quarta-feira, maio 25, 2022

Saab Naval

Marinha do Brasil recebe segunda aeronave Super Cougar versão AH-15B

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A Marinha recebeu da empresa Helibrás, em 22 de janeiro, a segunda aeronave Super Cougar na versão AH-15B. Ela recebeu o indicativo visual N-4102 e é a décima terceira aeronave H-225M a ser incorporada ao acervo da Aviação Naval, no escopo do Projeto “H-XBR”.

A aeronave foi desenvolvida especialmente para a Marinha, sendo a mais complexa da frota das aeronaves H-225M. Ela dispõe de sistemas embarcados no “estado da arte”, incluindo a capacidade de lançar mísseis Exocet AM39 B2M2, sistema “CHAFF & FLARE”, radar tático APS-143 e equipamento FLIR Star Safire III, todos integrados ao sistema de gerenciamento de dados táticos de missão (N-TDMS).

A entrega do novo meio pelo Setor do Material ao Setor Operativo representa importante incremento na capacidade de defesa e vigilância da Amazônia Azul.

H225M (UH-15A) com dois mísseis antinavio AM-39 Exocet
H225M (UH-15B) com dois mísseis antinavio AM-39 Exocet

FONTE: Marinha do Brasil

- Advertisement -

152 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
152 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
kahllil

Qual e o estoque atual( operacional) de Exocet AM39 B2M da MB? a intenção de novas aquisições para uso também junto a versão de lançamento com os submarinos Riachuelo  

Pedro Fullback

Para nós brasileiros médios e para países que não fazem parte da OTAN, não sabemos o número exato de mísseis disponíveis no inventário da MB.

MARIVALDO DINIZ MACHADO

Verdade, esta informação não deve ser divulgada ostensivamente, visto que é de segurança nacional.

Rafael Costa

É uma informação classificada, mas pelo histórico de compras a conta gotas das FA, acredito que o número não ultrapasse 30 unidades.

Fernando Vieira

Mísseis tem prazo de validade e são caros, pra que a Marinha vai comprar 500 Exocets se eles vão acabar vencendo sem uso?

O ideal era ter a tecnologia que vem a passos de cágado no ManSup, assim teria-se uma certa dotação de mísseis para qualquer coisa (capaz de, sem retirar dos outros meios, colocar duas fragatas em dotação de guerra) e, no caso das coisas escalarem para um conflito poder encomendar mais.

Nemo

Realmente mísseis são caros e tem prazo de validade e não haveria sentido em grandes estoques; por outro lado caso você precise poderá não conseguir obter. Penso no caso de Israel que compra praticamente os principais meios, mas is mísseis ecsistemas militares desenvolve localmente.

Isaias

Olá
Por isso que tem os treinamentos para ver seus estragos

Fernando Vieira

Veja bem, não estou dizendo que a Marinha os tem em quantidade suficiente até porque nem sei quantos ela tem. E nem saberia dizer qual seria a quantidade ideal para tempos de paz que permita tempo para se obter mais quando as coisas começarem a ficarem complicadas.

Nemo

Eu compreendi seu postos e tenho uma posição similar a sua, resumindo a minha posição: vamos aprender a fazer mísseis e eletrônica militar, para termos controle sobre os meios de defesa.

Camargoer.

Olá K. Lembrando apenas que o Exocet lançado por submarinos é o SM39. O AM39 é lançado de helicópteros ou aviões e o MM40 é lançado de navios.

Dalton

O MM 40 é também utilizado em baterias costeiras Camargo , onde 2 veículos são armados com 4 mísseis cada e outros 2 veículos são responsáveis pela detecção direção, etc.

Camargoer.

Olá Dalton. Obrigado. Comentei o uso do MM40 no contexto da MB, mas agradeço por complementar. Valeu.

Glaucio Marques

Dalton, o contexto utilizado é o da Marinha do Brasil…………… não venha de forma alguma dizer que a Marinha do Brasil lança esse míssil a partir de baterias costeiras, melhor vc apagar sua postagem pois atrapalhou a leitura e vai confundir muita gente. Tem gente que para “aparecer” aqui no site escreve qq bobagem.

Carlos

Você está passando bem? O que te aconteceu pra você sair ofendendo assim, gratuitamente, as pessoas que aqui colaboram com as suas opiniões ? Não basta negativar? Educação e Respeito não fazem mal a ninguém!

Veiga 104

Perfeito Carlos. Tenho certeza que você falou pela maioria.

Piassarollo

Carlos, ótima colocação, abs

Leandro Costa

Faço coro com as palavras do Carlos.

Ademais, a Armada Argentina também não usava o Exocet à partir de baterias costeiras, mas improvisaram uma durante o conflito das Falklands, portanto o comentário foi sim pertinente.

Veiga 104

Sua grosseria e agressão pessoal não contribuiu em nada com o assunto da matéria. O site disponibiliza esse espaço justamente para opiniões serem debatidas . Vc é digno de pena.

MSOMOZ

@Editor: Seria possível bloquear esse tipo de gente, junto com os que fazem propaganda politica? ex.: (Antonio Rainha , Sem colam, Sub , Agressivo e etc). Esse blog deveria ser para trocar informações de DEFESA.

Sequim

Ou talvez você deveria desenvolver uma noção mais clara de democracia. E tentar ser menos seletivo em suas reclamações, pois quando se trata de falar bem do atual “governo” , não há reclamações de parcialidade.

Bosco

Mas vc já viu alguém falar bem do atual governo aqui na Trilogia? Só há dois tipos de comentaristas, os que atacam o governo do nada sobre qualquer pretexto independente do tema proposto e da forma mais vil possível e os que “ousam” enfrentar a fúria dos virtuosos para defender o atual governo.

Sequim

Olha só, aqui é um fórum de opinião. Você não precisa concordar ou sequer ler opiniões alheias, mas tem a obrigação de respeitar. Mandar “sair fora” ou “deixar de ler” a quem dá opinião contrária à sua é coisa de gente autoritària, chula e arrogante.

MSOMOZ

O Blog é de DEFESA. Não é de politica. Precisa filtrar politicagem sim.
Existem blogs de politica e criticas a outros paises.

E eu dei uma opinião democrática. correto? Opinião, sugestão, democracia.

MSOMOZ

Mais uma razão para excluir esses temas dos blogs.

Douglas

Ataca quem apoia a milícia não é virtude é obrigação para a sociedade não rachar, falando em rachar, rachadinha . Escolhem bandidos para defender e acham que quem ataca esses bandidos é que estão errados.

MSOMOZ

Me referi a maioria de comentários SEM ser do tema do blog.
Para para pensar o cara aporta um informação sobre o tema
e o outro critica do nada…

Precisa se hidratar. Está muito sequim de pensamento. 🙂

Sequim

Rindo litros do trocadilho com meu nome. E se vc acha que política nada tem a ver com Defesa, creio que vc deveria se informar melhor.

Last edited 3 meses atrás by Sequim
MSOMOZ

A conversa respeitosa entre os cidadão de bem, sempre tem que ocorrer. Realmente só quis descontrair a conversa.
A política está envolvida em tudo.
Mas as discussões estão muito ofensivas, em vez de intelectuais.

Continuo achando que deveriam excluir desse blog.
Além das ofensas.

Um abraço.

rafa

Camargoer, blz? Pq qualquer comentário a galera negativa vc? Estou perguntando sério, pq vejo que vc tem um bom conhecimento e mesmo em comentários construtivos a galera te negativa. Estranho isso.

Last edited 3 meses atrás by rafa
Gerson
Trentinors

19 e mais 10 pros submarinos de um lote de 30 adquiridos ha alguns anos

Andre Borges

Boa tarde a todos,
Alguém poderia explicar o que significa a expressão “estado da arte”?
Muito obrigado!

Leandro Costa

Significa que o equipamento é moderno.

Reinaldo Deprera

Define estado da arte: o que há de melhor disponível

Carvalho2008

Correto

Marlom Viana

Significa seu aprimoramento máximo… E como se chegasse no limite de evolução daquele equipamento … As melhorias seriam novas tecnologias, com outros equipamentos.

Dalton

Além do que já responderam penso que vale a pena acrescentar que trata-se de uma expressão oriunda do inglês “state of the art” usada basicamente para ressaltar tecnologia de ponta.

Glaucio Marques

Dalton, isso aí qq um sabe, ou vc melhora o que já foi dito, ou retire suas palavras, obrigado. Esse seu comentário parece desprezar o conhecimento médio dos foristas, acho que vão “tacar pedras” em você………ou “throw stones” in you……….em ingles se preferir. Como seu post anterior, eu disse, melhor apagar a besteira que vc escreveu. Muita gente vai agradecer.

Carlos

Você está passando bem? O que te aconteceu pra você sair ofendendo assim, gratuitamente, as pessoas que aqui colaboram com as suas opiniões ? Não basta negativar? Educação e Respeito não fazem mal a ninguém!

Fernando Vieira

Acho que o nosso colega ali foi magoado de alguma forma pelo Dalton. Não sei como uma vez que ele é um dos mais educados e conhecedores aqui do fórum. Ficar atacando-o gratuitamente em tudo que ele posta pode até começar a se enquadrar como o crime de stalker.

Dalton

Honestamente não lembro do cidadão Fernando e claro que as vezes podemos ser interpretados de forma errada ou passarmos a impressão de arrogância, etc, mas, certamente não é meu objetivo e sim aprender e trocar ideias sobre um assunto que nenhum amigo de “carne e osso” que tenho se interessa, portanto restam vocês.
.
Obrigado a todos !

Bosco

Um cara implicar logo com você deve ser maluco de pedra. Você é um patrimônio da Trilogia, em especial do Naval e é um verdadeiro gentleman Eu acumulei nesse ano que passou uns 8 ou 9 “admiradores” mas eu tenho uma boca tão grande que tinha que ter um CPF exclusivo, já você é um “gentleman”. O mais novo admirador quer me impingir o rótulo de “corrupto” por considerar que o atual presidente tem não só o direito mas o dever de proteger a si e aos seus de desmedida agressão, se valendo de todos os meios legais para tanto.… Read more »

Bosco

Claro, tendo em vista que desses 8 ou 9 muitos eram a mesma pessoa com outro nick a conta mais correta de “admiradores” fecha em 2 ou 3. Passei com louvor!!!

Dalton

Obrigado pelo um tanto quanto exagerado “gentleman” Boscão se bem que não tenho a mesma paciência e/ou habilidade com o emprego das palavras do amigo.
.

Bosco

Rsss
Só agora vi o exagero de “gentleman”. Foi mal!

Douglas

eles querem rachar o BRASIL…iii rachadinha novamente.

Carvalho2008

Fica frio Mestre Dalton, é como o Mestre Bosco disse…meu apoio ao amigo ao qual tenho em alta consideração. Infelizmente por algum motivo misterioso da psique humana, tem pessoas que mesmo num fórum técnico de tecnologia e estratégia militar, querem provar que sorvete de chocolate é mais saboroso que sorvete de uva….toda a Internet ficou assim….uma sanha de combate de chocolatras versus frugivurus…não importa o sentido da antagonizacao….é o prazer em si próprio….triste…

Sensato

Dalton, você é um dos cada vez mais raros exemplos de foristas que se expressam de forma respeitosa, em português correto e, principalmente, com conteúdo ao invés de torcida ideológica. Para uma pessoa te hostilizar dessa forma, deve existir um motivo bem sério como alguma condição médica ou de caráter mesmo…

Nemo

Nem todos tem o tal “conhecimento médio”, porque para ser médio alguns estarão acima do conhecimento médio e outros abaixo do conhecimento médio, certo? Vamos respeitar quem pergunta e quem responde.

Leandro Costa

Fora o que os outros já falaram, você usou o inglês incorretamente. One throws stones AT someone. Not IN someone. The act of throwing stones at another human being is known as ‘stoning’ and it was, sadly, a once common punishment. Next time, please pay attention to your teacher.

Leo Rezende

Cara,vc é chato.

Thiago A.

Inferno- Canto III (49-51)

“Fama di loro il mondo esser non lassa;

misericordia e giustizia li sdegna:

non ragioniam di lor, ma guarda e passa”

Dalton

Grazie tanto !

Alex Barreto Cypriano

Imagina se tivéssemos uns três Hyuga no lugar de um Atlântico?
Propaganda grátis desta capacidade:
‘No convôo do PHM dos meus sonhos não faltam AH-15 com Exocet nem SH-16 com Griffin.’
😉

PHMLeve1.png
Last edited 4 meses atrás by Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano

Revisão da propaganda: SH-16 com Penguin. 😀 o Griffin é muito fraquinho…

Gabriel

Parabéns a MB!

Interessante como o “povo” adora “malhar” a MB (as x acertadamente e as x não), mas tem uma dificuldade tremenda em elogiar, quando a iniciativa é excelente.

Se essa mesma aquisição fosse pelo Chile, por exemplo, seriam 150 elogios e desses 100 criticando a MB.

Camargoer.

Caro Gabriel. As críticas ao H225 nada tem a ver com as qualidades ou limitações do equipamento.

Flanker

De minha parte, sou contra a compra, que NÃO foi pedida pelas Forças, pela ToT de matriz para filial e pelos problemas nas MGB’s ainda NÃO solucionados definitivamente pela Airbus.
Mas, se conseguirem, um dia, resolver definitivamente os problemas da transmissão, eu vou torcer para que operem da melhor maneira possível. Já que estão aqui, que se faça o melhor uso possível.

Last edited 4 meses atrás by Flanker
Thiago A.

A direção e organização das forças armadas é prerrogativa do ministério. A FAB procurava um helicóptero desse porte e o ministério desejava maior integração e padronização dos meios / recursos entre as três forças, além do fato que a HELIBRAS é a única grande planta industrial do setor instalada no país, enfim respondia outras demandas da sociedade que são também intrinsecas ao conceito de defesa : investimentos, indústrias, empregos e tecnologia. Sempre irá existir a objeção de algum militar. Óbvio que uma solução como essa iria desagradar, existe o bairrismo entre as forças e cada uma enxerga a própria de… Read more »

Thiago A.

A Helibras presta serviços e assistência para toda a AL, além de produzir e exportar aeronaves . Ninguém irá carregar tudo isso na cabeça não. Esse know-how e essas instalações só irão perdidas por falta de atenção, investimentos e cuidado por parte da “classe dirigente”. A Sikorsky também poderia ter instalado uma planta industrial e feitos os investimentos necessários para participar competir e ganhar, talvez o CH-148 Cyclone / S-92 nós atenderia melhor. Mas NÃO o fez té hoje . No máximo deve armazenar peças de reposição. Enfim existe o fator político, o presidente da época era próximo do presidente… Read more »

Camargoer.

Caro Thiago. Apenas uma observação importante. O programa HXBR foi assinado em 2008, mas a sua negociação começou antes quando o presidente dos EUA era BushJr. A relação entre Lula e BushJr era extremamente amistosa e próxima, tanto que Bush visitou o Brasil e Lula foi hóspede em Camp David, Como BushJr fala espanhol, é conhecido que os dois conversavam diretamente. A escolha da Helibras é consequência de uma decisão do governo brasileiro de priorizar a produção nacional ou nacionalizada dos equipamentos militars, como ocorreu com os submarinos, com os caças e com as fragatas. Seria ótimo se uma empresa… Read more »

Flanker

Humm…se tu acredita nisso, tudo bem. Mas, tu sabe que até hoje o Esquilo não alcançou a nacionalização prevista inicialmente, né? Mas, meu maior óbice à esse projeto é sua limitação NÃO resolvida das MGB.

Thiago A.

Eu estou aqui para aprender e me informar sobre esses assuntos, não tenho rabo preso nem interesse a divulgar uma coisa por outra… Sobre os esquilos não me informei e não posso opinar, me refiro aos EC725. E até hoje o que vi sobre essa aeronave é apenas especulação, lobby, birra e os demais que seguem o bando. Os que tanto a criticavam ( Oganza, Juarez …etc) eram principalmente filo-americanos que inclusive desejavam o S-92/CH-148, alegando que a decisão foi puramente ideológica ( ??? ) . Não vi e não vejo esses mesmos indivíduos aqui com essas críticas ferrenhas as… Read more »

Flanker

Sim, a Airbus redesenhou as MGB, mas de forma intermediária. NÃO é a solução definitiva. Procure mais que Tu vais achar. Quanto à outros helicópteros, de outros fabricantes, não me interessa. Me interessa o que o Brasil comprou.

Thiago A.

COPAC:

Screenshot_20220128-151615.png
Thiago A.

Novas MGB:

Screenshot_20220128-151055.png
Thiago A.

A concorrência :

Screenshot_20220128-151420~2.png
Thiago A.

A concorrência:

Screenshot_20220128-151226.png
Camargoer.

Caro Flanker. Toda compra no serviço publico tem a sua demanda a partir da base. Os órgãos civis e militares identificam a demanda e fazem a especificação, que é analisada pela parte técnica e caso aprovada, sobe até o alto escalão. A demanda, caso aprovada, pode seguir diferentes caminhos. 1. pregão eletrônico. 2. um compra direta desde que justificada a necessidade de exclusividade. 3 uma licitação internacional. A escolha de qual procedimento é tomada em conjunto entre o ministério interessando e o ministério da economia (antes passava pelo planejamento e pela fazenda). Nenhuma compra é feita sem a aprovação interna… Read more »

Flanker

Camargo, eu não ando com muita paciência para esse tipo de “aula”. Procure lá atrás, e tu vai ver que NUNCA existiu a demanda por 50 helicópteros desse tipo. Foi uma compra imposta de cima para baixo. Foi decidido que seria esse helicóptero e pela Helibras e ponto final. Todos seus argumentos, nesse caso, são falhos. Mas, os limões estão aí….meio viciados, mas faca-se a limonada. Vai ficar meio ruim de engolir, mas….

Thiago A.

Certo, todos os argumentos são falhos, mas qual seria o argumento que desabona essa aquisição? A MGB ? Trocada TOT? COPAC afirma que foi concluída. Não existia demanda para 50 helicópteros e 16 para cada força (FAB/MB/ EB )? Ok , explique . Não entendo. Reclamam quando è pouco, reclamam quando è muito. Eu acho até uma quantidade razoável, com certeza não exagerada tendo em consideração que seriam para as três forças. Tem país por aí pouco maior que o RS que compra 32 Black hawk de uma vez só e apenas para a força aérea. Qual seria a demanda… Read more »

Flanker

A MGB foi trocada, como te respondi mais acima, mas é uma versão “não-definitiva”, digamos assim. procure que tu vais achar mais informações. Eu não questiono se a ToT foi feita, ou não. Eu questiono é “de quem para quem”. Não existia a demanda, não. Essa história toda começou com uma concorrência da FAB para adquirir ao redor de 16 helicópteros para ela, apenas. Quem decidiu a quantidade de 50 células? As FFAA é que não foram. Outros fornecedores? A concorrência estava aberta ainda. Sikorsky e Leonardo haviam demonstrado interesse. Quem falou em 50 helicópteros sem contrapartida? Esse número nunca… Read more »

Bardini

Inveja do Chile? O Chile já opera uma aeronave de conceito semelhante faz décadas. E isso não é lá grandes porcaria… Nós temos Seahawk!!! Eles é que tem de ter inveja.

Satyricon

Gabriel, me desculpe, mas não vejo dessa forma. Elogios e críticas seguem conforme a situação, e a opinião de cada um. Essa aquisição pela MB é extremamente acertada, mesmo nas pequenas quantidades, à meu ver. Outras, como os S2 turbo Traders/Trakers são verdadeiros desastres. Outras são, no mínimo, questionáveis, como a operação de apenas 6 A4 para o lançamento de bombas burras, a título de mantenimento de doutrina. A MB, assim como as demais forças, não acertas todas. Não há que se bater palmas indiscriminadamente pra tudo que ela faz (afinal, é o seu, o meu, o nosso dinheiro de… Read more »

Carvalho2008

Dentro daquilo que é o conceito de um heli, está ótimo

É um braço com tridente com mais de 800 km de alcance

Dalton

Alcance total sim Carvalho, mas, supondo que a tripulação queira retornar então divide-se por 2 ou pouco mais como uma reserva para se ter mais tempo sobre à área alvo é o chamado raio de combate ou alcance de combate.

Esteves

Isso é importante. Voltar pra casa.

Carvalho2008

O translado Mestre Dalton, pode chegar a 1250 km ….só ida..

Dalton

Sim Mestre, mas aí trata-se do “Ferry Range” que é a distância máxima percorrida
voando a uma velocidade econômica, mesmo teto, levando o máximo de combustível possível inclusive tanques externos ejetáveis e nenhum armamento ou carga desnecessária para a ocasião.

Sincero Brasileiro da Silva

Segunda ainda? Que lentidão!

Ivan herrera

Nessa versão sim, a propósito 13 já foram entregue no total, quantas viram nessa versão será?

Camargoer.

Olá Ivan A MB receberá 15 aeronaves H225. Acho que deve ter mais duas para serem entregues.

Ivan herrera

Olá camargoer eu achava que cada força receberia 16 helis e as outras 2 são as vips

Camargoer.

Olá Ivan. Você tem razão. Serão 16 H225M para cada força e 2 para o transporte presidencial. Obrigado pela correção.

Matheus

Mas o presidencial já foi entregue, não?
Lembro de ver um no PAMA-SP uns três anos atrás, até tirei foto.
Infelizmente perdi elas.

Flanker

São 2 VH-36 e estavam entre os primeiros a serem entregues. Operam no GTE da FAB em Brasília e servem à PR.

Nonato

Tenho foto e vídeo.
O Presidente da República sempre usa 2 helicópteros nos deslocamentos.
Um branco (deve ser o presidencial) e um cinza escuro (deve ser da FAB).
Geralmente os 2 estão sempre lotados.
Ministros, seguranças, etc.
Pretendo revê-lo daqui a 2 semanas…

BK117

Caro amigo, acho que a segunda aeronave depende de localidade e disponibilidade. Já vi sobrevoos do VH-36 acompanhado de helis do EB e da FAB, nas ocasiões de Mariana e Brumadinho.

Curioso que, pelas fotos divulgadas nos dois eventos, o(a) PR estava no heli militar. Provavelmente exclusividade de sobrevoos emergenciais, pois me parece que a configuração VIP dos VH36 não daria o mesmo nível de visualização do solo (não tem a mesma porta lateral) e qtd de assentos do militar.

Piassarollo

Camargoer, pelo que lembro serão 5 dessa versão B

Camargoer.

Olá. De fato, eu errei ao mencionar 15 aeronaves para cada força. O corretos são 16. Portanto, faltam mesmo 3 aeronaves para completar as 5 que terão essa capacidade de lançar o AM39. Obrigado pela correçao.

Flanker

São 16 aeronaves para cada Força. Se essa aeronave é a 13a, faltam 3, né?
Então, virÃO 5 aeronaves dessa versão.

Aviation

Para a MB faltam as N-4103, 4104 e 4105. Acrescento a informação que estas unidades estão sendo entregues ao Segundo Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral, que são os “peritos” neste modelo, apesar da nossa numeração ser designada “Ataque”. Ainda não houve rumores de um possível ESDQHA-2.

As duas unidades presidenciais já foram entregues ao GTE em Brasília.

FA
Aviation

Piassarollo

Exato

Ivan herrera

Obrigado pela informação.

Lemes

Gastaram os olhos da cara para fazer uma versão que ninguém mais usa e que só compramos menos de seis unidades. Depois reclamam que falta dinheiro para investimento…

Sequim

50 helis que darão uma enorme capacidade operacional às FAs. É um exemplo entre um governo de verdade contra um desgoverno de m$%#rda.

Flanker

No dia em que essas 50 aeronaves estiverem entregues na totalidade, e SEM problemas nas MGB, e com a solução desse problema sendo paga pela Airbus e não pelo contribuinte brasileiro, serão aeronaves úteis. Até lá é só discurso sem fundamento de realidade como o teu.

Sequim

Tá . Melhor então seria não ter esses 50 helis, né não? O equipamento está tendo problemas? A quem se deve questionar com força? O fabricante, é claro! Mas muitos aqui, por puro ideologismo enviesado, disfarçado de lógica “isenta” ( o meu é às claras, ao menos isso) procura motivos e motivos para criticar uma decisão política que claramente beneficia as FAs.

Flanker

Forças Armadas não são meio de beneficiar A ou B. Tivessem comprado as unidades que as Forças pediram, nas quantidades pedidas, fosse do fabricante que fosse, aí estariam atendendo às FFAA.

Kornet

Saí daí militante de diretório acadêmico,vcs são um bando de alienados e de falta de memória crônica e falta de vergonha na cara.

Sequim

Sua educação me impressiona. Tanto quanto sua imensa arrogância e falta de condições de conviver com ideias contrárias. Trate-se. De repente, ainda dá tempo.

Mauricio Pacheco

Imagine o quanto daria para comprar com os ROUBOS descarados do “governo de Verdade”?

Pablo

Imagina o que nao daria pra fazer com o dinheiro dos calotes dos amigos desses governos de verdade

Welington S.

Desgoverno, de fato, foram os anteriores, cara. Acorde pra realidade. O atual tem seus problemas? É óbvio que tem, porém, é pífio, muito pífio, se comparado aos governos anteriores. O que não falta é matérias e documentários falando sobre desvios de verba, investimentos bilionários em países, maletas de dinheiro pra cá e pra lá, uma certa emissora de TV bem conhecida que recebia aquela boquinha totosa e por ai vai. Olha o benefício da Lava-Jato, por exemplo, que trouxe ao conhecimento público, aquilo que já era sabido por milhões de brasileiros. Agora, Barrabas, tá aí, solto, e tem quem ainda… Read more »

India-Mike

Parabéns á MB. Gostaria de ver os 2 AH-15B numa missilex, de preferência para afundar o eterno futuro ex-Mattoso Maia… estou doido pra saber quantos Exocets são necessários pra resolver esse problema

Luis

Eu também, mas será que temos quantidade suficiente para, “nos dar ao luxo” se é que assim podemos dizer, de usar alguns numa misssilex? Mesmo sendo uma informação classificada, estimam que não temos muitos.

Camargoer.

Olá Lius. A MB vem usando sempre um AM39 ou MM40 nas missilex.

Adriano Madureira

Acho que apesar do nome nosso poder militar não deve gastar muitos mísseis no exercício…Como você disse é um luxo que não devemos ter.

Adriano Luchiari

É preciso saber qual o prazo de validade dos mísseis, melhor utilizá-los em exercícios a simplesmente deixá-lo vencer com eles estocados.

Last edited 3 meses atrás by Adriano Luchiari
Camargoer.

Olá Adriano. O míssil tem dois componentes críticos. O combustível e a carga explosiva. Já faz algum tempo que a MB tem a capacidade de recondicionai os motores do Exocet. Considerando a existência do programa ManSup, acredito que a MB também tenha capacidade de recondicionar o explosivo.

Na falta de escoltas, pelo menos temos isso é os submarinos pra nós defendermos de navios inimigos. Só espero que o programa Tamanduá não sofra mais atrasos.

Camargoer.

Olá Matheus. Tenho a impressão que até o momento, a FCT está dentro do cronograma. A primeira teria que ser iniciada em meados de 2022. Como a Emgepron está com os recursos garantidos, imagino que as primeiras quatro FCT serão entregues dentro do prazo. A dúvida seria a MB exercer a opção das duas adicionais

MATHEUS AUGUSTO BRITO PARREIRAS DE OLIVEIRA

Tomara que compre mais duas Camargoer, 4 fragatas é muito pouco.

Camargoer.

O contrato é para a construção de 4 FCT (firmes) e a opção de outras 2. Eu acredito que a MB irá exercer essa opção e talvez assinar o contrato para um segundo lote de outras 4.

EduardoSP
Zorann

Eu já torço é pra que não saiam do papel. Estas Tamanduas são um desperdício de dinheiro. Jamais terão o valor militar que se espera de uma escolta: e/ou pela falta de treinamento adequado, e/ou pela falta de mísseis/munição, e/ou pela falta de manutenção adequada. …

Pra quem tem Amazonas navegando sem radar, dá pra imaginar o futuro disto aí

João Luiz Travaglia

Gostaria de saber se os outros H-225M recebidos antes serão atualizados para este padrão de equipamentos descrito no texto, bem acima dos anteriores, ou ficarão com o padrão atual mais antigo.

Camargoer.

Olá João. Creio que as outras aeronaves da MB serão de emprego geral

Flanker

Meu caro, a frota da MB foi de 16 aeronaves, assim como da FAB e do EB. Na MB, são 3 versões: UH-15 (versão básica) – 8 aeronaves; UH-15A (versão C-SAR) – 3 aeronaves e AH-15B (versão antinavio) – 5 aeronaves. Não há previsâo de modificação dessas versões. Vão ficar assim mesmo.

India-Mike

João, complementando a resposta do camargoer, a MB opera 3 versões diferentes do H-225M, 8 UH-15 básicos de emprego geral, 3 UH-15A de C-SAR (busca e salvamento em combate) e 2 da agora nomeada AH-15B (anteriormente UH-1B) de ataque à superficie. Teoricamente tem mais 3 AH-15B pra receber e encerra o pacote encomendado

India-Mike

João, desculpa, esqueci de dizer que não existe previsão para alterar o padrão de nenhuma das aeronaves. Vale tb dizer q as UH-15 de emprego geral não são mais antigas, mas sim ‘mais simples’ por assim dizer.

Pablo

Por curiosidade, quantas unidades dessa versao a MB vai receber?

Camargoer.

Ola Pablo. A MB ficará com 15 H225. Esta é a 13, então á MB irá receber outras duas. Se for no mesmo padrão, então serão 4 deste tipo e outras 11 de emprego geral.

Marujo

Não eram 16, Camargo?

Camargoer.

Olá Marujo. Vocẽ tem razão. Serão 50 H225, sendo 16 para cada comando e para o transporte VIP da presidencia. Obrigado pela correção.

Flanker

5

Bardini

A mais absurda e desnecessária das versões…
.
Agora a MB tem de carregar financeiramente esse trambalho caríssimo por décadas, ao invés de ter um Seahawk a mais, que ampliaria nossa capacidade ASW.

Last edited 4 meses atrás by Bardini
Lemes

Exatamente! Gastaram um caminhão de dinheiro para fazer uma nova versão desse helicóptero para comprarem apenas cinco. Teria sido muito mais razoável gastar esse dinheiro comprando mais alguns Seahawks.

Adriano Madureira

Só Cinco?! Tais de brincadeira Xerife?! Que palhaçada…Mas tudo aqui é adquirido no varejo…

Kornet

Mas o SH 16 dispara o Exocet.? Tenho essa dúvida, o Sea King disparava, alguém sabe se o SH 16 tb pode?

Bardini

O velho Exocet não está integrado ao Seahawk.
.
O Seahawk é nossa aeronave operacional de ataque a superfície, que vem atuando ao longo da última década empregando o Penguin da Kongsberg. Essa mesma empresa, Kongsberg, desenvolveu uma variante lançada por helicópteros do moderno NSM, que é muito superior ao Exocet e que poderá ser empregada pelo Seahawk.
.
comment image

Kornet

Muito bom.
Tomara qye a MB substitua o penguim por ele.

Alex Barreto Cypriano

Seahawk com NSM: sonho de consumo.

Alex Barreto Cypriano

Sonho de consumo esse Seahawk com NSM, mestre Bardini. Mas tinha que contar com ISR&T de autonomia e alcance que o Seahawk sozinho não tem.

Bardini

Sempre é útil ter mais meios ISR.

Last edited 3 meses atrás by Bardini
RPiletti

E os grupos de estudos, avaliações, correções e etc?
Seahawk já vem pronto e ninguém ganharia um extra…

Reinaldo Deprera

Não queria comentar porque me faltava conhecimento. Mas a sensação que tive foi exatamente essa.

  • Será que isso não é fruto do comprometimento da MB com a escala da frota de Super Cougar entre as Forças?
  • Ou será que infelizmente o @RPiletti pode estar certo?

Ninguém sabe 🙁

Aviation

Essa versão é mais econômica para a MB, além da transferência da tecnologia para o Brasil e feito em nosso território gerando emprego. O Seahawk é a hora voo mais cara da MB, além de ser uma ANV que para algumas missões se torna limitada. Essa versão se torna o braço “armado” do NDM BAHIA e NAM ATLÂNTICO.

Obs: Estou lhe explicando e não justificando.

Forte abraço
Aviation

Bardini

Seahawk é a hora de voo “mais cara”. Tens os números? Quanto é a diferença desse “mais caro”? O Seahawk também tem restrições de voo, que inviabilizam extrair todo o potencial? . O Seahawk é a aeronave mais relevante da MB, possuindo o maior valor militar de todos os meios que voam. . O Seahawk é limitado como carroceiro, não como aeronave de combate. O AH-15B é um carroceiro caríssimo, que pode lançar míssil. Qual a vantagem de ter uma aeronave caríssima pagando missão de aeronave mais barata? . O Seahawk foi o “braço armado” da MB ao longo de… Read more »

Diego

Quantos AH-15B serão recebidos ? Tinha que ser ao menos uns 8…

ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA

5

Esteves

“  As aeronaves SH-16 são empregadas em proveito das Forças Navais, na “Amazônia Azul”, com a capacidade de realizar tarefas de detecção, localização, acompanhamento, identificação e ataque a alvos de superfície e submarinos, além de ações de busca e salvamento. O SH-16 possui características estruturais e de projeto que lhe conferem maior robustez, resistência e confiabilidade, tais como: redundância dos sistemas de controle de voo e sistemas hidráulicos; e tolerância balística das pás do rotor principal. Seus equipamentos aviônicos e sensores são de última geração e podem ser armados com Metralhadora Lateral, Torpedos Anti-Submarino e Míssil Anti-Navio.” Essa é a avaliação… Read more »

Alex Barreto Cypriano

Precisava é de uns MQ-8B/C (melhor o C) IRS&T pra complementar os SH-16. Os MQ-8C têm autonomia e capacidades notáveis… Mas é só um sonho.

Alex Barreto Cypriano

Certamente Esteves já deve conhecer esse cromo:

DifferencesBetweenMQ-8B&MQ-8C.jpg
Jonas

A Marinha abriu os cofres, duas aeronaves desse porte entregue e pagas é um montante de recursos consideráveis, que bom que HBX esteja caminhando para final, depois de tempos a conta gotas, a última aeronave era para ser entregue em 2018, mas para quem tem memória curta, os orçamentos de todas áreas a décadas vem sendo cortado ou contingênciado desde a era FH.

ADM

Muito bom, com o recebimento dos AH-15B recuperamos a capacidade de lançar AM39, perdida desde a baixa dos SH-3.

Nilson

Sim, demorou mas voltou (a capacidade). Ainda bem que não fez falta… (mais sorte do que juízo??)

Vitor

Esses Helicopteros vão operar a partir do Atlantico e Bahia ou poderão também fazer parte das Fragatas Tamandaré? Ou o Heli Organico das Fragatas será o Seahawk ?

Nilson

Super Lynx e Seahawk poderão operar das Tamandaré. A tradição é que sejam os Super Lynx, veremos. O AH-15 parecem ser muito pesados para as Tamandaré.

Nilson

Em verdade não há Heli Orgânico na MB. Cada esquadrão destaca helis para os navios conforme as necessidades da missão.

Renan

O Brasil não pode depender somente de um fornecedor Então acredito em uma boa escolha desses helicópteros. Está versão e versão SAR são muitos importantes para as missões da MB Sim tem defeitos acredito que é uma limitação pensada pelos francês, mas fazer o que o Brasil não investe em tecnologia tem que se contentar com o que lhe vende. Mas com defeito a parte o Brasil está muito melhor com os helicópteros do que sem estes helicópteros. Muitos presidentes chegam ao poder e não investem em defesa. Este governo pode ter feito a compra errada. Mas investiu. O Brasil… Read more »

Carvalho2008

Eu sei que o pessoal implica pelo fato dos H225 terem saído caro e o imbróglio da nacionalização ir parar na própria subsidiária…mas o H225 é de muito bom tamanho aos desejos do Brasil em que égrande o suficiente para várias operações…sempre se teve desejos pelo chinook….de certa forma ele é um chinook que cabe em tudo….

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Navios de guerra britânicos podem ser enviados para quebrar o bloqueio de Putin aos portos do Mar Negro

A Grã-Bretanha está coordenando com seus aliados um plano potencial para enviar navios de guerra ao porto de Odessa,...