Home Aviação Naval Comandante da Marinha acompanha voo experimental do AF-1B

Comandante da Marinha acompanha voo experimental do AF-1B

342
21
Comandante da Marinha, Alte Esq Moura Neto (em pé ao centro) acompanhado de civis e militares
Comandante da Marinha, Alte Esq Moura Neto (em pé ao centro) acompanhado de civis e militares

No dia 13 de agosto, o Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Julio Soares de Moura Neto, acompanhou o primeiro voo experimental da aeronave “AF-1B” modernizada. O evento foi realizado nas instalações da Embraer Defesa & Segurança, localizada na cidade de Gavião Peixoto, no interior de São Paulo.

A cerimônia, que foi presidida pelo Presidente da EMBRAER, Sr.Luiz Carlos Aguiar, contou com a presença do Comandante-em-Chefe da Esquadra, Vice-Almirante Sérgio Roberto Fernandes dos Santos; do Comandante do 8º Distrito Naval, Vice-Almirante Liseo Zampronio; do Chefe do Gabinete do Comandante da Marinha, Vice-Almirante Celso Luiz Nazareth; do Comandante da Força Aeronaval, Contra-Almirante Carlos Alberto Matias; do Diretor de Aeronáutica da Marinha, Contra-Almirante Carlos Frederico Carneiro Primo; do Coordenador do Programa de Reaparelhamento da Marinha, Contra-Almirante Petronio Augusto Siqueira de Aguiar; entre outras autoridades.

A aeronave “AF-1B” é classificada como de interceptação e ataque e foi desenvolvida para operação a partir de Navio-Aeródromo. Com o processo de modernização executado pela Embraer, as aeronaves receberão novos sistemas de navegação e de geração de energia, armamentos, computadores e sensores. Tais equipamentos, aliados à verificação estrutural realizada, possibilitarão ao “AF-1B” operar até o ano de 2025.

IMG_1851

FONTE: MB

21
Deixe um comentário

avatar
19 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
14 Comment authors
juarezmartinezwwolf22Corsario137GuizmoMO Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

Essa pintura de baixa visibilidade ficou duca!

Mas, em essência é um fusca.

Com um motor com cilindrada aumentada, turbocompressor, pistões, bielas e virabrequim forjados, carburação dupla, rodas aro 15″, pneus 215/35, NOS… mas um fusca!

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Bastante interessante terem colocado dois artigos próximos, um F-35C e um A-4/M: o primeiro um projeto da século XXI, já o segundo um projeto da década de 50 do século passado.

Augusto
Visitante
Augusto

Realmente, a pintura ficou show!

rafael bastos
Visitante
rafael bastos

Isso que eu ia dizer Marcos, mas isso é tortura dos editores do blog, porque depois de ver um e outro da vontade chorar…

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Uma máquina de escrever manual

x

Uma Impressora multifuncional a Laser colorida de alta velocidade

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Impressora multifuncional a Laser colorida de alta velocidade

acompanhada de um PC de dois processadores I7 de 5ª geração
com 60 MB de RAM e dois HD de 10 T.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

A máquina de escrever manual

é acompanhada de arquivo de aço com 4 gavetas.

luizblower
Visitante
Member
luizblower

Que uniforme da MB é esse?

MO
Membro

uiforme de inverno tropical

Guilherme Poggio
Editor
Noble Member

Ninguém reparou no bico? Tá com cara de Skyhawk neozelandês.

E a corcunda então? tem coisa nova lá.

Nautilus
Visitante
Nautilus

Sempre o mesmo chororô…

nunes neto
Visitante
nunes neto

Alguém poderia comparar o AMX-M com o A4-M!

Joker
Membro
Member

AMX-M é AMX-M e A4M é A4M…

cada um no seu quadrado, os AMX-M são otimizados para o ataque ao solo, com capacidade de autodefesa. Sensores e armamentos otimizados para ao ataque ao solo com precisão e em profundidade.

Os A4M serão para Defesa Aérea e Anti-superfície em proveito da Esquadra. Sensores e Armamentos para localizar aviões patrulha, heli, caças e misseis, além de engaja-los.

MO
Membro

seriam A1-M ?

Guizmo
Visitante
Member
Guizmo

Quando (e se) o Nae A-12 estiver totalmente operacional, operando com 12 jatos desses, equipados com ASM’s de curto alcance e AAM’s, eu considero uma força interessante. Claro que aqui temos sempre a tendência de comparar nossas FA aos EUA, França, UK, Rússia e China. Realmente é importante nivelar por cima, porém se o São Paulo estiver “bombando”, com esses A-4 bem armadinhos, acho que a missão estaria sendo bem cumprida

MO
Membro

32 fevereiro 2.345 DC

Corsario137
Visitante
Member
Corsario137

Guizmo,

Acho que o A-12 já vai estar desativado quando o último A-4 modernizado estiver operacional.

wwolf22
Visitante
wwolf22

o Chevete tunado, servira para algo ??? ja que o Sao Paulo nao “sai da reforma”…

Guizmo
Visitante
Member
Guizmo

Oi Corsário,
Pode ser……eu pessoalmente creio que não.

Abs

Guizmo
Visitante
Member
Guizmo

Me parece que a MB não pode operar asa fixa não-embarcada, por isso creio que não fará sentido termos 12 Skyhawks modernizados sem Porta-Aviões.

Abs

juarezmartinez
Visitante
Member
juarezmartinez

Caro Guizmo! A MB jamais terá embarcado 12 A 4 modernizados, por que destes, 03 serão biplaces, e a MB já manifestou que não deve embarca-los, sobra 9 mono, vamos partir do principio que a MB consiga aí, digamos 70% de disponibilidade operaocional(duvido) então termos na melhor das hipóteses 6 células embarcadas.

Grande abraço