Home Antártica Helicópteros UH-17 da MB realizam primeiro voo na Antártica

Helicópteros UH-17 da MB realizam primeiro voo na Antártica

2346
38

No dia 25 de novembro, o 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral realizou o primeiro voo com as recém-adquiridas aeronaves UH-17 no Continente Antártico. Os “Águias” 7090 e 7091, orgânicos do Navio Polar “Almirante Maximiano”, foram lançados para permitir a ambientação dos tripulantes ao voo em regiões de clima frio, realizar reconhecimento dos pontos de interesse nas proximidades da Estação Antártica Comandante Ferraz, e qualificação e requalificação de pouso a bordo com o Navio de Apoio Oceanográfico “Ary Rongel”.

Após cumprir intenso período de adestramentos teóricos e práticos, envolvendo a operação e a manutenção do novo modelo de aeronave, os militares componentes do Destacamento Aéreo Embarcado (DAE) da 39a Operação “Antártica” (OPERANTAR) e das equipes de manobra e crache dos navios puderam executar na prática tudo o que treinaram durante a fase inicial de transição para este novo meio.

As aeronaves N-7090 e N-7091 são as duas primeiras de um total de três aeronaves UH-17, adquiridas junto à Airbus Helicopters, com o objetivo de cooperar e ampliar a capacidade das operações aéreas embarcadas em proveito do Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR) apoiando, inclusive, projetos científicos. O recebimento da terceira unidade está previsto para ocorrer até o início do próximo ano.

FONTE: Marinha do Brasil

Subscribe
Notify of
guest
38 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vitor
Vitor
1 mês atrás

Agora é aguardar a estreia do KC-390 no Continente Antartico. Será que vai ser nesta temporada de Verão? 20/21 ou em 21/22?

Henrique
Henrique
Reply to  Vitor
1 mês atrás

acho q por causa da Pandemia vão jogar essa certificação pra última e vão priorizar as outras que podem ser usadas por outros compradores do aparelho (tipo do Helicóptero por exemplo)

Junior
Junior
Reply to  Henrique
1 mês atrás

São poucos países no mundo que tem ou demandam essa capacidade de reabastecer helicópteros, creio que a certificação de pouso em pistas semi preparadas seja mais importante do que isso, mas concordo com você, essa certificação para pouso no continente Antártico provavelmente será uma das últimas certificações a serem feitas. Outra certificação que creio que seja bastante importante também é a do combate a incêndios

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
1 mês atrás

Olha ai o mais novo Lobby da Apertaparafusobrás voando …

Podem chover os deslikes!

Mas concorrência e avaliação não houve! Tudo compra direcionada e dirigida.

Poderia até ser o melhor candidato.

Mas o processo e meios continuam obscuros e duvidosos. Falta transparência e lisura. E principalmente Vergonha na Cara.

Assim como foi a compra dos 50 Caracals.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
1 mês atrás

Ouvidoria do MPF, da CGU e do TCU.

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

Comandante vc sabe assim como eu que a justiça não funciona como deveria … imagine em uma compra militar que dispensa licitação.

Como eu disse, esses 3 poderiam até ser os melhores, os melhores custos benefícios … mas a Marinha poderia avaliar outras opções.

Mesmo porque, já está chegando a hora de trocar outros helicópteros … ou SEMPRE TEREMOS MAIS DOS MESMOS.

Camargoer
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
1 mês atrás

Caro. Seria ótimo se a Bell, a Boeing, ou qualquer outra fabricante de helicópterso montasse uma planta de produção no Brasil. Faríamos como os EUA que colocam as empresas para concorrer. Como só tem uma empresa que produz helicópteros no Brasil, vamos fazer como os EUA e comprar material militar apenas de quem tem uma produção local, mesmo que seja apertando parafusoso, como faz a Sierra Nevada com os A29 cujas peças são produzidas no Brasil e enviadas para os EUA.

Juarez
Juarez
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Camargoer, o EC 145 não e fabricado no Brasil, assim como o EC 725 também não e, recebemos kits da planta francesa e os montamos lá em Itajubá.
Logo, qualquer empresa poderia/deveria ter as mesmas oportunidades mas “forças ocultas” impedem isto.

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
Reply to  Juarez
1 mês atrás

Sábias palavras …

Camargoer
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
1 mês atrás

Caro GVM (yahoo). A CGU é um órgão de fiscalização do executivo. O TCU é um órgão auxiliar do legislativo do legislativo com autonomia administrativa e orçamentária. Nenhum dos dois órgãos são do poder jucidiário. O MPF também é autônomo e não faz parte do judiciário. Aliás, eu concordo que o poder judiciário no Brasil tem muitos problemas, nenhum deles está relacionado com o poder de fiscalização do TCU, a AGU e do MPF… bem, quase isso, o MPF e o TCU fizeram um fraco acompanhamento dos gastos do judiciário.

Juarez
Juarez
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

Boa Noite.
Cel. Neri, se existisse tão somente um pingo de honestidade em qualquer destes órgão de controle que o senhor citou, as Kombis de rosca” estariam no chão, um certo lobista de condinome “Mercadante” estaria preso junto com 90% da bancada mineira no congresso, mais alguns colegas nossos de azul e de verde principalmente, mas estamos no Brasil e o contribuinte Brasileiro vai pagar a conta do CLS que incluiu na “conta” os erros construtivos de algo que deveria ser um helicóptero militar, mas eu, o senhor e até mesmo o cachorros da dona Lili sabemos que não e.

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
Reply to  Juarez
1 mês atrás

Ainda bem que não sou somente EU, O GROZELHA que enxergo essas compras dirigidas e estragadas sem concertos que temos que engolir.

Não sou contra as compras.

Sou contra a falta de transparência e concorrência.

Se querem geram emprego, que coloquem no edital da compra que serão montados no Brasil.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
1 mês atrás

E qual seria a melhor opção de aeronave na sua opinião amigo?!

Sinceramente,para quê fazer um processo licitatório,ou um RFP(Request for Proposal ) para adquirir um numero de aeronaves que não é tão expressivo,e obviamente não necessita de tais trâmites?!

Pelo que andei lendo,o esquadrão HU-1 opera com três modelos de aeronaves: AS 350 (UH-12), AS 355 (UH-13) e H-135 T3 (UH-17).

Deixar de adquirir aeronaves fabricadas no Brasil para quê?! Adquirir Agusta,adquirir Sikorsky,bell ou outro grande fornecedor ?



 

J. Ricardo
J. Ricardo
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Vc quis dizer montadas né? Pq a maior parte das peças vem da Europa pra serem montadas an helibras.

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
Reply to  J. Ricardo
1 mês atrás

Nem isso … todas as 3 são USADAS!

As pessoas confundem “Feitas no Brasil” com “Montadas no Brasil”.

E nesse caso, nem um nem outro. Como acredito que depois de compradas USADAS as revisões também nem foram feitas aqui. Talvez uma pintura e olhe lá.

Camargoer
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
1 mês atrás

Caro GVM. Até a soja que cresce no serrado usa insumos importandos.

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Prezado Camargoer … não viaja e por favor, não mude de assunto e nem se faça de dissimulado.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
1 mês atrás

Quando você fala usadas,até parece que elas foram usadas arduamente e só estão o pó…

A aeronave(H135 / EC135T3 Serial 1247 Register N-7091 EC-037 ) servia como ambulância aérea na espanha,utilizada pela TAF Helicopters como aeronave EMS (Emergency Medical service).

Foto Ilustrativa:
comment image

Last edited 1 mês atrás by ADRIANO MADUREIRA
Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Novo é igual virgem … usou, perdeu a virgindade.

Mas o foco aqui é a Apertaparafusobrás e compras dirigidas, sem concorrência e avaliação.

Quer que eu desenhe?

Camargoer
Reply to  J. Ricardo
1 mês atrás

Os A29 são montados nos EUA assim como os helicópteros da helibras são montados no Brasil. O importante é que a montagem local gera empregos especializados e impostos, faz a economia girar e ainda mantém um quadro técnico capacitado para fazer a manutenção.

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Adriano, a Apertaparafusobrás é apenas uma montadora de peças.

O “kit” vem em containers pelo processo CKD. Como se fosse uma caixa de plastimodelismo.

Toda carenagem estampada vem de fora. Todos os vidros. Idem motor turbina e caixa de transmissão … avionicos idem … e por ai vai.

Tem pouca coisa feita no Brasil, ou quase nada.

Sim, a pintura é feita aqui. Mas a base e a tinta …

E antes que eu esqueça, esses 3 foram comprados USADOS.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

No caso, deve-se levar em consideração que é um helicoptéro leve. Nessa categoria não tem muitos helicopteros que tenham a caracteristica quase obrigatória de ter duas turbinas.
Só acho que deveriamos ter comprado mais helicopteros desse modelo para substituir todos os helicopteros leves das três forças.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Você está certo,mas acho que tudo tem que ser a seu tempo não é…

Não sei se todos os Bell já foram aposentados,mas certamente os que ficaram,precisarão serem aposentados…

Flanker
Flanker
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Sem entrar no mérito se é bom ou ruim, certo ou errado: essas aeronaves não são novas….eram semi-novas, de um operador espanhol. Portanto, não foram fabricadas aqui. E tb, o HU-1 recebeu O UH-17 para substituir os UH-13……inclusive, os UH-13 eram usados praticamente só para as missões antárticas….e agora já foram substituídos nessa missão pelo UH-17. Acho que os UH-13 já foram desativados.

Junior
Junior
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
1 mês atrás

Entendo o seu comentário com relação aos Caracal, mas nesse caso ouve concorrência para a compra desses helicópteros sim, tanto que assim como a Airbus ofereceu aeronaves novas e usadas a Leonardo fez a mesma coisa oferecendo Aw109 novos ou os usados ex guarda costeira americana. No meu ponto de vista a MB acertou ao escolher o H135, esse Heli é um dos melhores produto que a Airbus Helicópteros tem em seu portfólio, aquela porta traseira que ele tem vai facilitar muito o trabalho, e isso é algo que só ele tem

Last edited 1 mês atrás by Junior
Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Junior
1 mês atrás

Verdade, a porta trazeira e um diferêncial. Quem já viu a evacuação aetomédica num esquilo, sabe como e complicado. E que nem a mudança do uso das veraneios e kombes hambulância para as ducatos.

Marujo
Marujo
1 mês atrás

A Marinha trocou um Caracal por 14 Esquilos versão mais moderna para treinamento. E a FAB estaria trocando dois Caracais ainda não entregues por um número desconhecido do mesmo helicóptero. Informação : última edição de Segurança e Defesa.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Marujo
1 mês atrás

Se for verdade e um tiro no pé. Melhor seria se fosse H135.

Flanker
Flanker
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Por que? Essas aeronaves vão substituir os IH-6B Jet Ranger III no HI-1 da MB e os H-50 no 1⁰/11⁰ GAV da FAB. Para substituir os UH-12 no HU-1 e nos esquadrões distritais, aí sim, a MB estuda o UH-17, além do AW-109 e outros. Nessa notícia, só não entendo uma coisa: se 1 Caracal vale 14 Esquilo, pra que a FAB vai querer trocar 2 Caracais por Esquilos? Mantendo a mesma proporção, são quase 30 Esquilos por 2 Caracias. Onde a FAB vai colocar tantos helis, se hoje ela somente opera Esquilos no 1⁰/11⁰ GAV, para treinamento?

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
Reply to  Marujo
1 mês atrás

Onde foram noticiados essa troca?

Saiu no Diário Oficial?

paulop
paulop
1 mês atrás

Pessoal: duas colocações. Em primeiro lugar penso que essa aeronave,H135 é uma evolução natural do AS350/355. Seria muito interessante que as três forças armadas pudessem evoluir suas frontas de helicopteros leves de emprego geral para uma única plataforma(substituindo todos os AS350/355 e os Bell ainda em uso). Em segundo lugar penso que o programa HX-BR poderia ter sido mais abrangente, de forma a substituir TODA a frota de aeronaves de helicopteros das forças armadas. Um plano mais abrangente e completo, de médio e longo prazo, dentro da seguinte lógica(nomes dos subplanos apenas ilustrativos): HX-BR – Programa de substituição de aeronaves… Read more »

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  paulop
1 mês atrás

Verdade e sempre falo isso.

Juarez
Juarez
Reply to  paulop
1 mês atrás

Mais “abrangente” do que foi, impossível pois o programa foi tocado sem nenhuma das três forças a época ter solicitado tal tipo de Anv.
Desafio qualquer um aqui a mostrar algum RFI para esta Anv.
A unica solicitação de compra que existia era de 12 anvs para substituição parcial dos Sapoes na FAB, 12 células e virou está patuleia cara, limitada e cheia de problemas.

Groselha Vitaminada Milani
Groselha Vitaminada Milani
Reply to  Juarez
1 mês atrás

Juarez, acredito que as Forças Armadas pudessem escolher entre Falcões e Kombis, os Halks teriam levado fácil. E outras, com 50 Halks sendo montados no Brasil dúvido que a Akaer ou Avibrás ou a Embraer, entre outras, não se candidatariam a fazer uma parceria com a Lockhead Martin / Sikorsky, Isso sem falar de outros modelos que poderiam entrar nessa concorrencia e avaliação. Vamos ter outras compras dirigidas para a Marinha, Força Aérea e Exército para substituir os Bell Jet Ranger e Esquilos mono turbinas de instrução básica e emprego geral. Serão ao todo mais de 36 aeronaves. Vamos continuar… Read more »

Juarez
Juarez
Reply to  Groselha Vitaminada Milani
1 mês atrás

Não, basta.apenas nos Brasileiros pagadores do erário mandarmos um bilhetinho para a imprensa para que elas possam previamente anunciar os vencedores antes do processo de compra e dar o nome o nome dos ‘bois”.
Porque quem te c……u tem medo e que paga por esta sem vergonhice somos todos nós
Eles acham que o País e deles e que podem fazer o que bem entenderem sem dar satisfações aos patrões, ou seja nos.

Roberto Santos
Roberto Santos
1 mês atrás

Muito bom o vídeo, nossos F 35 B operando na Antártica, logo após a troca de nomes que o Almirantado mandou fazer……Morram de inveja Ianques

Flanker
Flanker
Reply to  Roberto Santos
1 mês atrás

Deu amigo, concordo com o exagero das ações da MB quanto às denominações, mas fazer piadinha em todos os tópicos enche o saco….