Um navio de patrulha russo foi afundado no Mar Negro após ser atacado por drones marítimos, segundo a inteligência ucraniana.

O Sergei Kotov foi supostamente atingido nas primeiras horas da manhã de terça-feira.

O serviço de inteligência militar da Ucrânia disse que o navio da frota do Mar Negro sofreu danos na popa, assim como nos bordos.

O Kremlin ainda não comentou, mas alguns blogueiros russos confirmaram o afundamento do Sergei Kotov.

A BBC não conseguiu verificar de forma independente a extensão dos danos ao navio.

O oficial de inteligência ucraniano Andrii Yusov disse ao canal ucraniano RFERL que marinheiros a bordo foram mortos e feridos.

O Sergei Kotov é um dos quatro navios de patrulha concluídos para o Projeto 22160 da Marinha Russa. Ele já havia sido atacado pela Ucrânia em setembro do ano passado.

Segundo a Ucrânia, o navio participou do ataque à Ilha das Serpentes no primeiro dia da invasão em grande escala da Ucrânia em fevereiro de 2022, junto com o cruzador Moskva.

O Moskva foi afundado pela Ucrânia em 2022.

A Rússia anexou ilegalmente a península da Crimeia da Ucrânia quase 10 anos atrás. Nos últimos meses, a Ucrânia atingiu repetidamente a frota do Mar Negro da Rússia estacionada na península.

A Ucrânia disse que o custo do navio Sergei Kotov afundado foi de $65 milhões (£51,2 milhões), acrescentando que foi atingido perto do Estreito de Kerch, que separa a Crimeia da Rússia.

Um vídeo postado nas redes sociais parece mostrar o momento em que o navio foi atingido.

A BBC Verify analisou o vídeo, divulgado pela Diretoria Principal de Inteligência da Ucrânia, que se diz ser do ataque.

O navio tem características estruturais semelhantes a um navio de patrulha da mesma classe que o Sergei Kotov. No entanto, nenhum número é visível em seu costado, portanto, as imagens não deixam claro se é o mesmo navio.

Nenhuma outra versão do vídeo apareceu em buscas de imagens reversas, sugerindo que o vídeo foi lançado recentemente.

Pelo menos 13 navios de guerra russos foram destruídos ou danificados desde o início do conflito, de acordo com o think tank Instituto Internacional para Estudos Estratégicos.

No mês passado, outro navio anfíbio russo, o Caesar Kunikov, foi afundado em um ataque de drone ao sul da cidade de Yalta.

Na época, a diretoria de inteligência da Ucrânia divulgou um vídeo do que disse serem drones marinhos Magura V5 atacando o Caesar Kunikov.

Separadamente, a Ucrânia reivindicou o crédito por um ataque de drone a um depósito de petróleo na região russa de fronteira de Belgorod na terça-feira.

Kiev também disse que a defesa aérea derrubou 18 de 22 drones de ataque de projeto iraniano lançados pela Rússia sobre a cidade portuária de Odesa no Mar Negro.

FONTE: BBC

Subscribe
Notify of
guest

118 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
MAURICIO SIQUEIRA

Os custos dessa aventura do Sr Putin está ficando muito maior que poderiam imaginar. E o custo da imagem para as Forças Armadas Russas, acredito que será irrecuperável.

Lopes

“ E o custo da imagem para as Forças Armadas Russas, acredito que será irrecuperável. “

Fala isso para os países que morrem de medo da Rússia .

Os EUA perderam 10 mil aeronaves no Vietnã só pra você ter uma noção .

Victor F

Porque não comparar com uma guerra mais recente? igual a do Golfo?

Vietnã teve o primeiro uso em grande escala de helicópteros onde a sua doutrina foi moldada. a grande maioria desses 10 mil são helicópteros.

Kornet

Golf não serve muito de parâmetro,foi uma coalizão formada por mais de 40 países contra um tigre de papel.
Um país que está olhando com muita atenção esses ataques dos drones marítimos deve ser o Irã,ambiente de combate parecido.
E a Rússia passando mais uma vergonha em crédito ou débito.

Victor F

O Golf foi uma coalizão de 900 mil homens onde 750 mil foram dos EUA. na minha opinião, ainda serve de parâmetro, porque os EUA mais do que carregou esse piano nas costas.

Mauro Cambuquira

Não serve de parâmetro não.

Victor F

Porque?

deadeye

Não serve de parâmetro pq vocês acreditam cegamente na propaganda/narrativa Russa

Lopes

Os EUA até pra atacar os houthis eles chamam França e RU .. quase nunca faz alguma coisa sozinho .

Você quer comparar uma guerra que é 5 contra um ?

Last edited 4 meses atrás by Lopes
Victor F

Oque adianta se for 10 contra 1?

é como se eu fosse arrumar uma briga na Rua e chamasse 10 caras

2 me dão luvas de boxe e os outros 8 mandam representantes e me compram um energético.

pode até ter ajudado, mas dizer que foi 10×1 de fato é sacanagem

KKce

E porque os EUA atacariam os houthis sozinhos? Não é só navios de bandeira americana que são alvos, os de bandeira europeia também, logo França, RU, Alemanha etc estarem envolvidos é o mínimo.

Nickless

Morriam de medo. hj sabem que a Rússia não é tudo isso e dia pôs dia seus melhores equipamentos e soldados são destruídos, Hj se a Rússia se aventurar em algum pais da otan essa força seria completamente destruída. claro que o autocrata sabe disso.

Lopes

É o exército russo é um fracassado mas vamos fazer uma aliança com 30 países pra se proteger dela .. kkk

KKce

Tipo o pacto de Varsóvia…

bjj

Mas a aliança existe desde muito antes de saber que o exército russo é um fracasso. Aliás, não diria fracasso, mas superestimado, esse é o termo certo.

sergio

Calma camarada…..é apenas uma operação especial, e esta tudo sobre controle. A guerra termina em 2 semanas e a Europa irá congelar no próximo inverno……ops, essa fala é de 2022, aonde eu clico para deletar?????

Bosco

Grande parte foi por acidente e não por fogo inimigo.

Felipe Morais

Sim.
Que fique a lição para outras marinhas. Não contratem um marinheiro chamado Dmitri que seja fumante. É um risco.

Jonanthan

diante deste cenário de ataque de drones, quais alternativas com custos menores poderiam ser abordadas para proteção dos navios? Não vou entrar nas questões politicas, mas acredito que estamos vendo uma mudança no cenário de guerra mundial, indiferente de ser lado da Ucrânia ou da Rússia, quais táticas novas estão sendo abordadas neste conflito, como cada lado esta atuando e que lições isso trazem para as doutrinas que as forças armadas dos diversos países possuem?

Jonanthan

Perguntei para você Bosco porque sempre acompanhei seus comentários levando em conta seu conhecimento abordando a parte técnica, muito aprendizado.

Carvalho2008

Mais hum??!!!

Bem, embora seja apenas um navio patrulha pequeno, fica até chato e enfadonho repetir….o que ele fez com o 76mm? Tinha 3p nele?

Quando identificou os drones, o canhão deste tamanho tem realmente elevação negativa para atirar em alvos tão baixos e próximos?

De que o 76mm adiantou?

Tem de ver isto aí….canhão de proa meio pesado, confere angulo de defesa de altura negativa a popa? Parece que não…

Dá nos nervos ter de sentir saudades de uma quad Mountain. 50….

comment image

Carvalho2008
No One

Já que estamos em tema gostaria de abordar também os recentes acontecimentos no Mar Vermelho. O que há de diferente entre o caso italiano e o caso alemão no Mar Vermelho ? Pelo que foi divulgado a unidade italiana já tinha descoberto e rastreado vários drones na costa do Iêmen. Uma vez descoberto , o drone foi abatido sem recorrer aos Asters. Mas porque esperaram o drone chegar a seis milhas para derrubalo e não empregaram os Aster 30? Identificação O caso do navio alemão. A unidade alemã já opera no âmbito da missão Aspides e portanto no âmbito de… Read more »

No One

Nobre Carvalho, mais importante do armamento utilizado é entender a capacidade dos sensores de bordo. Faço um exemplo. Algumas vezes, levianamente, alguns comentários sugerem de empregar um maior míssil de longo alcance, com um memlhor desempenho, nas FCT e acham isso uma medida suficiente para obter uma defesa de área. Se assim fosse a Marinha italiana ou as demais no seu patamar não veriam a necessidade de se ter um Destroyer especializado na defesa antiaérea. Não são os números/ quantidade de mísseis e armamentos ou a capacidade destes que diferenciam essas unidades, mas sim os radares e sensores de bordo.… Read more »

José Luiz

Bela arma

Victor F

Eu já tenho tanto meme sobre a frota do mar negro que eu vou ter que dedicar um HD de 2Tb pra salvar todas as lambuzadas que essa frota faz.

Henrique

mas lembre-se “NãO MuDa nAdA”, dirão uns kkkkkkk

comment image

comment image

comment image

Last edited 4 meses atrás by Henrique
Victor F

Essa ultima me pegou de mais pqp KSKSKSKS

Satyricon

Passando mal aqui com essa última, kkk

Last edited 4 meses atrás by Satyricon
Heinz

EDITADO:
3 – Mantenha o blog limpo: não use palavras de baixo calão ou xingamentos.

Last edited 4 meses atrás by Heinz
Rodrigo G C Frizoni

A poderosa fronta do mar negro segue sendo afundada por um país que não tem marinha. __________

EDITADO

LEIAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.naval.com.br/blog/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

FABIO MAX MARSCHNER MAYER

A guerra moderna reserva surpresas para os meios tradicionais… como, aliás, em toda guerra acontece.

Vovozao

05/03/2024 – terça-feira, bdia, Fabio, que o nosso almirantado analise tudo que esta acontecendo lá; que nossa MB, seja até pequena, entretanto, que seja muito bem equipada, para que nunca tentem descobrir.

Bigliazzi

Que surpresa é essa? ate os pescadores de camarão no Perequê (Guaruja – SP) sabem como a frota de caiaques da Ucrania trabalha… e os patéticos russos não sabem?

Moriah

Você esqueceu de citar também os catraeiros na travessia do “canal da mancha” entre Guarujá e Santos, que operam mesmo com visibilidade zero.

Victor

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Marcos

A pior marinha do mundo. Gzus…

Underground

Sem domínio aéreo, sem domínio naval e perdendo imensas quantidades de meios humanos e materiais para avançar alguns quarteirões em terra.

Bigliazzi

e depois o pessoal acha que sou um hater em relação a esses pateticos russos… Cara, como esquecer as demonstrações das hyper armas putinianas entre 2010 e 2020… eles iriam aniquilar a tudo, todos e todes… hahahaha… que vergonha… são muito incompetentes… “Kiev em tres dias… Paris em tres semanas”…

Underground

A situação é a seguinte: imagina o Brasil invadindo o Paraguai para tentar colocar um governo pró Brasil. Tentamos chegar em Assunção, somos repelidos e dois anos depois so tomamos Pedro Juan Cabalero. Os paraguaios afundam metade da Frota da MB que está na Baía de Guanabara e os Gripens só conseguem operar no Distrito Federal. Supostamente a invasão se dá por haverem brasileiros no Paraguai, mas os próprios o s brasileiros que estão por lá lutam ao lado dos paraguaios.

Carlos I

Ótima comparação, é bem por aí.

Oráculo

Comparar Ucrânia ao Paraguai só desqualifica todo tipo de comentário teu.

A Ucrânia possuia antes da guerra o segundo maior Exercito de Europa.

Podia somar França, Alemanha e Inglaterra, só pra citar os 3 maiores na sequência, que não alcançavam o número de MBTs que os Ucranianos tinham em suas fileiras.

E era um exército bem armado, bem treinado e com experiência em combate no Donbass.

Quer criticar os russos, critique o quanto você quiser. Motivos não faltam.

Mas não diminua os Ucranianos. Eles merecem respeito.

Underground

Dá para comparar Brasil e Rússia?

Marcelo Soares

Perfeito, parabéns 👏👏👏👏👏

Bosco

A maior decepção pra mim relativo ao desempenho das armas russas foi o Pantsir. O Pantsir inaugurou o termo “C-PGM” (contra munição guiada de precisão) , entendendo-se tais ” munições” como sendo bombas guiadas, mísseis táticos e mísseis antirradiação lançados de aeronaves táticas. Esse termo sequer é adotado no Ocidente sendo quase que exclusivamente associado a sistemas AA russos como o Pantsir e o TOR. Em tese seria utilizar meios semelhantes à defesa de ponto adotada por navios há 50 anos aos meios terrestres. Seria declarar a obsolescência das JDAMs, Macericks, Hellfires, HARMs, Brimstones, Paveway… A maior parte seriam invariavelmente… Read more »

Satyricon

Fake News!
Passou raspando.
É invenção da Ucrânia, e da mídia ocidental.
Foi visto retornando ao porto.
Tava desativado.
Ia ser descomissionado.
Foi um navio de pesca, não de guerra.
Mas a Rússia tem infinitos navios (e aviões, tanques, etc)

Não muda nada…

Underground

Chamou para o contato. E o contato veio!
Foi nada! Se jogou na área.

Marcelo Soares

Cartão amarelo por simulação…

Moriah

Vi essa cena do vídeo num dos filmes de Star Wars, acho que foi no episódio seguinte ao que atribuíram ter afundado o Slava, aquele da Batalha de Hoth

Moriah

Essa parte da falsa propaganda ucraniana sobre o Slava…

https://youtu.be/BTP-PXeG9Fg?t=12

Burgos

O 1º Drone faz “bum”;
O 2º Drone também faz “bum”;
Aí vem o 3º e acaba com o que o 1º e 2º fizeram;
E o Patrulhão Russo foi descansar no fundo do Mar Negro 🤷‍♂️
Só Lamento, pra Marinha Russa 🏴‍☠️☠️💀

Bigliazzi

Esses russos passando vergonha “a credito e a debito”… esses caras são muito pateticos. 5 caiaques acabam com uma hyper frota putiniana… muita propaganda e pouca efetividade por parte dos russos… seria bom eles voltarem a fazer apenas paradas militares. Nisso são imbativeis.

Underground

Deslocamento de 1700 ton.

Underground

Navio novo. Lançado em 2021.

Orivaldo

70 milhões de Bidens custava esse brinquedo

Fabio Araujo

Eu imagino que contra um enxame de drones seja aéreo e/ou naval para aumentar a chance de sobrevivência do navio é contando com vários CIWS, pelo menos 4 um para cada lado do navio com eles atuando de forma coordenada mas isso vai funcionar com último recurso em curto alcance, precisa ser desenvolvido meios para fazer uma defesa de médio/longo alcance pois esses ataques de drones vieram para ficar e estão mudando a guerra naval.

Hcosta

Guerra eletrónica. Bloqueiam os sinais de satélite.
Da mesma forma que já existem mochilas para bloquearam os sinais dos IED’s.

Oráculo

O problema é que segundo os “especialistas” falam, já existem drones “autonomos”. Que não dependem de um operador.

Ou seja, vc programa o alvo no computador de bordo e manda um “Vai Guri” pra ele.

Só para esse diabinho na bala.

Bruno Vinícius

Num mar confinado, é complicado mesmo. Porém, em um TO de operações onde há a possibilidade de manter a frota há algumas centenas de km da costa, um ataque com drones se torna algo muito mais difícil (e caro) de ser feito.

Fabio Araujo

Esses drones estão atacando bem distante das bases ucranianas a centenas de km se não for mais de 1000 km de distância das bases e num caso de um oceano grande os drones podem ser lançados e operados de navios.

Bruno Vinícius

A questão é que os navios russos estão geograficamente confinados a um local onde sua localização pelos ucranianos é relativamente fácil (esse afundamento supostamente ocorreu próximo do estreito de Kerch). Encontrar uma frota no meio do Oceano Atlântico, por exemplo, é infinitamente mais difícil. Outrossim, qual é a capacidade de comunicação via satélite das nossas Forças Armadas? Se estivermos lutando contra um adversário dos EUA, o Starlink é uma opção, mas e se for um aliado? O nosso satélite de comunicação lançado alguns anos atrás é capaz de cumprir essa função? O quão protegido de disrupções por guerra eletrônica ele… Read more »

Last edited 4 meses atrás by Bruno Vinícius
Fabio

Aparentemente, a estratégia dos EUA de sangrar a Rússia na Ucrânia e conter sua atuação nessa região impedindo-a de atuar no oriente médio está dando certo.
E tudo isso comprometendo apenas 5% de seu orçamento militar.

Last edited 4 meses atrás by Fabio
Carlos Eduardo Oliveira

Maravilha.
Que do 01 até o marinheiro mais boy, tenha afundado com ele.
No mercy.

Bueno

Pelas contas que fiz ja chegou 15 meios navais relevantes destruído da Frota do Mar Negro
ou estou errado?

LUIZ

Passou da hora de engenheiros navais russos criarem meios pra esses drones não cheguem próximo ao casco do navio. Tem que arrumar uma solução.

Oráculo

Acredito que a solução seja encher os céus do Mar Negro de drones bombardeiros. Que ficariam 24 horas por dia patrulhando os mares próximo a sua frota naval. Atacando os drones Ucranianos ainda longe de seus navios. Mas a guerra mostrou que os Russos não eram muito bom de Drones, ao contrário do que falavam em sua propaganda. Tanto é que o principal drone de ataque russo hoje é Iraniano. E mesmo os Lancet, que fizeram um estrago no Exército Ucraniano durante a contraofensiva, foram fabricados em série após o fim do primeiro ano de guerra. E essa incapacidade de… Read more »

Henrique

solução já existe há uns 100 anos kkkk, só meter um anti-torpedo blister que ta valendo

comment image

Zé Rato

Melhor ainda seriam as “anti-torpedo nets” que a própria marinha russa já usou há uns 120 anos, se ela estiver disposta a sacrificar a velocidade e autonomia de um navio, aumentando igualmente o consumo de combustível.

comment image

Fabio Araujo

Essas redes são uma boa opção para um ataque isolado, mas os ucranianos estão atacando com exame de drones e contra uma defesa dessa os primeiros drones abrem brechas nas redes e os drones seguintes fazem os estragos!

Kkce

Rússia aumentando sua frota de submarinos para uma eventual guerra contra a OTAN.

Fabio

Esses drones devem ter alguma tecnologia stealth porque na teoria seria fácil para os radares de um navio de vigilância desses detectar lanchas e embarcações próximas e mais facil ainda sapecar o canhão nelas.

Last edited 4 meses atrás by Fabio
Ramon

Que nada , os russos divulgaram esses dias atrás os componentes que esses drones são feitos, é de construção muito simples não tem nada de mega tecnológico neles.

Fabio Araujo

Nem precisam são barcos pequenos com perfis discretos o que dificulta a localização!

Fabio Araujo

Na falta de uma arma mais tecnológica com mira de radar uma solução emergencial que poderia ser feito é a colocação de várias metralhadoras pesadas de no mínimo 12,7mm operadas manualmente que é uma forma mais rápida para aumentar a defesa dos navios com os meios que já existem, mas como falei isso seria uma solução emergencial de curto alcance! Eu imagino que a MB esteja observando isso tanto para usar drones suicidas como armas como também para planejar algum tipo de defesa de seus meios contra drones suicidas.

Mercenário

Sea Snake das Tamandarés.

Bruno Vinícius

No TO de operações que a MB atua, o Oceano Atlântico, o uso desse tipo de drone seria muito, mas MUITO mais complexo (e menos efetivo)

Fabio Araujo

Mas temos que nos preparar tanto para o caso de sermos atacados por drones como para usá-los ofensivamente, e outra coisa esses drones podem ser lançados e operados de navios em alto mar é um tipo de tecnologia que temos condições de desenvolver e que vale a pena desenvolver.

Bruno Vinícius

“esses drones podem ser lançados e operados de navios em alto mar”

E o que nós usaremos para proteger esses “navios-mãe”? É basicamente o mesmo desafio que a MB teria para proteger um NAe (e uma capacidade que, ao menos no momento, nós não temos)

Guacamole

Destruição a parte, se for mesmo 65 milhões por um barco patrulha, parece ser uma pechinca.

Orivaldo

De dolares

ChinEs

A Rússia esta sendo dizimada pelos drones da Ucrania, mas mesmo assim não param com a Guerra, de Cidade em Cidade, os Russos não param.

George
Jagder#44

Curti a música do vídeo.

Zé Rato

Mais um navio afundado próximo do Estreito de Kerch, a mais de 600 km da zona costeira ucraniana mais próxima, perto do limite de navegação destes drones (aproximadamente 800 km). Para lá chegar, o drone teve de navegar pelo menos umas 10 horas. Para os ucranianos saberem a posição exacta onde o seu alvo vai estar várias horas no futuro e executarem operações com este grau de complexidade, muitas hipóteses se levantam: Os serviços de inteligência da Ucrânia estarão a funcionar muito bem, a ponto de conseguir saber com antecedência o percurso do inimigo? Terão localizadores implantados nos navios russos?… Read more »

Carlos Eduardo Oliveira
O vingador com cérebro

Temos que implantar uma fábrica de navios patrulha tbm, só de A50 não vai adiantar kkkkk

Neural

Isso aí não é a Ucrânia não é a própria Otan atacando

O vingador com cérebro

Poderia ser o Pablo Escobar, não muda nada.

Leandro Costa

E… estou vendo que é hora de colocar fileiras e fileiras de Oerlikons de 20mm nos costados ehehehehe

Orivaldo

A média está muito boa. A cada duas semanas um submarino novo.

Sergio

E o Brasil dormindo no ponto…

RSmith

A impressão que tenho e de que navios de combate de superfície de repente ficaram “obsoletos”…. aconselho a TODOS os Almirantes de todas as marinhas, em especial a nossa, a observarem cuidadosamente e analisarem detalhadamente o que esta ocorrendo com a Marinha Russa no Mar Negro…. é um daqueles eventos que vai revolucionar a Guerra no Mar para sempre.

Leandro Costa

Não ficaram obsoletos não. Mas provavelmente suas defesas de curto alcance terão que ser repensadas. Existem algumas coisas que jogam em favor dos Ucranianos e Houthis, que estão aproveitando essas vantagens. E a vantagem é geográfica. Os Ucranianos estão próximos das bases da Frota Russa do Mar Negro, locais para onde eventualmente esses navios precisam retornar, o que torna sua rota/presença em determinado local relativamente previsível. Os Houthis tem essa mesma vantagem. São afunilamentos aonde podem concentrar poder de fogo. Agora a incapacidade das defesas de se defenderem desses drones Ucranianos é algo interessante, que certamente vai gerar novos desenvolvimentos… Read more »

Esteves

Depois da guerra de minas…a Guerra dos Roses, ops, Drones.

adriano Madureira

A inépcia russa é algo intolerável…

Rodrigo

Pedido aos editores…não falem do moskva ainda tem.muita viúva chorando.

Bruno Vinícius

Tão importante quanto aprender lições de um conflito é saber quando NÃO aprender lições de um conflito.

Muita gente aqui nos comentários está ignorando o fato de que a efetividade destes drones está ligada à proximidade com que os navios russos operam da costa da Ucrânia e ao fato da OTAN providenciar informações de inteligência aos ucranianos.

Não que seja algo a ser descartado completamente, mas é preciso tomar cuidado ao tentar extrapolar os resultados obtidos pela Ucrânia com estes drones a outros cenários.

No One

Concordo plenamente, necessária e oportuna a sua observação. Obviamente que se pode extrair lições valiosas, mas é imprescindível contextualizar considerando eventuais similaridades e diferenças sejam geográficas ou distintas capacidades das forças armadas e das unidades.

Esteves

Isso. Cada guerra é uma.

Carlos Eduardo Oliveira

Curiosidade em saber qual será o próximo.

Last edited 4 meses atrás by Carlos Eduardo Oliveira
Esteves

Eu disse. Esteves avisou. O canhão pom pom vai voltar.

Fabio Araujo

Esses bichos são rápidos os CIWS são mais eficazes já que possuem radar de direção de tiro.

Esteves

Penso que são lentos. Por isso escapam dos radares. Vários, de várias assinaturas e lentos.

Heinz

Parece que meu sonho de ver toda frota russa do mar negro virando coral vai virar realidade, é só dá tempo ao tempo e drones para os Ucranianos.

bjj

Esses drones navais ucranianos são projetos feitos às pressas, e que ainda assim se mostraram bastante letais. Fico imaginando o que outras nações, sem a urgência de uma guerra, podem projetar usando o mesmo conceito. Algumas ideais: 1: Integração de uma capacidade EW. Novos projetos podem integrar algum tipo de jammer para dificultar ainda mais a detecção pelos radares dos navios. Talvez até algum sensor de direcionamento passivo, semelhante a um míssil antirradiação, que faça o drone atacar de forma autônoma o navio cujo radar o esteja rastreando. 2: Capacidade de transporte de armas. Um drone como esse ou talvez… Read more »

Esteves

Aí é que está. São simples. Os drones navais parecem ter pouco mais de 2 metros de comprimento. Alguns são as próprias bombas. Direcionados por câmeras da celular. Operados por jogadores. Escondem-se nas ondas. Aproximam-se lentamente.

Perdem muitos. A meia dúzia que passa pode ser fatal.

Bispo

Tranquilo é só vender mais petróleo para fazer outro.

Penso que a Russia irá anexar Odessa , fechando o acesso ucraniano ao mar.

Henrique

vai fechar como?

pelo mar não ta rolando kkkk

Marcelo Soares

Kkkkkkkkk

Paulo HPS

Esse navio possuia sensores acusticos ? Com eles nao seria possivel detectar a aproximacao dos drones ?

Bispo

Já tinham levado uma fubecada há alguns meses … ainda não desenvolveram meio eficaz de anular tal ataque.

Helio Eduardo

Perderam 13 (treze) navios para um país que não possui marinha de guerra, e os russófilos ainda buscam explicações pitorescas. Tá igual a postagem do fim do T-14 Armata no Forte…..Miriades de teorias contra o fato de que o super mega blaster MBT já era…. E olha que eu acho que foi uma decisão racional da Rússia…. Seja lá qual for a explicação oferecida, é muito difícil entender como a Ucrânia, sem uma Marinha, está acabando com a Frota Russa do Mar Negro. Seriam os navios de superfície ainda mais desprotegidos do que os MBTs? Os drones navais são o… Read more »

Fabio

Perderam 13 navios para a OTAN, a fornecedora dos recursos e treinamento, a Ucrania não tem nada, é errôneo dar o mérito a ela.

Last edited 4 meses atrás by Fabio
Frederico

Olhando fria e objetivamente: 1-Esse NPaOc é menos armado que os classe Amazonas, necessitando de revisão no projeto 2-A Frota do Mar Negro parece ser muito engessada em termos burocráticos e procedimentais e não vem assimilando as lições do início do conflito 3-As marinhas do mundo todo precisam rebolar e repensar suas defesas de ponto para a ameaça dos USVs 4-Do ponto de vista ucraniano, os caras estão fazendo o que podem e o que têm de fazer, que é essa guerra de guerrilha, que desgasta a marinha russa. Do ponto de vista oposto, a estratégia mais segura teria sido… Read more »