Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

2 Comentários para “Globo Mar – Submarino ‘Tamoio’ da Marinha do Brasil”

  1. fsneto 1 de maio de 2011 at 19:35 #

    aproveitando o tema submarino, como o Brasil está querendo ter um submarino nuclear em 2020 (né?) qual seria o impacto ambiental se um submarino nuclear fosse abatido?

  2. daltonl 1 de maio de 2011 at 22:03 #

    Nunca houve um submarino nuclear abatido, mas acidentes ocorreram e continuam ocorrendo fornecendo assim pistas para estudos de eventuais danos ao meio ambiente.

    Dois submarinos nucleares americanos continuam em sua “eternal patrol”, nenhum deles afundou diretamente como consequencia de problemas em seus reatores, e os destroços sao constantemente monitorados até hoje.

    Um nr muito maior de submarinos sovieticos/russos afundou, alguns deles devido a falhas em seus reatores e pior que isso, os russos, após o fim da URSS devido à falta de recursos para inativar propriamente seus submarinoss jogaram nos oceanos grande quantidade de material radioativo o que levou os EUA e diversos paises a contribuirem com recursos para inativar a grande frota submarina da ex URSS.

    Colisões também tem ocorrido, uma das ultimas envolveu um SSBN frances e um SSBN britanico.

    Apesar de haver um risco real de contaminação da vida marinha e consequentemente do homem pelo consumo, e também o impedimento da pesca em determinado área, ocasionando problema economico também, o risco parece ser minimo, desde que:

    – os reatores e cascos sejam construidos com alto padrão de segurança;

    – o treinamento e formação da tripulação inteira do submarino seja rigorosa, já que um simples incendio no rancho, perigoso em um submarino convencional, seria ainda mais em um nuclear.

    sds

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Flotilha Guarda-Costas cubana aceita cooperar com Guarda Costeira dos EUA

Cuba

Mais de 55 anos depois de as suas Marinhas terem feito seu último contato, os governos de Washington e de […]

Navantia espanhola cria filial no Brasil visando contratos de renovação da MB

Fragata Cristobal Colon - classe F-100 - em dique - foto Navantia

A empresa espanhola Navantia da área naval divulgou nota da Europapress na segunda-feira, 26 de janeiro, informando que iniciou processo de […]

Argentina escolhe a China como parceira para seus OPV

CSIC_P18N_Nigeria_AAD_2014_2

O Ministério da Defesa argentino escolheu a indústria naval da China como sua parceira no programa de construção de navios-patrulha […]

Compre sua revista Forças de Defesa 12ª edição

Forças de Defesa 12 - capa e miolo 2 - destaque

Saiu a Revista Forças de Defesa 12ª edição, com 120 páginas! a versão impressa está disponível para compra pela Internet e […]

Portugal também interessado no navio-doca ‘Siroco’

corymbe-le-bpc-tonnerre-releve-le-tcd-siroco-2

Na hipótese de o Brasil considerar inviável a aquisição do navio de assalto anfíbio Siroco , o navio, que será […]