terça-feira, novembro 30, 2021

Saab Naval

Porta-aviões USS George Washington (CVN-73) em passagem pelo Brasil

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 5

O Navio-Aeródromo George Washington (CVN-73) da Marinha dos Estados Unidos da América, realizará o Trânsito em Águas Jurisdicionais Brasileiras, nas proximidades da cidade de Rio Grande – RS, no período de 13 a 16 de novembro de 2015, e visitará a cidade do Rio de Janeiro – RJ, no período de 23 a 27 de novembro de 2015. O navio e seu grupo aéreo realizarão exercícios com a Força Aérea Brasileia (FAB) e com a Marinha do Brasil (MB).

A Marinha dos EUA enviou o grupo de tarefa do USS George Washington para as águas que cercam a América Latina e o Caribe para realizar a operação Southern Seas 2015 e tomar parte nos exercícios navais multinacionais UNITAS. O grupo tarefa capitaneado pelo porta-aviões vem treinando ao lado das forças multinacionais para melhorar as parcerias de cooperação com as marinhas da região e melhorar a prontidão operacional. O USS George Washington está circunavegando a América do Sul a caminho de Norfolk, Va., para seu reabastecimento programado.

Durante a viagem, embarcaram no navio visitantes ilustres de diversos países, incluindo Panamá, Peru, Colômbia, Chile, Argentina e Uruguai; o USS George Washington também visitou portos no Peru e Chile.

Nas fotos, o USS George Washington (CVN-73) chegando ao Rio de Janeiro, em sua passagem pelo Brasil em 2008.

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 2

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 3

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 4

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 4a

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 4b

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 5a

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 6

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 7

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 8a

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 9

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 10

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 11

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 12

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 13

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 14

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 15

USS George Washington (CVN-73) no Rio - 2008 - 16

- Advertisement -

47 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
47 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luciano

Lindas fotos!

Adriano Gama

Veremos um instrumento de uma Força Naval que faz jus ao nome “força”. Valeu pelo artigo e fotos

Jessé de Oliveira

estará aberto a visitação ?

Vespão

Isso que eu chamo de diplomacia , ambulante

franklin junior

Essa é apenas uma pequena parte do que compõe uma marinha de verdade.Sabe fazer e usar o melhor, sem pena de investir no seu futuro.Ao contrario da nossa que vive usando paliativos para manter a imagem de que ainda é uma potência.

Luis Gonzaga da Silva Maia

ESPETÁCULO DA DIPLOMACIA A SERVIÇO DA DEMOCRACIA E DA LIBERDADE. SEJAM BEM VINDOS !

Dalton

As fotos registram a última vez que os S-3B estiveram a bordo de um NAe ao menos operando como um esquadrão e
é possível ver 4 deles.

Alexandre Samir Maziz

Essa e para reflexão de nossos governantes somente um porta-aviões da marinha americana esta mais bem servido de caças que nossa FAB e a aviação de caça da marinha , pois nosso F-5 e A-1 nunca bateriam de com os F-18…

Gustavo Bunger

É possível visitar esse navio quando estiver no Rio ? Alguém sabe como isso é feito ?

Joaquim

Senhores me desculpe a ignorância mas não deveriam estar junto as escoltas do mesmo? Ou somente não foram apenas flagradas pelas câmeras?

Dalton

Gustavo…

ao contrário de outros navios da US Navy um NAe não atraca e a visitação é feita por apenas alguns “premiados”
que vão de barco até a popa do NAe onde há uma instalação própria para eles que pode ser vista na última foto
de cima para baixo.

Dalton

Joaquim…

independente das fotos serem de 2008 quando o GW passou pelo Rio a caminho do Japão, não há um clima de guerra, muito menos
por estas paragens tanto que apenas um único Arleigh Burke estará acompanhando o GW, nem mesmo o fiel cruzador está vindo.

Joaquim

Obrigado pelo esclarecimento Dalton.

Pangloss

Ambientalistas rasgando as calcinhas em 3… 2… 1…

Skyraider

Marinha de Verdade!

alysson Andrade

O consulado irá liberar as visitas a bordo???

edson cassimiro da silva

Parabens, trabalho altamente profissional.

juarezmartinez

O Exercício vai ser fudêncio, teremos aproximadamente 400 surtidas, FAB, MB e US Navy, exercícios BVR no través de Tramandaí, e no Rio de Janeiro, simulação de um ataque naval ao GT pelo Adelfi, exercícios ASW com os nossos P 3, os P 3 da US Navy e P 8.

G abraço

RONALDO ROBALO FERREIRA

Lindo Aircraft Carrier, lindos, magnifcos Hornet II, Jolly Rogers e Blak Aces. Os Intruders, ainda são insubstituíveis, Os novos Hawkee Eye, são espetaculares, fora os helicópteros. É realmente um gigantes dos mares. Não dá para competir. Parabéns. Gostaria de conhecê-lo. Sou 2º TEN R2 de
Exército Brasileiro. Artilheiro de Costa no Forte de Copacabana,RJ.

CESAR

Apenas uma maquina de guerra como esse SUPER PORTA AVIÕES ,acaba com toda as forças aéria da America Latina.
Não tem SUcata 30 ou MIg 27 que aguenta e tudo porcaria RUSSA que não presta.

carlos alberto soares

Belas Fotos e Matéria, realmente uma Força, vale mais que muitas FA’s somadas.

RC

Que crise! Os caras só têm dinheiro pra comprar aviões, mísseis, combustível nuclear, pagar diárias e picado melhorado. Tá faltando verba pra comprar tinta pro costado, um dos itens mais importantes em um navio de guerra.

Dalton

RC…

as fotos são de 2008, mas, independente disso, quando o GW esteve no Rio já fazia muitos meses que ele encontrava-se em treinamento e ainda
precisava chegar ao Japão, portanto, não houve tempo para uma pintura que de qualquer forma adquire este pobre aspecto depois de apenas
algumas semanas no mar.

Aline

Pelo visto. ao contrário da nossa Marinha. Eles não se preocupam muito em maquiar o navio antes de cada viajem. como fazemos, pintamos o navio todo pra parecer novo aos olhos dos estrangeiros e até mesmo em portos brasileiros. talvez eles se preocupem com o aspecto funcional do navio. o seu maquinário, estanqueidade, componentes eletronicos e etc… o que está longe da nossa realidade . enquanto isso sigamos fingindo ser oque nunca seremos nesse pais.

Luis

Entendi o comentário do RC com tom sarcástico, pois, tinta é o “equipamento” mais importante em nossa Marinha…..Armamento, sensores e picado melhorado, não é prioridade.

Roger

Não vi nada de errado com a pintura, está assim porque já está bastante tempo em missão. O que importa é que este navio carrega armas nucleares suficientes para destruir sozinho as principais cidades do nosso País. Luiz Gonzaga, acorda, a presença desse Porta-Avióes Nuclear por aqui não tem caráter de demonstração de Democracia não meu amigo ingênuo. Ele veio para demonstrar ao Brasil e demais países da América do Sul por onde ele passar um recado bem claro:- “Poder de Dissuação, sejam nossos amigos bonzinhos e vocês estarão seguros. Por outro lado atrapalhem os nossos objetivos geopolíticos e vocês… Read more »

MO

Eu tenho o Buneu dele … heheheh, o desgaste da pintura, normal para um navio que não é bibelot

em tempo =

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2015/11/mv-chipol-taihu-vrot7-maiden-call-santos.html

16 photos

Dalton

Roger… faz muito tempo que NAes e demais navios de superfície da US Navy não transportam mais armamento nuclear. Apenas os 14 SSBNs transportam armas nucleares. Como já explicado a presença do GW é uma coincidência pois ele está mudando de base e não pode atravessar o Canal do Panamá pois a maioria dos exercícios com a US Navy aqui no Atlântico Sul não envolveram NAes. Os EUA tem boas relações com os países da América do Sul e exercícios como a UNITAS são bons para eles e para os países envolvidos além de estreitar relações e com certeza eles… Read more »

Aurélio

Dalton, baseado em que você afirma que os NAes americanos não transportam mais armas nucleares??? Não vale dizer que é tratado internacional, ” acordo de cavalheiros ” , e outras histórias para boi dormir.

Dalton

Aurélio…

há uma imensa informação mesmo na internet sobre quando e porque os navios da US Navy deixaram de transportar armas nucleares
mas, você tem todo o direito de não acreditar no que escrevo.

BrancoF-16

me metendo um pouco na discussão de vocês, sobre se o NAe americano carrega ou não armas nucleares. Acredito realmente que não e seguem as minhas considerações de por que não. 1- A um alto custo de ter e de manter esse tipo de armamento a bordo 2- Falta de real necessidade 3- Não se solta uma ogiva em qualquer um, por motivos óbvios 4- Se os Americanos assim precisarem, nem se quer precisariam sair de casa para lançar tal arma, bastaria “apertar um botão” kkkk. Lembrando! não pesquisei e nem nada do gênero apenas expressei alguns motivos que para… Read more »

Dalton

Branco…se vc não pesquisou nada parabéns pois mesmo assim você acertou os principais motivos, sem mencionar a alto grau de segurança exigido a bordo e também na hora de carregar e descarregar tais armas. E só como curiosidade para quem não leu, recentemente foi divulgado que alguns setores gostariam que o F-35C que ainda está em desenvolvimento fosse capaz de lançar armas nucleares, enquanto que a maioria acha um absurdo os NAes retrocederem 20 anos no tempo e entrarem novamente no negócio de armas nucleares. Durante a guerra fria até havia uma desculpa, para manter um par de aeronaves no… Read more »

Marcos vinicius

Não da nem pro cheiro, o nosso São Paulo e muito superior……..kkkkkkkkkkkkk.

Aurélio

Dalton Realmente há muita informação na internet sobre países com arsenais nucleares. Mas no caso específico dos NAes americanos navegarem sem nenhuma arma nuclear é difícil de se acreditar. Achei um site , onde o mesmo fala que americanos e russos tem juntos cerca de 29000 ogivas nucleares. Destas 16000 estão operacionalmente posicionadas. Se for verdade , é muitíssimo provável que os NAes americanos levem armas nucleares. Se quiserem dar uma olhada segue o site : http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/102004162 .

Abs.

CVN76

Oi Aurélio Podes acreditar que os EUA realmente não possuem mais nenhum armamento nuclear a bordo de porta-aviões. Como já explicado acima, não há nenhuma necessidade disso….além dos custos e riscos. Em caso de crise, os EUA e a Rússia sempre possuem alguns SSBN em patrulha pelos oceanos….em pouquíssimo tempo um míssil pode ser disparado e atingir praticamente qualquer ponto do planeta. Além disso, não esqueça dos ICBM que também podem ser lançados rapidamente e se isso ainda não basta, os EUA ainda contam com os B2 e B52 que também podem decolar em pouco tempo, serem reabastecidos no ar… Read more »

Bosco

Aurélio, Há bem menos armas operacionais do que a quantidade mencionada no site que você indicou. Provavelmente EUA e Rússia têm juntos “somente” cerca de 5000 armas nucleares operacionais. Há armas que não estão operacionais e que ainda não foram desmanteladas e se diz que estão “em estoque”, mas não seriam confiáveis utilizá-las, mesmo porque estão desmontadas de seus vetores e não estão recebendo manutenção operacional adequada, mas só aquela necessária para não causar problemas. Claro que havendo necessidade essas armas estocadas poderiam voltar a ficar operacionais (os americanos alegam que suas armas nucleares foram feitas para durar 100 anos)… Read more »

Bosco

haveriam = haveria

Dalton

Bosco… complementando, não apenas o número de armas nucleares é menor, mas, é importante considerar que armas e em que quantidade estariam a bordo de um NAe que é a dúvida do Aurélio. Se considerarmos que a B-61 é a única arma capaz de ser lançada do FA/18 então restariam muito poucas se alguma para a US Navy já que a maioria absoluta está de posse da USAF e OTAN. Só se a presença de armas nucleares a bordo de NAes for o maior segredo militar da História, pois, nem mesmo os “ratings” a grosso modo funções dos marinheiros que… Read more »

Paulo

Abraçando o inimigo.

americomatheus

Receber uma embarcação como essa no nosso país não é uma honra, é uma humilhação.
Jamais teremos sequer nem um parafuso comparado com o desse navio.

MO
Juarez

MO, quer trocar o buneu do GW por do 14 comemorativo??????

G abraco

Otafran Sousa Lima Brasil

Estive no Rio de Janeiro em 2014 durante a copa do mundo de futebol e gostei da cidade, o ano que vem vou aos jogos olimpicos 2016, parabenizo as Marinha Americana pela passagem do cvn 73 USS George Washington no Brasil…! Aspirante a oficial r-2 brasil, 24ºbil npor 1996 cmn Exército Brasileiro.

Katia Regina Gomes Kaizer

Magnifico, esse 73 USS George Washington, pena que não podemos visitar rsrsr nossos filhos iriam adorar estar fazendo uma visita dessas e com certeza muito estimulante para quem gostaria de entrar nas Forças Armadas. Parabéns!!

Alex

Muito lindo! Só não sei porque a petista vermelhita, secretária carioca, disse “temer” este tipo de visita. Vê-se muito bem que ela e seus afins, não sabem quem são as nações amigas ou boas vizinhas, das que não são conosco. É só estudar um poquito de História! E sem essa de teorias de conspiração. Isso é coisa para esquizofrênicos. Aliás, o que mais há, entre os vermelhitos. Treinamento entre “amigos” é sempre bom e bem vindo. Mantem a já caduca forças brasileiras, num mínimo de azeitamento. Forças essas, importantes, como em qualquer país civilizado, mas destruídas por seus próprios governantes,… Read more »

MO

eh a esclarecida nao sabe que seriam 5 mil homens consumindo cerca de usd 300 pela estadia … mas eh o tal negocio de experto o Acre Enferno tem de monte …

Rafael W. Santos

Orgulho de poder ter visitado esse navio ano passado

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

Brasil receberá kits de atualização para torpedos leves MK 54 antissubmarino

A Raytheon deve produzir kits de peças comuns e componentes de torpedo sobressalentes para o MK 54 Lightweight Torpedo...
- Advertisement -