Home Marinha do Brasil Nota da Marinha sobre a matéria da cessão de submarinos à Argentina

Nota da Marinha sobre a matéria da cessão de submarinos à Argentina

16830
111
Submarinos classe Tupi na Base Almirante Castro e Silva (BACS) em Mocanguê, Niterói - RJ
Submarinos classe Tupi na Base Almirante Castro e Silva (BACS) em Mocanguê, Niterói – RJ

Por Roberto Lopes
Especial para o Poder Naval 

O Centro de Comunicação Social da Marinha (CCSM) do Brasil transmitiu bem cedo (pouco depois das 8h), na manhã desta segunda-feira (09.06), a este Editor Especial, uma curta nota oficial intitulada “Esclarecimento sobre a matéria “ ‘Cessão de submarinos IKL 209 à Argentina é recebida com desconfiança pela oficialidade da MB’ ”.

A reportagem divulgada pelo PN refere-se à repercussão, entre a oficialidade naval brasileira, da notícia publicada na última sexta-feira (07.06) pelo portal argentino de notícias Infobae, acerca de entendimentos entre as Marinhas de Brasil e Argentina, para que os argentinos recebam nada menos do que quatro submarinos Classe Tupi (IKL-209/1400), que, atualmente, integram o inventário do Comando da Força de Submarinos.

“A Marinha do Brasil esclarece que o texto contém somente ilações equivocadas e, ao que parece, decorrentes do desconhecimento de assuntos e procedimentos navais”, diz o comunicado redigido pelo CCSM.

A nota ignora a reportagem do portal Infobae, redigida pelo jornalista argentino Martín Dinatale, omite uma posição oficial do Comando da Marinha do Brasil sobre o assunto (o Comandante, almirante de esquadra Ilques Barbosa, tem se mantido em absoluto silêncio), mas faz alusão ao item “g”, da “Declaração de Entendimentos” alcançada por chefes militares dos dois países, semana passada, ao fim de um seminário de assuntos militares na Embaixada do Brasil.

De acordo com o comunicado, o já famoso “item ‘g’ ” “retrata fielmente a assessoria da Marinha do Brasil ao Ministério da Defesa”.

Eis a “Nota de Esclarecimento” da Marinha, na íntegra:

MARINHA DO BRASIL

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Brasília, DF.
Em 09 de junho de 2019.

Esclarecimento sobre a matéria “Cessão de submarinos IKL 209 à Argentina é recebida com desconfiança pela oficialidade da MB”

Em relação à matéria “Cessão de submarinos IKL 209 à Argentina é recebida com desconfiança pela oficialidade da MB”, publicada no dia 09 de junho de 2019, no site “Poder Naval”, a Marinha do Brasil esclarece que o texto contém somente ilações equivocadas e, ao que parece, decorrentes do desconhecimento de assuntos e procedimentos navais.

A Marinha informa que, como realizado no passado por ocasião de reparo no ARA Santa Cruz, realizado no AMRJ, vem analisando o assunto e, como sempre, voltada ao pleno atendimento dos interesses do Brasil.

Adicionalmente, também informa que o item “g”, da Declaração de Entendimentos, abaixo transcrito, retrata fielmente a assessoria da Marinha do Brasil ao Ministério da Defesa.

“g. Aprofundar a cooperação binacional na área de submarinos convencionais, incluindo a possibilidade de reparo, manutenção e construção e o estudo das possibilidades de transferência de submarinos IKL da Marinha do Brasil à Armada Argentina.”


Nota do Editor:

O comunicado elaborado pelo CCSM resultou do incômodo que o texto do PN produziu.

(Até as 10h55 da manhã desta segunda-feira, a matéria do PN já havia sido acessado mais de 20.000 vezes).

É interessante notar que o “Esclarecimento” do 1º Escalão Naval quase nada esclarece de verdade:

  • Afinal, os argentinos solicitaram, ou não, à MB, a absorção de quatro navios Classe Tupi, na modalidade 2+2, com os primeiros dois sendo cedidos ainda este ano?
  • A nota do CCSM ressalta que a Marinha prima pelo “pleno atendimento dos interesses do Brasil”. Considerando tal afirmação, é de se questionar: o Comando da Marinha aceitará que o pleito argentino desmonte todo o planejamento feito, nos últimos meses, pelo Comando da ForSub e pelos setores de Material da Força, para garantir aos navios IKL ao menos mais um ciclo de vida útil na MB?
  • Diante da solicitação da Armada Argentina, como ficam os entendimentos que a Marinha do Brasil vem mantendo, discretamente, com representantes das Armadas do Peru e das Filipinas, que também demonstraram interesse pelos Classe Tupi do Brasil?

111
Deixe um comentário

avatar
51 Comment threads
60 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
74 Comment authors
FRITZ PILSENJonas SilbersteinLuis FelipeR_cordeiroLewandowski Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
DOUGLAS TARGINO
Visitante
DOUGLAS TARGINO

Beleza, falou isso tudo e daqui a um ano vemos nosso primeiro submarino saindo após a venda. Sempre é assim: as coisas vazam, eles desmentem, e logo na frente fazem o contrário.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

o “Esclarecimento” da Marinha do Brasil quase nada esclareceu de verdade…

RENAN
Visitante
RENAN

Acho que a notícia foi plantada para aumentar o valor oferecido pelos países pretendentes a compra o submarino brasileiro.

Francisco Chianello
Visitante
Francisco Chianello

Importante e saber também a capacidade de pagamento por parte da Argentina que esta envolvida numa crise econômica acentuada.

Glasquis7
Visitante

Em crise econômica acentuada estamos nós. A Argentina está ladeira abaixo.

Hilton
Visitante
Hilton

Kkkkk

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Glasqhis. Recentemente, li um artigo chado “Brasil. Não foi uma recessão, é uma depressão” ou algo parecido, que faz uma análise sobre a gravidade da situação.

Doug385
Visitante

Capacidade de pagamento deles não conheço, mas a capacidade de embromação conhecemos bem. Quantos KC-390 eles já encomendaram?

Thiago
Visitante
Thiago

Los Hermanos que são muitos “ixpertus” ficaram nas intenções só para abocanhar uma fatia da produção para indústria deles. Mas não é só eles que ficaram com essa embromação.

FRITZ PILSEN
Visitante
FRITZ PILSEN

Os submarinos serão pagos com dinheiro que o BNDES emprestará para a ARGENTINA. Só não digo que é um negócio da China, pq o viés ideológico do Bolsonaro não permite isso.

Mudou alguma coisa?

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Fritz. Acho improvável que o BNDES possa financiar a aquisição de submarinos usados, mas acho possível que ele financiasse a aquisição de Scorpenes para exportação. Talvez o BNDES financie uma revisão dos IKL se for realizada no Brasil, mas se for realizada no exterior ele podeia apenas financiar os materiais e equipamentos adquiridos no Brasil. Se o governo brasileiro tiver interesse estratégico nesse tipo de financiamento, seria mais provável que ocorresse pelo Banco do Brasil.

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

“Importante saber tambem a capacidade de pagamento por parte da Argentina”

Essa capacidade, pura e simplesmente, não existe.
Arrisco dizer que, em matéria de economia, inflação e estagnação, a Argentina só perde pra Venezuela na América do Sul.

Doug385
Visitante

Os caras querem os submarinos a preço simbólico. Daí o governo “vende” e a beiçuda ganha as eleições. De cara vai dar uma banana para “los macaquitos”.
Parceria nessas condições com eles é passar atestado de otário.

Guizmo
Visitante
Guizmo

Eles nao vao pagar, vai ser doação pode apostar

carlos eduardo felix da silva
Visitante
carlos eduardo felix da silva

já tem pouco e ainda dar de bandeja para os Argentinos

Mfs
Visitante
Mfs

O que é fato: os novos Escorpene que estarão em serviço na MB até 2024, em 4 unidades, são maiores e mais caros de se manter que os U-209 . O poder de combate de um Escorpene é o dobro do U209 além de muito mais moderno. Provavelmente a MB por uma questão de custos vai progressivamente se desfazer dos 4 classe Tupi e manter só o Tikuna. O Tikuna, de 2005, é uma evolução do Tupi feita pela MB com tecnologia nacional, e mais novo. Pode ficar em serviço até 2035. Os Tupi devem ser vendidos para o Peru… Read more »

Luiz Carlos M Brandão Jr
Visitante
Luiz Carlos M Brandão Jr

Na realidade vocês ficaram muito ruim na fita, e agora fazem perguntas para disfarçar o furo na água. Vocês sabem que essa marola que criaram em nada ajuda à Marinha do Brasil principalmente por não terem confirmado a história antes de publicarem.
O mundo ficará muito ruim quando qualquer puder jogar na mídia qualquer coisa contra os outros sem direito a defesa ou confirmação dos dados.
Sou um fã da página mas já tem alguns meses ela tem um viés político insuportável.
Outras páginas estão bem melhores de acompanhar.

Thiago
Visitante
Thiago

Eles deram o direito de réplica e está aí a nota da MB. Se jornalismo fosse só publicar posições oficiais nem precisaria mais de jornalistas, era só pagar um papagaio que não indaga e nem faz questionamentos.

Brunow Basillio
Visitante

A MB pegou o “mal de Bolsonaro” desmente algo veiculado na impressa diz que é fake News, mas passando uns dias acontece o que a imprensa falou….
Quem está perdendo a credibilidade não é Poder Naval, mas sim a MB que não tem capacidade de assumir ou negar de vez esta notícia da mídia Argentina..

Renato B.
Visitante
Renato B.

“Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade”
William Randolph Hearst

Fernando Vieira
Visitante

O Blog aqui faz jornalismo de verdade. Tem fontes, não as revela por motivos óbvios e não tem rabo preso. Mesmo sendo contrária ou ruim, esse blog ajuda mais a Marinha do que ela mesmo pensa.
Ótimo não ser chapa branca.

Top Gun Sea
Visitante
Top Gun Sea

Perdeu uma grande oportunidade de ficar calado sentado no seu vaso e não defecar no blogue.

Top Gun Sea
Visitante
Top Gun Sea

Me refiro ao Sr. Luiz Carlos M Brandão Jr

Junior
Visitante
Junior

Vá com deus!!!!!!!!!!!

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Concordo Luiz, haja vista muita gente que frenquentava o forum ter sumido. Tecnodefesa está menos parcial!!!

Lewandowski
Visitante
Lewandowski

Perfeito, Brandão Jr…
.
Sds

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Pasmem, o Brasil vai fazer FMS!

Ricardo Ramos
Visitante
Ricardo Ramos

kkkkkkkkkk

Mateus Lobo
Visitante
Mateus Lobo

Seria engraçado se não fosse trágico

José ROBERTO
Visitante
José ROBERTO

Esses jornalistas donos da verdade…

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Acusam a matéria do poder naval de falta de coerência, causada por falta de conhecimento dos procedimentos navais. Mas o comunicado deles em nada esclarece o assunto, nem tão pouco nega o que o poder naval noticiou. Parece o governo búlgaro e a precisão que este teve como os números na hora de anunciar a compra de 8 aviões por mil milhões e tal de euros…. Postam uma lista, sem orçamentos exactos, conta de padaria e é este o preço. Desprofissionalismo total, num comunicado que mais parece ter sido escrito por um indivíduo de 14 anos, com pressa para ir… Read more »

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Se a imprensa especializada está a noticiar incoerências por falta de conhecimento, cabe à instituição corrigir isso por meio de um comunicado devidamente concebido e edificado, no sentido de informar e desmentir essas mesmas incoerências, com recurso a linguagem técnica e precisa, que não só esclareça como também não deixe espaço a dulpas interpretações.

Humberto
Visitante
Humberto

Não sei, para mim ficou bem claro.
“a Marinha do Brasil esclarece que o texto contém somente ilações equivocadas”
Ou seja, é achismo (e ainda por cima errado) de quem escreveu.
O poder naval só postou a reportagem.

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Como eu disse, “sem espaço a dulpas interpretações”, a sua é apenas umas delas. O poder naval recolhe, concerteza, a informação que tem ao dispor, informação essa que não está completamente isenta de conteúdo factual e/ou lógico. Houve um jornal argentino que noticiou X, o poder naval transcreveu e postou uma segunda matéria, de Roberto Lopez, respeitante ao assunto, esse mesmo editor termina a presente matéria com diversas interrogações respeitantes a falta de esclarecimento dos órgãos militares e governamentais sobre o assunto. Aliás, diria que o comunicado não só aborda mal o assunto em questão, como se omite de esclarecer… Read more »

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Quando digo dulpas quero dizer duplas

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

A nota da Marinha foi também clara para mim. Temos um bom relacionamento na área de submarinos com eles, inclusive lhes prestamos manutenção, e óbvio que mostraram interesse em algum que possamos ceder. Mas são apenas conversas, a tal nota “g” especifica isto. Tal qual entre um cidadão que compra um carro novo e seus conhecidos lhe indagam sobre o usado. – Agora minha opinião sobre nossos subs usados e a Marinha: Vendam todos os atuais subs alemães conforme os Scorpenes forem se tornando operacionais. Se estiverem com a manutenção em dia, melhor, maior preço e facilidade de venda. E… Read more »

Mahan
Visitante
Mahan

Só mais uma fakenews para tumultuar o Administração Bolsonaro e para envenenar o relacionamento das FFAA com o Presidente. Submarinos com mais de 20 anos de uso! Tem mais que se livrar dessas unidades já bem usadas já que incorporaremos nova classe de submarinos da MB.

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Mahan, ficaria espantado se eu o informa-se que, um submarino, tem um potencial operacional de 40 anos. O que quero dizer com isto, é que a frota submarina do Brasil não é considerada, nem no Brasil nem no exterior, envelhecida nem tão pouco obsoleta. Já a capacidade da Marinha do Brasil de correctamente gerir o ciclo operacional dos mesmos, isso já são outros 500. Aguardando por um comunicado “esclarecedor” da Marinha do Brasil respeitante ao meu comentário. 🤫 E Mahan, ficaria também espantado se eu o informa-se que, colocar operacional uma nova classe de submarinos, não é assim tão simples… Read more »

Thiago
Visitante
Thiago

Por favor troque o nick, que essas suas colocações
são um tremendo desprestígio do nome de uma das personalidades mais influentes da estratégia naval .

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Thiago, o pior é que o indivíduo ainda consegue recolher likes

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Thiago. Mahan também é o nome do autor de um dos melhores livros de química geral para nível superior. Também me incomoda ver o nome do “Bruce Mahan”, químico, usado em vão.

Thiago
Visitante
Thiago

Camargoer, desconhecia o autor por você mencionado, agradeço pela informação nunca é demais rsrs
Acredito porém, tratando-se de um blogue cuja temática é o poder naval, que a referência do sujeito fosse realmente o Alfred Thayer Mahan.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Thiago. Você tem razão sobre o Mahan naval ser diferente do Mahan químico. Mas é como falar mal do Rei… Tem aqueles que pensarão no Pelé, outros no Elvis e uns no Roberto Carlos. Mahan sempre me lembra tabela periódica.

Vovozao
Visitante
Vovozao

10/06/19 – bdia, segunda-feira, é constrangedor ver a nota da MB, almte ficando em silêncio; pode significar omissão ou concordância com seus superiores, MD, Presidência da República. Não deveriam ter se manifestado, pois, de repente, até 31/12/19, transferem dois subs. para uma ”marinha amiga do Sul” que a poucos anos tinha intenção de ocupar o sul do Brasil com suas tropas, isto é armar o inimigo.

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

Que cheirinho de fake news …

Vamos elas:

*venda de 4 submarinos
*compra de 8 escoltas
*compra de tanques Abrams
*compra de helicópteros de ataque Helibras Super Cobra
*compra de helicópteros de transporte Helibras Chinook
*compra de 4 aviões tanques Embraer 767
… e assim caminha a falta de bom senso e devaneios da falta do que fazer …

DOUGLAS TARGINO
Visitante
DOUGLAS TARGINO

Bem que eu queria que saísse isso tudo ai! kkk

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Grozella, todas essas fake news, não são de facto fake news, e vou esclarecer Tudo isso foi noticiado como pura suposição, como possibilidade de ocorrer, baseado em rumores e nesse sentido não é fake news, ninguém disse, como você disse, que seriam comprados Abrams ou Chinooks. Apenas se noticiou a disponibilidade desses equipamentos e da possibilidade de os mesmos representarem uma eventual aquisição de oportunidade, não são fake news e são dignas de serem postadas. O leitor que zele por estar informado não terá problemas em analisar todas as possibilidades e mesmo rumores, até porque, como bom leitor, manter-se-á sempre… Read more »

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

Suposições sem plano de ação, sem caixa, sem posição oficial das Forças Armadas pra mim são Fake News. Querer é uma coisa, o desejo, o sonho … agora dizer que tem reais intenções do devaneio de certas pessoas pra mim é conto do jornalista Pinóquio! Porque não publicam o que a Marinha Argentina acha disso tudo??? Afinal, imagine receber de presente 4 submarinos, um retrofit no estaleiro, o treinamento dos tripulantes (ou vocês acham que é só entregar e sai navegando e mergulhando???). Poem no pacote o Felinto Perry – já que também precisa de um overhauling e para nós… Read more »

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

“Helibras” Super Cobra e Chinook foi de doer muchacho. E, até onde sei e li, as matérias sempre falavam sobre possibilidades, o famoso ;
“falam por ai…”
Menos rancor ,os debates sobre as possibilidades de aquisição de cada item ai foram muito,na medida do possível(devido aos “xings” da vida) excelentes e enriquecedoras.

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

Não! As matérias falavam de OFERTAS atreladas a compromissos de atualizações executadas nos países de origem!

Entre a Oferta e o Aceite/De Acordo vão uma grande distância, diferenças e detalhes.

Não existe nenhuma Nota oficial das Forças Armadas formalizando a compra ou aceite!

Não existe NOTA OFICIAL dizendo que vamos oferecer aos Argentinos, nem Venda e nem Doação. Nenhuma Nota do Governo Federal, nem da Marinha do Brasil, nem do Ministério da Defesa e nem das contra partes da Argentina.

100% FOFOCA! 100% FAKE NEWS!

Thiago
Visitante
Thiago

Notícias que são baseadas em possibilidades, boatos , estudos, conversas, análises , propostas, oportunidades, fofocas de corredores, gargantas profundas, lobbyng ou até propaganda plantada para ser espalhada…enfim todas de interesse público. Faz mais que sentido ser publicadas.
Nunca foi afirmado que esses fatos iriam ocorrer e quem segue esse ambiente sabe que muitas são só possibilidades que não irão acontecer ou podem levar anos para ser concretizadas .

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

Notícias são FATOS! Contra fatos não há argumentos!

Notícias que NÃO são baseadas em possibilidades, boatos , estudos, conversas, análises , propostas, oportunidades, fofocas de corredores, gargantas profundas, lobbing ou até propaganda plantada para ser espalhada … NÃO SÃO NOTÍCIAS.

A Trilogia presa pelos FATOS, e não probabilidades.

Ou podemos abrir um novo site: FOFOCAS (pode ser Sonhos, Desejos, Devaneios, Eu Acho que, Eu Ouvi Falar, Boatos, Falsos, …) Militares!

Thiago
Visitante
Thiago

E pior que é: as maiores revelações são de “fofocas” que deixou vazar essas notícias. É exatamente assim que funciona o jornalismo, nem sempre é possível apresentar ou fornecer provas( afinal não cabe a eles tão tarefa e sim as instituições competentes ), muitas se há indícios , suspeitos, que forçem os diretos interessados expressar a própria posição e expo-la ao conhecimento público. Que jornalismo seria então? O intento é antecipar e apresentar a notícia qianto antes possível, não quando ja aconteceu …Para isso há o diário oficial da União.

Antunes Neto
Visitante
Antunes Neto

Se no país vizinho se noticiou algo, é digno de nota. Se há notícias na Argentina (fato) que os tipos foram ofertados pelo Brasil, isto é notícia. Pode ter sido ofertado no encontro entre os presidentes. Não está claro, mas se o presidente ofertou a portas fechadas a marinha pode não estar sabendo ainda, e isso gerou um furo de reportagem na Argentina. O furo é um fato. Estando certo ou errado. Observe que a nota da marinha nem confirma nem desmente. O que faz sentido. A marinha possui um vínculo com a armada Argentina, que abre a possibilidade do… Read more »

Gabriel BR
Visitante
Gabriel BR

Vamos ver se dar esse tanto de benesses aos argentinos vai trazer algo de bom para o Brasil…eu pessoalmente acho que não

Beserra(FN)
Visitante

O mais interessante foi ver na outra matéria o números de colegas com paus e pedras nas mãos afirmando que a MB não possuía visão, que somos incompetentes e etc… A noticia veio de uma revista argentina, notória por fake News, onde aqui entre o oficialato da MB, nenhuma tratativa existe, o assunto não existia. O nosso MD que é um General-de-Exercito se meteu em um assunto que desconhece (ForSub). Não faço parte da ForSub, porém tenho amigos e colegas de turma na mesma, foram pegos de surpresa pelas notícias. Até mesmo as tratativas com as Filipinas e com o… Read more »

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

E devido aos babacas de plantão perdemos os comentários do pessoal da ativa que, na medida do possível nos brindão com informações legais e pontuais. ;-(

Doug385
Visitante

A trilogia virou uma espécie de Folha de São Paulo dos assuntos militares. Triste realidade, pois frequento os sites a anos e há aqui pessoas cujos comentários tem mais valor do que as próprias matérias. infelizmente vejo cada vez menos essas pessoas comentando por aqui. Lamentável o caminho que a trilogia está tomando nessa ânsia por atrair público.

C.César
Visitante
C.César

Isso aí foi outra barrigada do site. Lembram da história do Trump não honrar compromisso? E nem ficam vermelhos.

Ferreras
Visitante
Ferreras

Desejo que todo essa barulho sirva para afastar a possibilidade dessa ideia ser concretizada.

Grozelha Vitaminada Milani
Visitante
Grozelha Vitaminada Milani

A Marinha do Brasil não deveria comentar NADA e nem perder tempo com esse e outras notícias … A mídia Argentina quis dar uma Esperança e levantar o moral das tropas. Só isso. Agora, cadê aquela historinha que nos venderam que os Alemães (Alenkars) que ganharam as Fragatinhas* iriam oferecer no pacote o retrofit dos IKL’s? *Nota da Dilma: esquece META das Corvetas, quando soltarem o vencedor da licitação, dobramos a META e vamos receber Fragatas. Agora, veja os absurdos … além de dar, isso mesmo dar os 4, vamos capacitar um estaleiro nas terras dos los hermanos. Enfim, vai… Read more »

Osvaldo serigy
Visitante
Osvaldo serigy

Que desrespeito e falta de atenção com o site e os leitores essa nota!!

Gustavo Couto
Visitante
Gustavo Couto

Na reportagem sobre os planos de descomissao da classe Tupi, o site demostrou favorável. Até disse que o Peru tem experiência na manutenção dos IKL.
E os submersíveis estão obsoletos e o custo de reparo muito alto. Era melhor vender e finançiar mais um scorpene.
Agora diz q nem o Peru não tem capacidade de manutenção.
E um punhado de abobrinhas de sermos subjugado por interesse portenho.

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Bicho, os 4 vendidos a preço de ouro ainda não pagam um só scorpene. Aliás, como estão obsoletos meios fabricados ao longo da decada de 1990? Nem a USN tem a moral de chamar de velhos navios com 20/25 anos!

Mauro
Visitante
Mauro

Esse cara nunca vai se emendar.

Márcio Diniz
Visitante

Boa

Top Gun Sea
Visitante
Top Gun Sea

A nota da MB nada esclareceu, disse em parabolas enigmáticas. muita sensura! Um fato tão relevante desse que diz respeito ao patrimônio pago por nós contribuinte. Um comandante que não fala. O Leal tem feito muita falta.

Márcio Diniz
Visitante

se o Brasil se visse envolvido em um conflito militat, quais seriam seus meios de defesa e ataque, digo, a força naval, a Amazônia Azul com toda essa dimensão quais nossos meios para fiscalizá-la. A verdade é que nossos meios são insuficiente para atender nossa área marítima que é gigantesca! E vocês desfazendo do pouco que temos, a quem interessa essas vendas?

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Márcio. Acho que “envolvimento em conflito militar” é muito amplo. Talvez seja necessário uma descrição mais detalhada para analisar qual a capacidade de defesa brasileira. Alguns colegas se entusiasmaram com a ideia de um intervenção militar na Venezuela, outros talvez tenham defendido que o Brasil participasse da coalizão que invadiu o Iraque. Durante a Guerra das Malvinas a MB e a FAB foram bastante solicitadas. Pode ser que ocorra um conflito de média intensidade no litoral atlântico da África. Talvez você esteja pensando em um grupo guerrilheiro tentando desestabilizar o governo brasileiro ou um grupo de guerrilheiros que combatem… Read more »

rdx
Visitante
rdx

Parabéns ao blog pelo excelente jornalismo. Não sei o que é mais patético, a nota da MB ou quem defende o alinhamento do blog com o centro de comunicação social da MB.

GFC_RJ
Visitante
GFC_RJ

Não vou falar de reportagens nem do PN, nem do Infobae. Somente três observações particulares: 1 – As especulações sobre a transferência dos IKL não vieram do nada. Há um documento oficial assinado por ambos ministérios de defesa citando “o estudo das possibilidades de transferência de submarinos IKL da Marinha do Brasil à Armada Argentina”. Portanto, o assunto está sendo sim tratado, mas em termos, a princípio, desconhecidos e somente especulados. 2 – Financiar a Argentina é quase o mesmo que financiar Cuba ou a Venezuela. O atual rating argentino na classificação de risco é péssimo e seu histórico de… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro GFC. Concordo com seu item 1 e também lembro que a MB já negociou com a Argentina a transferência de alguns IKL antes do acidente do San Juan, já informou que outra marinha sulamericana tem interesse nos IKL além de outra marinha asiática. Portanto, seria razoável pensar que a Argentina estaria retomando as negociações. Discordo do item 2 pois a Argentina é o terceiro parceiro comercial do Brasil (8%) depois da China e EUA, sendo que praticamente 1/3 do comercio entre os dois países são carros, caminhões, tratores e autopeças, e que desde 2009 o comércio entre os países… Read more »

Roberto luiz
Visitante

Para que tanta celeuma por causa de carcaças flutuantes?

Paulo
Visitante
Paulo

Nossa, a MB tá perdidinho! 😳

Carta Branca
Visitante
Carta Branca

Acho que está faltando um pouco de contexto político nessas matérias do PN, natural, aqui se discute assuntos militares.

Senhores, esse foi só um aceno político de cooperação com o Macri, peso real, transferência de submarinos e financiamento na realidade não se materializará pois o governo brasileiro já trabalha com o plano que Macri vai perder a eleição e a boa probabilidade da véia louca voltar pra transformar a Argentina numa Venezuela.

Ou seja, o objetivo é depois da eleição cancelar todas essas medidas programadas e dizer “olha lá, queríamos ajudar mas vocês (povo) fizeram merda, então se virem sozinhos”.

João Moro
Visitante
João Moro

Eu não confio mais nesse editor…

Nilson
Visitante
Nilson

Pelo que entendi, a nota da MB quer desfazer a terrível impressão de que o Ministro da Defesa tivesse assinado um documento (o famigerado item “g”) sem prévia assessoria da Marinha, maior interessada no assunto. Mas o histórico dos rompantes do nosso Presidente acaba prevalecendo sobre uma nota tão lacônica da Marinha, que explica muito pouco; nesse contexto, é mais fácil acreditar que houve um acerto de última hora entre os Presidentes, que mandaram os Ministros da Defesa assinarem a nota e depois resolverem o problema com seus subordinados.

Ozawa
Visitante
Ozawa

Já basta à MB estar perdendo navios pela obsolescência para querer também perder o respeito pela incoerência com essa “Nota de Embaraçamento”.

PCBueno
Visitante
PCBueno

É, é isso aí!

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Por mim eu não daria nem adubo de graça para os Argentinos. palhaçada isso ai.

LucianoSR71
Visitante
LucianoSR71

Creio ter sido eu o 1º a citar em um comentário no post anterior o item “g” da Declaração de Entendimentos – que não é um acordo como foi colocado na matéria inicial, mas algo bem menos importante – e me admiro que um jornalista venha a escrever uma matéria baseada em texto de outro veículo e não busque a fonte original ( o documento ) p/ confirmação da qualidade / veracidade do que vai noticiar. O correto, no meu humilde modo de ver, é que se faça o dever de casa do jornalismo antes de escrever qualquer texto, caso… Read more »

Caio
Visitante
Caio

Já não mostram mais nem capacidade de mentir. Realmente virou casa da mãe Joana.

William Duarte
Visitante
William Duarte

A Dona Maria do Brasil não está entendendo o Zé Brasil, ela está mal vestida, o Zé mal tem dinheiro para comprar roupa usada no brecho para a patroa, o clima está ruim, e para agradar o vizinho mais quebrado ainda, e que é a arrogância em pessoa, o Zé está insistindo em vender fiado, sabendo que não vai receber os 4 tamancos meia vida que a Maria do Brasil ainda tem, para agradar a mulher do vizinho, e para isso ele vai deixar descalço a Maria do Brasil, a favor tal a amada Argentina do vizinho. Vê de da… Read more »

Leopoldo
Visitante

Toda notícia que não estejam com confirmação da marinha não poder ser levado a sério até porque não faz nenhum sentido a venda desses submarinos. Tem muita noticia propagada de forma incorreta.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Leopoldo. Ha algum tempo (aprendi?) a MB informou que uma marinha do sudeste asiático e outra sulamerican tinham interesse em alguns IKL, Portanto é real a possibilidade desses submarinos serem transferidos, não necessariamente para a Argentina.

Oséias
Visitante
Oséias

Telefone sem fio:
O que o Brasil disse: Nós podemos estudar a possibilidade de futuramente realizar a transferência dos submarinos descomissionados, com as condições a serem determinadas.
O que o ministro argentino entendeu: Nós provavelmente iremos transferir os submarinos para vocês.
O que a imprensa argentina entendeu: Nós com certeza iremos transferir nossos 4 submarinos pra vocês, neste ano ainda, e vai ser de graça. Já podem passar lá no Rio e pegar a chave.

Bruno
Visitante

Não tem que dar nada. Quem tem filho grande é elegante, recuperar os submarinos é utilizar por maus 10 -15 anos isso sim

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Bruno. Em outro post, o Nunão alertou que “ceder” pode significar venda, leasing, empréstimo e até doação.

Daniel Ricardo Alves
Visitante
Daniel Ricardo Alves

Vish! Que vergonha . . . Agora só o que o “Poder Naval” pode fazer é torcer para o boato estar correto. Por enquanto, está com a moral mais arranhada que o Spunik.

Thiago
Visitante
Thiago

Isso é inveja de concorrente ou dor de cotovelo de torcedor político porque tiveram a ousadia de expor uma mancada do seu “timão “?

C.César
Visitante
C.César

Essa defesa do site é agradecimento de mais esse espaço para vcs esquerdistas chorarem as pitangas?

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Daniel. As coisas são mais complicadas que isso. Cito dois casos. O primeiro está descrito no filme “Todos os homens do presidente”, quando o editor comenta que ele soube que Kennedy iria substituir o diretor do FBI. Ao publicar a noticia, ele foi desmentido e o diretor mantido. A noticia era verdadeira, mas o governo mudou de opinião sobre a pressão da noticia, mantendo Hoover na direção do FBI até sua morte. Outro caso está documentado na biografia de Getúlio, que havia decidido por um nome para seu ministério mas pediu para que ele aguardasse até a comunicação oficial,… Read more »

Delson
Visitante

Uma parceria que traz prejuízo não é parceria, não precisamos fazer média com a Argentina pois é um país que não vai nos ajudar em nada

Gilson
Visitante

Pessoal eu vejo essa situação dos submarinos IKL 209, como politica desesperada da Argentina, em relação as suas forças armadas atuais. No caso da marinha deles em adquirir dois ou quatro submarinos IKL 209, do brasil, pode ser um golpe que os Argentinos, estão tramando para poder desacelerar o programa de submarinos do Brasil, e precisamos ficar atentos com essa situação. A marinha do Brasil, esta certa em ficar preocupada com os andamentos desses acordos. Caso se concretize a situação é preocupante.

Foxtrot
Visitante
Foxtrot

Traduzindo, bla blá blá fizemos besteiras pois somos dementados e agora estamos do&[email protected] e iremos desmentir tudo kkkkkkk.
Bando de lesados !

Carlos Henrique
Visitante
Carlos Henrique

A questão e que o texto no item g, e totalmente genérico, e sujeito a várias interpretações, alguém lá na Argentina falou, alguém acrescentou algo, e as pessoas querem respostas, que ainda nem foram discutidas, entre os diversos, escalões da armada naval e ministério da defesa, já devíamos ser adultos o bastante, para lembrar que os boatos, já levaram exércitos a derrota, e reis perderam suas cabeças, vamos aguardar.

Marcelo-SP
Visitante
Marcelo-SP

Acho que a nota da MB foi clara, para quem sabe ler português. Se alguém não entendeu, aqui vai desenhado: 1. Essa conversa de entregar 4 submarinos de graça, amanhã, aos argentinos não passa de imbecilidade plantada pelo site argentino e aumentada pelo Poder Naval; 2. Como bons vizinhos, podemos apoiar a Marinha Argentina em vários aspectos da operação de submarinos, até mesmo por uma futura cessão de meios a ser negociada, se for o caso; e 3. Qualquer ação relativa a este assunto dependerá de estudos que contemplem os interesses e as necessidades do Brasil. Ponto. O resto é… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Marcelo. Essa discussão sobre a possível cessão dos IKL para a Argentina (ou Peru ou para um país asiático) nada tem a ver com crise. A MB já manteve conversas com a Argentina para a cessão de alguns IKL antes do acidente com o San Juan. Tenho a impressão que alguns colegas estão desconsiderando o tempo necessário para esse tipo de negociação, do tempo necessário para a transferência e o tempo necessário para entrar em operação em outra marinha. Alguns fatos são relevantes. 1) a MB irá incorporar nos próximos 5 anos quatro SBR-Scorpenee novos (tenho a impressão que… Read more »

André Braga
Visitante
André Braga

“Mitem”, “Mintam” ou “Desmintam”, o certo é que os submarinos IKL 209 do Brasil serão vendidos, pois tem potencial para isso e agora já são ao menos 3 nações interessadas nos mesmo. Bom seria que o valor da venda seja totalmente empregado no desenvolvimento os novos Scorpenes ou especificamente no Submarino de propulsão nuclear Álvaro Alberto

Wagner
Visitante
Wagner

Muito bem !! Já temos poucas defesas efetivas, os submarinos são a unica arma de resposta concreta da MB a uma invasão ou ataque a nossa costa, estamos perdendo nossos navios num ritmo igual a Marinha Soviética de 93-94 ( só que os russos ao menos tinham navios para perder…), e algum gênio tem a temeridade de pensar, nesse momento, em simplesmente dar de graça para a Argentina nossa ( única) Linha de Frente ???!!! Muitoo beeem !! Eu sabia que existia ” genialidade ” no alto comando da MB, mas dessa vez as minhas expectativas foram mais que superadas… Read more »

Roberto Santos
Visitante
Roberto Santos

A CCSM tirou onda, chamou o editor ” Especial ” de leigo nos assuntos navais. De qual quer forma, a resposta ao texto do PN foi coisa de jumento, não acrescentou coisa com coisa, na verdade confirmou no tal item “G” que o escritor não tá tão errado assim.
Obs: Com todo respeito aos Equus Asinus

Merlin
Visitante
Merlin

Eu estava levando com desconfiança devido a fonte da informação.
Mas se realmente a ideia chegou a ser cogitada (o que nunca realmente saberemos), a intenção caiu por água abaixo devido a repercussão negativa.
Devido ao temor e risco de mais uma decisão incoerente, independente da notícia ter sido verídica ou não (mas com divulgação em veículo argentino), fico feliz na permanência dos IKL como parte integrante da tropa.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Merlin. Há cerca de um ano, logo após o acidente com o submarino argentino. houve um debate sobre a conveniência da MB ceder (vender, alugar, transferir… seja o que for) até dois IKL para a Argentina. Muita gente colocou foi contra mais por ufanismo ou por preconceito contra a Argentina. Algum tempo depois, soubemos que a MB e a ARA estavam mesmo negociando essa ideia, que foi interrompido devido a perda do San Juan. Recentemente, lemos sobre a possibilidade da MB ceder (vender, alugar, emprestar.. seja o que for) dois IKL para uma país asiático ou para a marinha… Read more »

Fabio Mayer
Visitante
Fabio Mayer

Pelo jeito, a cada comissionamento de Scorpène SBR, haverá um descomissionamento de IKL… seria ao menos, melhor para nossa esquadra!

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Fabio. Tenho esse mesmo ponto de vista.

Armando Eisele
Visitante

Veja , não temos nenhum navio de guerra quase. Esses submarinos são essenciais para mantermos algo em operação. Negócio com a Argentina quebrada é tirar daqui e deixar parada lá. Reforma e operacionaliza esses submarinos , 12 submarinos é a meta. E pronto. Quando mais Scorpenes estiverem prontos vai vendendo. Agora quer alinhar com a Argentina…alinha o preço da comida na hora de vender e de segurar estoques para pressionai aumento de preços. Somos o segundo e terceiro exportadores mundiais….sejam estratégicos nisso…pelo menos. Ou continuaremos a ser os maiores produtores de comida e onde o povo mais passa fome.

R_cordeiro
Visitante
R_cordeiro

Em uma certa reunião de oficiais a notícia da “entrega” dos ikl rendeu boas risadas. É o famoso telefone sem fio, me admira o PN dar ouvidos a isso sem ouvir fonte nenhuma dentro da MB ou MD, são tempos estranhos aqui no PN.

Luis Felipe
Visitante
Luis Felipe

O esclarecimento que nada esclarece.

Jonas Silberstein
Visitante
Jonas Silberstein

A melhor parte da nota da MB, sem dúvida, é essa: ” o texto (publicado no site) contém SOMENTE ilações equivocadas e, ao que parece, decorrentes do DESCONHECIMENTO DE ASSUNTOS e PROCEDIMENTOS NAVAIS.
Perfeito! Eu somente adicionaria que não é de hoje isso!