Home Conflitos em andamento Marinha dos EUA contra-ataca com mísseis Tomahawk

Marinha dos EUA contra-ataca com mísseis Tomahawk

5750
80
USS Nitze
USS Nitze

Ataques atingiram 3 sítios de radar no Iêmen, diz Pentágono

Três ataques com mísseis Tomahawk atingiram sítios de radar no Iêmen no início desta quinta-feira, horas depois que mísseis antinavio foram lançados a partir do Iêmen pela segunda vez contra o destróier americano USS Mason no Mar Vermelho, informou o Pentágono.

O destróier USS Nitze (DDG 94) lançou os mísseis de cruzeiro Tomahawk contra estações de radar costeiras. As avaliações iniciais indicam todos os três alvos foram destruídos.

Os três alvos atingidos na quinta-feira estavam em áreas remotas com pouco risco de baixas civis ou dano colateral, disse uma autoridade norte-americana. Todos os sítios estão em território controlado pelos Houthi.

O USS Mason (DDG 87) foi atacado ao largo da costa do Iêmen no domingo e novamente na quarta-feira -, mas os mísseis erraram o alvo e caíram na água, porque o navio empregou contra-medidas defensivas. O destróier estava em águas internacionais.

Os mísseis disparados contra o USS Mason partiram do território controlado pelo Houthi no Iêmen, de acordo com o Pentágono. Os houthis são um grupo de minoria xiita que tomou o controle de grande parte do Iêmen, incluindo a capital. Os rebeldes Houthi negaram que suas forças tinham como alvo o navio de guerra americano em ambos os incidentes.

Subscribe
Notify of
guest
80 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Juarez
Juarez
4 anos atrás

Acertei a previsão do tempo para o Yemen……
Fica aqui aquele ditado:
Não cotuque onça com vara curta…..

G abraco

Plinio
Plinio
4 anos atrás

Quem esta feliz e arabia saudita, deve estar numa comemoração gigantesca.

Maurício
Maurício
4 anos atrás

Não duvido que sejam factóides os ataques ao navio estadonidense para que assim tenham um pretexto para começar ataques no território do Iêmen. Afinal, a primeira baixa em uma guerra é a verdade.

Alistair
Alistair
4 anos atrás

Isso é que é um país sério. Toma lá dá cá.
.Don’t tread on me!

Carlos Alberto Soares-Israel
Carlos Alberto Soares-Israel
4 anos atrás

A gente lê cada coisa aqui.
___________________________

Juarez,
esses PDF’s dos Saudi não limpam o quintal de casa mesmo,
cambada de BM.
Ai sobra pros Âmis mesmo. Dedo no botão.

Topol
Topol
4 anos atrás

O mesmo cara que me pediu compaixão com as vidas e as famílias dos marinheiros está dizendo agora que é para “passar a regua” nos combatentes do Iemen. Depois vem posar de isento… eu pelo menos tenho a decência de falar a verdade o que gostaria… hipocrisia, a gente vê por aqui !

Humberto
Humberto
4 anos atrás

Mauricio, Os próprios rebeldes confirmaram que dispararam mísseis (está no ultimo parágrafo), então não é factoide né? Se não tomaram os devidos cuidados em checar ou os misseis não tem a devida confiabilidade, agora eles vão ter que arcar com as consequências. No mais, acertaram um navio de um pais aliado dos Americanos, elevaram o tom no conflito, agora aguenta. Se o misseis realmente forem chineses do lote que foram vendidos para o Irã, e de uma forma ou outra contrabandeados para Iemen, a coisa pode feder para os Iranianos. Arabia Saudita e os paises Sunitas da região, devem aumentar… Read more »

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
4 anos atrás

Nos últimos 15 anos os EUA, Israel e Arábia Saudita estão alertando ao mundo que o Irã é uma força covarde que vem desestabilizando toda a região à muito tempo. É um estado terrorista. No final das contas, o tio Jacob, o tio Mohammed e o tio Sam estavam corretos. Alguém tem alguma dúvida de que o Irã apoia de maneira criminosa e sorrateira os grupos terrorista da região que, de alguma forma, atingem Israel, Arábia Saudita e Líbano? Ou vão continuar rotulando os EUA e Israel com todos os adjetivos negativos que existem? — O que mais é preciso… Read more »

Rodrigo Moniz
Rodrigo Moniz
4 anos atrás

Reinaldo Deprera. as coisas não são simples assim. A não ser que você abra mão de seu senso crítico e passe a repetir a cartilha como um papagaio prolixo. As potências do Ocidente usam o Oriente Médio conforme seus interesses sem se preocupar com as consequências. Quando um país age contrariamente a essa agenda é o que basta para ser chamado de “terrorista”. Essa é a lógica simples para analisar a questão. Não podemos confundic causas com consequências.

Maurício
Maurício
4 anos atrás

Se o Irã é um Estado terrorista, o que dizer dos EUA e de Israel…
O petróleo dos campos que o ISIS tomou na Síria foi vendido para quem ? Para o Irã ( que de santo não tem nada) que não foi.

Giancarlo M. Abrão
4 anos atrás

Interessante, a algum tempo atrás o grupo Isis foi duramente noticiado na mídia ( principalmente dos USA) como sendo um perigo ao mundo (e aos USA). Hoje sabe-se que não passa de cria decadente da decadente CIA. A bola da vez… Pode ser… Ou não…

Topol
Topol
4 anos atrás

Reinaldo Deprera
A Arábia Saudita e os EUA apóia de maneira criminosa e sorrateira grupos terroristas que de alguma forma atingem a Síria, o Iemen e o Iraque e até a Turquia … então seguindo sua lógica eles também não são saudáveis para a civilização humana? E o que o senhor propõe? Um strike nuclear? Varre-los do mapa? Isso não seria igualar-se ao Ahmadinejad?

Topol
Topol
4 anos atrás

Giancarlo pior do que o ISIS que é cria dos EUA pois é um ramo dissidente da Al-Nusra, nome criado para acolher os mercenários de varias nacionalidades treinados pela CIA é a aliança dos EUA com a Al Qaeda saudita.. aquela mesma que outrora era o verdadeiro câncer do mundo e agora estão lutando para defender os desgraçados…. agora me fala se tem como defender um país com uma política externa criminosa dessas que ainda tenta posar de curtinho… qualquer um aqui me respondam por favor.

Hawk
4 anos atrás

Isso era previsto… Mas se fosse um país que tivesse feito isso, mesmo o Irã, não sei se a resposta seria tão imediata. Aquela região é um barril de pólvora e o pior de tudo é que muitos lá gostam de viver assim. Vou dar um exemplo como pessoa: Não dá para você tirar alguém da pobreza se a pessoa gosta viver nela, por mais dinheiro que você dê ela torra ou até dá só para voltar a ser pobre. Isso é uma coisa que o politicamente correto não entende. Claro que isso é só um exemplo, tire pobreza e… Read more »

Juarez
Juarez
4 anos atrás

É, Reinaldo, siga meu conselho, deleta, tu já viu a cantilhena né:
A” curpa é duzamericanu, é górpi.”……

Eu quero ver o dia que um dos mísseis do Irã entregues a vários grupos terroristas que atuam na Palestina, no Líbano e na Síria, por um acaso atingirem uma Fragata de um certo país do hemisfério sul, que por ora patrulha a região, e começar a descer caixão de dentro do C 130 lá no Galeão, como vai ficar o discurso, etico,político, gênero desta tchurma.

G abraço

Humberto
Humberto
4 anos atrás

Um pouco mais de preciosismo. Isis era um dos braços da Al Qaeda perfeito, mas a Al Qaeda não foi criado pelos Americanos e sim por uma corrente mais radical dos Sunitas, alguns membros (e não a totalidade) foram treinadas, financiadas e armadas pelos americanos. Não só eles como outros diversos grupos que combatiam os Russos (o mundo estava na época da guerra fria) no Afeganistão. Então se é para voar, se os Russos não tivessem invadido o Afeganistão, a Al Qaeda não teria nascido e muito menos o Isis, então o Isis é cria dos Russos.. Tem lógica? Claro… Read more »

Dalton
4 anos atrás

Hawk… em 1988 depois do Irã ter minado o Golfo Pérsico que causou danos a uma fragata da US Navy, tão logo foi confirmado que o Irã foi o responsável pela minagem a resposta foi imediata no que é conhecido como Operação “Praying Mantis”, então, às vezes a resposta pode ser imediata e as consequências terão que ser encaradas tanto pelo atacante quanto pelo atacado. . No mais…quando se pesquisa no google por exemplo se os EUA criaram ou não o “ISIS” haverá como resposta que sim e também que não. Os que não simpatizam com os EUA,escolherão o SIM… Read more »

Carlos Alberto Soares-Israel
Carlos Alberto Soares-Israel
4 anos atrás

Juarez, segura.
Vamos acabar sendo suspensos ou expulsos.
G Abraço.

DaGuerra
DaGuerra
4 anos atrás

Como assim? Depois dos ataques as estações de radar permaneceram na mesma posição?? Não eram estações móveis??

Giancarlo M. Abrão
4 anos atrás

Existe a minha versão, a sua versão e a versão verdadeira. Inimigos da democracia, inimigos do comunismo, inimigos de todos. Quem sabe se essa não é a hora de se olhar a situação com uma visão mais abrangente, em vez engolir o que a mídia expõe? O buraco é bem mais fundo e eu garanto que a última intenção, do que ocorre na região, seria humanitária. Nada é o que parece ser e a não ser que a ignorância (desconhecimento) faça parte do seu dia a dia, uma rápida olhada na web (ou se vc encara a deep web) resolve.… Read more »

junior
4 anos atrás

Incrível, a esquerdalha veio com tudo para defender o equivalente do estado islâmico no Iêmen. O nome oficial dos Houthis é Ansar Allah (partidários de Deus), querem acabar com a frágil democracia do Iêmen.
.
A lógica dessa gente é que o Free syrian army, que luta contra a ditadura Assad que dura desde 1971 são terroristas, mas os partidários de Deus Houthis destruindo um país democrático não são.

Jacinto Fernandes
Jacinto Fernandes
4 anos atrás

Humberto 13 de outubro de 2016 at 12:45 – Achei perfeito o seu comentário. A Al-qaeda e o ISIS são apenas os dois grupos terroristas mais famosos em atuação, mas além deles há outras dezenas de grupos terroristas em ação no mundo islâmico, inclusive em países que não são do Oriente Médio como a Indonésia, o Paquistão, a Malasia, a Índia e a própria Rússia. Atribuir à CIA ou à Rússia ou ao Irã as origens destes grupos é, na melhor das hipóteses, simplificar questões muito complexas e que envolvem, inclusive, questões teológicas do islamismo, Contudo, o que há de… Read more »

Hawk
4 anos atrás

Dalton 13 de outubro de 2016 at 12:51 me lembro disso. Acho que tinha uma revista Veja sobre o assunto. Mas os tempos são outros…. Naquele tempo são não me engano era o Presidente era o Reagan um cara que os soviéticos, chineses, e mais não sei quem não provocariam porque a reação seria imediata. Falo mais nos tempos atuais… O Obama deixou muita gente brincar na cara dele… O Putin que diga! Coisa que ele não faria com Reagan. Antes de mais nada não sou a favor dessa intervenções americanas… Pra mim os EUA está entrando numa sinuca de… Read more »

Vader
4 anos atrás

Mas esse Obama é um frouxo mesmo…

bosco123
4 anos atrás

As teses dos russófilos não têm como ser refutadas na base da lógica ou do bom senso. São crenças arraigadas à alma e qualquer argumento é imediatamente substituído por uma versão que mais se adeque às sua fé.
É o que se chama de contorcionismo intelectual, que em vez de moldar o argumento à realidade quer moldar a realidade ao argumento.
É a conclusão vindo antes da experimentação, subvertendo a metodologia científica.

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
4 anos atrás

bosco123 13 de outubro de 2016 at 14:12
Perfeito. Mas cuidado, argumentum ad hominem em 1, 2, 3…

Save Ferris!
…3,4,5⬇

Rogério Barcelos Midão
Rogério Barcelos Midão
4 anos atrás

Tomaram papudo!!! E Isto e só o inicio!!!! Os EUA vão exterminar este grupo rebelde!!!

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Galante, Alexandre
Precisa mais ?
Melhor,
Quem são atacantes e defesa ? rs
±±+++++++++++
Reinaldo Deprera
Onde assino ?
Mas a hora dos Ayatolas esta chegando,
Tio Jacob, Pai David e irmãos Moshe saberão agir.
É só o Sul do Líbano piscar, essa é a senha.
Jatima Tova

Humberto
Humberto
4 anos atrás

Bosco123, me permita discordar de você. Infelizmente não são somente os russófilos que tentam moldar a realidade ao seu gosto, os bolivianófilos (vide o que o Maduro fala) e os Petralhófilos (que ao contrário do imaginário popular, prefeririam morar na França e não em Cuba) com o Lula falando, tendem a fazer o mesmo..hahahaha Falando sério, todo o tipo de distorção é gerado, independentemente da ideologia, nazismo (só para contrapor ao russófilo) também o fez e muito bem. As religiões também tem os seus momentos, mas o importante é ter um senso crítico para aceitar ou não estes argumentos. Infelizmente… Read more »

augusto
augusto
4 anos atrás

Eles os que não gostam dos EUA mas também da Europa e tudo que é ocidental gostam de disturbar a verdade, mentir e fazer subversão para eles tudo isso é justificavel pela sua causa

Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
4 anos atrás

Bosco, perfeito “É o que se chama de contorcionismo intelectual, que em vez de moldar o argumento à realidade quer moldar a realidade ao argumento.”. Isso me lembra Marx deturpando e invertendo completamente as informações dos Blue Books ingleses que registravam um significativo aumento na melhoria das condições dos trabalhadores ingleses, além de fraudar intencionalmente as palavras do primeiro ministro Gladstone, para que a realidade se enquadrasse nos argumentos dele e não o contrário. É a religião política mais fanática de todas, disputa com os muçulmanos as piores barbáries, para depois vir na cara de pau fazer julgamento genérico sobre… Read more »

Eduardo Primo
Eduardo Primo
4 anos atrás

Tá lá os EUA fazendo o papel de polícia de novo! Tem que derreter esses caras mesmo! Mas acho que os EUA poderiam ter dificultado a vida dos Houthi no Yemen, enquanto havia um Estado, e uma base americana (bem era apenas uma base para UAV e não uma base como as que existiam no Iraque/Afeganistao etc), poderiam ter intervido e mantido o governo, talvez com isso evitaria o desgaste da Arabia Saudita (que por mais que não goste e seja contraditório o apoio é um mal necessário) e EAU e talvez enfraquecesse um pouco o Ira (e China)

Mauricio R.
4 anos atrás

OFF TOPIC…, mas nem tanto!!!!
.
E o Irã foi procurar sarna pra se coçar… Não reclame, se achar.
.
(http://alert5.com/2016/10/14/iran-deploys-2-warships-off-yemen-after-u-s-navy-attacked-yemeni-radar-sites/)

moises
moises
4 anos atrás

Topol 13 de outubro de 2016 at 10:18 Só esclarecendo que não te criticaram por falta de compaixão e sim decência. São coisas consideravelmente diferentes. Não pediram pra você ter pena dos marinheiros, apenas pra não comemorar mortes como gols pois são vidas humanas, não cartas num jogo. Dentro do conflito ou mesmo como simpatizante, empatia com a dor alheia é evidentemente algo que não existe, especialmente quando envolve alguém querendo matar (ou que matou) seus amigos/parentes, agora, decência é sempre algo possível, independente da postura do adversário ou de seus pares, até os corpos dos torturadores do ISIS são… Read more »

DaGuerra
DaGuerra
4 anos atrás

Tomahawk para um alvo tático? O Harpoon não tem capacidade contra alvos terroristas terrestres? Como descobriram os sítios? Satélites?

Juarez
Juarez
4 anos atrás

Provavelmente, junto com os UAVs, e inteligência. A US Navy sabe desentocar ratos de seus buracos e extermina-los.

G abraco

Dalton
4 anos atrás

DaGuerra… . só como curiosidade, nem o USS Mason nem o USS Nitze são armados com o “harpoon”…este equipa apenas os 28 primeiros “Arleigh Burkes” que são os que não possuem hangares e helicópteros orgânicos. . Hawk… . meu cunhado é republicano e ele tinha simpatia pelo Ben Carson, agora será “obrigado” a votar no Trump e de fato ele acha o Obama “fraco” e também gostaria de menos intervenções e que os europeus por exemplo fossem menos dependentes dos EUA como a operação na Líbia mostrou, mas, as coisas não são tão simples como ele mesmo admite. . Mesmo… Read more »

Mauricio R.
4 anos atrás

OFF TOPIC…, mas nem tanto!!!!
.
O Pentágono esclarece os motivos do ataque aos radares iemenitas:
.
“These targets were chosen based on our assessment that they were involved in missile launches in recent days, and they were struck in order to defend our ships and their crews and to protect freedom of navigation through a waterway that is vitally important to international commerce,…”
.
(http://www.defense-aerospace.com/articles-view/release/3/177937/pentagon-explains-missile-strike-against-yemen-radars.html)

HMS_TIRELESS
HMS_TIRELESS
4 anos atrás

Já dizia aquele velho e sábio ditado que não se mexe com quem está quieto….

Os prepostos de Teerã acharam que seria igual quando atacaram um catamarã civil convertido que dispunha apenas de duas 0.50 para se defender. Se deram mal pois um Burke é quase um Encouraçado de bolso e como resultado tomaram alguns Tomahawks na cara para aprenderem a ser gente. Aliás, se fosse os EUA colocaria mais alguns drones em Djibouti para fazer algumas “decapitações” entre os Houthis.

Mauricio R.
4 anos atrás

Os americanos deslocaram alguns F-16 e KC-135 da Itália para o “Camp Lemonnier” no Djibouti, em julho devido a situação no sul do Sudão.
Se essas aeronaves ainda estiverem por lá, quem sabe…
.
(http://www.defense-aerospace.com/articles-view/release/3/177935/us-quietly-deployed-f_16s-to-djibouti.html)

bosco123
4 anos atrás

Daguerra,
O Tomahawk block IV é chamado de TacTom (Tomahawk Tático). Ele tem várias características que o habilita a ser utilizado contra alvos táticos.
O Harpoon Block II tem GPS e pode ser utilizado contra alvos fixos , mas como o Dalton disse os destróieres em questão não os tinha, e mesmo que tivessem eles só seriam utilizados pra fazer o serviço na falta dos Tomahawks, já que sua função primária é ser antinavios.

Carlos Crispim
Carlos Crispim
4 anos atrás

HUMBERTO, perfeito seu comentario. EUA nao criaram grupo terrorista nenhum, se fosse assim os Russos tb criaram…isso é bullshit, a verdade é que as coisas balançam ora para um lado, ora pro outro, seu inimigo de hoje pode virar seu amigo amanhã e vice-versa, são interesses apenas, pra mim essas guerras todas interessam aos países dos blocos dominantes, essa guerrinha entre arabes e judeus interessa a muitos países, até mesmo ao Brasil, e nao acho que vai acabar nunca, sempre tem alguém fomentando discórdia, o ser humano é assim. O que eu penso definitivamente é que quem mata em nome… Read more »

HMS_TIRELESS
HMS_TIRELESS
4 anos atrás

Não custa lembrar que os integrantes do Setembro Negro (Grupo terrorista responsável pelo odioso ataque à delegação israelense em Munique) recebiam proteção integral da KGB. Aliás, agentes da KGB morreram em Nicósia em uma explosão armada pelo Mossad enquanto protegiam um figurão desse grupo terrorista.

bosco123
4 anos atrás

Tireless, Esse tipo de argumento não convence os russófilos antiocidentais. Eles simplesmente consideram que o Setembro Negro era um grupo terrorista que defendiam uma causa nobre contra o agressor imperialista e por isso a humanitária KGB a acolhia. Os soviéticos e russos, na cabeça deles, sempre estará do lado certo da “força”. rsrsss Já os americanos e israelenses, nunca, repito, nunca, fazem uma escolha minimamente humanitária. Tudo é tendo em vista retirar o que de pior o ser humano pode dar. Claramente esse indivíduos têm uma visão maniqueísta do mundo e mais claramente ainda o Ocidente de modo geral e… Read more »

HMS_TIRELESS
HMS_TIRELESS
4 anos atrás

Pior grande Bosco! Eles consideram que o Setembro Negro era um “Grupo de Resistência com o malvado invasor sionista”…..

Carlos Alberto Soares-Israel
Carlos Alberto Soares-Israel
4 anos atrás

Senhores,
Tio Jacob está quieto no canto dele !
(Esse é o problema ….. quieto demais …. rsrsrsrs).
Cerca de um mês (pouco mais) postei que o SI da SA estava “conversando”
com o Mossad.
O inimigo do meu inimigo é meu Amigo:
___________________________________

Eis a prova:
++++++++++++++++++++++++++++++++++
É só clicar, está em hebraico, mas abre ! Usem o tradutor.
——————————————————
http://www.newsdesk-israel.com/%D7%91%D7%9B%D7%99%D7%A8-%D7%A1%D7%A2%D7%95%D7%93%D7%99-%D7%90%D7%A0%D7%99-%D7%A7%D7%95%D7%A8%D7%90-%D7%9C%D7%A9%D7%99%D7%AA%D7%95%D7%A3-%D7%A4%D7%A2%D7%95%D7%9C%D7%94-%D7%94%D7%93%D7%95%D7%A7-%D7%A2/

Jacinto Fernandes
Jacinto Fernandes
4 anos atrás

Carlos Alberto Soares-Israel 14 de outubro de 2016 at 12:08
Não seria a primeira vez que os sauditas cooperariam com o Israel para atacar um inimigo comum. Foi o que ocorreu na época em que Israel atacou o reator de Osirak. O precedente existe, o interesse existe. É só combinar uma estratégia que permita aos sauditas negar a cooperação.

Felipe Silva
4 anos atrás

Bosco Tireless, Amigos, a KGB não somente ”acolheu” esses terroristas. A própria organização alimentou, instruiu e armou (esse último pela Stasi) esses grupos. Táticas de subversão, ataques terroristas e sequestro de aeronaves vieram todos em ”manual” direto da rússia para os terroristas da palestina, líbia, iraque e afins. A própria OLP, assim como todas as organizações de ”libertação”, foi concebida pela KGB. ELNB- Bolívia, de ‘Che’; ELNC-Colômbia, com a ajuda de ‘Fidel’; Exército secreto para libertação da armênia, Frente democrática para libertação da palestina, sendo este responsável por diversos atentados a bomba em Israel e por último o ‘Exército Secreto… Read more »

Felipe Silva
4 anos atrás

A história é longa. Ainda tem a cria parida e cuidada pela KGB para o futuro da OLP, também conhecida como Yasser arafat.