Home Incêndio Incêndio a bordo do navio de assalto anfíbio USS Bonhomme Richard (LHD-6)

Incêndio a bordo do navio de assalto anfíbio USS Bonhomme Richard (LHD-6)

6104
36

Um incêndio irrompeu hoje (domingo) a bordo do navio de assalto anfíbio USS Bonhomme Richard (LHD-6), atracado o píer da Base Naval de San Diego, Califórnia, disseram autoridades locais no domingo.

Segundo o Corpo de Bombeiros de San Diego, vários marinheiros estão sendo tratados por ferimentos e as notícias locais relataram explosões a bordo.

Oficiais da Marinha e locais estão combatendo o incêndio no grande grande navio de assalto anfíbio, confirmaram as autoridades de serviço ao USNI News.

Imagens de webcams mostram nuvens escuras de fumaça subindo do convés de voo, enquanto caminhões e bombeiros atacam o incêndio.

Antes de chegar a San Diego em 2018, o USS Bonhomme Richard passou seis anos no Japão, como parte da U.S. Forward Deployed Naval Force.

Subscribe
Notify of
guest
36 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Gallani
Carlos Gallani
24 dias atrás

Muita fumaça mas aguardemos mais informações, pelo menos não parece na popa!
Que não hajam vítimas fatais ou graves!

Last edited 24 dias atrás by Carlos Gallani
Junior
Junior
Reply to  Carlos Gallani
24 dias atrás

Até agora 11 feridos, alguns em estado grave, queimaduras e inalação de fumaça

Zé Mané
Zé Mané
Reply to  Carlos Gallani
23 dias atrás

“Espero que não HAJA vítimas fatais ou graves”. O verbo haver, no sentido de existir, não varia e só se conjuga na terceira pessoa do singular. Inclusive as locuções verbais com HAVER. Exemplo: Espero que não TENHA HAVIDO vítimas fatais ou graves.

Lucas Schmitt
24 dias atrás

Tomara que não tenham feridos graves ou mortes. Olhando assim parece que a coisa foi séria. Se quiser recuperar o navio (se tiver como recuperar), será bem caro e demorado.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Lucas Schmitt
24 dias atrás

Sem falar nos meios aéreos que o navio leva e que podem estar abaixo do convéns onde são armazenados e sofrem as manutenções.

Fernando XO
Fernando XO
Reply to  Fabio Araujo
24 dias atrás

Fábio, as aeronaves não permanecem a bordo quando o navio está no porto sede… abraço…

Fabio Araujo
Fabio Araujo
24 dias atrás

Espero que controlem logo o incêndio para minimizar os danos. É um belo barco.

Junior
Junior
24 dias atrás

The three-alarm fire on the USS Bonhomme Richard (LHD 6) was reported at 8:51 a.m. Sunday morning at the base located on 32nd Street in San Diego. There were about 200 sailors and officers were on board when the fire started.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
24 dias atrás

Nessa matéria fala que o navio estava em numa rotina de manutenção na Base de São Diego e que no momento do incêndio tinha 160 pessoas abordo.
18 Sailors Injured in Fire Aboard the USS Bonhomme Richard in San Diego
https://www.military.com/daily-news/2020/07/12/18-sailors-injured-fire-aboard-uss-bonhomme-richard-san-diego.html?utm_medium=Social&utm_source=Twitter#Echobox=1594585961

Last edited 24 dias atrás by Fabio Araujo
Luiz Floriano Alves
Reply to  Fabio Araujo
24 dias atrás

Navios em manutenção se acham propensos ao fogo. São muitos agentes causadores, como corte e solda de chapas e uso de solventes e inflamáveis. . As marinhas de guerra dedicam especial atenção ao treinamento de combate a incêndio.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
24 dias atrás

Estava lendo essa notícia no blog do ex-marine, Solomon…
Ele questiona algo q me veio a cabeça tmb… Qual será a resistência desses vasos de guerra modernos, frente a um ataque de misseis anti-navios !?!?!

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
24 dias atrás

Espero que não hajam mortos ou inválidos, mas a coisa por agora não está muito bem não.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
24 dias atrás

Como andas a nossa prontidão em combate a incêndios em embarcações da MB?

Denilson Ferreira
Denilson Ferreira
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
23 dias atrás

A doutrina do Controle de Avarias é algo incorporado ao dna dos marinheiros da MB.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
24 dias atrás

Pelo visto não é só navio chinês que solta a pecinha que pega fogo não…

Perder o navio é o de menos,importante são as vidas.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
23 dias atrás

Perdeu a chance de ficar calado…

BR Paraná
Reply to  Ricardo Bigliazzi
23 dias atrás

Negativo Adriano, o comentário dele foi ótimo. Quando aconteceu o incêndio no porta helicópteros chines, ficaram com este tipo de piadinhas, como se isso não pudesse acontecer ou ja não tivesse acontecido com outra marinha.

BR Paraná
Reply to  BR Paraná
23 dias atrás

Este comentário e para o Ricardo.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
24 dias atrás

Fica a torcida para que não haja vitimas fatais.

Que a vida siga!

Italo Souza
Italo Souza
23 dias atrás

Rússia, China, França, agora USA.

Incêndios desse ano, uma sequência bem estranha.

RockShooter
RockShooter
Reply to  Italo Souza
23 dias atrás

Realmente muito estranho!!
Vejamos as cenas dos próximos capítulos….

Brunow
Reply to  Italo Souza
23 dias atrás

O Kuneztsov pegou fogo em Dezembro passado (2019).
Este ano foi o Type-72 Chinês, o Submarino Francês e agora o LHD-6 Americano..

nonato
nonato
23 dias atrás

Arrisco dizer que se trata de falha de processo de trabalho. Se está em manutenção, acredito que, no minimo, não deva haver aeronaves, munição nem combustível a bordo. Se houver combustível, deve estar bem afastado do local onde está sendo feita a manutenção. Se está sendo realizado projeto de soldagem, deve-se isolar o local para evitar que faíscas toquem pontos inflamáveis. Na verdade, com exceção do combustível e das munições, não deveria haver materiais inflamáveis a bordo. Todo o casco e paredes do navio deveriam ser de material resistente ao fogo . Deveria haver sprinklers e outros sistemas de combate… Read more »

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  nonato
23 dias atrás

Nao dá pra usar os sistemas e tripulações de combate a incêndio do próprio bote quando em longa manutenção. O combate vem de fora e se torna difícil justamente por limitações físicas, como o comprimento de mangueiras, pra levar espumas e líquidos até os focos.

Fernando XO
Fernando XO
Reply to  Alex Barreto Cypriano
23 dias atrás

Alex, não podemos depender exclusivamente de apoio externo, assim sendo, mantemos a capacidade do navio em combater sinistros a bordo, mesmo em períodos de manutenção… a maior restrição ocorre quando o navio está docado, daí o risco considerável nessa situação… abraço…

nonato
nonato
Reply to  Alex Barreto Cypriano
22 dias atrás

Vi em algum lugar que o sistema de combate a incêndio estava “desligado” devido à manutenção. Reitero o que falei, inclusive num episódio recente com um navio francês em manutenção. Pior do que perder navio em combate é perder em casa. Que manutenção é essa que provoca incêndio e explosões? Foi solda? Alguma faísca decorrente de corte ou lixamento? Falha de processo de trabalho. Amadorismo. Aqui dizem que navios militares são mais caros porque há muitos compartimentos ao longo do casco para a entrada de água em um setor não alagar o restante do navio e afunda-lo. Que cuidados são… Read more »

Blind Mans Bluff
Blind Mans Bluff
23 dias atrás

O ano da bruxa.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
23 dias atrás

Pow… Mas atracado ter incêndios?!? Alguma coisa muito errada aconteceu ae… Do fundo do meu coração espero não ter tido vítimas fatais e que se abra um inquérito militar rigoroso para apurar as causas…

Charles Dickens
Charles Dickens
23 dias atrás

Chineses ganhando a guerra sem dar um tiro. COVID-19 em porta-aviões, incêendios em navios …

Leonardo Costa da Fonte
Reply to  Charles Dickens
23 dias atrás

Incêndios têm ocorrido em navios, russo, chineses e americanos…

Dalton
Dalton
23 dias atrás

Há uma razoável possibilidade de que não valha a pena reparar o “BHR” como ocorreu com o submarino “Miami” vítima de grande incêndio em 2012, a diferença é que no caso do submarino houve um culpado com intenção de provocar o incêndio que foi julgado e sentenciado a 17 anos de prisão. . Na ocasião não apenas o custo para reparar o submarino seria na ordem de centenas de milhões de dólares como afetaria a manutenção de outros navios e submarinos. . Em 2011 a US Navy passou de 10 a 9 grandes navios de assalto anfíbio de convés de… Read more »

ZamZam_PamPa
ZamZam_PamPa
23 dias atrás

Uma passagem no funileiro, uma massinha aqui outra acolá, e mais vinte aviões de decolagem vertical, e nos faria muito bem aqui no Brasil!

Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
23 dias atrás

Só eu lembrei daquelas fotos históricas do ataque japonês a Pearl Harbour assim que vi as imagens?

Camaergoer
Camaergoer
Reply to  Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
23 dias atrás

Olá Francisco. Pensei a mesma coisa, mas achei que eu estaria exagerando, mas concordo com você que a quantidade de fumaça saindo do navio me feliz lembrar mesmo do ataque japonês. Isso de modo algum significa que eu acredite em sabotagem. Estava lembrando do submarino francês….

nonato
nonato
22 dias atrás

Há combustível no navio.
Havia também muito papelão e outros materiais combustíveis.
https://www.thedrive.com/the-war-zone/34801/two-decks-are-thought-to-separate-fire-on-uss-bonhomme-richard-from-1m-gallons-of-fuel

Funcionario da Comlurb
Funcionario da Comlurb
20 dias atrás

Poxa, que pena!