Home Sistemas de Armas CAMCOPTER S-100

CAMCOPTER S-100

20
14

k130-popa.jpg

Clicando na foto acima pode-se ver no convôo da corveta alemã K130, um UAV Schiebel CAMCOPTER S-100, mostrado com mais detalhe nas fotos abaixo.

O S-100 é uma aeronave não-tripulada de decolagem e pouso vertical, que pode ser programado para voar uma missão autônoma através de um console com interface gráfica, ou pode ser pilotado manualmente. Em ambos os modos, o S-100 é automaticamente estabilizado através de sistemas redundantes de navegação inercial (INS) e por GPS).

O CAMCOPTER S-100 é capaz de levar cargas úteis pesando até 50 kg (100 lbs). Ele tem uma fuselagem monocoque de fibra de carbono, o que lhe dá uma relação peso/potência muito boa. Em uma configuração padrão, o S-100 é capaz de transportar uma carga útil de 25 kg (55 lbs) para um vôo de até 6 horas. Para operações marítimas, o S-100 pode operar a partir de pequenas embarcações, oferecendo substancial reforço de vigilância de baixo custo. A sua pequena dimensão, pequena seção reta radar, e níveis mínimos de emissão, combinam-se para fornecer uma eficaz capacidade “além do horizonte”. Ele pode realizar as seguintes missões: esclarecimento marítimo de dia e de noite, reconhecimento de áreas ou alvos particulares (com capacidade de identificação mantendo o navio mãe fora de perigo), avaliação de danos, busca e salvamento, apoio às atividades de guarda costeira, com a localização e transmissão de imagens detalhadas de derrames de petróleo, pesca ilegal ou outros incidentes ambientais.

Planeja-se o desenvolvimento de dispositivos para empregar o S-100 em missões de jamming e lançamento de chaff, e também em missões armadas. Para essas, a Thales do Reino Unido está desenvolvendo um novo míssil leve multifunção (LMM) baseado no míssil Starstrek, para ser empregado no S-100. O UAV pode levar dois mísseis (ver foto abaixo), pesando 13kg. O LMM é guiado a laser e já foram feitos testes de disparo a partir do S-100.

schiebels-camcopter-s-100-b.jpg

schiebels-camcopter-s-100-with-missiles.jpg

14 COMMENTS

  1. Um país com vastas áreas oceânicas a patrulhar e recursos limitados, tem obrigação de se interessar por meios como este S-100 a bordo de econômicos navios de patrulha. Passou da hora da MB estar em sintonia com o século XXI.

  2. Concordo com o McNamara, a MB passou da hora de adotar UAVs no seu inventário. Esse novos NaPa 500 deveriam entrar em serviço com algum tipo de aeronave não tripulada, já que não dispõem de hangar e convôo para um helicóptero tripulado.

  3. Esta corveta deve ter umas 2000,a 2500ton,e a saida de gases,
    não vi chaminé,é pelas laterais perto da linha dágua,
    para diminuir o IR.

  4. E também não é visível a entrada de ar para os motores.
    O painel na popa abaixo do convôo será para um sonar rebocado ou para o acesso de botes, etc ?
    Interessante é que ela com certeza opera helicópteros mas tem hangar apenas para os UAVs.

  5. Alguns navios já lançam os gases é abaixo da linha d’água mesmo. Alguns misturados ao “jato” do sistema de propulsão à jato de água.

  6. Acho que é preciso considerar ainda outros veículos que não somente os aéreos, tais como o prjeto PROTECTOR entre outros veículos não tripulados de superfície e submarino.
    principalmente para as missões de vigilância e intervenção.

  7. fabio, alguem nesse blog ja postou alguma a respeito. Iniciou falando de Krivak 1, corrigiu-se depois, afirmando ser as Tipe 122.Uma coisa, porem, e certa – o assunto nao rendeu.

  8. A empresa FLIGHT SOLUTIONS esta desenvolvendo um UAV nacíonal com as mesmas caracteristicas do CAMCOPTER, esse UAV é denominado ( FS-03 STARCOPTER) é se não me engano tem capacidade maior que o CAMCOPTER, e por ter técnologia quase 100% nacíonal é muito mais interessante sua aquisição por nossas FA,s

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here