domingo, abril 11, 2021

Saab Naval

Novas imagens da construção do Type 003, terceiro porta-aviões da China

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Novas imagens da construção e concepções artísticas do terceiro porta-aviões chinês, conhecido como Type 003, continuam a ser divulgadas na Internet.

O navio em construção no Estaleiro Jiangnan em Xangai terá, segundo a revista Ordnance Industry Science Technology, um comprimento de 315 metros, largura de 76 m, deslocamento de 85.000 toneladas e velocidade de mais de 30 nós.

A propulsão do Type 003 deverá ser convencional (caldeiras a óleo movendo turbinas a vapor).

Para lançar os aviões o porta-aviões será equipado com catapultas eletromagnéticas.

As imagens feitas por satélite e por passageiros de aviões e barcos que passam pelo estaleiro mostram o avanço da construção do casco.

O navio deve ser lançado ao mar em 2021 e entrar em serviço em 2025.

Type 003 e destróier Type 055 na popa.jpg
Type 003 e destróier Type 055

Uma das concepções mais recentes do Type 003 mostra o navio com três capapultas, equipado com caças J-15 e aviões de alerta aéreo antecipado KJ-600. Na imagem de abertura da matéria o Type 003 aparece com um jato furtivo FC-31/J-31 e UCAVs no convoo

- Advertisement -

118 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
118 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gabriel BR

Os chineses não estão para brincadeira.

Alex Rocha

Ia dizer a mesma coisa. rs

Pedro

Eu fico com medo deste atual governo que nós temos, ir esticando a corda junto a China até o momento de virarmos exemplo prático do poderio militar chinês.

Mgtow

Nada a ver. O principal problema do Brasil chama-se EUA. Essa falsa dicotomia de vcs minions alem de desonesta é pura má fé.

Slow

Exatamente isso porem os minions acha que Eua é amigo kkkk da até dó mal sabem que é o nosso maior inimigo indiretamente

Defensor da liberdade

Será mesmo o J-31 o caça embarcado, ou é somente uma arte conceitual?

Defensor da liberdade

Nice, thanks.

Joao Moita Jr

Meanwhile, in Brasil…
Zzzzz…

Tutu

Vão seguir o exemplo da US Navy e adotar caças rejeitados pela força aérea.

zgtt
Fernando Turatti

E tem gente que acha que os Porta Aviões estão obsoletos…

Carlos Campos

lembro anos atrás aqui que o povo russófilo desmerecia porta aviões por que eles são enormes alvos, que vão embora fácil, e hoje a Rússia faz das tripas coração, para manter seu PA, a China vãi ter 6 eu acho.

Fernando Turatti

É aquela coisa né, a China pretende ter 6. Não que eu duvide, mas entre planejar e ter vai um tempo e uma baita grana. Conforme os equipamentos tendem a melhorar, tendem também a encarecer… E porta aviões é o tipo de meio que você piscou e ele está custando o orçamento militar de um país médio. No mais, porta aviões são a nova velha moda na Ásia-Pacífico. Quem já tem está aumentando(em quantidade e tonelagem), quem não tem está dando a alma para consegui-los. Ainda me pergunto, em especial, quais os planos japoneses, uma vez que todos acreditávamos que… Read more »

Cristiano de Aquino Campos

A economia deles e 3/4 da americana e em breve deve ultrapassar. Se com tanto dinheiro eles conseguem sim.

Dalton

É possível que o futuro NAe sul coreano inspire o Japão a desenvolver um NAe similar ou maior, mas, não vejo o “Izumo” como versão miniatura do “America”. . O “America” tem o espaço interno otimizado para transporte de tropas, é relativamente lento a principal aeronave é o MV-22 um esquadrão embarcado reforçado por destacamentos de outras aeronaves inclusive um de F-35 B. . O “Izumo” foi planejado para embarcar helicópteros anti submarinos, é extremamente veloz, conta com sonar de casco e isso tudo lhe valeu o apelido de “Destroyer NAe”, porém sendo relativamente pequeno isso impede a operação de… Read more »

Fernando Turatti

Dalton, me referia a ser um “mini America” no tocante à operação de F-35B, uma vez que ambos tem deck reforçado para o mesmo, mas nenhum deles abriu mão do espaço para helicópteros de modo a instalarem ski-jumps. Pela velocidade, o Izumo ainda deverá decolar o F-35B com mais carga do que um America, mas ainda sendo “”só”” um Porta Helicópteros capaz de suportar o F-35B e não propriamente um porta aviões miniatura.
Eu também suponho que a Coreia do Sul seja o empurrão que falta para o Japão desenvolver um porta aviões de verdade.

Dalton

Fernando, tive a oportunidade de visitar o USS Kearsarge e mesmo tendo visto fotos antes, ainda assim achei o hangar pequeno e o hangar do USS America é apenas marginalmente maior se bem que com uma área mais alta para melhor manutenção do MV-22. . A maioria das aeronaves fica estacionada no convés de voo assim como nos NAes só que no caso de LHDs/LHAs complica por conta do mesmo ser estreito com super estrutura muito longa tanto que o próximo da classe terá entre outras coisas uma mais curta dando maior espaço para estacionamento do F-35B maior que um… Read more »

Fernando Turatti

Mas é aí que eu falei sobre as semelhanças, mestre. Quando olhamos para a tonelagem do Izumo, temos o Cavour ali perto… Mas esse de fato é um porta-aviões pequeno, com a velocidade do Izumo, foco na ala aérea e uma rampa. São difíceis de achar os dados correlacionando peso, distância e a rampa, eu mesmo só encontrei esses dados no Harrier, mas como é bem improvável de que um F-35B decole à plena carga numa corridinha de 200 e poucos metros, não creio que seja uma aposta sequer arriscada dizer que com os mesmos metros e uma rampa a… Read more »

Dalton

Veja que há também o “Juan Carlos I” o “LHD” espanhol que tem uma “rampa” mesmo tendo como principal função a guerra anfíbia e exibindo portanto no casco a letra “L” ao invés de “R” como no caso do menor “Principe de Asturias” já retirado de serviço. . Há um certo exagero quanto a rampa, ela é sem dúvida útil, mas, não fundamental quando se trata de uma quantidade pequena de F-35B que é o que se terá seja com o “Cavour” seja com o “Izumo”. . Antes do “Cavour” os italianos ganharam experiência com o muito menor ” Giuseppe… Read more »

Fernando Turatti

Então… quanto ao exagero, devo voltar ao fato de que nunca vi tais dados quanto ao F-35B… Mas não creio que seja uma suposição absurda comparar ao Harrier.
Nesse caso, os gráficos que encontro apontam para uma diferença(numa pista de 180m) com e sem rampa de 5900kg de carga para 4500kg…
Quão mais longe vai um F-35B lançado do Cavour em relação ao Izumo? Ou pior ainda, em relação a um Wasp/America que são bem mais lentos.
Caso tenha algum artigo tratando disso, eu ficaria imensamente grato!

Dalton

Há muitas variáveis, quanto de combustível e quanto de armamento por exemplo e mesmo informações conflitantes na internet Fernando, de qualquer forma a “rampa” permite que um F-35B razoavelmente carregado, não necessariamente totalmente carregado possa decolar usando metade do comprimento de um convés de voo estimado em 200 metros ou mais que será o caso do “Izumo” que terá a parte dianteira do convés de voo alargada para melhor aproveitamento. . Mesmo que a “rampa” permitisse um significativo aumento de carga, ainda assim se terá um número pequeno de aviões para uma missão de ataque, descontados os que serão mantidos… Read more »

carvalho2008

Sim, já vi textos que estimam a diferença de desempenho da aeronave STOVL entre 25% a 30% no desempenho de take off da carga e peso total. Por óbvio, a ski jump é a alternativa simples a uma catapulta. Americanos não a empregam porque possuem efetivamente uma separação muito bem focada e estabelecida de funções. Para a US Navy, a CAP de defesa de frota, pertence aos Nae catobar…realizando isto com grande alcance e autonomia… Para o Ataque Tatico e estratégico a terra bem como supremacia aerea, isto tambem cabe aos Nae catobar, realizando isto a longa distancia… Aos LHA,… Read more »

carvalho2008

Mestre Turatti, material interessante sobre as ski jump no Reino Unido…
https://www.navylookout.com/royal-navy-aircraft-carrier-ski-jumps-a-history/

Antoniokings

O dia em que os EUA a OTAN tiverem algo parecido com o Zircon russo ou o DF-21 chinês, os porta-aviões estarão obsoletos.
Por enquanto, Rússia e China podem lançar porta-avões à vontade.

Andre

Então pode listar os PA aí como obsoletos pq os EUA já tem isso…

Até pq no mar só existem dois tipos de coisa sobre a água: Alvos e….

Flanker

Tu não perde uma chance de falar bobagem. Esses mísseis que tu falou são as únicas armas capazes de afundar porta-aviões? O tal do míssil da china nem tem comprovação de que funciona….

André Macedo

Sim, tem tudo a ver a discussão sobre um míssil com o que o colega considera arte, altíssimo nível de discussão kkkk

Flanker

Não fui eu que falei em tipo de arte….e parece que o editor apagou os comentários sobre isso…mas, acho que esqueceu de apagar esse seu.

Antoniokings

Se não são as únicas, são as mais eficientes.
Até o pessoal de Taiwan está preocupado com isso.
Se eu fosse americano e principalmente, tripulante de porta-aviões, também estaria preocupado.

https://www.taiwannews.com.tw/en/news/3996716

Flanker

Chega a dar sono ver os malabarismos retóricos que vc faz para querer colocar os chinas e russos acima de tudo e de todos. Aprende que qualquer coisa que flutue pode ser afundada…..e isso pode se dar por uma infinidade de meios.
“Por enquanto, Rússia e China podem lançar porta-avões à vontade.”
Aqui você mostra o que eu acabei de falar. Com essa frase vc desconsidera a arma mais letal contra qualquer navio de superfície. Mostra seu fanatismo e seu desconhecimento sobre assuntos militares. Você só sabe fazer proselitismo ideológico.

Last edited 1 mês atrás by Flanker
Bosco

Estar preocupado é bem diferente de estar paralisado de horror, pulando no mar de tanta “paura”. Os americanos estão preocupados até com botes de borracha que se aproximam de seus navios, imagina se não estariam com os mísseis cabeças de bacalhau Zircon e DF-21D!!!
De forma inversa imagino eu que os chineses e russos estejam muitíssimos preocupados com os mísseis americanos, haja vista o tanto de defesa que colocam em seus barcos.

Defensor da liberdade

Pois estão sim para pular no mar, tentaram boicotar a China de todas as formas, e ela segue firme e forte.

Estão até investindo em armas que muitos aqui consideravam bravata.

Bosco

Sua insistência nessa conversa fiada só mostra o quão intelectualmente limitado você é.

Defensor da liberdade

Me desculpe, eu não sabia que eu estava falando com a reencarnação de Sócrates.

Flanker

Pra ti, Sócrates é aquele meia que jogava no Corinthians e na seleção.

Defensor da liberdade

Tem ele também, mas não é este o caso aqui.

Bosco

E Platão é um prato cheio de macarrão chinês

Defensor da liberdade

Essa foi boa kkkkkkk

Allan Lemos

É para isso que servem o SM-3 e o SM-6.

Bosco

Allan,
Mísseis hipersônicos (sejam balísticos, cruise ou HGVs) são extremamente sensíveis às contramedidas. Nem sei se precisarão recorrer à hard kill para detê-los. Acho que uns chaffs já resolvem

Antoniokings

Chaffs desviando Zircon e DF-21.
Descansa um pouco, militante.

Bosco

Toinho, A maior vantagem dos hipersônicos é também seu calcanhar de Aquiles. Um míssil pode implementar ECCM (contra contramedidas eletrônicas) no caso de seu seeker ser “interferido” ou usar de sua capacidade avançada para tentar achar o alvo certo no meio de engodos (incluindo ai os chaffs), mas a eficiência desses métodos é diretamente proporcional ao tempo que eles dispõem, que vai do momento que acionam o seeker na janela de busca programada até o instante do trancamento e após, quando próximo do impacto. E se tem coisa que os hipersônicos não têm é … tempo. Contra um alvo móvel… Read more »

Antoniokings

Será por isso que os EUA e OTAN ainda não possuem este tipo de míssil?

Bosco

Toinho, O fato de mísseis antinavios de ataque direto , supersônico ou hipersônico, que precisam de designação prévia , serem mais susceptíveis à interferência/sedução não os tornam inúteis. Muito pelo contrário. Apesar da ênfase da tecnologia hipersônica americana ser outra que não a “antinavio” eles estão sim preparando algumas novidades nessa área. Por exemplo, o míssil PrSM que entrará em operação este ano (500 km) , que deverá substituir o ATACMS, terá velocidade Mach 5 e uma versão futura terá uma cabeça de busca terminal com capacidade de adquirir alvos móveis, inclusive, navios, e alcance de 800 km. Outra “novidade”… Read more »

Bosco

Harpoons são muito mais fáceis de serem interceptados via hard kill do que os super e hipersônicos e os EUA os utilizam até hoje e o farão até o ano 2030, pelo menos. Não é porque um míssil é defensável que se torna inútil. Não será diferente com os mísseis hipersônicos antinavios que os americanos venham a ter no futuro. Vários outros exemplos pra você guardar bem o conteúdo de hoje: 1- existem mísseis antinavios e os americanos têm navios de guerra; 2- existem mísseis antitanques e os americanos têm tanques de guerra; 3- existem mísseis antiaéreos e os americanos… Read more »

Antoniokings

Americano não está interceptando nem míssil iraniano de médio alcance.

Bosco

Eu sei que o tema é complicado e vc claramente tem “certa” dificuldade de compeendê-lo, mas apesar de você crer na omnisciência e onipotência americana é fato que eles podem muito mas não podem tudo. Você não pode comparar um CSG com uma base do USA. Enquanto uma tem um consistente aparato defensivo de prontidão tempo integral e ser móvel, a outra é fixa e não é dotada de sistema defensivo algum.
Mas fique à vontade nessa sua lacração. Cada um colabora com o que tem para a discussão.

Antoniokings

Do mesmo jeito que o que atingirá os porta-aviões será um míssil com aparato eletrônico bem mais sofisticados que os deses iranianos.
Mas, fica a sua torcida.

Defensor da liberdade

Peraí, uma base numa região quente como aquela, com ameaça de mísseis balísticos e foguetes, sem sistema defensivo algum? Ok, ok…

Nem eu jogando Men of War cometeria um erro desses.

Antoniokings

Eu estou falando.
Ele olha os fatos com ‘antolhos’ ideológicos’.
Tudo que é americano é melhor.
Só falta ele explica porque os EUA estão draga sem saída.
Em tempo. Belos ‘disparos’ dos iranianos. Bem nos alvos.

Defensor da liberdade

Bosco é um fanfarrão, cria narrativas ao sabor do vento.

Bosco

Rsssss

Bosco

Quais eram então, sabichão? Diga com exatidão em vez de só achar do jeito que seu senso comum lhe apraz.

Defensor da liberdade

Você quem falou que não havia defesa lá. Eu apenas questionei um fato no mínimo discutível.

Bosco

Não é discutível. Não é de praxe bases militares serem defendidas por baterias Patriot sem um motivo claro tendo em vista a quantidade de bases americanas que existem (no Iraque os EUA devem ter umas 30) e a limitação da quantidade de sistemas Patriot. No máximo uma base americana no Iraque contaria com sistemas C-RAM contra foguetes, obuses e morteiros, mas até esse sistema tem quantidade limitada e não dá pra prover cada “basinha” com dois ou três sistemas Centurion (baseado no Phalanx) por conta deles um dia quem sabe contudo todavia serem atacados por morteiros ou foguetes. Simplesmente não… Read more »

Bosco

Não houve uma clarividência informando que a base “X” seria o alvo. Poderiam ser inúmeros outros e Patriot não dá e árvore. Há uma quantidade limitada. Não havia defesa alguma na base, principalmente contra mísseis balísticos de curto alcance. Sistemas como o Patriot, na função anbibalístico, atuam na defesa de ponto. Teria que ter uma bateria implantada na base ou nas proximidades para prover-lhe defesa contra mísseis balísticos. Em operando o PAC-2 o alcance contra balísticos é de 20 km, 30 km para o PAC-3 e 45 km para o PAC-3 MSE. Não havia nada desse tipo da área. Outra… Read more »

Defensor da liberdade

Então você comprova que os americanos são muito burros. Tenho um inimigo com uma caralhada de misseis balísticos, e vou deixar minha base militar na região com bênçãos divinas de proteção?

É este que vai derrotar a tão temida China? kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bosco

Eu nunca disse o resultado de um conflito EUA x China. Você está dizendo. Mas eu tenho razões para crer que há uma superioridade militar americana/aliados em relação aos chinas, tanto do ponto de vista convencional quanto nuclear (essa então é gritante). Se tal superioridade convencional irá redundar em vitória ou derrota, só com a finada Mãe Diná. Quanto a ser “tão temida” , isso são palavras suas. Até onde eu sei ela só mete medo nos uigures, nos cristãos e nos tibetanos. Além é claro, nos bígamos. Quanto aos americanos serem burros, não creio ser esse o caso. Mais… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Bosco
Bosco

Desde 1991 quantas vezes uma base americana instalada em território iraniano foi atacada por mísseis balísticos? Resposta: uma (1).
Você acha que justifica que cada uma das bases americanas no Iraque hospedem baterias Patriot tempo integral e em estado de prontidão 24/7?

Defensor da liberdade

Logo após terem assassinado um dos líderes militares iranianos mais importantes? Sim justificaria.

Bosco

Tá certo então! Só que o ponto não é o que deveriam ter feito e sim o que fizeram de fato. E o que é fato é que não havia defesa antimíssil balístico cobrindo a base portanto , tal fato puro e simples, desqualifica o comentário inicial do Toinho que deu início à discussão. Tal incidente pode comprovar uma série de teorias (inclusive a de que os americanos são burros) menos a de que os americanos não são capazes de se defender de um ataque de TBMs com seus sistemas dedicados, como o enunciado do comentário dele quis nos fazer… Read more »

Carlos Campos

Eles sabiam que a base ia ser atacada e retiraram tudo de lá, até as pessoas, só algumas pessoas se machucaram, ouvi dizer que morreu 2 mas não sei se é vdd.

Defensor da liberdade

Foram mais de 100 feridos. Pelo que eu soube, uns 5 dias antes do ataque os EUA descobriram que o Irã havia comprado imagens de satélite das bases da região. Acredito ser tempo suficiente para desdobrar uma bateria para lá.

Mondelo

Provavelmente os americanos sabiam do ataque, e deixaram o Irã atacar para não escalar o conflito.

Mas fica a grande questão, quem mais saiu perdendo dessa situação? Os americanos que tiveram uma base avariada, ou o Irã que perdeu seu maior estrategista?

Bosco

Informações recentes dão conta que os americanos , frente à fortes evidências, previram que a base seria atacada faltando alguns dias (salvo engano, dois) mas, além de não haver tempo hábil para deslocar uma bateria de mísseis Patriot para as proximidades, tal atitude não surtiria efeito prático nenhum já que o Irã iria saber e simplesmente atacaria outro alvo.
O que realmente é estranho nisso tudo foi a atitude passiva dos americanos e até dos iraquianos. Uma atitude dessas deveria ter sido respondida . Os americanos estão perdendo a mão. rssss

MFB

Não cansa de escrever besteiras. O famoso militante especialista em guerras de videogame.

Bosco

O maior inimigo dos porta-aviões são os meios furtivos, lê-se aeronaves e mísseis stealth e submarinos.
O resto é só mais do mesmo. Desde a década de 70 os russos aumentam a velocidade dos mísseis e anunciam como o “matador de porta-aviões” . A fila andou e dessa vez é o Zircon.
*A continuar nessa espiral de velocidade daqui uns anos vão chegar à conclusão que para parar porta-aviões só com raio laser.

Bosco

Toinho,
A USAF vai testar o AGM-183 essa semana. Fica na torcida, quem sabe ele não cai.
*Diferente dos cabeças de bacalhau da concorrência, os EUA anunciam antes os seus testes e não raro divulgam vasto material informativo, com fotos e vídeos diversos e inclusive citando dados da telemetria.

Cristiano de Aquino Campos

E estão, pelo menos contra países equivalentes que tenham meios de enfrenta-los. Já contra países de menor capacidade eles ainda são muito úteis.

Welington S.

Pois é. Os Porta-Aviões serão usados por muitos anos ainda. Por isso que eu ainda acho interessante a MB também ter um.

Carlos Campos

Bem impressionante, gostaria de saber se eles vão mesmo colocar catapultas eletromagnéticas nesse PA.

Flanker

Se vc leu o texto, tem essa informação lá.

Fernando Turatti

Tem muita coisa no texto, mas é inegável que boa parte é especulação, incluindo o tipo da catapulta.
Os chineses, sabe-se com certeza, testaram ambos os tipos em terra e isso é um fato. O modelo que tem no porta aviões é uma incógnita até que os chineses resolvam mostrar.
Será interessante, inclusive, ver o quão bem um navio não nuclear consegue alimentar catapultas tão exigentes de picos de energia.

sergio

Pois e, catapultas eletromagnéticas precisar de grande quantidade de energia para funcionarem, por isso os americanos as testam em porta aviões nucleares, por que os chineses vão instalá-las em post aviões convencionais não vai faltar anergia não ?????

Allan Lemos

Tenho minhas dúvidas, os EUA dominam o desenvolvimento de catapultas convencionais há décadas e só depois de muito tempo desenvolveram as eletromagnéticas, e ainda não dominaram completamente a tecnologia. Os chineses começaram a fazer catapultas um dia desses e já aparecem com uma eletromagnética? É suspeito, ou talvez tenham roubado as informações, assim como fizeram quando foram desenvolver a tecnologia stealth.

Matheus S

Não tem nada de suspeito e o desenvolvimento das catapultas estão sendo empregados em testes desde os anos 80 pelos chineses. Essa é uma história que só foi confirmada em 2014, 27 anos depois do ocorrido. Os chineses fizeram a engenharia reversa aplicando uma réplica terrestre da catapulta a vapor e do sistema de pouso do HMAS Melbourne, e um J-8IIG foi usado para realizar testes de decolagem e pouso no convés de voo terrestre em abril de 1987, que só foi confirmado oficialmente até 27 anos depois, em abril de 2014, por um canal de televisão CCTV-13. Tanto a decolagem quanto… Read more »

Matheus S

O boato sobre a catapulta é que, até o ano de 2015, o 002 estava virtualmente confirmado para ir com a catapulta a vapor, e de acordo com fontes de governo, o problema de corrupção era um problema e o projeto de catapulta do contra-almirante Ma não recebeu financiamento adequado do estado, mas ele e sua equipe continuou a desenvolvê-lo de qualquer maneira. No entanto, com a campanha anticorrupção nas forças armadas, uma das pessoas que supostamente bloqueou o desenvolvimento da catapulta(supostamente Guo Boxiong) foi removido de sua posição, e isso causou um repensar sobre a catapulta para 002 e… Read more »

Kemen

A catapulta magnética chinesa é diferente da norte americana, utilizam descargas capacitivas para gerar o eletromagnetismo que movimenta a catapulta.

Bosco

E a energia que sobrar vão usar no radar de bolinhas fotônicas quantificantes

rommelqe

Tudo bem meu caro Bosco? Prazer em falar contigo. Essa questão de usar os capacitores de alta potência é uma das soluções mais técnica e economicamente viáveis. Um dos aspectos é que voce pode usar uma fonte relativamente modesta de energia carregando o banco de capacitores por digamos doze horas e utilizar essa mesma energia em átimos de segundo durante um lançamento de um caça. Voce pode e terá varios bancos de capacitores em paralelo…um mero motor diesel de 500 kVA (isso pra não falar de outras fontes muito mais integraveis tais como motor de ciclo Stirling de alta perfomancejá… Read more »

Juarez

Kemen, eles vão se ver de banco de capacitores para manter os picos amperagem necessários no momento da catapultagem?

Jagdverband#44

Catapulta eletromagnética vai “flitar” os ovinhos dos pilotos chinas.

filipe

Até 2035 serão 360 navios de primeira linha , dos quais 267 navios de superfície e 93 Submarinos : 2 CVN Type 004 + 2 CVA Type 003 + 1 CVF Type 002 + 1 CVF Type 001 + 12 LHD Type 075 + 15 LPD Type 071 + 33 CCG Type 055 + 60 DDG Type 054 + 66 FFG Type 054 + 75 FFL Type 056 + 6 SSBN Type 096 + 8 SSBN Type 94 + 19 SSGN Type 095 + 5 SSN Type 093 + 52 SSK Type 039 + 3 SSK Kilo , Praticamente a… Read more »

Vovozao

01.3.21 – segunda-feira, bdia, Filipe, os CHINESES tentando igualar o numero de navios com os Americanos, entretanto, marinha Americana tem presenca em todos os mares, enquanto a chinesa ainda esta tentando, essa a grande diferenca, grande concentração de navios no mar da China e imediações, ja os Americanos presenca todos os mares, ha os que gostam, outros so aguentam, essa a diferença.

Jagdverband#44

Bom dia vovozão. Você levanta uma questão interessante: mesmo que a marinha chinesa atinja um quantitativo grande, similar ou superior ao da USN (e eventualmente USN + OTAN + aliados extra OTAN), será que as nações do atlântico, leste do pacífico, norte do índico, e mediterrâneo veriam com bons olhos esses navios navegando por estas águas? Há um componente “cultural” inserido nessa questão: os americanos (após a 2 GM) são vistos e aceitos como “xerifes” do mundo, já os chineses são os novos ricos do condomínio, que apresentam carros e bens, mas que não tem influência (fora a econômica) alguma… Read more »

Jagdverband#44

Sim Galante, eventualmente estão por aqui, por ali.
Mas, acho que não serão aceitos tal como a USN é aceita worldwide.

Cristiano de Aquino Campos

Ninguém aceita os EUA como o xerife do mundo amigo. Eles sempre foram criticados por isso, más ninguém tinha peso para contrabalançar.

Jagdverband#44

Como não?
OTAN inteira, ou seja, toda a Europa Ocidental.
Canadá, Japão, Austrália, Coréia do Sul, Taiwan.
Quanto dá isso? Mais da metade do PIB do mundo.

Teropode

Os barcos chineses em geral possuem boa aparência , acabamento caprichoso e isto certamente reflete na moral da tropa além de ser um indício de que a tecnologia embarcada é de primeira linha .

Teropode

Temo pelos Russos , vizinho numeroso , rico , orgulhoso , cheio de empáfia e belicista , estão numa sinuca de bico 😂💔

Bosco

Será? Vindo de um país onde um pseudo empreendedor bilionário ficou 2 meses sumido por conta de um curto período de reeducação revolucionária, não dá pra acreditar nas aparências não.

carvalho2008

Verdade, é por isto que acredito que o dragão ainda irá dar uma tropeçada….sempre será grande, mas vai tropeçar feio…É inevitável pois os fazendeiros e pilotos de bicicleta da Praça da Paz Celestial foram alimentados em suas esperanças pelo crescimento milagroso chines, e hoje possuem renda per capta bem maior que a Brasileira….mas capital não tem patria….o que era tão barato ontem de custo de produção vai deixando de ser…outras opções de países se apresentam para o mesmo efeito, o Chines adolescente de hoje, não conseguirá reprisar o crescimento de seus pais e avós e isto frustra…ao tempo qyue a… Read more »

Allan Lemos

O Brasil deveria encomendar um PA da China. Em menos de 2 anos ficaria pronto e eles poderiam até nos passar alguma tecnologia.

Dalton

Em menos de dois anos não dá. O “Shandong” que é uma cópia melhorada do “Liaoning”
que deu aos chineses muita experiência começou a ser construído em 2014, teve a quilha batida em março de 2015 e o primeiro teste de mar ocorreu em maio de 2018 e muitos testes foram necessários depois o que pode indicar uma maior necessidade de correções até finalmente ser comissionado em dezembro de 2019.
.
Normalmente NAes sem catapultas oferecem desafios menores durante a construção e podem ser completados mais rapidamente, mas ainda assim são necessários mais de dois anos após contratado.

Allan Lemos

Você está certo, mas eu imaginava que se a MB quisesse um PA, dificilmente seria um do tamanho do Shandong, seria um de no máximo 40k toneladas, dai o tempo de contrução reduzido, visto que a China está lançando o 075 mais ou menos nesse ritmo.

Dalton

O “075” como você sabe é um “LHD” e os chineses não estão construindo NAes na faixa de 40.000 toneladas, mesmo assim, um “075” leva mais do que três anos para ficar pronto já que após o lançamento, a construção continua evoluindo para os testes de mar até ser aceito pela marinha e um NAe de tamanho similar exigiria várias mudanças e seria mais caro. .

Welington S.

Seria vantajoso a MB construir um PA 100% na China? Não confio.

Rafael costa

E escoltar com o que ? A MB está priorizando e deve continuar priorizando os submarinos da classe Riachuelo e as fragatas da classe Tamandaré, e depois que a MB tiver um número razoável de submarinos e fragatas aí sim poderá pensar em porta-aviões, algo que na melhor das hipóteses, só irá acontecer depois de 2040.

Carlos Campos

\ntes comprarmos fragatas e drones para nos proteger e que poderíamos bancar do que um caríssimo PA, só pra dizer que tem.

Teropode

Vladivostok possui quase 6 x a área de Taiwan , será que a China vai se confirmar com a perda para os russos ou o objetivo da China é maior ? Tipo tomar posse de 80% do território russo ? , So

J-20

O único país que tem questão territorial com os russos em Vladivostok é Taiwan, uma vez que eles clamam por todos os territórios pertencentes ao império Qing, o que inclui a Mongólia inteira, partes da Rússia, partes da Índia e a China continental inteira.

sergio

Cara tem certeza que esse e o porta aviões ???? pra min ta parecendo um type 55

Emmanuel

Apenas grandes alvos para os mísseis hipersônicos norte americanos.
Não é assim que falam, mas ao contrário???

Bosco

Eu sei que fez uma brincadeira mas só como curiosidade, a tática antiporta-aviões americana é clara: usar meios furtivos (submarinos e aeronaves) e capacidade de aquisição autônoma (LRASM e Tomahawk V).

Flávio

O projeto j-31 ainda está vivo? Pensei que não tinha impressionado os militares chineses, por outro lado o j-20 está a todo vapor.

Alex Barreto Cypriano

Vou me arriscar a dizer, mas dado que as alas aéreas tem reduzido de número (pelo advento de armas de precisão) e tipos de aeronaves nos últimos 50 anos, talvez o angled deck, como solução pra pouso simultâneo à decolagem, tenha se tornado dispensável. O drone carrier type 076, em uma de suas versões, é isso: catobar sem angled deck. Ora, é possível imaginar um porta aviões stobar sem angled deck (embora com boa largura para manobras e estacionamento) com aeronaves como os F-18 e F-35 em que a geração de decolagens seja adequada. O maior problema, julgo, é o… Read more »

Carvalho2008

Como disse um Almirante, o aço é barato e o ar é de graça….para que tirar o angulo de convés? Ele serve justamente para permitir pousos e decolagens ao mesmo tempo. Um caça no pouso enganchado irá consumir no minimo 120 metros em condições perfeitas….quando toca o convés, o piloto é obrigado por margem de segurança acelerar full os motores para conseguir decolar caso o gancho de parada não enrosque e assim arremeter….não pode existir nenhum obstaculo a sua frente para isto

Alex Barreto Cypriano

Então, mestre Carvalho, como eu disse, a ala aérea reduziu em quantidade e tipo de aeronave e o advento de munições guiadas aumentou muito a eficiência dos ataques de degradação, supressão e destruição. Quando o AD surgiu, as alas eram numerosas (90 aeronaves, vários tipos) e demandavam muitas decolagens e pousos pela baixa eficácia de acerto. Hoje é diferente, e 120 decolagens por dia num Nimitz, ou ainda mais num Ford, talvez seja uma capacidade excessiva pra 50 aeronaves de asa fixa de quatro tipos, que, de qualquer forma, só podem decolar no máximo 3 ou 4 vezes por dia.… Read more »

carvalho2008

Mas em complemento, é completamente possivel tecnicamente montar uma ski jump retratil ou ajute angulos desde o zero absoluta a até 15 graus. Poderia haver braços hidraulicos ajustaveis por computador.

Mas em minhas pesquisas, encontrei texto interessante sobre a vasta experiencia britanica em ski jump. Eles detectaram diferenças de stress nos Harriers pelas simples diferenças das juntas de placas das diferentes Skijumps dos Hermes, Illustrious, Ark Royal e Invencible. As skijumps dos novos CVF tiveram exaustivo estudos para minimizar e corrigir a forma construtiva delas.

Alex Barreto Cypriano

Entendo, mestre Carvalho. Bem, se a landing lane de arrested recovery de aeronave ctol precisa estar desimpedida (e é preciso verificar se no bolter a velocidade seria de qualquer modo incompatível com a rampa ou aparelhos de pouso), poderiam ser duas pistas, lado a lado (somando uns 30-36 metros de largura) com a ilha recuada (atrás da marca de corrida longa) ou deslocada overboard num sponson. Nesse caso, as trilhas de decolagem podem ter um ângulo discreto em relação ao eixo da rampa. O convoo ficaria limitado a uns 200 metros de extensão e o vaso poderia deslocar entre 30… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Alex Barreto Cypriano
filipe

Em resposta ao Type 003, a US Navy já começou a projectar NAEs mais pequenos e mais baratos de operar , talvez teremos uma união entre EUA e França, a França já projectou o PANG de 300 metros e 80 000 Toneladas, talvez da mesma forma que a US Navy comprou a ideia das FREMMs , poderá comprar os PANGs para a sua esquadra, lembrando que o PANG é um projecto francês mas com a tecnologia de catapulta americana.

carvalho2008

Os Nae menores da US Navy ainda assim serão colossais….será uma grande redução, mas ainda assim serão muito parecidos com os Forrestal Class de 60 mil ton…
comment image

Glasquis 7

Um OFF:

a DAMEN, SEMBCORP e KERSHIP são os vencedores pro fornecimento do NAvio de Apoio Antartico do Brasil.

Wilson Look

Pequena correção, são os finalistas, espera-se que o vencedor seja anunciado em julho desse ano.

O Short List é o seguinte:
Damen e Wilson Sons;
SEMCORP e Estaleiro Jurong Aracruz;
Kership e ICN(Itaguaí Construções Navais).

EParro

Pois é! Mais um “alvo” no mar!

- Publicidade -

Guerra Antissubmarino

O afundamento da fragata INS Khukri pelo submarino PNS Hangor na Guerra Indo-Paquistanesa de 1971

Conheça a história do primeiro afundamento de navio de guerra por um submarino após a Segunda Guerra Mundial A fragata...
- Publicidade -
- Advertisement -