberto Bozzo
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Como não temos demanda ??? A MB chegou a ter 18 escoltas, pouquíssimas marinhas tem tantas escoltas.

Só um exemplo prático…se todas fossem da classe Tamandaré e já tirando as contratadas, faltam 14 unidades….quantos anos demandariam a construção continuada destas 14 unidades ? Num exercício simples, se fossem construídas aos pares, num mesmo estaleiro e sendo lançadas a cada 2 anos, precisariam de 16 anos de construção continuada….

Mas aí caímos no desenvolvimento de uma política de estado, coisa que não temos.

Fernando Vieira
Reply to  Roberto Bozzo
5 meses atrás

Esse é o meu ponto. Não é que não demanda, a Marinha precisa de escoltas. E se parar pra pensar essa produção pode ser contínua pois quando terminar a construção da última já está na hora de começar a construir a substituta para a primeira da classe. A Marinha dos EUA fez isso com seus Arleigh Burke e acho que é um grande sucesso de programa de construção naval.

E olha que estamos falando de corvetas, a Marinha precisa também de Fragatas e Patrulheiros, como a MEKO é modular, basta fazer desenvolvimentos e simplificações dela.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Roberto Bozzo
5 meses atrás

Mestre Bozzo,

demanda é isto…ter quem compre….se o GF não compra…não tem….nem terá….

O declinio das encomendas salvo os casos de recrudescimento pontual Chines, é que cada vez mais haverão cada vez menos encomendas dos governos.

Todas as marinhas do mundo estão de certa forma, reduzindo….ao menos nos ultimos 50 anos é isto.

Não fico falando de mercante porque gosto de sucata….falo porque é uma forma de juntar as duas demandas e assim viabilizar alguma porcaria que o sirva…é muito mais do que desenhinho de gibi de passa tempo…

Roberto Bozzo
Reply to  carvalho2008
5 meses atrás

Mestre Carvalho, agradeço a alcunha mas não a mereço….acompanho todas as suas postagens, sempre fazem pensar “fora da caixa”. Por isso finalizei que precisa de uma política de estado, coisa que não temos ainda. Talvez a MB possa no futuro, num momento de necessária retomada, propor tal política usando a construção de meios como incentivo a geração de empregos, desde que utilize uma fonte de recursos estável, como uma participação dos royaltes do petróleo das bacias novas. Só pra informação, a MB recebe das bacias antigas onde o valor está decaindo quando não cessou de vez. Mas este plano deve… Read more »

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Roberto Bozzo
5 meses atrás

Muito bem colocado

Esteves
Esteves
Reply to  Roberto Bozzo
5 meses atrás

Pai Jesus. O milagre do pré-sal. Os royalties e as compensações novamente. Esses recursos vem do Tesouro Nacional. Não existe raciocínio lógico, penso, em exigir compensação de uma atividade decorrente de um monopólio estatal. A MB tem seu orçamento. Usa 80% para pagar salários. Quando o gestor público brasileiro aprender que o desprezo ao dinheiro público tem preço e um preço alto a pagar, talvez o resultado possa ficar diferente. O país precisa de independência. Precisa de empregos. Precisa criar mercados e demandas. Pode investir. 80% da nossa atividade econômica é interna. Basta que façam uma divisão mais justa do… Read more »

Roberto Bozzo
Reply to  carvalho2008
5 meses atrás

“Todas as marinhas do mundo estão de certa forma, reduzindo….ao menos nos ultimos 50 anos é isto.” Penso nisso também….talvez, opinião minha, a MB deva investir pesadamente na patrulha; NaPa, corvetas, aeronaves de patrulha, helis para SAR, subs classe Riachuelo, etc permitindo um controle efetivo sobre nossa plataforma continental. Chegando inclusive a ter mais Tamandarés, visando um combate ASW, repito, dentro de nossa plataforma continental. A Marinha de guerra seria menor mas muito bem armada, talvez até formada por apenas 12 fragatas, mas com grande capacidade de combate; exagerando, umas 12 AB Flight 2 com aegis mais dois navios capitais,… Read more »

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Roberto Bozzo
5 meses atrás

Da forma como as coisas vão, eu ja estou ate desistindo de meios de esquadra Ja esta é passando da hora da MB estudar o que seria uma guerra assimétrica oceânica e litorânea para o nosso caso. As pessoas tem isto mais ou menos formatado em mente quanto a luta assimétrica terrestre, mas não tem a menor ideia do que seria naval, talvez vagamente a litorânea, mas nem imaginam o que seria a oceânica, ainda mais com o tamanho de nossa costa. A crise será feia e ira enterrar a própria crise da MB. Será formalmente questionada pela politica e… Read more »

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Carvalho2008
5 meses atrás

Caro Carvalho, Vejo a guerra assimétrica naval com a ênfase na atividade de negação do mar, que se faz essencialmente com a guerra submarina. A questão é, que contra Brasil, diante do nosso cenário no Atlântico Sul, somente umas umas três ou quatro nações teriam capacidades de nos tornar o elo fraco da guerra assimétrica. Todas as outras nações estão passíveis à guerra simétrica conosco e, por isso, o controle e a projeção de força não pode ser ignorado. O problema maior da política de defesa do Brasil como política de Estado, é a falta de uma Grande Estratégia. NÃO… Read more »

carvalho2008
Reply to  GFC_RJ
5 meses atrás

Pode ser….

O que não pode ser é ficar no pode ser…pode ser que sim…pode ser que não….

Veja…se pode ser que sim, os vizinhos são tão fracos comparativamente, então nem esquadra precisamos….por uns 20 anos… seria isto?? Temos de encarar o que se decide para cada hipotese…se não tenho o risco então não preciso…

Se pode ser que não, seria interessante pensar o que poderia ser empregado….Subs de fato encontram-se nesta categoria, com especial enfase aos costeiros…que outro tipo de equipamento?

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Roberto Bozzo
5 meses atrás

1) passe o pagamento da previdência dos militares para a Previdência social. E, obviamente encaminhe as contribuições para lá.
2) aprove uma lei que determine 2% do PIB para a Defesa como o mínimo.

Após estas 2 leis, garanto que o Brasil poderá construir 1 Destroyer por ano + 2 Fragatas por ano.
Em 30 anos A MB teria 30 Destroyer + 60 Fragatas.
E um número semelhante de submarinos.

Somos uma potência, mas ainda não percebemos isso.
Então continuamos nos comparando com países pequenos, enquanto nossos políticos continuam pensando somente no bolso deles.

Esteves
Esteves
Reply to  Roberto Bozzo
5 meses atrás

Isso é passado. Demanda significa que existe capital comprando na ponta. Aonde existe uma BID naval? Na série do PROSUB passaram as dificuldades com o MEP, com as baterias, com os soldadores, com a importação das calotas. Com a renegociação do contrato por inadimplência nossa que o Jungmann foi fazer. Demanda mostra que há continuidade, que existe capital comprando, procurando, fazendo pedidos. Existe sustentação. Quando privatizaram a telefonia no Brasil não existia mercado. Havia demanda reprimida que elevou preços e represou a oferta de serviços. A planta subiu de 4 milhões de usuários para 200 milhões quando aconteceram esforços para… Read more »

Paulo
Paulo
5 meses atrás

INDISCUTIVELMENTE a melhor marinha da América Latina.

Alexandre Cardoso
Alexandre Cardoso
Reply to  Paulo
5 meses atrás

Qto a isso, não sei, mas lá pelo jeito o almirantado sabe, sem devaneios, o que quer … e tem o pé no chão. Tomara que assim continuem.

Pablo
Pablo
Reply to  Paulo
5 meses atrás

Como tu chegou a essa conclusão????

Tutu
5 meses atrás
Esteves
Esteves
5 meses atrás

Pronto.

Um país desmascarado, em crise, vende commodities, vinhos e panos, em convulsão social, perdido entre anarquistas e pastores, hasteia a bandeira do nacionalismo em meio a maior crise do século e anuncia a construção naval de navios de 5.200 toneladas.

Bem…um estudo e depois um plano.

Então…pode ser somente uma distração. Fogos de artifício.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Esteves
5 meses atrás

A crise realmente é grande e o retrocesso no PIB foi quase assustador. Mas o país tem como sair mais forte.
Infelizmente, os protestos começar com um conjunto de fatores, mas potencializados pela mídia e, principalmente, pelas redes sociais. Os dois últimos tiveram um papel de suma importância ao inflar situações sensíveis que já estavam em processo de analise pelo próprio governo.
O supreendente é ver como se demonstrou frágil a estabilidade social chilena. E isto sim, precisará ser trabalhado nos próximos anos.
Em nosso país, convivemos com esta volatilidade diariamente graças a boa parte da imprensa.

Esteves
Esteves
Reply to  MMerlin
5 meses atrás

Exemplo.

Todo dia tem especialista, infectologista, cientista e exibicionista na TV. Todo dia respondem perguntas.

– Devo lavar os sapatos quando chegar em casa?
– Bem…não conheço ninguém que ficou doente lambendo sapatos.

– Devo lavar a louça cantando parabéns pra você 2 X?
– Bem…você deve lavar a louça até ela ficar limpa.

Todo dia tem morte, tragédia, convulsões, desobediência, monitoramento, projeções, estatísticas.

A de ontem. Um matemático fez um desenho de uma bolha com vitórias régias. Um desenho.

– O desenho mostra que teremos 1 bilhão de infectados.

O 4o. Poder está mais invlu

Esteves
Esteves
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Ops…

O 4o. Poder esta mais influente que nunca.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Esteves
5 meses atrás

É…mas agora tem o 5o poder…”as mídias sociais”…..da foto e gravação em tempo real, de mais de uma visão de edição , reedição ou adulteração de conteudo….jornalismo quer queira ou não está em cheque e estará mais do que nunca….voce me grava…eu te gravo….se mostrarmos coisas diferentes quem verá os dois julgará…

Antes o cidadão apesar de saber, tinha uma sensação que jornalismo era quase um serviço publico, compromisso com a verdade….e hoje, pode perceber que é apenas um negócio…tem quem paga…quem financia….quem dificulta…quem facilita…

Esteves
Esteves
Reply to  carvalho2008
5 meses atrás

Passou na TV = verdade

Passou na Internet = fake

Antes do corona a TV estava morrendo. Sobrevivendo de realities shows. Demissões.

A TV é tão cara de pau que usa conteúdos fornecidos por quem assiste e está nas redes sociais…loucos para se assistirem.

Escrever na internet é mole. Viva o ego.

Assistir-se na TV enquanto navega nas redes sociais é divino.

– Devo lavar a louça por quantos segundos?
– O recomendado pela OMS é que cada talher e louça seja lavado por pelo menos 20 segundos.

Nem George Orwell pensou nisso.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Olha, a aversão a jornalista está grande. O publico apenas voltou a assistir porque de fato esta preocupado. Existe apesar de uma audiencia, uma Franca percepção de que existem os torcedores do virus,

As TVs se transformaram num gigante Teleton de contagem de mortos

Mas a informação real e objetiva é:

– Quantos por cento dos leitos hospitalares ja foi ocupado? Qual é a taxa atual versus a taxa de quebra do sistema? Este é, aliado a taxa de sobrevivência, os dois principais indicadores para se ter uma ideia de como estamos nos saindo, no Brasil, nos estados, nos municípios.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Carvalho2008
5 meses atrás

E outra, existe uma especie de sensação que encurralaram o Bolsonaro, isto é até verdade no momento…mas deu uma pulga atras da orelha….veja, vi uma tese interessante sobre isto… O publico e mídia se focaram na crise da contaminação, mas alguns já desconfiaram que antes disto, o GF fez uma previsão e viu que o numero de mortos pelo virus no mundo, será acrescentado pelo numero de mortos pela crise economica, que ela seria inevitavel no mundo e seria pior que a de 1929, que a oposição independente do que faça continuaria martelando. Então, estudaram e adotaram uma postura radical… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  carvalho2008
5 meses atrás

O Esteves avisou.

O GF se deixou encurralar pela própria paquidérmica forma de governar.

O GF poderia ter apoiado os chiliques dos governadores. E quem ganha o monte mor?

Deixa sangrar. O cipó de aroeira vai voltar.

Agora…querem que o GF tape os buracos dos corrupções locais.

Vamos ver.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Pois é…estou desconfiado que é este o plano, pois o pior virá e a oposição não terá como imprimir a culpa no GF…Os Estados ainda na festa sem cortar nada…so pedem grana…o Judiciario amarrando as mãos do executivo federal, municipios legislando sobre toque de recolher o que é inconstitucional…daí o tsunami vem e o Presidente vai falar… -Eu não falei???!!!… as ai a coisa estará tão ruim, que somente o estado de sitio poderá restabelecer a ordem….mas ai….já é tarde….

Esteves
Esteves
Reply to  carvalho2008
5 meses atrás

Penso isso.

A GN está recuando. Doria, hoje, parecia um Ze Ninguém agradecendo doações.

O vice avisou. Os militares não estão preparados para perder.

Vamos de Luiz XVI.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Ponto. “…Todo dia tem morte, tragédia, convulsões, desobediência, monitoramento, projeções, estatísticas…”.

Infelizmente esta é a realidade da nosso mídia. As duas primeiras, dominavam já antes do corona.

Space jockey
Space jockey
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Hora dum governo militar, se o brasileiro não sabe conviver com democracia tem que perde-la.

Esteves
Esteves
Reply to  Space jockey
5 meses atrás

Anarquia institucional de prefeitos e governadores impedindo a entrada e saída de cidadãos. Erguendo barreiras de tratores contra veículos civis. Ameaçando bater e prender.

O judiciário…desprezível como sempre.

Mas querem dinheiro.

Glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

O Chile tem uma reserva pra compra e renovação do parque militar que se estima nos U$D 20 bi. Isso já a disposição dos militares sem precisar criar fontes de onde o dinheiro virá.

É o resultado da “Ley reservada del cobre”.

Glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

“Então…pode ser somente uma distração. Fogos de artifício.”

Pode… Ou pode ser que estejam mesmo com esta capacidade.

“Um país desmascarado, em crise, vende commodities”

O que quer dizer com “desmascarado”?

ALEX TIAGO
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Boa noite Glasquis7. Queria saber como andam as discussões sobre o cobre em seu país vi em uma reportagem que mostrava alguns parlamentares querendo tirar o subsídios as forças armadas que o cobre dava e aparentemente as empresas tbm queriam retirar essas verbas??? Eu pessoalmente acho muito interessante e nos aqui no Brasil deveria estudar as mesmas possibilidades começando pela Petrobras que não repassa a muitos anos as verbas.
ALEX Tiago

glasquis7
Reply to  ALEX TIAGO
5 meses atrás

Boa noite Alex,

O Chile tem essa discussão desde que eu me reconheço por gente e vai tempo nisso.

É difícil retirar essa lei. O que conseguiram foi retirar a reserva de informação então agora, qualquer comissão da camera pode investigar as contas militares que envolvem os gastos do fundo de reserva.

A lei mesmo, ainda existe

Esteves
Esteves
Reply to  ALEX TIAGO
5 meses atrás

Repassa sim.

Não é a Petrobras. O Tesouro Nacional faz a divisão dos royalties e das compensações financeiras.

A capitalização da Emgepron veio de lá.

Aliás…cadê os royalties da Vale, dos ingleses, dos sul-africanos?

Esteves
Esteves
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Desmascarado.

Eram apontados como uma ilha de prosperidade em um continente letárgico. Exemplo.

Um país com problemas sociais, com problemas na distribuição da renda e que ainda tem grandes dívidas com o bem estar da população.

Como todos os latinos.

Glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Entendo, Mas a verdade é que continua a ser um sistema equilibrado e estável. O sistema Neoliberal, que foi criado no Chile é efetivo. O problema está em que o Chile tem uma distribuição de renda muito ruim e o maior legado de Pinochet foi uma classe política acomodada que vive como um protetorado, esquecendo das promessas feitas em campanha. Isso não é defeito apenas da direita chilena mas sim, de dota, absolutamente toda a classe política. Mas o sistema continua sendo, ao meu ver, um dos melhores que conheço. Só que essa estabilidade, riqueza e modernidade, devem chegar à… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Nossas elites.

A fonte de todos os nossos problemas.

Adriano alves da Silva
5 meses atrás

Quero ver os Chilenos, tem tecnologia para Construir suas Fragatas. Eles não consegue nem fabricar Aviões vem Comprar do Brasil.

Mauricio R.
Reply to  Adriano alves da Silva
5 meses atrás

A tecnologia das CCT Tamandaré, aliás MEKO A-100 é muito nacional. Só se for lá na Alemanha.

Nilson
Nilson
Reply to  Adriano alves da Silva
5 meses atrás

Eles começaram construindo navios patrulha oceânicos, e já se sentem capazes para tanto. O próximo passo é construir fragatas. Planejamento a longo prazo. E não sei o que tem a ver ter que saber construir aviões para poder construir fragatas…

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Nilson
5 meses atrás

O OPV fassmer 80 que eles operam cairia como uma luva na MB, 60 ou 70 milhões de dólares por unidade com 1700t de deslocamento, suporta helicóptero e tem uma baita autonomia, a nível de comparação com o preço de uma Tamandaré da pra encomendar uns 7 ou 8!

Glasquis7
Reply to  Carlos Gallani
5 meses atrás

E o legal é que dá pra colocar uns dois Scorpenes no rolo. O Chile vai precisar de mais 2 até o final da década… na verdade antes disso.

Roberto Bozzo
Reply to  Carlos Gallani
5 meses atrás

Mas são funções beem diferentes….. Eu concordo que a MB deveria focar no desenvolvimento de uma grande e forte patrulha naval, utilizando está década de 20 para tal…e a Marinha de guerra poderia ser mais “enxuta’ , mas Tamandaré e OPV seriam complementares.

ALEX TIAGO
Reply to  Carlos Gallani
5 meses atrás

Bom dia Carlos Gallani. A sua referência financeira e de quando?e de qual data é recente?entendo que um navio semelhante a alguns anos atrás realmente poderia se pagar esses valores mas na atualidade me desculpe mas acho difícil chegar a esse valor caso puder colocar uma referência ou uma informação recente eu agradeço???

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  ALEX TIAGO
5 meses atrás

Olá Alex, a alguns anos era por volta 50 milhões de dólares, esse meu 60 a 70 é um chute mesmo, considerando um pé de boi e uma encomenda de várias unidades, pelo menos 10 já que a marinha quer 15. Pelo que humildemente entendo é um projeto barato desde a primeira linha do desenho, pra lidar com baixa intensidade e ponto, tráfico, pesca e coisas assim! Existe um projeto de Meko do mesmo porte (A80) e essa sim acredito ter um preço mais elevado, entregando mais eu suponho mas será que a gente precisa de OPV top na calmaria… Read more »

ALEX TIAGO
Reply to  Carlos Gallani
5 meses atrás

Carlos Gallani. Se esses valores serem reais seria ótimo uma classe desses navios para o Brasil imagina uma classe de 6 ou mesmo 12 navios com valores acessíveis melhor que pagar 50 milhões em navios 500BR seria muito legal.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  ALEX TIAGO
5 meses atrás

Alex, posso estar comendo bola mas esse preço de 50M é de 2012 a 2014, reforçando o ponto da compra em quantidade acho que até 70M em um basicão não é nenhum delírio!
Li em um artigo que existe um opção mais bem equipada que custa 40% mais caro ou seja, dentro de uma mesma tonelagem não é impossível termos navios de mais de 100M, só não acho necessário!
Fonte: Google rapidão “fassmer OPV 80 Cost”.

Glasquis7
Reply to  Adriano alves da Silva
5 meses atrás

E quais aviões o Brasil Fabrica que o Chile compra?

Tutu
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Acho que ele está se referindo aos A-29.

glasquis7
Reply to  Tutu
5 meses atrás

São da EMBRAER o projeto é brasileiro e com isso o Brasil tem muitos méritos mas, é o setor privado e sua volatilidade.

Antes do A 29 o Chile comprou o Bandeirulha que ainda voa na ARCh provando a sua qualidade e capacidades mas.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Adriano alves da Silva
5 meses atrás

Adriano, típico comentário de tipo merd@….

Diego
Diego
Reply to  Adriano alves da Silva
5 meses atrás

Hasta los Españoles se forman volando el pillan! Jajajajajajaja

Caio
Caio
5 meses atrás

Aqui no Brasil dizem que houve estudos, sobre as dificuldades das naves com menos de 5000 Toneladas no Atlântico,mas mesmo assim foram compradas corvetas de menos de 4000. Aí se pergunta o que se pesquisa mesmo.no.setor militar não é utilisado? A resposta sim! Por que só Deus sabe. Pois vemos o Chile com essa proposta para sua marinhha; difícil entender.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Caio
5 meses atrás

Caio, Corvertas e Fragatas utilizadas em missões diferentes. Se fosse vdd a Barroso não atravessaria o Oceano né? No papel é lindo o Chile querer, quero ver é poder! Aliás , adoro os vinhos deles!

Glasquis7
Reply to  Marcelo Andrade
5 meses atrás

O Chile tem a capacidade de construção dessas Fragatas desde a década de 90. Foi desenvolvida pro projeto Tridente mas ficou paralisado com a chegada das Type 23 e as L Class. Agora, que não se tem perspectivas para uma nova compra de oportunidade e que seguramente, alguns estaleiros sofrerão, ASMAR coloca estes projetos em andamento pra gerar mão de obra/renda e assim dar um impulso à economia local.

Quem sabe dá certo e vende algumas unidades no futuro?

Caio
Caio
Reply to  Marcelo Andrade
5 meses atrás

Marcelo até agora a proposta é tornar mossas corvetas em fragata , no sentido do uso, um tampão novo, mas mesmo assim um tampão, porque a grana e sempre curta ai vem com essa solução? Vamos ter as duas coisas em um navio só! Típico do brasil.em fazer diferente do resto da mundo.

Jorge Knoll
Reply to  Marcelo Andrade
5 meses atrás

O Chile não se comporta como o Brasil.
Qualquer dor de barriga(contingenciamento de verba), descomissiona 2 ou 3 belonaves(meios navais) e já anuncia como futuro alvo de treinamento de mísses exocet

glasquis7
Reply to  Jorge Knoll
5 meses atrás

Quando aconteceu isso que eu nunca vi? Quais belonaves foram descomissionadas por contingenciamento no Chile?

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Caio
5 meses atrás

Balela, tem navio com menos de 2000t operando tranquilamente em mares polares, olhem a posição geográfica do Brasil, isso é criar problema pra vender solução!

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Caio
5 meses atrás

Caio, a tonelagem tem claro o seu papel na capacidade de uma embarcação enfrentar mares revoltos, mas, um navio bem desenhado, com os cálculos certos, navega inevitavelmente bem, o que se chama de “boa navegabilidade”. Patrulhas oceânicos que se prezem de tal nome, não são reconhecidos pela sua tonelagem, mas antes precisamente por esta boa navegabilidade a que me refiro. As fragatas Meko de Portugal têm um deslocamento de 3300 toneladas, alguma vez ouviu falar de más condições de navegabilidade nestes navios ou em semelhantes que servem em outras marinhas? Não, não ouviu. E se pensa que os mares que… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Peter nine nine
5 meses atrás

Eu ainda não li nada aqui que somente navios de 5 mil toneladas estão aptos. O que se postou e se comentou é sobre o conjunto. Propulsão que move o navio e gera energia Sistemas que consomem energia Armas e munições que pesam Vigilância e contra medidas que requerem aprestamento Contra medidas Guerra eletrônica VANTs Tripulação Guerra anti superfície e mísseis Guerra anti submarinos e torpedos Autonomia para ir e voltar Helis, o peso, os inventários e as logísticas dos helis Para nossa dimensão. Para a ZEE. Para o mar territorial. Custos para fazer aqui com tudo que pode dar… Read more »

Peter nine-nine
Peter nine-nine
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Esteves, não percebi nem o contexto nem a conclusão do seu comentário. Tão pouco percebi se ele era umas resposta para mim

Esteves
Esteves
Reply to  Peter nine-nine
5 meses atrás

Foi para o Caio.

Space jockey
Space jockey
Reply to  Peter nine-nine
5 meses atrás

As respostas não saem em sequencia aqui, o que torna a discussão confusa, não se sabe quem ta respondendo quem, Ta na hora do corpo editorial ver isso.

Gabriel BR
Gabriel BR
5 meses atrás

Eu penso que seria bacana ver a Marinha Chilena com 6 fragatas classe ômega da Damen construídas localmente.

Gabriel BR
Gabriel BR
5 meses atrás

Isso sim é uma fragata ! As Tamandaré são corvetas pesadas…

Adriano RA
Adriano RA
Reply to  Gabriel BR
5 meses atrás

Concordo. Podemos nos enganar chamando de fragatas leves, mas são corvetas. As fragatas “de verdade” atualmente possuem de 4500 a 7000 toneladas.

Dalton
Dalton
5 meses atrás

Se o Brasil tivesse um vizinho com quase o dobro da população com pendências fronteiriças e outro vizinho mais fraco que falasse mal de nós pelas costas, mas, que poderia teoricamente unir-se ao outro, como historicamente já teria feito, eu não me sentiria tão confortável assim mesmo com fragatas de 5200 toneladas. . Certo ou errado o Brasil me lembra os EUA pós guerra civil que durante esta assombrou o mundo, mas, depois, durante 30 anos deixou o exército cair para menos de 30.000 homens, onde até uma guerra contra a Espanha foi varrida para debaixo do tapete em 1877… Read more »

Salim
Salim
Reply to  Dalton
5 meses atrás

Caro mestre Dalton. Gasto defesa Brasil USS 27 bilhões ( 2018 ) Chile USS 6 bilhões ( 2018) . eles tem forca naval meios superfície bem superior, f16 aviões e tanques leopardos mais modernos e superiores. Tem algo errado. Náo vou entrar efetivos. Náo da pra explicar náo.

Thrash Metal
Thrash Metal
Reply to  Salim
5 meses atrás

Gestão pífia dos Oficiais. Simples

Esteves
Esteves
Reply to  Dalton
5 meses atrás

Mestre Dalton, Toda hora é hora de aprender. Não é necessário investir significativamente nas Forças. É necessário investir. . Fazer aqui sem saber fazer tem o risco de não conseguir fazer. E os custos locais. . Comprar pronto pode ser mais vantajoso financeiramente, mas ao longo dos anos a dependência cobra um preço alto. Na hora da necessidade não há garantia que receberemos atualizações. Nem reposições. Os dois tem transferências. Enviamos engenheiros para aprender a fazer aqui e enviamos pessoal técnico para aprender a operar. Por que precisa envelhecer, sucatear, deixar passar, obsolescência? Por que a água do Rio Gandu… Read more »

Dalton
Dalton
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Esteves e Salim…meu comentário foi mais no sentido de que não invejo a marinha chilena e também não critico quem inveja é apenas como enxergo as coisas já que tendo vizinhos como Peru e Bolívia a marinha chilena tem apenas 8 principais combatentes de superfície e 4 submarinos e não se deixem enganar pela foto onde aparecem 7 ao mesmo tempo pois duvido que todos os 7 estivessem municiados e certificados para combate, nem a US Navy consegue tal disponibilidade. . O Brasil está fazendo o que pode diante de outras prioridades e grau de percepção de ameaça, que na… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Dalton
5 meses atrás

Ufa..vejo que o Mestre ignorou o 5o.submarino.

Também acho que ele não sai.

Dalton
Dalton
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Não quer dizer que acredite que ele não sairá Esteves e sim que
prefiro me ater aos próximos 10 anos 🙂

Esteves
Esteves
Reply to  Dalton
5 meses atrás

Leio isso desde os anos…1980.

Glasquis7
Reply to  Dalton
5 meses atrás

Dalton

Achismo seu e nada mais.

As Fragatas Chilenas estão todas municiadas assim como a sua frota silenciosa. Na época em que o Carreira raspou a Condell, o primeiro que se fez, antes de enviar pro porto foi retirar seus armamentos.

Ou vc acha que as Type 23 que estão sendo modernizadas deixam seus CAMM estocados nos EEUU?

Dalton
Dalton
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Achismo por achismo Glasquis acho que o meu está mais próximo da realidade do que o seu quanto ao grande número de mísseis
“Harpoon” da Venezuela !
.
Não conheço nenhuma marinha que tenha 90% do seu inventário
certificada para combate. Exercícios “Photex” são um bom meio de propaganda que é utilizado por todos principalmente quando um bom número de meios está navegável, mesmo que alguns ainda não estejam certificados e a munição esteja nos paióis em terra
se o navio recém retornou de um período de manutenção ou a
descarregou para em breve iniciar manutenção.

Dalton
Dalton
Reply to  Dalton
5 meses atrás

Foi mal “Harpoon” o correto é “Otomat” !

Glasquis7
Reply to  Dalton
5 meses atrás

achismo com a Venezuela é um coisa, como Chile, que tem 3 estatais muito competentes comprometidas e empenhadas na manutenção, atualização e modernização do arsenal chileno, controladas pelo comando militar chileno, é bem diferente.

Bardini
Bardini
5 meses atrás

Com um projeto desses, na faixa das 5000t, a MB poderia estar iniciando a construção de uma versão Emprego Geral um tanto mais simples e barata, para agregar conhecimentos construtivos e fazer número ao passo que posteriormente, poderia contratar outro lote, com versões mais voltadas para AAW e ASW. . Tudo poderia ser baseado em uma mesma plataforma. Tudo ficaria dentro de uma mesma linha de montagem e integração, aproveitando pessoal capacitado. Tudo seria voltado a economia de escala, via padronização. Tudo isso asseguraria muitos empregos ao longo da manutenção do ciclo de vida da frota. . Mas não. Optaram… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Bardini
5 meses atrás

Um navio de 5 mil toneladas simples e barato. Canoas talvez. Vamos lá, novamente, dessa vez sem a ajuda do Mestre Carvalho, procurar nos estaleiros do planeta, projetos de 5 mil toneladas. Simples e baratos. Talvez feitos com compensado naval. Para agregar conhecimento construtivo. Vamos ver. Pego o pessoal do bairro, junto uma turma e vamos lá erguer um prédio de 7 andares. Não há engenheiros nem arquitetos. Somente mestres. Mas, é claro, nossa força de vontade e persistência no esforço que retiramos das palestras do Karnal farão de todos uma empresa especializada em edificar prédios de 7 andares graças… Read more »

Bardini
Bardini
Reply to  Esteves
5 meses atrás

zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz…

Esteves
Esteves
Reply to  Bardini
5 meses atrás

O Sono da Morte.

Os Hobson adotam uma criança chamada Cody após a morte de seu filho Sean. Algum tempo depois eles descobrem que os sonhos de Cody podem se tornar realidade, mas seus pesadelos são mortais.

Glasquis7
Reply to  Bardini
5 meses atrás

Bardini

Pra que isso?

Basta com trocar algumas Fragatas Chilenas por Submarinos Brasileiros. Afinal de contas, o Brasil vai vender submarinos pra quem?

É só alinhar as diplomacias de ambos países e se complementarem. De uma união de forças como essa só pode resultar num desenvolvimento benéfico pra ambos.

Esteves
Esteves
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Americano é bonzinho com mexicano?

Canadenses lutaram na guerra ao lado de americanos. O Trump é bacana com o Canada?

Argentinos são legais com chilenos? A China ajudou a Coreia…mas eles tem outros planos para a Coréia.

“Kautilya defendia que as alianças com os aliados deveriam durar, enquanto os interesses próprios estivessem assegurados. Não acreditava no altruísmo dos países, mas que estes atuariam para defender os seus próprios interesses, no domínio político, econômico e militar.”

Glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Sim mas o Chile não faz fronteira com o Brasil nem rivaliza com ele.

Esteves
Esteves
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Pois é…inimigo comum nos anos 1960/70.

Só.

glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Nada, O Brasil e o Chile tem relações muito sólidas e tem se estreitado muito com o atual governo.
Na parte militar existe uma colaboração e um companheirismo especial, principalmente na FAB.

Atualmente tem oficiais do EB no Chile treinando nas BRIACO pra serem instrutores no Brasil.

Teve oficiais da ARCh visitando as instlações onde se constroem os Scorpene.

Em fim. Uma ampla colaboração que poderia ser melhor, muito melhor explorada.

Esteves
Esteves
Reply to  glasquis7
5 meses atrás

Na parte militar.

Glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Na parte comercial também, o Chile é o maior investidor sul americano no Brasil. Atualmente tem investimentos na ordem dos U$ 36 Bi.

Esteves
Esteves
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Penso que é 1/3 disso.

Glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Continua a pensar. Só calcula quanto foi investido na LATAM.

Esteves
Esteves
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Aonde estão esses 30 bilhões?

Infraestrutura?
Transporte?
Agro?
Petróleo?
Minérios?

Pode haver 1/3 disso nas bolsas e no controle de negócios de exportação e serviços.

Talvez.

glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

“Aonde estão esses 30 bilhões?”

Quer o que, que faça um estudo econômico pra te mostrar onde foi colocado cada centavo?

Dá um tempo, o cara vê que não tem o que argumentar e fica inventando.

Comprovou que é muito mais do de 12 bi mas não tem a humildade de aceitar.

Vê se amadurece um pouco.

Esteves
Esteves
Reply to  glasquis7
5 meses atrás

Claro,

Se você não sabe dizer aonde estão investidos, deve ter lido em alguma postagem genérica na internet que usou fontes desconhecidas.

Talvez, exista investimentos chilenos em infraestrutura como energia e transportes. Li, faz tempo, do desejo chileno em aproveitar privatizações e concessões aqui.

Mas nos outros grandes negócios de bilhões de dólares, não vejo nada chileno como veículos montados na Argentina.

A outra opção é a bolsa.

Mas não vou perder tempo procurando aonde investidores chilenos enfiam seus dinheiros fora do Chile que, seguramente, não passam de 6 ou 7 bilhões.

Se.

Glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Se faz de bobo, não leu o link da imprensa brasileira que postei?

Space jockey
Space jockey
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Exato, pelo menos no campo militar precisaria violar uns mil Km Argentina adentro para chegar no Brasil. No campo economico não sei dizer.

glasquis7
Reply to  Space jockey
5 meses atrás

Mas estamos falando de parceira, não precisamos ter fronteiras. Aliás, acho que isso é uma vantagem pois não existem atritos graças a não termos fronteiras comuns.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

poderia ser….mesmo sabendo que poderiamos fazer as nossas aqui…mas uma troca é uma troca….na ponta do lapis…

O problema será voces comprarem 4 Skorpenes BR agora…e nós 4 fragatas pesadas…

glasquis7
Reply to  carvalho2008
5 meses atrás

4 subs não acredito mas, 3 já daria pra contrabalançar a MGP que tem 5 submarinos.

Space jockey
Space jockey
Reply to  carvalho2008
5 meses atrás

Falam muito disso, mas nós podemos fabricar Scorpenes e vender para alguém ?

Esteves
Esteves
Reply to  Space jockey
5 meses atrás

Somente com a concordância dos detentores dos direitos de propriedade.

Podemos projetar, montar, vender, navegar…mas depende da autorização dos donos que, claro, querem dinheiro.

Comissões.

glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Então pra serve o TOT?

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Bardini
5 meses atrás

Eu lembro desta sua reza a época e concordo. Afinal, eu defendo sempre cascos grandes, nem que sejam literalmente ocos… Este é de fato um exemplo de que genericos podem superar os especializados…a tamandaré é uma fragata condensada…para fazer numero num ambiente em que seriam auxiliares de fragatas pesadas de 1o nivel…. ate ai ok, parece economico de fato, mas havia o risco da interrupção do segundo plano (das fragatas pesadas)…e como todo risco de projeto, ele não apenas se consumou que não virão, como a propria continuidade da Tamandaré ( se finalizar em 4 será sorte). Então, a premissa… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  carvalho2008
5 meses atrás

Slava.

Espaço não falta.

Salim
Salim
Reply to  Bardini
5 meses atrás

Tem a F31 ingleses’ tem preço USS 325 mil e poderíamos pegar carona no pedido inglês Velocidade superior 28 nos e em torno 6000 tons e com espaço pra ser melhor equipada no futuro. Em relação Tamandaré são superiores em estabilidade, velocidade e potencial espaço para ser bem armada ( em uma analise superficial são superiores em armamento as tamandarezz) . Se conseguir fechar usd 300 m , producão 4 Inglaterra e 4 aqui, teríamos 8 escoltas capaz conflito media intensidade com potencial de incrementar armamento e sensores para conflito mais pesado, se necessário.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
5 meses atrás

Putz, dá tempo cancelar as Meko e ir de FREMM? Esquece porra de ToT e pega coisa top de linha, a manutenção faz lá na Itália mesmo.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Defensor da liberdade
5 meses atrás

Melhor encomendar umas MEKO 400 do mesmo fabricante.

Glasquis7
Reply to  Defensor da liberdade
5 meses atrás

Que tal trocar umas fragatas por uns scorpene com o Chile?

Esteves
Esteves
Reply to  Defensor da liberdade
5 meses atrás

Terceiriza.

Fecha a MB e paga pelo uso.

Pedro Moura
Pedro Moura
5 meses atrás

O ponto que mais me chamou a atenção foi essa parte: “Marinha do Chile recebeu um estudo de viabilidade técnica e econômica da Universidade Católica do Chile (UC), que propõe a construção de fragatas de 5.200 toneladas e 132 metros de comprimento como a melhor alternativa para substituir os navios do Esquadrão Nacional no médio prazo.” Os que possuam conhecimento me esclareçam a dúvida: quais projetos que nossas IES fazem ou fizeram em relação ao assunto defesa e segurança? Falo em relação a participação na área de desenvolvimento de equipamentos, sistemas, pesquisas… Reconheço e concordo com alguns foristas quando abordam… Read more »

Fernando Vieira
5 meses atrás

Quais são os navios que são os segundos da formação tanto de cima para baixo quanto de baixo para cima na última foto e o que é aquela grande estrutura cilíndrica no meio deles? Chaminé? Por que tão grande?

Bardini
Bardini
Reply to  Fernando Vieira
5 meses atrás

São exemplares da antiga classe Jacob van Heemskerck, da Holânda.

Dalton
Dalton
Reply to  Fernando Vieira
5 meses atrás

São as fragatas classe “L” de procedência holandesa que foram recentemente descomissionadas e estão sendo substituídas pelas duas “Adelaides” versão da “Oliver Perry” australianas.
.
E de fato são chaminés enormes provavelmente pela propulsão ser toda
à turbinas à gás, 4 delas.

Zorann
Zorann
5 meses atrás

Enfim, trata-se da única marinha de verdade do América do Sul.

Ozawa
Ozawa
5 meses atrás

Em hipótese alguma querendo desmerecer o meritório planejamento chileno em sede de academia, mas ele, no momento, é apenas isso: intenção, plano, propósito. E de médio prazo. Caso a pandemia de coronavirus, a inédita e sucessiva recessão mundial que se vislumbra pelo FMI, e a incessante convulsão social interna chilena, possivelmente agravada por essa projeção econômica, não o postergue. Não há qualquer fragata chilena na carreira de algum seu estaleiro nacional, pronta para ser lançada ao mar, que enseje aplausos ensurdecedores e vivas efusivas. Quando muito, uma cautelosa e protocolar congratulação pelo desejo naval. Por outro giro, sem afastar as… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Ozawa
5 meses atrás

“Por outro giro, sem afastar as merecidas críticas – repetidas vezes mencionas por mim e inúmeros
outros foristas de maior gabarito nesse espaço…”

Afastem-se os de menor gabarito.

Enes
Enes
Reply to  Ozawa
5 meses atrás

Ozawa, hoje sou obrigado a concordar com você, inteligente comentário.

Esteves
Esteves
Reply to  Enes
5 meses atrás

Não precisa. Ele mesmo se concorda.

Seguindo o raciocínio…enquanto houver um único brasileiro sem moradia, não haverá Marinha alguma.

É uma tese.

Nilson
Nilson
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Uai, Esteves, acho que vc colocou palavras no texto do Ozawa que lá não estão.

Esteves
Esteves
Reply to  Nilson
5 meses atrás

Dentro das aspas.

“…repetidas vezes mencionas por mim e inúmeros outros foristas de maior
gabarito nesse espaço…”

“…em prejuízo do interesse público primário de nações com milhões de desassistidos por educação, habitação, saneamento…”

Os de menor gabarito não se atrevam.

Os milhões de desassistidos que não sonhem.

Vamos reformar, novamente, a CF e impor despesas com educação, moradia e esgoto.

O resto que se exploda.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Você ta de pura má vontade ou, de fato, não compreendeu o que o Ozawa escreveu?

Esteves
Esteves
Reply to  Fernando Turatti
5 meses atrás

Eu entendo muito bem o que o rei dos azedos escreve.

Ele defende que país pobre deve cuidar dos pobres e manter o que sobra com as sobras que sobram de um país que come 90% dos orçamentos públicos com custeios.

Diego
Diego
Reply to  Ozawa
5 meses atrás

Si están construyendo un rompehielos de 12.000 toneladas (antartica1), la construcción de fragatas es cosa de tiempo.

pgusmao
pgusmao
5 meses atrás

O Chile me chamou atenção pela primeira vez em 1992, durante a Expo 92, em Sevilha/Espanha, quando exibiram em seu pavilhão um iceberg de 200 toneladas trazido da Antártida, vários filmes e grande variedade de produtos para mostrar o desenvolvimento do país. Já o Brasil, para minha decepção, tinha um apresentação com cartolinas e umas mulatas dançando seminuas na entrada do stand.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  pgusmao
5 meses atrás

Cara, 1992? Isso já faz uns 18 anos! Visita uma LAAD e verás!

Space jockey
Space jockey
Reply to  Marcelo Andrade
5 meses atrás

Marcelo vc está em 2010 ?!?

Dalton
Dalton
Reply to  pgusmao
5 meses atrás

O Chile me parece ter uma população mais homogênea enquanto a brasileira tem mais mistura com vantagens e desvantagens, mesmo assim 1992 ficou para trás será que o Brasil nunca mostrou nada sério em outras “Expos” ? . Seu comentário sobre “mulatas”, mesmo entendendo que você apenas citou como impróprias para a “EXPO 92” me fez lembrar sobre como os soldados negros da guerra civil americana e também depois durante as lutas contra os índios invariavelmente sorriam e cantavam e isso levou muita gente a considera-los menos capazes para combate, o que revelou-se um engano, mas, cá entre nós, eu… Read more »

Space jockey
Space jockey
Reply to  Dalton
5 meses atrás

Local de tecnologia não é pra ficar mostrando mulher seminua em dança degenerada, não interessa se é branca preta ou amarela.

Mateus
Mateus
Reply to  pgusmao
5 meses atrás

E hoje o Brasil leva míssil de cruzeiro, naval e avião de transporte para exposição em feiras nacionais e internacionais. O Chile continua levando gelo da Antártida

Esteves
Esteves
Reply to  Mateus
5 meses atrás

E nossos espumantes são melhores.

Glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Isso é a sua opinião pois a uva BRUT, não dá no clima Brasileiro.

Esteves
Esteves
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Não precisa ser seco.

Qual o preço de uma garrafa de 250 ml de vinho do Vêneto doce…colheita tardia?

Nosso solo é ácido. Fértil. Difícil esse negócio de uvas e vinhos no Brasil.

Glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

“Difícil esse negócio de uvas”

O Chile produz uvas Saint Top. Agora vá no google e investiga.

Esteves
Esteves
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Pai Jesus. O Esteves disse que nossos espumantes são melhores. Glasquis7 falou da Brut. Não precisa ser seco para ser bom. Essa lenda que somente vinho seco é bom é lenda. Essa história que vinho doce não é bom é história velha. Exemplo são os vinhos super doces que alcançam preços altíssimos. De sobremesa principalmente. Nossa produção de uvas e vinhos é um esforço. Uma tarefa apaixonante porque nosso solo é fértil e ácido. Chove demais. Solo bom para o agronegócio. Precisa corrigir com calcário. Vinho, uva, parreira, precisa de solo pobre para as raizes atingirem vários metros de profundidade… Read more »

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Os espumantes Brasileiros não são ruins não…são premiados…brasileiro é que não sabe….

Esteves
Esteves
Reply to  carvalho2008
5 meses atrás

São bons.

Temos o hábito de desprezar nossos esforços.

glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

No seu caso está desprezando o dos Chilenos que ha mais de 100 anos produzem espumantes reconhecidos.

glasquis7
Reply to  carvalho2008
5 meses atrás

Os espumantes chilenos também são premiados e desde antes que os Brasileiros. Ainda não vejo por que os do Brasil sejam melhores.

Esteves
Esteves
Reply to  glasquis7
5 meses atrás

Gosto.

Prefiro os daqui. Vocês só tiveram o Valdivia.

Glasquis7
Reply to  Esteves
5 meses atrás

Valdivia não conheço conheço o Valdivieso e não é espumante é Champagne, só que depois que a França fechou o mercado mundial e proibiu o uso da nomenclatura, o Valdivieso teve que ser chamado de espumante Brut mas na verdade é Champagne.

Aqui encontra algumas outras marcas de espumante chileno
https://likechile.com/blog/dicas/espumantes-chilenos-6-opcoes-para-voce-escolher-sem-erro/

Aqui a opinião de quem duvidava mas experimentou os espumantes chilenos.

https://likechile.com/blog/dicas/espumantes-chilenos-6-opcoes-para-voce-escolher-sem-erro/

Em fim, como eu disse antes

É a sua opinião. Não quer dizer que vc esteja certo.

Esteves
Esteves
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Nem errado.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  glasquis7
5 meses atrás

Por tipo….nosso é doce…e nesta categoria especifica é muito bom….

ninguem disse que o chile não é bom…compro direto…de voces e argentinos….nada caro….mas compro…

mas o espumante doce brasileiro está entre os melhores….é bem especifico mas….é isto….

Glasquis7
Reply to  Mateus
5 meses atrás

Não, Hoje o Chile leva Navios e Patrulheiras nos seus Stands assim como Misseis, sistemas optrônicos, softers de comando e outras coisas mais além de serviços prestados na manutenção e modernização dos Submarinos da Marinha do Ecuador, seus navios, Doutrinas militares pra Colômbia, Atualização e modernização nos EHercules da Argentina, e o Uruguai, etc, assim como Patrulheiros pra Islândia.

Se informe um pouco e verá que do outro lado da cordilheira também existe uma indústria bélica eficiente.

Mateus
Mateus
Reply to  Glasquis7
5 meses atrás

Chile produzindo mísseis? hahahahaha

glasquis7
Reply to  Mateus
5 meses atrás

Diz a lenda que o ignorante ri pra esconder a sua ignorância.

Dichato: Misil Superfície-Ar de 12 KM de alcance
Testigo: Misil Superfície-Ar de 28 KM de alcance
Rayo: Misil anti bunker guiado a láser

Tutu
Reply to  glasquis7
5 meses atrás

Qual desses sistemas foram importados ou entraram em fase de produção?

Tutu
Reply to  Tutu
5 meses atrás

Corrigindo*

É incorporado, não importado.

Mateus
Mateus
Reply to  Tutu
5 meses atrás

Nenhum! O Rayo não é um míssil “anti-bunker”, é um projeto de MLRS que não foi pra frente, mesmo com ajuda dos britânicos. Foi cancelado antes mesmo de se tornar operativo.

O testigo e o dichato são mísseis imaginários cujas fontes são: wikipedia e taringa kkk

glasquis7
Reply to  Mateus
5 meses atrás

Isso mesmo Mateus o Rayo é isso mesmo mas a diferença é que foi pra frente com o SLR FAMAE

Os misseis são de ficção mesmo. Vai repetindo isso a noite inteira. Quem sabe isso apague tuas frustrações.

glasquis7
Reply to  Tutu
5 meses atrás

Todos estão operando no Ejercito de Chile.

Diego
Diego
Reply to  Tutu
5 meses atrás

Las FF.AA de Chile fabrican una serie de cohetes y misiles para su uso. Algunos proyectos son secretos.
https://m.youtube.com/watch?v=qzGlZ6dVA38

Mateus
Mateus
Reply to  glasquis7
5 meses atrás

O pai da mentira é o diabo, e o de quem usa wikipédia é a ignorância kkkkk

Você usou o wikipedia, nem conseguiu fazer um esforço básico!

Rayo = foguete para um sistema MLRS “chileno” feito com ajuda dos britânicos, foi cancelado antes mesmo de entrar em operação

Míssil Testigo e Dichato? Você acredita mesmo nessas baboseiras? Tem imagem dos mísseis? Um vídeo?

Vou rir novamente kkkkk

glasquis7
Reply to  Mateus
5 meses atrás

https://www.defensa.com/america-latina/famae-incrementara-planta-cohetes-misiles-trabaja-nueva-version

Boa leitura e vê se maura um pouco criança. Depois de tudo, estes foruns são pra expor e aprender, não pra ofender nem denostar dos outros países.

Mateus
Mateus
Reply to  glasquis7
5 meses atrás

Uma fábrica de foguetes e mísseis que não fabrica mísseis! Essa é boa. Não tem uma única foto desse “míssil” chileno.