Home Asas Rotativas Marinha do Brasil recebe segunda aeronave UH-17

Marinha do Brasil recebe segunda aeronave UH-17

8894
35
Chegada da segunda aeronave UH-17 N-7091 no 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral
Chegada da segunda aeronave UH-17 N-7091 no 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral

A Marinha do Brasil recebeu, no dia 10 de julho, a segunda aeronave UH-17 no 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (EsqdHU-1). Com a aeronave N-7091, conclui-se mais uma fase do Contrato de Obtenção de Aeronaves para a Operação “Antártica”.

A obtenção das aeronaves UH-17 tem como objetivo principal evitar uma lacuna nas operações aéreas embarcadas nos navios que apoiam o Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR). Esse novo meio soma-se à aeronave N-7090 para trazer novas capacidades operacionais ao EsqdHU-1, em face da sua cabine ampla e de fácil acesso, do maior peso máximo de decolagem, da maior capacidade de carga do gancho, e de novos e mais confiáveis equipamentos aviônicos compatíveis com Óculos de Visão Noturna (OVN).

O aumento da disponibilidade de aeronaves com sistemas modernos, apoiadas por um Contrato de Suporte Logístico com a fabricante da aeronave e dos motores, é resultado das tratativas entre a Marinha do Brasil, Helibras e Safran.

FONTE: Marinha do Brasil

Subscribe
Notify of
guest
35 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Yuri Dogkove
Yuri Dogkove
24 dias atrás

Legal! Faltam agora 28…

Alexandre
Alexandre
24 dias atrás

Para proteger a nossa costa marítima de quase 7.500 km de extensão, teríamos que ter 20 fragatas da classe Tamandaré, 30 Submarinos, 2 porta-helicópteros, 60 avisos de patrulha da classe Merlim, e 120 navios de patrulha oceânica como aqueles da classe Amazonas.

Com certeza se a MB tivesse este arsenal de embarcações, a nossa costa marítima ficaria mais protegida.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Alexandre
24 dias atrás

comment image

não esqueça também de algo que poderia ser útil e indispensável…

Alexandre
Alexandre
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
24 dias atrás

Opa. Boaaaa, os radares também seriam excelentes para reforçarem a proteção da nossa costa marítima, inclusive desenvolvendo-os para detectarem embarcações a 500 km da nossa costa, seria excelente ter uma boa quantidade de radares no nosso litoral, boa pedida.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Alexandre
24 dias atrás

comment image

pelo que se fala,24 seriam suficientes para proteger a costa…

Esse número de 370km não é final,com o sistema foi possível acompanhar e monitorar embarcações a 237,46 MN (aproximadamente 439,77 Km), escolhida de forma aleatória na tela do radar….

comment image

Last edited 24 dias atrás by ADRIANO MADUREIRA
Alexandre
Alexandre
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
24 dias atrás

Top, muito top, 24 radares para protegerem a nossa costa é excelente.

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Alexandre
24 dias atrás

“ e 120 navios de patrulha oceânica como aqueles da classe Amazonas”

Acho que você colocou um zero à direita acidentalmente, não?

Alexandre
Alexandre
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
24 dias atrás

A nossa costa marítima é grande, além dos navios de guerra, como submarinos e fragatas, tem os de patrulha oceânica que também ajudam no combate ao tráfico marítimo de drogas, além de vigiarem bem a nossa costa.

Se n for 120, pelo menos uns 80 navios de patrulha oceânica.

sergio ribamar ferreira
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
24 dias atrás

Boa tarde. Sr. Fernando de Martini se tivéssemos 10 a 12 submarinos SBR, 10 a12 escoltas divididos entre fragatas e corvetas e mais duas dezenas de navios patrulhas(dependendo do tipo e propósito da embarcação), fora navios de minagem, já seria um salto para MB. Esqueci: Patrulha aero- naval. Tudo isso dentro de uma visão de produção em série que ao passo do envelhecimento das naus estas poderiam ser vendidas no seu devido tempo mantendo o número esperado. Nem cito o SNBr.. Nada absurdo quando se tem Investimento , Gestão, Racionalidade( não nessa ordem) .Muitos vão dizer que é pinga -pinga… Read more »

Reinaldo Costa
Reinaldo Costa
Reply to  sergio ribamar ferreira
23 dias atrás

Esqueceram a costa oeste, empregnada de narcotraficantes.

Pecatoribus
Pecatoribus
Reply to  Alexandre
24 dias atrás

Classe Merim? 🤔

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Alexandre
24 dias atrás

Às vezes falta qualquer pé no chão nos assuntos de defesa. Na verdade, a nossa atual força já não faz qualquer sentido e eu explicarei: As forças armadas brasileiras são incapazes de conter efetivamente qualquer potência média mundial, sejam elas nucleadas em porta-aviões ou não, mas que contem com meios eficazes de projeção de força. Dito isso, muitos falam sobre os nossos vizinhos, onde a bem da verdade daria pra manter a superioridade gastando 1/3 do que é atualmente gasto. Aí quando vamos pras “marinhas ideais”, sempre surgem números mirabolantes como 20 tamandaré e TRINTA submarinos.. Honestamente, o que 30… Read more »

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
Reply to  Alexandre
23 dias atrás

Sendo bem otimista e pensando num universo de tempo 15 anos adiante, acredito que a Marinha do Brasil tem grande chances de chegar a 2036 com 01 NAe, 01 PHM. 02 NDM, 06 corvetas Tamandaré, 06 OPV, 24 NPa500. 06 Sub e 02 SuBNuc.

Esses números estao mais próximos dos programas previstos anteriormente pela Marinha.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Entusiasta Militar
23 dias atrás

No que você se baseia para ser tão otimista assim?

Jorge Knoll
Reply to  Alexandre
23 dias atrás

Verdade que os meios que dispõe a MB fica bem aquém de suas reais necessidades, face o envelhecimento das embarcações, além de ultrapassadas, e não dispomos de nenhum submarino que possa navegar em alto mar. Fragatas, com mais de 40 anos, destróier zERO, navio Patrulha Oceânica 03, o Bahia, e o Atlântico. O resto só de apoio.

Jadson Cabral
Jadson Cabral
24 dias atrás

Agoras os Almirantes têm um meio mais moderno e confortável para se deslocarem visitando as OM

Jadson Cabral
Jadson Cabral
24 dias atrás

Esse heli seria perfeito pra substituir a frota de esquilos das forças de segurança dos estados Brasil a fora, que em boa parte já deve ter mais de 30 anos e não se adequam bem a missão. Além do mais, um contrato desse porte para a produção de centenas pela Helibrás daria um fôlego de anos a industria. Será que ninguém tá pensando nisso?

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Jadson Cabral
24 dias atrás

comment image?wid=1920&fit=fit,1&qlt=85,0

Ficaria satisfeito de ver o EB com aeronaves capazes,se viessem puro-sangues de combate seria ótimo,se não,poderiam vir alguns militarizados mesmo.
comment image

helicóptero Airbus H145M com sistema de armas HForce na Papa Airbase na Hungria em 2017.
comment image

Tomcat4,2
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
23 dias atrás

Ao que parece o EB studa isto aqui abaixo;
comment image

E a modernização dos Fennec’s e Panteras do EB busca acrescentar esta capacidade de lançar misseis ATGM;
comment image

Lu Feliphe
Reply to  Jadson Cabral
24 dias atrás

Compartilho da mesma opinião, a produção de várias unidades daria fôlego para a Helibras. Uma idéia minha seria que os Esquilos retirados de operação, poderiam ser utilizados por forças de segurança, já que há regiões onde apenas há uma ou duas unidades presentes.

Last edited 24 dias atrás by Lu Feliphe
ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Lu Feliphe
24 dias atrás

O meu estado( RN ) depois de anos,só agora irá comprar outra aeronave,nada de moderno,apenas mais outro esquilo

Fers
Fers
Reply to  Jadson Cabral
24 dias atrás

H135 da PMCE.

ec135helionix2.png
Last edited 24 dias atrás by Fers
ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Fers
24 dias atrás

lindo…

Matheus
Matheus
Reply to  Fers
23 dias atrás

Penso se a PMESP já não pensa em substituir os Esquilo deles tambem, eles comprar uns AW109, mas foram para a policia ambientalcomment image

Tutu
Reply to  Matheus
23 dias atrás

Prefiro nem comentar sobre o ÚNICO helicóptero do meu estado….

Tutu
Reply to  Tutu
23 dias atrás

104402_1000.jpg
Tutu
Reply to  Tutu
23 dias atrás

Aqui é o faz tudo, e pelo o que eu sei voa bastante.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Matheus
22 dias atrás

comment image

Pena que a Joint-venture entre a Embraer e a Agusta Westland não deu certo…
comment image

E a força da Helibrás( Airbus ) é grande.
comment image?t=1540460247636

Last edited 22 dias atrás by ADRIANO MADUREIRA
Talisson
Reply to  Jadson Cabral
18 dias atrás

O Estado do RS recebeu 2 Koalas com guincho, Flir e certa capacidade “ambulância”. Era pra ser um Samu aéreo pra Copa (governo Dilma para governo Tarso Genro né) mas por falta de projetos o Samu não vingou e ficaram no hangar até o novo governo PMDB achou melhor que a Brigada Militar assumisse a missão. Se não me engano custaram juntos por volta de R$30 milhoes com contrato de manutenção. Tem mais dois Esquilos anos 1980.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
FABIO MAX MARSCHNER MAYER
23 dias atrás

Confere, que é um contrato para 3 aeronaves?

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
FABIO MAX MARSCHNER MAYER
22 dias atrás

Off topic: parece que o TCU mandou alterar a forma de financiamento das corvetas Tamandaré, encontrou irregularidades no aporte feito na EMGEPROM e o governo terá que mudar o sistema.

Cristiano Salles (Taubaté-SP)
Cristiano Salles (Taubaté-SP)
22 dias atrás

O símbolo das aeronaves da marinha, poderia ser o da FAB em primeiro plano, junto com a âncora em segundo plano, para diferenciar…

Acho que o excesso de cores, verde, amarelo e azul, no estabilizador traseiro, deixa as aeronaves da marinha do Brasil, meio com poluição visual, para não dizer outra coisa…

Muitos símbolos: Tem uma âncora, tem os traços verde, amarelo e azul e mais o círculo tipo alvo, verde amarelo e azul…

Com o símbolo da FAB junto com uma âncora, ficaria bem bonito…

Ou com o símbolo da FAB, e escrito MARINHA…

Minha opinião…

Abraço a todos…

Lu Feliphe
Reply to  Cristiano Salles (Taubaté-SP)
21 dias atrás

Poderia ficar bonito, mas a Marinha deixar um símbolo da Força Aérea em suas aeronaves seria difícil.

Camaergoer
Camaergoer
Reply to  Cristiano Salles (Taubaté-SP)
20 dias atrás

Olá Cristiano. Eu fico mais incomodado com a bagunça nos códigos das aeronaves (aparelhos similares têm códigos diferentes em cada uma das forças).

Funcionario da Comlurb
Funcionario da Comlurb
20 dias atrás

Muito bacana !