Home Data Comemorativa Há 100 anos um ‘Peixe-Espada’, parente de ‘Foca’, era lançado na Suécia

Há 100 anos um ‘Peixe-Espada’, parente de ‘Foca’, era lançado na Suécia

622
4

HMS Svardfisken em ação - foto via Saab

O primeiro submersível construído na Suécia, o HMS Svärdfiskenque significa ‘Peixe-espada’ – tinha projeto de origem italiana semelhante aos exemplares da ‘Classe Foca’ que a Marinha do Brasil adquiriu na Itália e que iniciaram o emprego de submarinos aqui, também há 100 anos

DestaqueEm 30 de agosto, foram comemorados os 100 anos do lançamento do primeiro submarino construído na Suécia, o HMS Svärdfisken (peixe-espada), versão construída pela Kockums sueca de um modelo italiano Fiat bastante popular à época: tanto que é muito semelhante à classe “Foca” encomendada pelo Brasil na Itália, e entregue também há 100 anos.

A empresa sueca Saab, que recentemente adquiriu a Kockums (que pertencia à ThyssenKrupp alemã com o nome ThyssenKrupp Marine Systems AB), divulgou nota a respeito desse centenário, trazendo um pouco da história da construção de submarinos pela Suécia.

Em 1909, a Marinha Sueca adquiriu seu primeiro submarino, o Hvalen, de um estaleiro italiano. Em 1910, a empresa mecânica Kockums anunciou que tinha a capacidade de construir submarinos (na verdade, embarcações submersíveis, pois à época eram bastante limitadas quanto ao seu desempenho submerso) do mesmo tipo do Hvalen.

HMS Svardfisken no lançamento - foto via Saab

De fato, menos de dois anos depois, a Kockums foi contratada para a construção de dois submarinos para a Suécia, o HMS Svärdfisken e o HMS Tumlaren, baseados no então moderno projeto italiano da Fiati Laurenti, com cascos de pressão bem estruturados e longos, proporcionando embarcações com boas qualidades marinheiras e alta velocidade (para a época). Os dois submarinos eram dotados também de telegrafia sem fio. Ainda assim, eram navios limitados a poucas horas de imersão, com pouco conforto para seus 21 tripulantes.

O Svärdfisken, cujo centenário de lançamento foi comemorado neste sábado, serviu até 1936. Outros se seguiram, e a Kockums, até hoje, produziu 73 submarinos, os últimos da classe “Gotland”.

A semelhança com os nossos três exemplares da classe “Foca” fica patente na comparação com as imagens abaixo, do F-1, via NGB.

submarino F1 - foto 2 via NGB

submarino F1 - foto via NGB

Em 2010, o Poder Naval teve a oportunidade de ver e fotografar, no Museu Naval de Veneza, a proa de um submarino de mesmo tipo, e que serviu à Marinha Italiana: o Medusa. O museu também tem uma ala dedicada à cooperação da Itália com a Suécia, que exibe uma maquete dessa classe. As imagens estão abaixo.

Museu Hist Naval Veneza - proa sub Medusa 1911 2 - PNaval - Nunão

Museu Hist Naval Veneza - proa sub Medusa 1911 - PNaval - Nunão

Museu Hist Naval Veneza - sala coop Ita Suécia maquete sub2 PNaval - Nunão

As especificações do Medusa (perdido em ação em 10 de junho de 1915 no Adriático e recuperado do fundo do mar em 1956) são típicas desse modelo de submersível: comprimento de 45,15m, boca de 4,2m, deslocamento entre 250t e 305t, velocidade de 12,5 nós na superfície e 8,2 nós submerso, autonomia de 1.200 milhas náuticas na superfície e 8 em imersão, com tripulação de 2 oficiais e 19 suboficiais e marinheiros, sendo dotado de dois tubos de torpedo. Vale lembrar que, em breve, o afundamento do Medusa também completará 100 anos.

E, falando em centenário, não perca nos próximos dias o início das vendas da edição número 11 da revista Forças de Defesa, com uma matéria de capa especial sobre os 100 anos de nossa Força de Submarinos! São praticamente 50 páginas dedicadas ao assunto, abordando desde o início de tudo, em 1914, até a construção dos novos submarinos em Itaguaí, trazendo também entrevistas, histórias de guerra e muito mais!

VEJA TAMBÉM:

4
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
vjbreternitzLuiz MonteiroFernando "Nunão" De Martinialdoghisolfi Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

“As especificações do Medusa (perdido em ação em 10 de junho de 2015 no Adriático e recuperado do fundo do mar em 1956)… “.

Penso que aconteceu um errinho de digitação: onde lê-se 2015 leia-se 1915.

Luiz Monteiro
Visitante
Member
Luiz Monteiro

Desculpem pelo assunto fora do tópico.

Matéria para o ForTe, caso queiram:

Batalhão “Tonelero” realiza primeiro disparo com o Fuzil de Precisão Antimaterial PGM HECATE II

https://www.marinha.mil.br/noticias/batalhão-“tonelero”-realiza-primeiro-disparo-com-o-fuzil-de-precisão-antimaterial-pgm

vjbreternitz
Visitante
vjbreternitz

Curiosidade:

A Itália teve outro Medusa, também torpedeado na II Guerra Mundial