domingo, maio 16, 2021

Saab Naval

Ministério da Defesa pede mais R$ 1 bilhão para as Forças Armadas

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O Jornal O Globo teve acesso a um ofício do Ministério da Defesa encaminhado à Casa Civil e ao Ministério da Economia na última quinta-feira.

No ofício, o ministro Walter Braga Netto pediu para acrescentar R$ 1 bilhão aos recursos da pasta e diz que os cortes no orçamento impactam “diretamente o cumprimento da missão constitucional” das Forças Armadas.

Entre vetos e bloqueios, o Ministério da Defesa perdeu R$ 3,3 bilhões, ficando com um orçamento total de R$ 113 bilhões, a maior parte para o pagamento de salários dos militares.

O total disponível para as despesas livres (como custeio e investimento) ficou em R$ 8,4 bilhões, ainda assim um dos maiores da Esplanada.

“Tal redução impacta diretamente o cumprimento da missão constitucional do Ministério da Defesa, visto que as programações afetadas são de extrema importância para assegurar a defesa do território nacional e a continuidade de projetos prioritários, que, além de serem de grande relevância para a atuação das Forças Armadas, contribuem sobremaneira para a retomada da economia, com geração de renda, recuperação de empregos e divisas para o país”, diz Braga Netto.

Do total solicitado agora pelo ministério, a maior parte do valor — R$ 500 milhões — é para a aquisição de duas aeronaves de transporte que serão usadas para o combate à Covid-19.

Nota técnica da Aeronáutica, anexada ao ofício, afirma que a compra das aeronaves foi uma “decisão presidencial”. Em janeiro, Bolsonaro citou a intenção de comprar os aviões ressaltando que o governo teve dificuldade de transportar oxigênio durante o colapso no sistema de saúde de Manaus.

A pasta pede também R$ 267,5 milhões para o Programa de Desenvolvimento de Submarinos e o Programa Nuclear da Marinha, que tiveram parte dos recursos vetados. Segundo o ofício, o dinheiro é necessário para pagar parcelas dos contratos.

Em uma mensagem enviada ao ministério, a Marinha afirmou que a falta de pagamento pode afetar a “credibilidade internacional” do Brasil e levar a um prejuízo de mais de R$ 21 bilhões. O documento diz que a redução no orçamento levará à “inadimplência contratual e à consequente rescisão unilateral por parte das empresas contratadas”.

- Advertisement -

274 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
274 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Daniel Vilela

Piada.. uma pasta com um orçamento tão grande gastar mais de 90% de seu dinheiro com salários é uma PIADA.

Rui Chapéu

Cortar custos não se ouve um pio……

Spitfire

Tem razão amigo… tarefa de casa para ontem revisão da estrutura das FAAs… apesar que não é só lá, mas em todos ministérios…

Pedro

Pelo contrário! Compra-se vinho, Stela Artois e Picanha, mora-se no melhor local do Rio, de front ao mar! Enquanto isso, deixem os gados de verde e amarelo brigando por meus direitos!

obs: Não esqueçam da massa de manobra que veste vermelho.

Mauricio Pacheco

falou gado, já sei!

Pedro

Se reconhece como defensor e torcedor de políticos? Normal! Abraço! Aqui eu prego o pragmatismo mesmo.

eggfilho

aos editores da trilogia ,, este é um assunto que deveria ser mais aprofundado , uma entrevista com uma pessoa da area militar talvez ( uma fonte oficial seria melhor ainda) e que possa informar sobre orçamento e dinamica dos gastos, o que representa os projetos do passado recente e que interfere no presente momento. erros e a certos e se possivel citar os responsaveis para que possam ser questionados . nao adianta fazer conjecturas e elucubraçoes aqui nos comentarios é muito achismo….

Dod

Nossa? 90% fiquei de cara, é realmente as FAs tem que reavaliar isso aí , por que dinheiro tem.

Rodrigo

Amigo Dod, o alto comando as forças armada NUNCA irão aceitar discutir cortes dos próprios benefícios, privilégios e regalias.

Adriano Madureira

ou eles cortam ou continuarão a serem essas forcinhas limitadas e que vivem no mundo da geriatria militar…

Cristiano de Aquino Campos

Vou te responder ao estilo militar, curto e grosso.
Em time que esta ganhando não se mexe e enquanto a agua não bate na B. Continua remando

silvom

não estão nem aí, meu caro, que se lasque a defesa, querem só regalias

Cristiano de Aquino Campos

Sem falar que nesse governo, nem pensar. Engraçado e que quando tem aumento de verba e para salários e benesse, já aumento de capacidade e operações, nem pensar.

Sadat

Muito do gasto do pessoal de deve aos pensionistas e inativos
O plano é aumentar a quantidade de temporário e diminuir os de carreira
Impactando positivamente no orçamento
Porém levará uns 10 anos para impactar de forma sensível no orçamento

Quanto a picanha, cerveja e etc … muitos quartéis recebem visitas de autoridades
Muitas vz estás autoridades pedem estás melhorias

Se pegar a quantidade de picanha comprada para todo o efetivo do exército a quantidade é mínima por pessoa

Adriano RA

Sim. Dinheiro e corporativismo tem de sobra. Há que cortar na carne.

Paulo

Alguém já sugeriu ao MD um corte de 20% no pessoal? Já avisaram lá no MD que a MB possui 80 mil homens sem navios?

elcimar f. menassa

então compra navio ué !!! ….

Dimitrius

Como dito pelo Saddat existe um movimento para gradual aumento no número de temporários em diversas posições porém os efeitos demorarão a aparecer. Me pergunto como cortar 20% do pessoal em uma pasta composta quase que em sua totalidade por pessoal concursado. Cortam-se novas vagas? Isso já está sendo feito. Fora isso há pouco espaço de manobra, talvez um PDV? Penso que alguns gastos poderiam diminuir ou serem direcionados a áreas mais sensíveis porém o efeito ainda assim seria bem limitado.

Paulo

Simples! PDV sim, redução na entrada nas escolas de oficiais ou a simples, tradicional e já conhecida dos trabalhadores assalariados, dispensa! Possível até para o concursado. Basta ter vontade política.

Cleber

Eu sugeri faz tempo isso amigo

IBIZ

Oficiais das FA no Brasil são farinha do mesmo saco dos juízes e políticos. A diferença era só que eles não estavam nos lofotes pra serem vistos.

Flanker

HOlofotes*

M.@.K

Mais de 90%? gostaria que você explanasse um pouco mais sobre este conhecimento para que possamos entender melhor.

Wellington R. Soares

Dos 113 bilhões apenas 8,4% é destinado para custeios e investimentos. Sobram 103 bilhões de reais. Onde está toda essa grana ?
Que não seja 90% gasto com pessoal, mas dados oficiais sempre mostram entre 75% e 80%.
Temos o mesmo orçamento da Itália, porém não temos 1/3 do poder de fogo deles.

Thiago A.

Não, não é . Para 2021 o orçamento da defesa italiana foi de 24.583,2 milhoes de euros, houve até um acréscimo em relação o ano anterior.
Faça a conversão desses 113 bilhões de reais para o euro e vera que é bem menos. Considerando que boa parte dos materiais e meios empregados são produzidos pela própria industria nacional ou na Europa e que pagam em Euro sem sofrer com a absurda desvalorização da moeda .

Thiago A.

Aí o link com o último orçamento italiano para a defesa : https://www.analisidifesa.it/2021/03/il-bilancio-della-difesa-2021/

Kemen

E o orçamento da Guarda Costeira, o orçamento da Vigilância dos Portos italianos qual é ?
Amigo não compare a agua com o vinho.

Wellington R. Soares

Sinto muito Thiago, várias nações possuem orçamento menores que o nosso, porém possuem vários equipamentos de ponta e em quantidades consideráveis.
Devemos ter em mente que nossas forças armadas são fracas e que existe um grande cabide de emprego. Ineficiente como a maioria das repartições públicas.
Só a nossa folha de pagamento do pessoal INATIVO é de 26 bilhões de reais, isso mesmo, 26 bilhões de reais, ou praticamente 4.5 bilhões de dólares (maior que a maioria dos orçamentos militares de boa parte do mundo).

https://blogs.correiobraziliense.com.br/vicente/governo-so-tem-dinheiro-para-pagar-salarios-de-militares-ate-maio/

Thiago A.

Oi Wellington, como coloquei antes , eu concordo que nossas FAs necessitam passar por uma reestruturação, alias toda a sociedade brasileira precisa repensar a defesa do Brasil, deve ser uma das prioridades do país e não apenas mais um cabide de emprego para aliviar as deficiências da nossa economia e cobrir as carências que deveriam ser competência de outros órgãos.
Só discordo que nosso orçamento atualmente seja equiparavel ao italiano. Esses 113 bilhões de reais dão pouco mais que 17 bilhões de euros.

Last edited 11 dias atrás by Thiago A.
Wellington R. Soares

Thiago o orçamento militar da Itália no ano passado foi exatamente o mesmo que o nosso, com o nosso ligeiramente maior. Só dar uma olhada na reportagem abaixo. E olha que temos orçamento maior que forças como da Austrália, Canadá, Israel, Turquia, Grécia, Paquistão, Egito….Todas essas com muito mais poder de fogo. Algo está errado nas nossas forças armadas e não é motivo de orgulho. Hoje com esse orçamento era para termos no mínimo uns 100 caças de ponta, umas 12 fragatas pesadas e modernas, além de no mínimo alguma defesas antiaérea de médio alcance acompanhadas de no mínimo 1… Read more »

glasquis 7

Orçamento de Defesa do Chile pra 2021 U$D: 2,35 Bi. ARCh Fragatas Misileras 1 Tipe 22 2 M Class 2 Adelaide Class 3 Type 23 Misileiras 3 SAAR IV Submarinos 2 U 209 1400 2 Scorpenes Orçamento de Defesa do Peru pra 2021 U$D 1,95 Bi. MGP Fragatas Misileiras 3 Carvajal Class (Lupo) 4 Aguirre Class (Lupo) Corbetas Misileiras 5 Velarde Class 1 Pohang Submarinos 4 U 209 1200 Angamos 2 U 209 1100 Islay AREc Orçamento de Defesa do Equador pra 2021 -de U$D 1 bi. Fragatas Misileiras (BAE) 2 Condell Class Corbetas Misileiras 6 Esmeralda Class 2 Hauri… Read more »

Glasquis 7

Lembrando que estos são os Orçamentos de defesa de cada um desses países. Isto é dividido nas 3 forças. O que é destinado a Cada Marinha/Armada é bem menos.

Nonato

Também concordo que estamos sem equipamentos de ponta.
Mas como funciona o pagamento de pessoal e aposentadoria no exterior?
Se aposentam com 60 anos, com a metade do salário?
Qual o segredo?
Em outros países computam o pagamento de aposentadoria e pensões como gastos com forças armadas???

Cristiano de Aquino Campos

Proporcionalmente o que são, os gastos em euros para a Itália e o Brasil. Não gosto de valores brutos simples como comparação. Se faz mais no Brasil com 1 euro que na Itália.

M.@.K

Hummmm me convenceu…

Thiago A.

Concordo que é necessário reorganizar e redimensionar as FAs, devemos fazer mais com o que temos. É urgente abrir um debate nacional sobre a reforma/restruturação das forças armadas, pois esperar por mais recursos não é factível.

Kemen

Falou P. Guedes.

Leonardo

Quantos militares a Itália tem? Por que nós temos quase 300 mil na ativa, e eles devem ter quanto? 50 mil?

sj1

Já foi 81% há um ou dois anos atrás..

Flanker

O orçamento é de 113 bi, sendo 8,4 bi (7,43%) para investimento e custeio. Sobram 92,57%. Quanto é gasto para pagamentos e financiamentos diversos? Não sei. Mas, se o gasto com pessoal não é de 90%, está perto…..

M.@.K

Tá bom, achei interessante os teus argumentos… me convenceu também.

M.@.K

hahahaha os sem argumentos….

M.@.K

hahahahaha

Jack

Que absurdo…mas é tão absurdo que infelizmente parece piada.

Spitfire

Tenho uma curiosidade!!! Quanto será do orçamento que vai para a área burocrática, principalmente no quesito pessoal, e quanto vai para a parte operacional?? Ou seja, quanto vai para as forças (marinha, EB e FAB) e quanto vai para o MD? Na época da criação do MD houveram críticas que isso iria inflar bastante o custeio com pessoal…

Henrique

Como? Comentário horrendo de quem não tem a MENOR noção…. Defesa é feita por pessoas, não só com armas. As pessoas precisam ser pagas e soldos vêm do Governo que os contabiliza. Talvez o absurdo seja a desproporção entre o pouco para oa salários e muito pouco para investimento em defesa.
Estude, amigo

Caio

O que ?????????? Tá ganhando quanto pra defender o indefensável?

Kemen

“Como? Comentário horrendo de quem não tem a MENOR noção…. Defesa é feita por pessoas, não só com armas. As pessoas precisam ser pagas”________ Isso esta correto, tem muita gente aqui com a visão muito curta, achando que o Estado não sabe o que é seu orçamento militar e as despesas de compra de meios que foram aprovados por ele e cujos pagamentos dos financiamentos foram assumidos por ele, mas como os caciques do Estado mudam periodicamente, o que é assumido num período, não significa que tenha continuidade num outro. Resta ao orgão financeiro do Estado respeitar os compromisos, ou… Read more »

Last edited 8 dias atrás by Kemen
Antonio Desmone

quero ver homem para cortar salário dos militares, não se faz isso…………… é a parte básica das FFAA fazer pagamento dos militares……………. seria O GOLPE não pagar os devidos salários…………. então a piada qual é, se existe um consenso há anos para prover os devidos pagamentos? Quem vc acha que deveria pagar os salários? De onde tirar esse pagamento? Que solução vc teria para evitar essa “piada”? Os civis reclamam desses pagamentos, mas não fazem nada para melhorar a situação. O “sapiência naval” aí vai pagar os militares do próprio bolso? Não entendí qual é a “piada”, só sugiro que… Read more »

Caio

Quatro ações já poderiam ajudar e muito a ter dinheiro para a defesa e não pra vida garbosa.
Vende a maioria dos quase 300 hotéis de trânsito.
Aumenta a contribuição a 15%, das milhares de filhas dos militares, que consomem bilhões de reais por ano.
Reduz o número de vagas nos concursos para oficiais para acabar com a desproporcional realidade de mais oficiais do que paises em pé de guerra como Israel.
Acaba com a maioria dos adidos militares que consomem fortunas nas embaixadas, a troco de nada.

Shiryu

Outra economia: acabar com viatura para pegar militar em casa. Existe uma frota enorme e cada viatura tem um militar para dirigir que receberá aposentadoria no futuro.

Caio

Tá brincando que até isso existe????
Só Jesus na causa.

Willber Rodrigues

Espera, isso existe mesmo?

Oráculo

Existe

Pablo

De 113 bilhoes, “apenas” 8,4 bilhões para investimento? É isso mesmo?

Luís Henrique

Esse orçamento é uma mentira. R$ 50 bi é para pagar aposentadorias e pensões.
Todo mundo acha um absurdo 113 bi, mas tem muitos países que gastam igual ou mais e Não incluem pagamentos de aposentadorias no orçamento.
Se tirarmos os 50 bi de “aposentadorias” o orçamento ficaria em R$ 63 bi.

Com PIB nominal de R$ 7,4 tri em 2020, os R$ 63 bi representam 0,8% do PIB.
Sendo que a media mundial subiu de 2,2% para 2,4%. O Brasil aparece com 1,4 ou 1,5% mas porque inclui o pagamento de aposentadorias.

Pablo

Pensoes de mulheres “solteiras” por exemplo.

Spitfire

Amigo…Essa questão das pensões já foi resolvido…mas sobra os direitos adquiridos… se não pagar a justiça determina… isso só vai resolver com o passar do tempo

João

Se entra na conta, não foi resolvido. O “direito adquirido” utilizado em sua condição mais injusta. O Brasil não é para amadores.

igortepe

O direito adquirido sempre favorece a elite. Em 1998 foi feita a reforma da previdência, eu já tinha 20 anos de contribuição, aposentaria com 30 anos de serviço, pela minha logica, só deveriam sofrer os efeitos dessa reforma, as pessoas que estivessem entrando no mercado de trabalho após a aprovação da reforma.
Nesse caso, esse item não foi levado em consideração.
No Brasil, pau que bate em Chico não bate em Francisco.

Kemen

O calculo da sua aposentaria vai considerar esses 20 anos proporcionalmente.

Kemen

Direito Adquirido aqui não se aplica, pois as que recebem continuam recebendo, mas as proximas depois da mudança não vão receber nada. Acho que tem gente aqui que não gosta de mulher solteira kkkkkk

M.@.K

Até que um dia um pensador… Obrigado por dar um pouco de luz!

cerberosph

Direitos adquiridos só para elas pois eu mesmo perdi, com a reforma Trabalhista, o direito ao plano de saúde, vale refeição e outros beneficios que vinha recebendo a décadas. O BB a poucos meses acabou com a função de caixa, teve funcionários que a vinte anos eram caixa, vão continuar sentando na mesma cadeira e fazendo a função de caixa mas ganhando um pouco mais da metade do salario anterior. Isso pode. O país que se escandaliza com pobre recebendo Bolsa F@milia mas acha normal filha solteira receber gorda pensão.

M.@.K

Não é fácil e muitos perderam seus empregos e sustentos, mas acho que nesse caso específico, há uma diferença entre direito adquirido e expectativa de direito, infelizmente. :\

Renan

Funciona assim: Um político decide aumenta seu salário, porém a opinião pública irá cair em cima, então ele faz o aumento com um auxílio, ajuda, penduralicario,etc Mas o juiz fala opa que palhaçada é essa? Então cria uma lei que faz está “compensação” ao juiz. Então os guardiões das virtudes e valores deste país bate o pé e fala o que está acontecendo neste país só lembra que temos armas. Pronto o mesmo político cria as leis para as forças armadas. Assim o país é governado por corrupto, julgado por corruptíveis e avalizado por generais cúmplices. No Brasil existe várias… Read more »

Marcos10

Não foi resolvido. Não há mais novos casos, mas os antigos persistem. Estima-se que que a mamata ainda dure sessenta anos.

Kemen

Com a COVID em 411.000, algo vai ficar pelo caminho não acha?

Matheus S.

O amigo disse que o tempo necessário são 70 anos até a extinção dessa aberração previdenciária. De fato, se trata de direito adquirido, mas não significa que não podemos fazer alterações no sistema previdenciário. Por exemplo, sempre defendi que se é para manter esse sistema até extingui-lo por completo daqui a décadas, pelo menos que se tenha uma alteração no valor da pensão, com a pensionista recebendo uma certa porcentagem do valor, com o resto sendo retido pelas Forças. Isso ao mesmo tempo eliminaria pelo menos metade do valor pago as pensões das mulheres solteiras, se o desconto fosse de… Read more »

M.@.K

Clik em F5

M.@.K

hahahahaha

M.@.K

hahahahah

Pablo

Tira o tapa olho!

M.@.K

Fazemos o seguinte pabrito: eu tiro o tapa olho e tu estuda um pouco mais… combinado? 😉

Pablo

Tu aprende a ler primeiro.

M.@.K

Calma pablito, não fica brabinho… só te dei nos dedos pq tu só replica o que todos publicam e pelo jeito não te dedica a estudar um pouco mais. Se tivesse estudado saberia que o que tu publicou é notícia ultrapassada desde 2001… não magoa… hehehehe 😉

Mauricio Pacheco

sempre o mesmo argumento, não pesquisam, só repetem!

EduardoSP

O argumento continua válido, porque o privilégio continua.
Após 2001, os militares podem “optar” por dar esse direito ás filhas solteiras. Para isso pagam uma contribuição de 1% do soldo, que é uma contribuição simbólica atuarialmente, pois de forma alguma cobre o custo desse benefício.
Mas com essa contribuição os militares agora dizem que “contribuem” para o benefício e, portanto, o privilégio foi extinto.
Mera prestidigitação

Anderson

Isso vai fazer muita falta lá na frente, o problema é que é igual seguro quando precisar não da mais para fazer, ai é só chorar, uma vergonha, o orçamento militar do brasil deveria ser no mínimo o dobro.
Eu penso que o ministério de ciências e tecnologia deveria ter uma verba para investimento e pesquisa e desenvolvimento na área militar.

Last edited 11 dias atrás by Anderson
igortepe

O dobro, para comprar o dobro de picanha, lombo de bacalhau, e vinhos importados.

Vagner

Discordo Anderson, dobrar o orçamento abriria brecha pra desvio de verba, acredito que antes de aumentar o orçamento militar, deveríamos primeiro ajustar as casas (MB, Eb e Fa).

Kemen

Desvio de verba na Marinha? Você bebeu ? Lá não é Estado ou Municipio.

Greyjoy

Acho que o amigo nunca viu casos de armamento sumindo dos arsenais do Exército, o recente caso do militar transportando drogas em avião da comitiva presidencial.

Não podemos culpar as instituições, mas também não podemos negar que casos de corrupção existem, sim, dentro das Forças Armadas. Não é tão difundido como o câncer que corrói a administração pública, mas existe.

Kemen

Uma ovelha negra na corporação, que já foi presa, não se pode generalizar ofendendo a Instituição.

Spitfire

Concordo amigo!!! Apesar de que com a tecnologia a questão de pessoal deveria sim ser revista…cabe sim uma revisão estrutural de nossas FAAs

Paulo

Muito aposentadoria mesmo assim não acha?

M.@.K

O problema não são a quantidade de aposentadorias. Até pq quem trabalha tem esse direito. O problema são os privilégios pendurados nos vencimemtos, isso sim tem que ser restringido ao máximo.

Diego

Excluir a aposentadoria/pensões do orçamento da defesa só faria sentido se os militares brasileiros aceitassem receber pela previdência comum (INSS), como a maioria dos países desenvolvidos fazem com seus militares aposentados.

Rinaldo Nery

Era assim até 1967. Pesquise ¨montepio militar¨. E era superavitário.

igortepe

Montepio da Família Militar, em liquidação extrajudicial, por falcatruas dos administradores,desde 1986? Montepio da Família Militar, o MFM, foi um sistema de previdência privada brasileiro que foi a falência na década de 1980. Fundado em 29 de outubro de 1963 por um grupo de oficiais do Exército Brasileiro, três anos depois já contava com 130 mil associados.[1] Com tamanho número de associados o Montepio tratou de ampliar seu leque de investimentos e no final de 1966 já controlava um banco, uma financeira, uma companhia imobiliária e uma de seguros.[1] Em 1967 passou a controlar o Banco Nacional do Comércio.[1] Em 1971 tinha 14 subsidiárias nos ramos bancários, mercado de capitais, imobiliário, seguros e… Read more »

Marcos10

Vários Montepios foram a falência. O STF decidiu, somente para alguns, que a União deveria bancar além do benefício, o valor estimado do Montepio. Só por aqui essas coisas!!!!

Kemen

As regras de aposentadoria para militares, seja o orgão que for que remunere os aposentados ex-militares, é diferenciada dos civis em quase todos os paises. Não invente colega, cite em que pais militares aposentados recebem igual aos civis aposentados.

Flanker

E tem muitos paises que gastam igual ou mais, e incluem os gastos com pessoal ativo e inativo. E o foco aqui não são os outros paises. O foco é analisar o valor pífio para custeios e investimentos. ….aí sim, se vc comparar com outros países, vai ver como estamos mal. Gastamos muito com defesa, sim. Só que a maioria esmagadora do que gastamos é com pessoal, salários, aposentadorias, pensões. Defesa se faz com gente, óbvio. Mas, estamos caminhando rapidamente para fazer defesa SÓ com gente…pois não teremos equipamentos, por não ter dinheiro para eles no orçamento.

Renan

Estipular um valor mínimo de 25 bilhões de dólares para a defesa.
Estipular por força de lei que as despesas obrigatória com ativa, reserva pensionista não ultrapasse 12,5 bilhões de dólares, sobre pena de prisão para o ministro da defesa e seus generais por 20 anos por não cumprir está lei.
Estipular que 5 bilhões de dólares seja para custeio e 7,5 bilhões de dólares seja para investimento e modernização.
Desta maneira cada força teria anualmente 2,5 bilhões de dólares no mínimo para investimento

MauricioFC

Lamento, mas você está enganado. O dotação orçamentária para inativos no Brasil é, de fato imensa e ela participa de todas as contabilidades de orçamento de defesa (s.m.j. menos a Bulgária). Não faz sentido algum retirar esses custos do orçamento de Defesa, pois ele faz parte dos gastos ligados à Defesa, ou o militar e seus pensionistas não existem mais quando vão para a reserva? De toda sorte, para parametrizarmos esses gastos, é necessário considerar essa rubrica, sob pena de não termos métrica para avaliar a qualidade dos gastos. É gozado esse “argumento” aparecer aqui com alguma frequência, quando na… Read more »

silvom

cara, que se dane de que pasta sai o dinheiro, sai do nosso bolso, para um bando de negligentes e aproveitadores. Me refiro aos “superiores” militares. Parece piada esse tipo de situação.

Up The Irons

Qualquer empresa em dificuldades financeiras corta staff, fica mais eficiente. Por que isso não existe no funcionalismo público? Por que o povo tem que ficar bancando prejuízo e ineficiência?

Paulo

Aqui fazem ao contrário, aumentam o contingente e empurram os problemas com a barriga.

Luís Henrique

Porque não se pode demitir um funcionário concursado. É complicado.
Mas já esta em andamento um corte de 10% no número de efetivos nas 3 forças. Mas vai levar alguns anos até atingirem o número.

O problema maior não é o número de militares ativo, se analisar verá que o Brasil é gigantesco e o nosso exército não fica nem no top 20 em tamanho.
O problema maior são as pensões e inativos. Ficou uma fortuna e isso só será resolvido ou amenizado com muito tempo.

Up The Irons

Luís, não precisa “demitir”, até porque é contra a lei. E esse é, aliás, um dos motivos da incorrigível ineficiência estatal: se não posso ser demitido, por qual motivo devo me esforçar, dar o meu máximo? Alguém aqui já foi bem atendido em banco público, por exemplo? A solução é abrir apenas o número necessário de vagas para que se chegue ao número almejado.

Last edited 11 dias atrás by Up The Irons
M.@.K

Nisso, concordo contigo… mas é bem complicado…só para conhecimento, não é contra lei demitir. O que difere é que deve haver um PAD ou se for por falta de recursos o Estado pode sim prover campanha de demissão voluntária, remanejamento, demissão de cargos não concursados, demissão de mais novos no adm pública e assim por diante. Não é um direito absoluto… aliás, não existe nada absoluto em Direito…

M.@.K

Concordo que é indignante. Mas querer comparar a iniciativa privada com a pública, me desculpe, é no mínimo ingenuidade. 

M.@.K

Fica a dica…

privilégio.JPG
silvom

choradeira, entra quem quer

M.@.K

Ta enganado amigo… entra quem tem capacidade… choradeira é de quem não consegue entrar… abraços

Blind Mans Bluff

Os britanicos tinham um apelido “carinhoso” para o rifle L85/SA80: Funcionario público, pois não trabalha e é impossivel demitir; em ingles: “Doesn’t work and is impossible to fire”

Kemen

Já viu como deveria ser o Funcionário Público ALI.

camargoer

Olá Colegas. Creio que o pior da notícia é a solicitação de R$ 500 milhões para aquisição de dois aviões de carga. Neste momento, a FAB tem o KC390 e o C105. Para voos mais longos, cabe a contratação de aeronaves de empresas privadas. Não faz sentido novas aquisições considerando o momento que o país vive. Fica difícil apoiar as forças armadas…

Spitfire

Amigo camargoer. Essa aquisição visa preencher a lacuna deixada pela retirada de serviço dos KC 137. Seria utilizada para reabastecimento, viagens internacionais (sem escalas) e transporte de cargas… Uma observação, nosso KC transporta até 26 t, já um A330, modelo cogitado, até 45 t. Me parece sim uma necessidade justificável na FAB, não tanto pelo reabastecimento, que ai sim entendo ser atendido pelos KC, mas viagens internacionais e de carga me parece fazer sentido… Agora o momento de aquisição realmente é um fator importante a ser observado… vi agora uma notícia que a india pretende fazer leasing de 6 A330… Read more »

camargoer

Olá Spitfire. Acho que a maioria dos colegas concorda que a FAB precisa de novos aviões para substituir os KC135 que foram aposentados. Contudo, eu questiono o momento desta aquisição. A FAB vem fazendo um excelente trabalho de transporte de insumos e medicamentos para o combate á Covid usando o KC390 e o C105 dentro do território nacional. Estes A330 serviriam para transporte internacional. Para isso é mais barato contratar uma empresa de transporte logístico. Não precisa de aviões militares ou militarizados para trazer IFA da China ou respiradores, ou seringas. O texto menciona que a aquisição destes A330 seria… Read more »

Spitfire

Então amigo… o que mencionei nesse aspecto é a capacidade de carga (KC 390 x A330)..é 2 viagens do KC para uma do 330 aprox para transporte de 46 t. Também mencionei quanto ao momento: se por um lado é num momento financeiro desfavorável, por outro lado é uma boa oportunidade para aquisições destes meios devido a preço e quantidade oferecidas no mercado, justamente em função da pandemia…mas essa equação não me arrisco a fazer, apenas estou apontando que existem esses 2 fatos (pode ser inoportuno ou favorável, depende das análises financeiras envolvidas a cargo dos ministérios da economia e… Read more »

Jadson Cabral

O problema é que essa é uma boa desculpa para a FAB finalmente conseguir os aviões que tanto precisa. O problema é que em tempos normais a FAB dificilmente conseguiria convencer o governo a dar meio bilhão de reais em duas aeronaves. Você sabe como as coisas acontecem aqui.

Juarez

Camatgoer, tu já ouviu falar de planejamento de horas de vôo x diagonal de manutencao x inspeções/ cheks, não??? Vou te explicar: Durante a vida operacional de Anv e feito .planejamento para realização de manutenções baseado no número de horas de vôo desta Anv ancorado principalmente nas horas alocadas e no orçamento de custeio. Com as centenas de horas de carrocadas que estão sendo feitas pela frota de transporte todo este planejamento está indo para calêndulas gregas. O C 130 está no bico do corvo, o 295 está entrando na curva do homem morto e neste ritmo não teremos células… Read more »

EParro

Direto ao ponto! Bem observado Juarez. Agradeço o esclarecimento.

Kemen

Com o passar dos anos uma contratação de transporte sai mais cara que uma compra.

Leandro Costa

Não há emergência para a aquisição dessas aeronaves. Não deveria ser prioridade de aquisição. Enquanto não se compra, se contrata o frete à partir de empresas privadas quando for necessário. Sai mais barato.

Teropode

Não é hora de criar outro foco , todos recursos devem se concentrar nós Subs ,Gripens e KC390.

Last edited 11 dias atrás by Teropode
Matheus Mascarenhas

Rever essa politica de salários e pensões das forças armadas ninguém quer, né? Brasil, um país de tolos!

737-800RJ

Tem uma frase do Bastiat que eu adoro e resume bem a casta mamadora de impostos no Brasil: “Todos querem viver às custas do Estado e se esquecem que o Estado vive às custas de todos.”

Luís Henrique

O 9 dedos deu 9% de aumento durante vários anos seguidos para o funcionalismo público. Um auditor que ganhava 12 mil em 2007, ganha 21 mil agora. Os militares ficaram para trás e exigiram um bom aumento. Agora já foi. A política de pensões e aposentadorias já foi revista. Os militares contribuíam com 7,5%. Agora estão contribuindo com 10,5%. Um aumento de 40%. Os pensionistas e inativos não pagavam a contribuição. Agora passaram a pagar. O militar aposentada com 100% do salário com 30 anos de serviço, agora passou para 35 anos. Resolveu? Não. Mas já melhorou um pouco. Para… Read more »

Alison

Muito pouco perto do que foi feito com os civis… Se o rombo nos militares e maior, as medidas mais fortes tem de iniciar por lá e não o contrário…

M.@.K

Pesquisa pelo termo capitis diminutio e você entenderá um pouco o porquê desta diferenciação. Abraços.

M.@.K

hahahahahah eu já sabia que o assunto para quem deu o deslike era muito complexo e não iria entender mesmo…mas a tentiada é livre

Last edited 11 dias atrás by M.@.K
M.@.K

😉

privilégio.JPG
Bardini

Papinho de sindicalista…

Last edited 11 dias atrás by Bardini
M.@.K

E teu papinho e quem é recalcado e não conseguiu entrar no serviço público ou tem emenda com bandido… te esforça um pouco mais e quem sabe um dia um passa.. abraços

Greyjoy

Qual a dificuldade de entrar pro serviço público? É só estudar. Não é como se fosse criar uma teoria física super revolucionária.

Henrique

Sim, isso da integralidade só se justifica pra manter o estilo de vida dos milicos de pijama, não faz o menor sentido pagar o mesmo que se paga pra quem presta serviço e pra aquele que só fica confabulando em clube militar.

M.@.K

Bem ponderado os teus argumentos…

Zorann

Esqueceu de falar de aumento desnecessário que 40% do efetivo da marinha promovido pelo 9 dedos.

Esqueceu também de citar aumento dos benefícios, os aumentos salariais e tudo o que foi dado em contrapartida pelo bollzo, por essa reforma da previdência dos militares. Se somar o que deram e o que tiraram, vai ver os gastos com pessoal aumentaram. A oportunidade foi perdida, a situação piorou.

Last edited 11 dias atrás by Zorann
Bardini

Esse aumento de efetivo, assim como todo o PROSUB, estavam vinculados em um projeto em que o Governo elevaria os gastos de defesa para 2% do PIB. Isso era o que sustentava todo aquele planejamento gigantesco da MB. Ficou na só promessa.
.
Nós assinamos um contrato que já custa mais de 42 bilhões de reais, sem ter nenhuma perspectiva de como pagar por isso. E esse projeto já fez uma década e ainda não foi pro facão, para se adequar a realidade financeira.

Spitfire

Correto… deveria botar uma lupa na estrutura das FAAs, olhos de águia… verificar minuciosamente os efetivos de pessoal e meios disponíveis em contrapartidas… quantos oficiais x praças… e adequar urgentemente a estrutura da força… gostaria de saber a estrutura de pessoal do MD (além das respectivas 3 forças)… qual o trabalho lá realizado (creio que mais a nível de planejamento e administrativo)… enfim verificar direitinho onde tem gordura… ai consegue-se recursos para manutenção e investimentos…

Juarez

Nem vai, na lista do leite ninho tem ex Mindef, dezenas de deputados federais e senadores, zero um BR a época, governador, membro de TCU e gente de branco com estrelas nos ombros.
Tudo muito bem amarradinho, multas contratuais impagáveis e lesa pátria.
O mesmo modus operandi’ dos Tracker porém na potência 1000.

Luciano

Sou funcionário público e não recebi esses “9% de aumento durante vários anos seguidos”. A verdade é que os pacos e poucos reajustes não cobrem nem a inflação do período. Agora sim, algumas poucas carreiras no serviço público (PF, receita,…) são privilegiadas em relação às outras.

igortepe

A contribuição foi para 10,5%, e o Biro Liro de imediato aumentou o soldo.

Spitfire

Ué, mas não foi o governo que disse que não haveria cortes na defesa??? Pelo jeito roeu a corda né!!! Foi cortado 3,3 b e agora defesa pede para acrescentar 1 b… significa que 2,2 b foram pro espaço… o que preocupa é isso: “a Marinha afirmou que a falta de pagamento pode afetar a “credibilidade internacional” do Brasil e levar a um prejuízo de mais de R$ 21 bilhões. O documento diz que a redução no orçamento levará à “inadimplência contratual e à consequente rescisão unilateral por parte das empresas contratadas” – prosub

Last edited 11 dias atrás by Spitfire
Gustavo

Spitfire, o executivo pode prometer pagar até uma puta de luxo para cada brasileiro, se o legislativo (congresso) não aprovar o orçamento, não adianta. A guerra pela forças armadas é no congresso e não no executivo. Agora será que terá realmente mudança, quando dos 513 deputados só 27 foram eleitos diretamente (com o numero de votos necessários para entrar) e os demais foram indicados pelos partidos políticos, sendo em resumo destas de ferro.

Spitfire

Concordo amigo…. e lá são tantos outros interesses a defender recursos….defesa é o último…. a questão é que o orçamento até havia sido aprovado, mas fizeram uma salada para que fosse questionado posteriormente e ai embolou tudo, mas antes não sem garantir o aumento das verbas de emendas parlamentares… e deixaram o bode na sala… agora os ministérios terão que cortar… enrolaram o executivo…

FERNANDO

Parecia uma boa ideia.
Mas, deu no que deu!!!
Brasillllllllllllllll

Antonio

Não adianta a cada vez que falarmos em contigenciamento orçamentário de defesa, se falar em salários e pensões. Reformas previdenciárias dos militares já foram feitas em 2000 e 2018. Vai um tempo até os resultados começarem a aparecer. As pensões para filhas de militares que ainda se paga está diminuindo a cada ano, até a sua extinção completa. Devemos questionar sim, os privilegios que existem nos poderes legislativo e judiciário, cujo dinheiro que ali escorrem pelo ralo, ajudaria substancialmente, a defesa, a saúde, educação, etc.

Willber Rodrigues

“Devemos questionar sim, os privilegios que existem nos poderes legislativo e judiciário, cujo dinheiro que ali escorrem pelo ralo”
Aham…porque na Defesa é diferente, né? Ah sim, esquecí que as FA’s são diferentes, que elas são um exemplo de boa gestão de recursos públicos…

Henrique

Amigo, me diz como que uma marinha que não tem nem dez escoltas operacionais consegue ter efetivo de 80 mil? Isso é mais que o dobro da Royal navy, que tem submarino de 7000t e dois porta aviões. Realmente acha que os militares são apenas uns pobres coitados que são desprezados pelos políticos?

Jacinto

É… a MB tem tantos almirantes para tão poucos meios, que se colocassem todos os almirantes no comando de embarcações, alguns deles iriam comandar bote salva vida.

Luís Henrique

R$ 28,6 bi foi gasto com pessoal ativo em 2020.
Como reduzir o número de militares de carreira? Expulsar 20%?

É complicado.
Ja esta em andamento um plano para reduzir em 10% o número de militares ativos. Mas vai levar alguns anos para chegarem lá.

E 10% de 28,6 bi gerará uma economia de 2,8 bi.
É bom, mas longe de resolver os problemas de falta de recursos e número pequeno de equipamentos novos e modernos nas 3 forças.

Henrique

Todos os dias algum militar saí por uma razão ou outra, é só não substituí-los.
Corta e vende a aviação de asa fixa, vende Skyhawk e Trader num pacote ou faz deles enfeite de praça, já vai economizar uma grana. Fecha Ladário e passa pro EB ou simplesmente encerra. Aposenta os SK-105 sem substituto. Faz uma restruturação da força, vê as OM e comandos desnecessários e encerra, diminui a necessidade de almirantes. Sempre vai ter o que fazer, é só querer.

Zorann

Precisamos cortar muito mais do que 10% do efetivo algo entorno de 40 a 50% para começarmos a sentir os efeitos no aumento dos investimentos. Nem operar o que temos, damos conta de fazer. A grande maioria dos militares deveria ser de temporários.

EduardoSP

Para você ter uma idéia, no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, há um diretor de pesquisas, que vem a ser um brigadeiro (médico, claro).
Tem tanta gente que ficam inventando lugar para por os oficiais.

Oráculo

A MB também faz a função de “Guarda Costeira”, inclusive a parte DETRAN dos mares via Capitanias dos Portos. Só aí já são usados milhares de homens. Pra se ter uma ideia, nossos “hermanos” Argentinos possuem sua “Guarda Costeira” independente, a Prefectura Naval Argentina. Já teve um efetivo de 35 mil guardas. Hoje o número é algo entre 25 e 30 mil. Tira essa função da Marinha. Cria uma Guarda Costeira. Da noite pro dia a MB vira uma força com 60 mil homens. Mas e vontade política pra fazer isso? Volto a dizer. O problema das nossas FFAA não… Read more »

Jacinto

O problema não é só a questão da previdência, mas do próprio tamanho da força e de sua estrutura organizacional. O Brasil oficiais tem quantidade desarrazoadas.

Willber Rodrigues

Incrível.
Mesmo com cortes, 113 bilhões de reais não é suficiente pra esse povo.
Um orçamento em Defesa que é maior, de longe, do que qualquer país da AL não é suficiente.
O fato deles ganharem, esse ano, mais do que a pasta da Educação, não é o suficiente.
O fato de, mesmo com corte de 3 bilhões, ter aido o Ministério que menos sentiu a tesoura, não é o suficiente.
É preciso mais, e mais, e mais.
Se colocassem 2% do PIB pra Defesa, ainda sim esses caras diriam que não é o suficiente.
É um buraco-negro.

Gabriel Oliveira Batista

Mais que a pasta da educação? Tu não viu o orçamento não?Nem a saúde ganha mais que a educação.

Willber Rodrigues

Segundo o próprio site do Congresso: foram cortados, até o momento ( em valores arredondados ) :
Educação: 2,700 bilhões
Defesa: 1,700 bilhões
A Educação sofreu praticamente 1 bilhão em cortes a mais do que a Defesa.

Luís Henrique

Caro Willber, o orçamento da defesa não é maior que o da educação. Alguns pontos precisam ser divulgados: 1) os 125 bi da Educação Não inclui pagamento de professores aposentados. 2) a educação pública recebe recursos federais, estaduais e municipais, quando somamos os investimentos estaduais e municipais, o valor investido em educação pública Triplica, logo esses 125 bi, se transformam em quase R$ 400 bi. 3) a educação recebe muitos investimentos privados. Escolas e universidades particulares. Logo, as forças armadas Não recebem recursos estaduais, nem municipais, nem privados. Ainda inclui o pagamento do pessoal aposentado no orçamento, o que gera… Read more »

Luís Henrique

O mais correto seria dizer que o Brasil investe quase R$ 400 bi em educação pública e 63 bi em defesa.

Para colocar 113 bi, ai teria que somar todas as aposentadorias dos professores e profissionais que trabalharam na educação pública.

Marcelo

Não inclui o pagamento de professores aposentados pois esses contribuíram com o INSS. Nas FFAA, o militar paga um fundo de pensão de volta pra própria instituição e é esse dinheiro que (deveria) alimentar o pagamento dos aposentados, ou seja, teoricamente da na mesma. E quem escolheu por regime diferenciado pra pensão foram os militares…

Azor

Então também precisam ser somados os recursos dos estados para as Policias Militares !! mesmo raciocínio !!

Tomcat4,2

Se resume simplesmente a uma péssima administração de recursos.

marcos.poorman

Entra ministro, saí ministro, entra comandante, sai comandante. Não tem um gestor com o mínimo de juízo para dar um jeito na MB? Que efetivo é esse? É tanta caca na MB que o editor do PN poderia trazer no mínimo mais de dez posts somente com os programas que não foram em frente. Os barcos chineses estão fazendo estrago nos mares mundo afora. Nem patrulhar o mar conseguimos fazer decentemente. Onde estão os radares OTH? Onde estão os 30 NpA500? Onde estão os programas KC-2 e AF-1M? Prestaram conta dos rios de dinheiro gasto no São Paulo? Dinheiro para… Read more »

Leandro Costa

Comentário totalmente nada à ver:

Deu até vontade de reinstalar meu BeOS 5.0 hehehehehe

marcos.poorman

BeOS foi um excelente sistema operacional (também utilizei o Zeta e o Haiku). Pena que foi concebido na hora errada. Falando em BeOS …

SAM_0464.JPG
marcos.poorman

Tenho uma coisa para o senhor “Você não sabe de nada Jon Snow”

Be.jpg
Fabio

Mais R$ 1 bilhão pra quê?! Pra marinha continuar modernizando aeronaves velhas? Pra pagar os custos de operação dos Scorpenes que ela não sabia que era tão caro? Pra fazer PMGs de 11 anos em fragatas com 40 anos? Têm que cortar gastos e priorizar o q é importante pro Brasil, não no que os generais e almirantes acham q são.

Dar dinheiro pra forças armadas é igual dar dinheiro pra criança, eles não sabem o q fazer.

O que adianta ter porta-helicópteros sem ter navios pra patrulhar esse mar todo?

Bardini

É sempre a mesma M… Beicinho e “mi dá mais dinheiru”. Sendo repetitivo: o que os militares de alta patente defendem hoje? Chorar por 2,0% de PIB para defesa. Pq? Pq a bolada seria tão grande, mas tão grande, que não precisa mudar nada do que se tem hoje, nada. É só ampliar, ampliar e ampliar. Ampliar é fácil. Muito fácil. Qualquer besta quadrada consegue trabalhar tendo dinheiro. . Aí você pega o planejamento da MB na década passada, para dar uma olhada. Aquela viagem ao mundo mágico da maionese é fruto de uma tentativa ainda no governo Loola 2,… Read more »

Paulo

Pra pedir tudo bem, pra cortar custos não conseguem, por isso a credibilidade que eles tem é 0, piada pronta.

Emmanuel

Nos três poderes, executivo, legislativo e judiciário, de qualquer esfera, pelo menos 90% da folha é pagamento de remuneração.
Isso não é apenas nas forças armadas.
A chaga é bem maior. E não vai mudar.

Bardini

Mas nenhuma instituição tem tanto poder para se modernizar quanto as Forças Armadas. Elas são um mundo a parte.