sexta-feira, setembro 17, 2021

Saab Naval

FOTO: Casco do Ex-NDD Ceará deixa a Baía de Guanabara

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O casco do ex-Navio de Desembarque Doca Ceará estava sendo rebocado ontem (3/6) pela manhã em frente à Escola Naval, por volta das 10h, saindo da Baía de Guanabara.

O navio estava com marcações em amarelo e vermelho para a realização de exercício de tiro.

Nos próximos dias, talvez aconteça mais um teste com o míssil antinavio nacional MANSUP.

O terceiro protótipo do MANSUP foi lançado em 10 de julho de 2019, tendo como alvo o casco do ex-Rebocador de Alto Mar “Tridente”.

No final do vídeo divulgado pela Marinha, o míssil passou ao lado do navio alvo.

Segundo o fabricante, o objetivo não era acertar o alvo, mas obter todos os parâmetros de lançamento e os dados de voo do míssil equipado com cabeça de telemetria. Segundo a Marinha, o lançamento foi um sucesso.

Assista abaixo ao vídeo do último lançamento do MANSUP.

FOTO: Alexander Ferreira

- Advertisement -

88 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
88 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
FERNANDO

Adios!

Willber Rodrigues

“Nos próximos dias, talvez aconteça mais um teste com o míssil antinavio nacional MANSUP”

Tomara. Só assim pra sabermos se o MANSUP continua vivo ou não…

LUIZ Cláudio de Araújo

Poderiam testar também ô submarino com um lançamento de torpedo.

camargoer

Olá Luiz. De fato. O que foi feito com o casco do ex-Trident? Usaram um Exocet? Um torpedo lançado de um Tupi? Procurei alguma informação sobre o que foi feito com o casco mas não encontrei. Serei grato se alguém souber informar.

Spitfire

Olá amigo… a pouco tempo atrás veio a notícia de que o Riachuelo tinha zarpado para continuidade dos testes em mar… acredito nessa possibilidade de lançamento de torpedo pelo Riachuelo, ou até do SM39 exocet, além do mansup…. aguardemos os resultados do exercício

Allan Lemos

Duvido muito que os testes do Riachuelo já estejam avançados a ponto deles testarem um torpedo, muito menos um Exocet.

Spitfire

Ola amigo. Os testes estavam indo em um bom ritmo até o incidente da “válvula aberta”… como ele já está navegando para continuidade dos testes de mar, não considero impossível…

Leandro Costa

Spit, eu nem sei se chegamos à receber os torpedos e/ou mísseis para ele. Não é impossível, mas acho bastante improvável. Se acontecer seria uma surpresa bem agradável.

Spitfire

Olá amigo…. vc acabou de jogar água no meu choop…. kkkkk tá certo. Mas enfim, gostaria muito de ver esse avanço no Riachuelo… seria realmente uma surpresa muito positiva…

Spitfire

Olá amigo, complementando, a MB já recebeu em Mar/20 torpedo F21, e adquiriu ainda em 2014 o SM-39…

Allan Lemos

Não conheço os detalhes de todo o processo de testes, mas eu acho que o sistema de tiro deve ser testado antes, com a simulação de um disparo, não se tem notícias de que isso tenha sido feito até agora, então acho extremamente improvável que haja um teste de tiro real.

De todo modo, a prioridade é testar o Mansup disparado a partir de uma fragata, não o testes de um torpedo disparado por um submarino. Com certeza eles não usariam o mesmo alvo para as duas coisas.

Allan Lemos

Legal, só que evidentemente se trata de situações diferentes. Tanto é que alguns dos mísseis disparados no USS Racine estavam com suas warheads.

“as we don’t know which ones were loaded with live warheads and which ones we were shown hitting the ship in the video.”

O que significa que já estavam em um estágio de desenvolvimento muito mais avançados do que o Mansup(que será testado sem a warhead, até onde se sabe). O objetivo deles era afundar o navio, o nosso, será adquirir outros tipos de informações.

Leandro Costa

Usa-se o navio como teste para o MANSUP antes. Coleta-se os dados, e se faz exercício com outros artefatos conforme se deseja. É simples. Nem sabemos para que tipo de exercício/teste rebocaram o navio. Mas é bom saber que existem opções.

Spitfire

Olá amigo… quanto a atual fase de teste ainda não ter alcançado esse estágio de disparo realmente não tenho como questionar, pois é uma questão muito técnica… fico apenas na torcida para que ocorra essa surpresa positiva… porém poderia sim utilizar o alvo para mais de um disparo… já vimos isso acontecer com o lançamento dos mísseis penguim pela própria MB no passado, e lançamento posterior de bombas sobre o alvo pelos A4… no caso em questão, dificilmente o mansup/exocet afundaria de imediato o alvo, mas sim provocaria um grande dano com afundamento, se for o caso, lentamente… já o… Read more »

Flanker

Os testes de mar, nessa fase, são para testar os sistemas e o comportamento do próprio navio em diferentes situações. Ele nem foi entregue ainda ao setor operativo. Nâo sei nem se a MB já te e eu os torpedos para os Classe Riachuelo. E o SM-39, salvo engano, ainda não foi nem comprado!!!

Spitfire

Olá amigo. Torpedos F21 já foram sim entregues a MB em Marc/20. a quantidade não foi revelada. O SM-39 tb já foi adquirido, mas não sei se foi entregue… porém a aquisição foi em 2014, faz tempo…

https://www.naval.com.br/blog/2014/10/29/marinha-do-brasil-compra-misseis-am39-e-sm39-exocet-da-mbda/

Last edited 3 meses atrás by Spitfire
Flanker

Obrigado pelo info. Mas, mesmo que os SM-39 tenham sido comprados, não vi notícia da entrega dos mesmos. E mesmo que tenhamos os F21 e os SM-39 disponíveis, acredito que o seu disparo, nessa fase do desenvolvimento e testes do submarino, sem nem ter sido entregue ao setor operativo, ainda não são possíveis.

Spitfire

Olá amigo… os comentário apontam para uma tendência de que ainda não seja o momento para esse teste… mas seria muito legal se ocorresse… enfim, esse teste está gerando alguma expectativa… não creio que será somente com o mansup, até porque não sei se com um único lançamento levaria ao afundamento do alvo… ou terá que se apelar para novos poderosos A4 para completar o serviço

Leandro Costa

Olá 48.

Acredito que vão usar nos helicópteros.

Leandro Costa

Bicho, eu vi. Em Agosto começa meu processo de alforria! Hehehebe

Spitfire

Olá amigo Mk 48… integrar o AM39 nos A4 seria a surpresa das galáxias…. kkkkkkk O AM39 irá equipar os H225M (HX-BR)

Spitfire

mas tá ai outra observação muito bem feita amigo… o AM 39 estava em processo de integração ao H225m, não sei se o processo já foi concluído… mas parece que a MB ainda não recebeu nenhum H225m ainda, consta que o primeiro chega esse ano… não sei… alguém saberia informar se já entregou algum para a MB?

https://www.naval.com.br/blog/2017/08/08/helibras-avanca-na-certificacao-do-h225m-antinavio/

Last edited 3 meses atrás by Spitfire
Tutu

Acredito que a MB já tenha recebido quase todos os seus H225M, nas suas duas vezes, uh-15A (Versão de emprego geral) e uh-15b (Versão ASuW).

Inclusive acho que o H-XBR está quase nos seus finalmentes.

Flanker

Na MB, o H225M tem 3 versões: UH-15, versão básica; UH-15A (C-SAR), versão equipada com RWR, chaff/flare, MAWS, etc e a versão AH-15B, com todos equipamentos da versão A, mais radar para os Exocet (do qual possui capacidade para carregar e lançar 2 unidades). As 3 versões são preparadas paea utilizar o FLIR Star Safire. As quantidades são de 8, 3 e 5 exemplares, respectivamente, e a MB não recebeu nenhum dos 5 AH-15B, ainda.

Tutu

Obrigado pelo esclarecimento Flanker.

J R

Será que dessa vez acerta?

Wilson Look

Além da possível perda de dados que ocorreria, não haveria explosão nenhuma, só o míssil que se desintegraria no impacto, ou ficaria preso no casco do navio, mas de qualquer jeito a telemetria seria danificada o que poderia comprometer seriamente os dados que estavam sendo coletados.

Camargoer

Ola JR. Isso vai depender do objetivo. Creio que o ex-Ceara seja maior que o ex-Tridente. Isso já ajuda.

Wellington R. Soares

Espero que seja testado um MANSUP e também o torpedo F21 do Riachuelo.

Flanker

Testes de armas são os últimos a serem feitos. Disparo de torpedo a partir de um Riachuelo acho que somente depois que for incorporado ao setor operativo.

Wellington R. Soares

Mas no fim convenhamos, será um helicóptero lançando algum míssil penguim ou alguma fragata torrando algum dos poucos exocet que temos.
Com a cena final ficando a carga dos poderosos A4 lançando bombas sobre o navio a lá segunda guerra mundial rsrr…

Otto Lima

Bombas BURRAS, diga-se de passagem!

Tomcat4,2

Teste do ManSup com cabeça de guerra acertando o casco,show, e se rolar o teste do H-15B lançando Exocet AM-39 tbm top mas creio ser tão difícil quanto o lançamento do F-21 pelo Riachuelo ,por enquanto. Aguardemos.

Leandro Costa

Avisei algum tempo atrás que estava pintado assim lá na BNRJ. Espero ver um belo acerto.

Leandro Costa

E deixo avisado de novo. Acabei de passar na ponte e tem o que parece ser uma Inhauma lá no AMRJ pintada da mesma forma.

Flanker

Deve ser a Jaceguai. A Inhaúma e a Frontim já foram afundadas em Exercícios Missilex, em 2019 e 2016, respectivamente. E a Julio de Noronha é a única que permanece ativa.

Leandro Costa

Valeu pela info, Flanker. Não fosse pela pintura eu nem teria conseguido ver que ela estava lá.

Flanker

👍

carcara_br

Vamos comparar com o disparo do exocet:
https://youtu.be/OrnZGHLV-58?t=53

Tomara que divulguem o vídeo dos testes.

Dario

Off T.
Esse briquedo aí estava lá no clube ontem.
É uma USV projetada e construída aqui pela Tedwise. Pelo que fiquei sabendo, é usada em pesquisa hidrográfica mas a empresa é capaz de adaptar para funções militares como contraminagem.

Hnet.com-image.jpg
Leandro Costa

Bizarro alguém negativar esse post.

Dario

Deve ser porque errei o nome da tal empresa, Tidewise e não Tedwise.

Wagner

Ahhh..já falei isso aqui..até uma pergunta, tem nego que negativa…deve ser um Nutella coçando o……c…

Dario

Outra foto:

Hnet.com-image (1).jpg
Tomcat4,2

Aparenta ser robusto o barco hein, show!!!

DOUGLAS TARGINO

O objetivo não era acertar o alvo… Seiiiiiii kkkk, vão fazer uma logistica toda dessa para querer errar de proposito? kkkkk

Wilson Look

O que acontece, quando se está baixando um arquivo grande da internet e a luz da uma piscada que desliga tudo?

Tem uma chance grande do arquivo corromper, não é? Mas sempre perde alguma coisa.

A mesma coisa aconteceria com os dados que estavam sendo coletados pela telemetria e enviados para um receptor.

DOUGLAS TARGINO

Sim, correto. Mas tipo, se já vai lançar um míssil para coletar dados, por que não atingir o alvo e realizar dois tipos de treinamento em um só? Ou seja, o míssil ainda não é capaz de atingir alvo.

Wilson Look

Porque isso não é um treinamento, é um teste, e dependendo do objetivo do teste você não pode combinar com outro para não comprometer a confiabilidade dos dados, na verdade não se pode combinar testes de diferentes funções, isso só é feito no final quando todos os sistemas e funções já foram testados individualmente e então se faz o teste para ver se todos eles estão trabalhando direito em conjunto.

Resumindo só no teste final do MANSUP, para ele ir direto ao alvo e explodir ele, porque aqui sim ele terá cabeça de guerra.

Camargoer

Caro Douglas, você pode estar certo ou errado. Pode ser que o míssil ainda não tinha o sistema de navegação calibrado e o teste era para calibrar. Pode ser que o teste fosse para testar os sistema em voo, porque o teste de impacto seria em outra etapa. Pode ser que o objetivo seria testar o ajuste de rota durante a etapa de vôo apenas. Pode ser que o sistema de controle final não estava pronto… Pode ser até que era objetivo errar mesmo…. Eu sou incapaz de concluir qualquer coisa além do que o texto permite concluir.

Henriquer

ala viralata opinando kkkkkk

glasquis 7

Bonita a foto do guerreiro brasileiro que tu colocou pra te identificar.

Camargoer

Ola Douglas. Creio que ninguem errou de propósito. Se acertar tudo bem, se errar tubo bem também. Porque o objetivo não era acertar. Se o objetivo for acertar, aí sim seria um problema errar.

glasquis 7

Então, pra que colocar um alvo?

Wilson Look

Tudo depende do objetivo do teste. Como o míssil não estava equipado com uma cabeça de guerra, mas sim sistemas de telemetria o impacto pode resultar na perda de dados, é igual a quando está baixando algo da internet e a internet cai no meio do processo corre o risco de corromper todo o arquivo baixado até o momento. Acredito que o objetivo fosse testar o comportamento do míssil num plano de voo completo, do lançamento até a aquisição do alvo e correção de trajetória pelos sistemas do míssil, inclusive é possível configurar os sistemas para que o míssil passe… Read more »

Guga

Se ele errou com o alvo parado imagina em movimento. No mínimo uma embarcação atingi uns 15 nós. Falta muito para esse míssil ser operacional. Olha que não é dos projetos mais caros para ser descontinuado caso ocorra.

Wilson Look

Se tivesse atingido, estariam reclamando de não ter explodido.

Espera colocarem uma cabeça de guerra no míssil.

Barak MX para o Brasil

Espero que o Riachuelo dispare uma biribinha nele.

Leandro Costa

OFF Topic!

Só para mostrar como aqui por Niterói de vez em quando você topa com algumas coisas inusitadas. Se olharem a roda, é um Mitsubishi. No caso um Lancer hehehehe

photo_2021-06-04_18-11-59.jpg
Gabriel

Sonhar não custa.

Mansup

F21 + SM39 exocet

E um P-3 + Harpoon ; )

(sinceramente nem sei se efetivamente a FAB tem no inventário)

Adriano Luchiari

Bom ver o AMRJ aos poucos ser limpo das sucatas…Logo logo espero que o São Paulo também seja “varrido”!

igortepe

Tem que retirar as sucatais antigas, para trazer sucatas novas.

A C

Sobre o teste de 2019, se nao era objetivo acertar o alvo, por que entao ter lancado somente na ocasiao do ex-rebocador ser servido como alvo? Telemetria para passar de lado?
Por certo os resultados deste proximo trarah os resultados esperados.

Wilson Look

Tudo depende do objetivo do teste. Que pelo que parece era para testar o comportamento do míssil em voo, e também qual o sentido em querer ver um míssil se desintegrar ao impactar no alvo, sem que ocorra uma explosão e nada mais? Não é necessário que o míssil impacte no alvo para eu saber se seus sistemas de voo, inclusive na fase terminal, estão funcionando corretamente.

Pra mim não tem sentido um míssil com uma cabeça de telemetria bater em um navio, agora com cabeça de guerra, ai sim.

camargoer

Caro AC. O objetivo pode não ser atingir o alvo, mas é preciso que exista um alvo para direcionar o míssil e para avaliar o seu desempenho de voo. Antes, a MB tinha um alvo em uma ilha do litoral de SP, eu acho, que era usado para calibrar os seus canhões. Depois, a ilha se transformou em uma reserva ambiental e a MB passou a usar outros meios para calibrar seus canhões. Para avaliar o desempenho de um míssil precisa de um alvo.

Spitfire

Olá amigo camargoer… me desculpa mas essa não irei resistir…. tem um excelente alvo que pode ser sempre utilizado!!!! Fica no DF…. mas precisamente a praça dos 3 poderes!!!! aliás poderia testar todas lá, de uma vez!!!! kkkkkkkkkkk como sextou apenas para descontrair um pouquinho…. brincadeira, brincadeira….

Camargoer

Caro Spit. Cuidado para não ser enquadrado na LSN por terrorismo ou coisa parecida. Acho que se você sugerir outros alvos, como o vão do MASP, não causará problemas com o GSI, até porque voce pode alegar que o míssil vai passar de um lado para o outro. O que acha?

Spitfire

Kkkk

José Luiz

Gostaria muito de ver muitas imagens do lançamento e realmente fico na torcida para um impacto afinal também se precisa testar uma ogiva real. E quanto ao torpedo, bem vamos aguardar que outras armas sejam lançadas contra o casco. No aguardo.

Michel

Ué!? Não acertou o alvo?

737-800RJ

[OFF]
Suspeita de navio iraniano em direção à Venezuela para entrega de 7 lanchas rápidas de ataque e, talvez, outras coisas mais… Brasil tem que ficar de olho nessa amizade!

https://news.usni.org/2021/06/01/iranian-warship-thought-to-be-headed-to-venezuela-left-port-with-7-high-speed-missile-boats-aboard

Spitfire

Vdd amigo… qual será a reação do irmão do norte? Será que vai ficar só olhando??

Last edited 3 meses atrás by Spitfire
737-800RJ

Sem dúvidas tão acompanhando com muita atenção, porque o Canal do Panamá é ali do lado…

glasquis 7

Brasil tem que ficar de olho nessa amizade!”

A Venezuela é problema dos venezuelanos. O Brasil tem que se preocupar dos seus problemas.

carcara_br

Então, mas pra garantir que não é problema nosso é preciso “observar”. Num primeiro momento não quer dizer muito coisa, mas como o Venezuela pretende usar esses meios? isso precisa ser monitorado, é o dever das FA está preparada para o pior, por mais improvável que seja.
O que o Brasil precisa é baixar a temperatura na região, incluindo ai chamar EUA, Colombia e Venezuela, esse discurso belicista e de ameaças só serve pra isso. Atrair atenção de outro países e aumentar tensões, totalmente desnecessário.

Glasquis 7

Então não tem que ficar de olho “nessa amizade”, tem que ficar de olho em todas as amizades dos países fronteiriços e não especificamente da Venezuela.

carcara_br

Correto…
O pessoal que viaja na maionese, tudo regado com teoria da conspiração.

Last edited 3 meses atrás by carcara_br
737-800RJ

“O Brasil tem que se preocupar com seus problemas”
Se a Venezuela adquirir mísseis balísticos iranianos com alcance de 1000 a 2.000 km, isso não seria um problema para o Brasil? Repito: o Brasil deve ficar de olho na amizade entre a ditadura socialista do Maduro e a ditadura islâmica iraniana.

Tomcat4,2

Meu caro ,observar não é atacar ou algo similar e sim, é obrigação, e que está sendo executado a tempos pelas forças armadas conforme dito pelo MD, a observação das movimentações de “todas” as nações ao nosso entorno. Tu precisa ler “A Arte da Guerra”.

Marcelo R

E a ultima LSD TOMASTON CLASS inteira e boiando no mundo. Todas as suas 7 companheiras da sua classe ja foram desmontadas ou afundadas.
A LSD 34 HERMITAGE era de 1956.

BRAVO ZULU G30 CEARA / LSD 34 HERMITAGE!!!!

Jose Dias

Quase acertouuuuuuu ! Festaaaa , boloooo… o objetivo não era acertar ?????

Jose Dias

Somos um pais pacifico , portanto pegaria muito mal se orojão … digo Misselll acertace o navio , não era este o objetivo ???? vai entender !!! O navio alvo estava lá , todo pintado e preparado para o impactooo e zuummm , passou raspando a 8 km de distancia do alvaro. .

Wilson Look

E o míssil estava preparado para explodir o alvo?

Até onde sei ele não tinha cabeça de guerra, só equipamentos de telemetria.

Rinaldo Nery

¨Acertace¨… Doeu. Se ¨acertace¨ pegaria mal mesmo. Se acertasse, talvez não…

Jose Dias

Obrigado pela correção … estava empolgado !

Mazzeo

Lançado em 12 de Junho de 5, será que vão afunda-lo no dia 12 de junho tambem ?

“Hermitage was laid down on 11 April 1955, by the Ingalls Shipbuilding Corp., Pascagoula, Miss.launched on 12 June 1956″

Quanto a um lançamento de F21 pelo Riachuelo, seria interessante, mas chance zero de ocorrer sem antes alguns testes lançando “transientes” pelo tubo e depois torpedos de exercício.

Ainda não será dessa vez que o Caro Mk48 (Mod6 AT ?) mudará de nickname.


Pedro

Se eu falar pra vocês que o Ceará afundou antes mesmo de ser alvejado vcs acreditam??????

- Publicidade -

Últimas Notícias

Austrália abandona acordo de submarinos de 56 bilhões de euros com o Naval Group francês

A Austrália decidiu abandonar o acordo de A$ 90 bilhões (€ 56 bilhões) de 12 submarinos convencionais com a...
- Advertisement -