quarta-feira, maio 25, 2022

Saab Naval

Saab recebe pedido de radares Sea Giraffe AMB da Royal Canadian Navy

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A Saab assinou um contrato para kits de antenas de radares navais Sea Giraffe AMB, para a atualização das fragatas da Classe Halifax da Marinha Real Canadense. O contrato também inclui equipamentos associados e peças sobressalentes com um valor de pedido superior a SEK 300 milhões

A atualização é baseada na necessidade dos clientes de manter a vida útil e melhorar o desempenho das fragatas Classe Halifax. O trabalho será realizado em Halifax, Canadá e Gotemburgo, Suécia, começando neste ano civil e continuando até 2026.

“Este pedido fortaleceu ainda mais nossa posição no mercado de radar Sea Giraffe e continua a excelente parceria que a Saab possui com a Marinha Real do Canadá”, disse Carl-Johan Bergholm, chefe da Área de Negócios de Vigilância da Saab.

O Sea Giraffe AMB é um sistema de radar de vigilância 3D multifunções para aplicações navais. Ele fornece vigilância aérea e de superfície simultânea de médio alcance e tem uma capacidade de designação de armas. É adequado para ambientes navais exigentes, desde o litoral até operações em águas azuis.

HMCS Regina (FFH 334), classe Halifax
HMCS Regina (FFH 334), classe Halifax
Padrão de varredura do Sea Giraffe AMB

Sobre Saab

A Saab é uma empresa líder em defesa e segurança com uma missão duradoura de ajudar as nações a manter seu povo e a sociedade em segurança. Capacitada por seus 18.000 talentos, a Saab constantemente ultrapassa os limites da tecnologia para criar um mundo mais seguro, sustentável e justo. A Saab projeta, fabrica e mantém sistemas avançados em aeronáutica, armas, comando e controle, sensores e sistemas subaquáticos. A Saab está sediada na Suécia. Possui importantes operações em todo o mundo e faz parte da capacidade de defesa interna de várias nações.

FONTE: Saab

- Advertisement -

2 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlito

Pergunta de leigo: seria muito difícil adaptar a recente família de radares desenvolvidos pela Embraer para este tipo de aplicação?

Bosco

Só de curiosidade, apesar de parecer, um radar 3D “normal” não tem varredura eletrônica. Ele opera com varredura mecânica, com a diferença que há vários feixes “empilhados” de modo a que possa determinar a altura do contato.
Vale salientar que todo radar de varredura eletrônica (PESA e AESA) tem capacidade 3D.

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Navios de guerra britânicos podem ser enviados para quebrar o bloqueio de Putin aos portos do Mar Negro

A Grã-Bretanha está coordenando com seus aliados um plano potencial para enviar navios de guerra ao porto de Odessa,...
- Advertisement -