EC725 BRA 17 em voo - foto Helibras

Clique aqui para ver notícia sobre o primeiro voo da aeronave, produzida pela Helibras com o código de fábrica BRA 17, no Poder Aéreo.

 

Tags: , ,

QUEM É Fernando "Nunão" De Martini

Veja todos os posts de Fernando "Nunão" De Martini

4 Comentários para “Primeiro EC725 produzido completamente na Helibras é do lote da Marinha”

  1. Almeida 23 de novembro de 2013 at 2:23 #

    “Completamente produzida na Helibrás” no título, mas lá no finalzinho da nota diz que a última aeronave terá “até 50% de conteúdo nacional”.

    Ou seja, produzido uma ova, MONTADO no Brasil. E lá pro final!

  2. Fernando "Nunão" De Martini 24 de novembro de 2013 at 13:01 #

    Almeida,

    Produção e montagem são termos semelhantes, tanto que se usa, de maneira muitas vezes com o mesmo sentido, “linha de montagem” e “linha de produção”.

    O que se fez foi produzir o primeiro helicóptero inteiramente no Brasil a partir de diversos componentes de procedências também diversas. Os exemplares produzidos antes, para inaugurar a linha e adaptar o pessoal etc, tinham partes maiores já montadas (a partir de partes menores) vindas de fora.

    Já a fabricação de peças e componentes é um outro departamento, e para esse se espera atingir 50% de conteúdo nacional.

  3. Almeida 25 de novembro de 2013 at 9:26 #

    É Nunão, para o leigo que vai ler esta nota na “grande imprensa”, dá a entender que o helicóptero será totalmente produzido, fabricado e montado, no Brasil. O que está errado.

    Linha de produção é fabricação mais montagem. Produção é o processo como um todo. Montagem é montagem de kits.

    Mas o que esperar do Marketing, ainda mais da apErtAparafusoDebráS né?

  4. Fernando "Nunão" De Martini 25 de novembro de 2013 at 11:06 #

    Almeida, bom dia.

    O leigo provavelmente não vai ver esse texto exatamente como está escrito na grande imprensa, pois trata-se de um press-release: o normal é que a imprensa dita leiga use apenas alguns trechos para escrever o sua própria matéria a partir dele, e aí vai da qualidade do jornalista perceber essas questões (que são visíveis no próprio texto original).

    Já no nosso caso (no Poder Aéreo) reproduzimos o release com o texto original (apenas alterações quanto a adaptar a data e coisas mínimas) justamente para que esses pontos sejam discutidos, dado que boa parte do público dos nossos três sites não costuma ser leigo no assunto, e lê os comentários também para se informar e formar sua opinião.

    Saudações!

    (PS – montagem não é só montagem de kits, tipo CKDs fornecidos por uma matriz. Esse costuma ser apenas o processo inicial, que pode evoluir depois para uma linha de montagem independente. A montagem em si refere-se normalmente à união de diversas partes produzidas por diversos fornecedores – e até mesmo já como partes maiores, como sub-assemblies – sejam esses fornecedores nacionais ou estrangeiros, e até mesmo, muitas vezes, instalados em espaços da própria montadora).

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

RbAM ‘Almirante Guillobel’ (R 25) – o ‘Hulk dos Mares’ em Santos

almirante-guillobel-R25-PWGL-ml-01-03-15-22 copy

Imagens do RbAM ‘Almirante Guillobel’ (R 25) demandando o cais da Mortona, no pier da CPSP, no final da tarde […]

Petrobras deve cortar até R$ 30 bi em investimentos previstos para este ano

Plataforma de Piranema - Petrobras

Atropelado pelo rebaixamento de rating pela classificadora Moody’s, o novo comando da Petrobras trabalha numa “reconstrução” da imagem da companhia […]

Marinha argentina planeja ter navio de assalto anfíbio de 15.000 toneladas

Type 071 YUZHAO Jinggang Shan井冈 999 Kunlun Shan昆仑山 998 Amphibious Transport Dock LPD amphibious warfare ships of the People's Republic of China's People's Liberation Army Navy chinese (2)

  O Estado-Maior da Armada argentina tem prontas, para serem apresentadas em 2016 ao governo que sucederá o de Cristina […]

Novidades na Marinha Portuguesa

Submarino U-209PN classe Arpão

  Por Pedro Monteiro O responsável da pasta de Defesa português já discutiu com o seu homônimo francês a aquisição […]

Força de superfície da Marinha Indiana começará, este ano, a receber mísseis Barak-8

kolkata-04

  O destróier porta-mísseis INS Kolkata, navio de 7.500 toneladas construído pela indústria naval indiana com tecnologia stealth (furtiva), sob […]