quinta-feira, junho 30, 2022

Saab Naval

Documento de inteligência dos EUA mostra bloqueio naval russo à Ucrânia

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Líderes mundiais chamam as ações do Kremlin de um ataque deliberado à cadeia global de fornecimento de alimentos

A inteligência dos EUA recentemente desclassificada mostra que um bloqueio naval russo interrompeu o comércio marítimo nos portos ucranianos, no que os líderes mundiais chamam de ataque deliberado à cadeia global de fornecimento de alimentos que levantou temores de instabilidade política e escassez, a menos que grãos e outros produtos agrícolas essenciais sejam permitidos fluir livremente da Ucrânia.

A marinha da Rússia agora controla efetivamente todo o tráfego no terço norte do Mar Negro, tornando-o inseguro para o transporte comercial, de acordo com um documento do governo dos EUA obtido pelo The Washington Post.

O documento, baseado em informações recentemente desclassificadas, analisou a densidade da atividade naval russa ao longo de partes da costa sul da Ucrânia e da Península da Crimeia, que a Rússia ocupou e anexou em 2014. O bloqueio que se seguiu à invasão russa em fevereiro interrompeu o tráfego marítimo civil, “aprisionando as exportações agrícolas ucranianas e comprometendo o abastecimento global de alimentos”, de acordo com uma autoridade dos EUA, que falou sob condição de anonimato para descrever a inteligência.

“O impacto das ações da Rússia não pode ser subestimado, pois as exportações marítimas da Ucrânia são vitais para a segurança alimentar global”, afirmou o funcionário. “A Ucrânia fornece cerca de 10% das exportações mundiais de trigo, e a grande maioria dessas exportações – aproximadamente 95% em 2020 – partiu dos portos do Mar Negro.”

Nos últimos dias, líderes mundiais alertaram que o bloqueio da Rússia representa uma das ameaças mais terríveis à estabilidade global desde o início da guerra. A Ucrânia é uma cesta de alimentos global. O país é o maior exportador mundial de óleo de girassol, o quarto maior exportador de milho e o quinto maior exportador de trigo.

Falando no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, na terça-feira, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse que 20 milhões de toneladas de trigo foram atingidas na Ucrânia. A Rússia bombardeou deliberadamente os armazéns de grãos ucranianos e está “acumulando suas próprias exportações de alimentos como forma de chantagem”, disse ela, “retendo suprimentos para aumentar os preços globais ou negociando trigo em troca de apoio político. Isso é usar fome e grãos para exercer poder.”

Os países politicamente frágeis são especialmente vulneráveis, disse von der Leyen, observando que os preços do pão no Líbano aumentaram 70% e os embarques de alimentos de Odessa para a Somália pararam por causa das ações da Rússia.

O secretário de Estado Antony Blinken repetiu a avaliação sombria na semana passada em comentários nas Nações Unidas, chamando o bloqueio da Rússia de “um esforço deliberado” para desestabilizar o suprimento mundial de alimentos.

Desde que a Rússia emitiu um aviso aos marinheiros em fevereiro de que áreas significativas do Mar Negro estavam fechadas ao tráfego comercial, “os militares russos bloquearam repetidamente a passagem segura de e para a Ucrânia fechando o Estreito de Kerch, reforçando seu controle sobre o Mar de Azov. estacionar navios de guerra nos portos ucranianos. E a Rússia atingiu portos ucranianos várias vezes”, disse Blinken.

“O suprimento de alimentos para milhões de ucranianos – e outros milhões em todo o mundo – foi literalmente mantido como refém pelos militares russos”, disse ele.

Durante semanas, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky pediu às potências ocidentais que quebrassem o bloqueio. Em suas declarações ao fórum de Davos, Zelensky disse que as forças russas estavam impedindo a Ucrânia de exportar 22 milhões de toneladas de grãos, girassol e outros alimentos, que estavam “apodrecendo” na Ucrânia.

“Se não exportarmos [grãos] nos próximos meses, se não houver acordos políticos com a Rússia por meio de intermediários – haverá fome, haverá uma catástrofe, haverá déficit, haverá um preço alto”, Zelenski advertiu.

Mas as potências ocidentais têm poucas opções para acabar com o bloqueio russo.

Os Estados Unidos não têm navios no Mar Negro, disse o general Mark A. Milley, presidente do Estado-Maior Conjunto, a repórteres em entrevista coletiva no Pentágono na segunda-feira. O governo Biden resistiu firmemente a qualquer envolvimento militar direto na guerra.

Número de navios de guerra russos por classe no Mar Negro – AFP

FONTE: The Washington Post

- Advertisement -

42 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
42 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DOUGLAS TARGINO

Duvidou fazerem isso! Caso seja feito, é pedir para entrar na guerra! Acredito que nem a Turquia permita esses navios entrarem!

Alguém sabe dizer se existem navios dos EUA e OTAN por lá dentro do mar?.

Ivan

Navios da OTAN dentro do Mar Negro de forma permanente, apenas os da Marinha da Romênia (todos) e os da Marinha da Turquia que esta tenha designado para lá. . A marinha romena é simples, com recursos antigos, como o próprio país. Fragatas: 2 antigas Type 22 reformadas, que foram da Royal Navy (Ex-HMS Coventry e Ex-HMS London); 1 também antiga (década de 80) Mărășești, com sistemas de armas soviéticos. Corvetas: 4 classe Tetal 1 e 2 (um par de cada), também com sistemas soviéticos, porém dedicada a ASW. 3 class Tarantul, corvetas lança-misseis ASuW do final da era soviética,… Read more »

GUPPY

Obrigado pelas informações, Ivan.

Ivan

Em tempo.
.
Os egípcios são grandes consumidores do trigo ucraniano e russo.
A falta do grão para eles pode se tornar um assunto estratégico vital, implicando em graves questões políticas internas e, consequentemente, geopolíticas externas.
.
Olhe o mapa.
Sempre o mapa.
.
Sds.,
Ivan, o mapento.

Marcos10

Saudações!
Boa informação.
Ao que parece a questão dos grãos, é a guerra em si, começa a afetar o planeta, onde hoje é tudo interligado.

Kelson

O Egipto chegou a ser chamado do “Celeiro de Roma” durante o Império Romano. Todo o Trigo que se consumia vinha do Egipto. Agora, com a população em franco crescimento têm de importar para os alimentar.

sub urbano

verdade bem lembrado, o Egito sempre teve papel de destaque nas varias guerras civis romanas por este motivo. A alta produção tinha a ver com a técnica agricola dos egipcios e a fertilidade do rio Nilo. Ja no seculo I antes de cristo Roma ja era deficitaria em alimentos.

Cristiano de Aquino Campos

O Brasil e o Egito de ontem!

Carvalho2008

Sim

leonidas

E a Ucrânia é conhecida como o celeiro da URSS há décadas.
Só o Depto de Estado Americano (na ânsia pela guerra) pelo visto não calculou que os Russos iriam bloquear o Mar Negro.
Inacreditável… rs

Cristiano de Aquino Campos

Detalhe que para isso a Russia nem precisa de marinha ali.

JOSE DE PADUA

Não entendi Ivan, o que tem a posição do Egito em relação ao bloqueio naval russo no mar negro?

GUPPY

Hahaha…
Lembro que fui eu quem primeiro te chamou de “mapento”.

Cristiano de Aquino Campos

Consumidores de trigo só Russo agora.

Andre

Como esse mundo da voltas. Os egípcios já foram os grandes fornecedores de trigo para o mediterrâneo e agora estão importando…

Varg

Não basta o ataque a Ucrânia, agora o Putin quer fazer o mundo de refém…

Parece um certo austríaco que se radicou na Bavária após a Primeira Guerra Mundial…

Andre

Um que alguns anos depois foi aliado formal dos russos e com eles quase dividiu a Europa oriental?

José de Oliveira motta

Os Estados Unidos estão certos porque é arriscado uma guerra nuclear sem a menor precisão é melhor ele combater na hora certa se mexer com o próprio Estados Unidos ou a otan. J

Heinz Guderian

Se oferecerem mísseis anti-navios de longo alcance para a Ucrânia, esse bloqueio naval é desfeito, basta afundar mais 4 navios e a Rússia abre o bico.

MIGUEL

E os Submarinos Kilo? E os TU-22M na Crimeia ? Além das Minas Navais , Em uma noite Bombardeios TU 160 podem minar todo esse mar negro , em uma noite apenas… Sem contar nos Mísseis Bastion na Crimeia , As pessoas se esquecem que a Rússia tem quase armas similares… Se a Otan quisesse oferecer apoio , iria evitar a queda da Crimeia e Mariuopol, mas a Otan não fez nada, voçê acha que meia duzia de Harpons mudam o destino de um bloqueio naval ? Talvez a combinação de Harpons e de Aviões P-8A Poseidon Tragam a vantagem… Read more »

Luciano

Alemães são covardes para enfrentar a russia verdade seja dita.

leonidas

Peloamordeus, não use um avatar do Guderian para me fazer uma análise tão simples.
A Rússia pode saturar o mar negro de misseis ainda a partir de território Russo, sem falar que há submarinos além das unidades que ainda restam por lá da marinha russa…

Pablo Maroka

Realmente a Russia pode, mas não faz porque prefere ver soldados morerrem.

Pablo Maroka

O submarino Moskva 🙂

MIGUEL

E os Portos de Mariuopol com o Batalhão AZOV.

MIGUEL

Esses 6 SSK Kilos fazem toda a Diferença, Dai a razão do PROSUB, basta ter submarinos a Rússia consegue ter o controle dos mares, nesse momento de nada adiantou o afundamento do Moskva, foi mau para a moral das tropas Russas, mas em termos objetivos não teve um impacto muito significativo , mesmo sem o Moskva, Mariopol caiu e as forças Ucranianas se renderam , faz lembrar a Alemanha na 2ªGM, Paris caiu na mão dos Alemães apesar de todo o poderio da Marinha Francesa, o forte da Rússia são as forças submarinas e terrestres, a OTAN deveria ter feito… Read more »

Maurício Oliveira

Não pode falar que Mariopul caiu!
Vão brigar com você.

Marçal

Olá! Mas não foram os ocidentais(EUA, UE, Canadá, Austrália, Coreia do Sul e Japão) que iniciaram a “chantagem” comercial transformando um confronto local numa guerra comercial global? É bravata que o UK tá preocupado com a Africa ou com os paupérrimos do resto do mundo. Na verdade impuseram sanções a si mesmos e não têm humildade para admitir – lideranças despreparadas acabaram deixando vazar ao inimigo o quão são dependentes dele em energia, fertilizantes e viveres.

Felipe

Pois é. Bloquearam todos navios mercantes Russos nos portos do mundo todo e agora tão chorando as pitanga pq a Rússia bloqueou os navios Ucrânianos

Fernando "Nunão" De Martini

Todos os mercantes russos? No mundo todo? Acho que não. E mesmo que seja só nos EUA, isso tem impacto mínimo.

https://www.politico.com/news/2022/04/21/us-bans-russian-ships-ports-00026859

Mesmo porque uma coisa é você banir navios mercantes de bandeira russa. Outra é impedir comércio de mercadorias russas em navios de outras bandeiras.

Cerca de metade do comércio mundial é transportada por navios com bandeiras de conveniência, em especial do Panamá e Libéria.

E falando em comércio de mercadorias russas ou de seus aliados:

https://www.naval.com.br/blog/2022/04/20/reuters-navios-com-fertilizante-russo-chegam-ao-brasil-apesar-de-sancoes/

welter

sairam de portos russos não ucranianos
estes navios com fertilisantes

Fernando "Nunão" De Martini

Mas é exatamente disso que estou falando com o Felipe, sobre navios saindo de portos russos com mercadorias russas. Não estou falando de portos ucranianos.

Eromaster

Verdade, Felipe!

Eles bloquearam vários navios russos na Europa e agora acham que a Rússia não pode bloquear os navios ucranianos.
Raça superior é outra coisa….

leonidas

O ocidente esta começando a ficar desesperado devido ao calendário eleitoral nos EUA…rs
E na Europa o custo de vida, e também convulsões sociais na África do Norte e Subsaariana irá explodir o n´mero de refugiados atravessando o mediterrâneo.
Esses imbecis ignoraram tudo isso antes de aplicar as sanções .
A Geopolítica cobra caro quando não é levada em conta…rs

Mgtow

Tá bloqueando mesmo . Faz parte do jogo.
Sancionar a Rússia para tentar estrangular a economia pode né?
Os anjinhos do ocidente que vá lá tentar tirar no tapa os russos. E o medo? Kkkkkkk

Fabricio Lustosa

Falou tudo. Estrangular, tentar dizimar a economia russa é “nobre”, “correto”, e f…se o povo russo. Sancionar, prejudicar cidadãos russos no mundo todo tb é “correto”. Tudo lindo. Aí dos russos bloquearem o porto da chapeuzinho vermelho! Que os russos tenham em prontidão todos os meios possíveis para aniquilar qualquer frota da OTAN que se meter.

José Francisco Silva

Isso é que eu chamo de frouxos e de covardes. Um único país, no caso a Rússia, impõe Bloqueio naval, impedindo que alimentos sejam transportados para quem tem fome; e o que vemos, um bando de países frouxos e covardes de braços cruzadas, inertes, esperando um milagre cair do céu.

leonidas

Isso não tem relação nenhuma com ser frouxo.
Tem relação com ser burros em termos geoestratégicos mas frouxos não.
Ação militar no Mar Negro implica conflito direto com Moscou e também levar necessariamente a Turquia junto pois sem ela nada passa pelos estreitos de Bosforo e Dardanelos…

leonidas

Mas isso é óbvio que ocorreria… rs
Precisa mesmo de serviço de inteligência para constatar que existe um bloqueio.
Eita mundão bão de acabar…

leonidas

Era claro como agua que o Mar Negro seria bloqueado pois o acesso a ele por parte dos Russos é direto devido a base na Criméia e não ha nenhuma nação militarmente forte com acesso direto a este mar. Agora os Russos estão confortaveis pois acesso para lá depende da Turquia e do ponto de vista mlitar em caso de guerra aberta entre Otan e Russia (o que ocorrera caso o ocidente queira enviar escolta) faz dos navios inimigos alvos fáceis pois só há um ponto de chegada né? rs O caminho é claro: Mediterraneo, Mar Egeu, Estreito de Bosforo,… Read more »

Slow

Porque os países que ajudam a Ucrânia não vai lá desbloquear ?

Carvalho2008

A producao de trigo brasileira esta aumentando. Creio estamos quase na autosuficiencia.

As comodities aumentando da vez mais

O proximo presidente brasileiro seja quem for, vai surfar esta onda

O mais e interessante de tudo,é o retirno da humanidade as suas origens…a luta pelo alimento basico.

Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Navios da Marinha serão abertos para visitação neste fim de semana em Vitória (ES)

Serão diversas embarcações e cerca de 1.700 militares atuando durante operação da Marinha do Brasil Quem tem vontade de conhecer...
- Advertisement -