O torpedo pesado turco AKYA completou com sucesso seu primeiro teste de tiro real em 27.12.2023, quando foi disparado do submarino TCG Preveze e destruiu o navio-alvo ex-TCG Gazal.

O Akya é um torpedo pesado de nova geração desenvolvido pela Roketsan para a Marinha turca. Em 2021, seus testes foram concluídos e ele entrou em produção em série. “Akya” é o nome turco de Leerfish.

O projeto do torpedo pesado foi iniciado pelo ArMerKom (“Comando do Centro de Pesquisa”) da Marinha Turca em 2009. A Roketsan foi contratada para a realização. A produção em série do Akya começou em 2021 após os testes de disparo concluídos com sucesso em 2020, que começaram em julho de 2013. Está planejado que os submarinos das classes Reis, classe Preveze e classe Gür sejam equipados com Akya. Ele substituirá os torpedos do tipo Mk 14, Mk 23, Mk 24 (Tigerfish) Mod.2, Mk 37 Mod.2 e Mod.3 e SST-4 Mod.0.

Propulsado por um motor elétrico DC sem escovas e hélices contra-rotativas usando baterias eletroquímicas de alta energia, o Akya é capaz de atingir uma velocidade superior a 45 nós (83 km/h) e tem um alcance de mais de 50 km (27 milhas náuticas) . Ele tem um sensor de proximidade e uma ogiva subaquática insensível a choques, com peso de 350–380 kg (770–840 lb). Guiado externamente por cabo de fibra óptica, o torpedo pesado possui cabeça de sonar ativa/passiva e é capaz de contramedidas acústicas e tem capacidade “wake homing”.

O torpedo pesado de 1.200 kg (2.600 lb) tem 7 m (23 pés) de comprimento e um diâmetro de 533 mm (21,0 pol.).

VÍDEO: Torpedo AKYA com cabeça de combate acerta o alvo

Subscribe
Notify of
guest

24 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Camargoer.

Olá a todos. Continuo achando impressionando estes vídeos de torpedos reais.

Os Tupi (incluindo o Tikuna) usam o Mk48 (excelente) e agora os Scorpenes usam o F21 (também excelente).

Eu não sei quantos Mk48 estão estocados, mas com a aposentadoria dos Tupis, vai sobrar torpedo para o Tikuna.

MMerlin

O MK48 faz um estrago pesado mesmo. https://www.youtube.com/watch?v=7vaImLvZbPw

Do F21 nunca vi um teste real. Queria ver um teste real de disparo, como s-40, com alguma embarcação sendo desativada pela MB.

Willber Rodrigues

Concordo. Ver vídeos de torpedos acertando o alvo é sempre impressionante.
Agora imagine esse navio cheio de tripulantes, e carregado de combustível e munições….

Dalton

Também não sei, mas, torpedos necessitam de manutenção então pode ser que a marinha não esteja investindo em MK-48 quando se ficará com apenas um único submarino capaz de opera-lo e por uns poucos anos mais, então pode ser que não sobre tanto assim.

ChinEs

Mais uma vez os Turcos fazendo muito bem o seu dever de casa… Lição para o Brasil, bem que a SIAT poderia desenvolver o Torpedo Pesado Nacional, agora que já existem fundos do Emirados Arabes Unidos, poderiamos usar parte dessas verbas para desenvolver um Torpedo Pesado para 533mm.

Gabriel BR

Show!

Guacamole

Eita, postei que a Turquia faz o que o Braisl não faz e deletaram meu comentário.
O fato de não consiguirmos reconhecer nossos próprios erros é justamente o motivo de não termos nada fabricado aqui.

AVISO DOS EDITORES: SEU COMENTÁRIO NÃO FOI DELETADO POR COMPARAR BRASIL E TURQUIA, MAS POR DESVIAR O ASSUNTO MAIS UMA VEZ PARA TEMAS FORA DO TÓPICO QUE NÃO AGREGAM NADA À DISCUSSÃO E APENAS SERVEM PARA GERAR DEZENAS DE COMENTÁRIOS COM TROCAS DE INSULTOS, COMO JÁ OCORREU CENTENAS DE VEZES.

MANTENHA-SE NO TEMA DA MATÉRIA.

LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.naval.com.br/blog/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Elias E. Vargas

A história da fabricação de torpedos no Brasil é pouco difundida. Abaixo, estão trechos do capítulo “Indústria Militar-Naval”, escrito por Hélio Leôncio Martins para o livro História Naval Brasileira – Quinto Volume Tomo II – Rio de Janeiro, SDGM, 1985:  “A 12 de dezembro de 1940 (o Ministro Guilhem) criou a Comissão de Estudos de Torpedos, inicialmente chefiada pelo Capitão-de-Mar-e-Guerra (EN) Mário da Costa Braga e, quando este passou para a reserva, em abril de 1941, pelo Capitão-de-Corveta Américo Jacques Mascarenhas da Silveira.” “…com a encomenda dos Contratorpedeiros Classe Javari na Inglaterra, foram-nos entregues os planos de recebimento, operação e manutenção dos torpedos ingleses que os equipariam. Utilizando-os,… Read more »

Guacamole

_____
_____

COMENTÁRIO APAGADO. MESMO AVISADO DAS RAZÕES DO ÚLTIMO COMENTÁRIO TER SIDO APAGADO, VOCÊ CONTINUA INSISTINDO NO ERRO.

MAIS UMA VEZ, LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.naval.com.br/blog/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Last edited 6 meses atrás by Guacamole
Victor F

Meu Deus… a situação da Marinha Turca no que se diz respeito a torpedos estava realmente Critica. Mk 14, Mk37, Tigerfish… Jesus Cristo

Mk 14 só vai conseguir afundar algo se for um navio desavisado

Mk 37 não pega nada que passe de 30 nós

Tigerfish… bom é o Tigerfish…

Bosco

Torpedo é o tipo de arma que se você quer escapar dele tem que andar devagar… bem devagar. Se correr ele te alcança.
Navios civis não passam muito de 20 nós já os militares podem chegar a 30 nós em casos excepcionais mas se estiverem caçando um submarino estarão em velocidades bem mais baixas para que os sonares de casco , rebocados e de profundidade variável funcionem.

Tomcat4,5

Espero ver algo parecido no teste do ManSup com cabeça de guerra !!!

Bispo

Falando em torpedo … será que já existe um Shkval 3ª geração?

Bosco

O Skhval é o tipo de arma que foi criada sem saberem para que a criaram.
Não sei nem se houve um Skhval 2ª G. Houve?
A bem da verdade a única função do Skhval é o ataque nuclear a outro submarino ou navio (no caso, a um porta-aviões) ou a alguma instalação na costa em linha direta com o submarino lançador.

Henrique

Onde esta o TPN (Torpedo Pesado Nacional)?????????

Marcelo

Com esse monte de torpedo que a Turquia possui deu para brincar bastante de engenharia reversa e conseguiu aprender e contruir um torpedo moderno .
Agora o desenvolvimento de torpedo no futuro ficou mais fácil.

Last edited 6 meses atrás by Marcelo
Carlos Campos

É possível fazer jamming em torpedo?

Bosco

Sim, Carlos. É possível. Há várias formas: Em relação ao modo “passivo” do sonar: 1- emitir o menor nível de ruído possível; 2- criar fontes de ruído que engane o torpedo (decoys), isso pode ser feito lançando despistadores ou rebocando-os a grande distância. 3- enganar o sensor do torpedo de modo a que ele não reconheça o som do alvo (ex: criando bolhas próximas aos hélices) 4- produzir “estrondos” na água que façam o torpedo ficar confuso. – Em relação ao modo “ativo” do sonar: 1- ter uma cobertura “anecóica” de baixa reflectância ao sonar; 2- utilizar sistemas de despiste… Read more »

BVR

Bosco, é possível reproduzir um PEM sob a água ?
Ou ainda, em caso de detonação de um PEM na superfície os sub’s estariam imunes aos efeitos ?

Já deu pra notar que nas aulas de física eu estava na marca da nota de corte, né ?
Rsrsrsrsr…..mas não me orgulho disso não, era questão de sobrevivência mesmo.

Pergunto isso pegando carona na dúvida do Carlos Campos; pois fiquei imaginando uma contramedida que fosse capaz de “apagar o sistema” de um torpedo, ou mesmo de um navio, que estivesse caçando um sub.

Desde já agradeço a interação.

Bosco

BVR, Um PEM não afeta um submarino ou um torpedo não. A água do mar é um isolante natural e ainda tem o próprio casco do submarino caso o pulso o atingisse. Mesmo se estivesse navegando na superfície ainda assim acho que um sub é muito bem protegido contra um PEM. Praticamente o casco externo é isolado do casco interno por materiais borrachoides tendo em vista a redução do ruído. Existem contra medidas de torpedos que são lançadas e imitam o som ou o eco de um submarino ou navio e quando o torpedo se aproxima ele explode destruindo o… Read more »

BVR

Bosco, obrigado por responder.

paulop

Pra quem pensa que torpedo é coisa do passado, olha aí…👏👏
E o nosso Torpedo Nacional Pesado?
Esperemos…
Abraço

BVR

Li que alguns comentaristas perguntaram sobre o TPN, essa uma das perguntas do milhão do setor de defesa brasileiro. Sei lá, às vzs tenho a impressão que o Brasil é o batman da liga da justiça. Tem tudo anotado para usar quando for preciso, caso os seus aliados se voltem contra ele (no caso, os aliados do Brasil seriam os fornecedores externos). Tem anotado como fazer uma bomba atômica; um míssil antirradiação; um missil ar-ar; uma bomba termobárica; um míssil de cruzeiro…um torpedo pesado…tá anotando como fazer sub’s e caças supersônicos. Enfim, os turcos reduzindo cada vez mais a sua… Read more »

Pedro

EDITADO:
COMENTARISTA SUSPENSO POR NÃO SEGUIR AS REGRAS PARA COMENTÁRIOS APESAR DE INÚMEROS AVISOS.