Home Corpo de Fuzileiros Navais Fotos: Operação ‘Sinal Vermelho’

Fotos: Operação ‘Sinal Vermelho’

7983
40

No período de 22 de maio a 17 de junho, a Marinha do Brasil realizou a operação “Sinal Vermelho”, na área compreendida entre Rio de Janeiro (RJ) e Vitória (ES). O exercício simulou a evacuação e resgate de não combatentes, bem como o transporte de 93 pessoas, 80 brasileiros e 13 verdianos (nacionais de um país fictício).

A Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE) utilizou militares e meios operativos e de apoio na ação, cuja finalidade é testar o tempo de reação, o estado de prontidão e o aprestamento dos meios navais, aeronavais e de fuzileiros navais da Marinha do Brasil que compõem a força de emprego rápido, no contexto de uma evacuação de não combatentes.

Durante a atividade, foram empregados um grupamento operativo de fuzileiros navais, um destacamento de controle aerotático e um componente de apoio de serviço ao combate. O grupamento operativo foi do tipo elemento anfíbio e seu componente de combate terrestre foi nucleado pelo 2º Batalhão de Infantaria de Fuzileiros Navais (Batalhão Humaitá).

Para a ação, foi instalado e operado um centro de controle de evacuados com todas as capacidades necessárias.

FOTOS: Marinha do Brasil

40 COMMENTS

  1. As fotos estão espetaculares!!!

    O NDM Bahia ficou show!!! Uma ótima aquisição eu acho!

    Acho que é a primeira vez que a MB faz uma operação desta envergadura, muito bom!!

  2. Bom dia Sr(a)s. Leitores(a)s.

    Parabéns à Marinha do Brasil, sempre
    ativa; com os meios que possui; na
    vigilância/defesa da Amazônia Azul.

    Manoel, o Patriota.

  3. eu Acho que Hms Ocean pode vim mais rápido que gente imagina se ouve guerra Venezuela vamos precisa do Bichão

  4. Bom dia Sr. Alexandre Galante.

    Parabéns pelas belíssimas imagens;
    foram todas para meu arquivo.

    Manoel, o Patriota.

  5. Então já comece a evacuar 10 milhões de pessoas no Rio de Janeiro com 1 intenso tiroteio por hora, 40 cargas roubadas por dia, 100 homicídios por semana.

    Evacuem ao menos os seus, do Hospital Naval Marcilio Dias, cercado, ou melhor, encurralado no Complexo do Lins, sob tiroteio diário, com médicos, pacientes, acompanhantes e visitantes, rotineiramente, se agachando dentro do hospital e isso há 10 anos pelo menos e só se agravando. Evacuação!? Pronto Emprego? Sinal Vermelho? No Complexo do Lins o sinal tá roxo!

    Essa evacuação é em que cenário? De guerra? Já estamos e não vejo evacuação alguma… É caso de polícia? Acho que já passou, e muito, de um simples confronto urbano…

    Quem avisa amigo é, a população brasileira está cansando dessas manobras militares diversionistas sem nenhuma aplicação real há anos e anos. Estão cansando de pagar por isso com a casa completamente deflagrada.

  6. Bardini e Ozawa, uma força armada pode passar 1000 anos sem ser usada, mas nunca 1 minuto sem estar preparada. Ou você acha que, em caso de uma necessidade, podemos criar e treinar uma marinha em uma semana, do zero? Se alguém é contra as forças armadas é melhor dizer que quer transformá-las em forças policiais, ou em alguma outra instituição que julguem importante, do contrário deixem elas trabalharem.

  7. qboavida, esses chavões de doutrina de preparo e emprego, vindas da caserna, também cansam um dia diante da realidade. Estão na mesma linha da “manutenção de doutrina” como justificativa da não desativação dos claudicantes e eufemísticos “Falcões”. Sinceramente, não preciso ler isso para mudar de opinião. Tente, querendo, uma tese mais criativa e elaborada.

    Volto a repetir que a sociedade brasileira está cansando dessas manobras militares diversionistas que só se prestam a fotos, belas reconheço, de matérias institucionais, e sem nenhum emprego real há décadas, com a casa completamente encurralada num estado de guerra.

    É só um aviso.

  8. Sugiro evacuar (em todos os sentidos) brasileiros PARA a Venezuela. Os seres humanos devem viver seus sonhos e essa é uma oportunidade imperdível de aproveitar o socialismo.

  9. Ozawa

    Será que vc sabe que está frequentando um Blog sobre Defesa?
    Sinceramente , seu comentário foi estapafúrdio!!!Nem minha filha de 15 anos escreveria tamanha asneira!!!

    Não é melhor acabar com as FFAA??

    Po cara, pede pra cagar e sai!!!!!

    Vai comentar no G1 do Globo

  10. Marcelo, pela seu estilo agressivo, fútil, chulo, ignorante no mais completo sentido da palavra, e sem nenhum fundamento, eu sequer vou responder sua pergunta. Apenas dizer, que sua estatura retórica, baixa, muito baixa, não me faz temê-lo ao ponto de me fazer sair daqui. Farei, como já o fiz, no momento que eu mesmo decidir, salvo, unicamente, a contrária autoridade dos editores.

  11. Vamos com calma, pessoal.
    .
    Ozawa, sua argumentação principal também é bastante sentimental. Eu entendo. Andam acontecendo coisas aqui em Niterói que eu nunca vi. Está piorando tudo à passos largos de maneira muito preocupante. Cada vez mais me sinto mais e mais encurralado em um fogo cruzado que nada posso fazer para intervir. Mas a sua revolta não é bem direcionada mesmo. Se realmente estava insinuando que as FFAA sejam utilizadas aqui dentro para caçar bandidos e sanar o problema da criminalidade e acabar com a Guerra Civil Não-Declarada do Rio de Janeiro, você vai estar tapando o sol com a peneira. Até porque você vai estar rasgando a constituição, estará atribuindo deveres à instituições que não tem competência legal para atuarem dessa forma e que apenas agravariam o problema de forma épica e no final das contas levaria ainda mais tempo para solucionar um problema, ainda mais de forma tão traumática.
    .
    Se você passar à pensar em realmente fortalecer e aprimorar as instituições do Estado de forma mais eficiente para que elas lidem com esse problema de maneira inteligente e à longo prazo, ou seja acabar com o aparelhamento Estatal (seja de qualquer partido político que seja), acabando com essa influência político-partidária, e passar à trabalhar no problema usando as instituições existentes, você eventualmente soluciona o problema e de forma não traumática. Claro que eu sinceramente não acredito que isso vai acontecer (minha opinião), mas ainda assim é uma solução mais viável e muito mais correta.
    .
    No caso do exercício objeto da matéria, é apenas a Marinha fazendo seu papel. Tem que treinar com os meios existentes, tem que tentar manter a doutrina com o que ainda existe e ir tentando manter o que se pode para se fazer operar da melhor maneira possível em caso de necessidade. Nas FFAA existe menos influência político partidária. Digo MENOS, porque sabemos que ela ainda existe, mesmo que seja pouca, e de qualquer maneira o maior impacto sentido por decisões políticas nas FFAA é questão orçamentária ou quando se decide por sua utilização (sendo a Guerra a continuação da política, etc.). O que na minha opinião é errado. É necessário um direcionamento político apartidário para que justamente se possa fazer planejamentos futuros para equipamento e treinamento das FFAA.
    .
    Então basicamente eu achei seu comentário bastante sentimental e impensado. Sua reclamação não deveria ser com as FFAA, mas sim com aqueles cuja competência incluem a Segurança Pública, no caso o Governo do Estado do Rio de Janeiro e as prefeituras. Aqui dentro do Estado, as FFAA são quase tão reféns da situação quanto nós, mas quebrar a ordem estabelecida para não apenas não resolver esse caos como agravá-lo, eu acho muita ingenuidade.
    .
    Minha opinião, claro.

  12. Claro que a culpa não é diretamente das forças armadas e é difícil culpar alguém especificamente.
    O fato é que a criminalidade no Brasil atinge níveis alarmantes.
    Facções, armas e drogas entrando…
    Acredito que as forças armadas seriam muito úteis no mínimo nas fronteiras…
    Tudo bem, as forças armadas precisam treinar…
    Mas seriam muito mais úteis fechando todo acesso das fronteiras.
    Não permitir que drogas, armas ou imigrantes entrem no país (imigrantes ilegais).
    Seria mais realístico.
    O uso das ffaa em zonas urbanas tem sido frequente, com efeito momentâneo razoável.
    Na zona urbana poderia ser também, mas unido a um esforço de desarticulacao do crime organizado. Não apenas um patrulhamento sem resolver outras coisas…

  13. Parabéns, bela matéria. Desembarquei na região de Itaóca ES em 1985, quando estava no CFN no 3º Batalhão de Infantaria Paissandu, os navios eram outros; NDCC Garcia D’ávila, NDCC Duque de Caxias, NTTr Ary Parreiras e os lindos Contra Torpedeiros, bons tempos!!

  14. Balbino, existe uma preocupação permanente das FFAA com as fronteiras, afinal de contas é atribuição delas a segurança das mesmas, não é um trabalho fácil, ainda mais quando se contam com recursos muito limitados, que impedem uma presença ainda maior. Mas não importa o quão bem equipados e até mesmo financiados, alguma quantidade vai sempre passar. Digo isso porque se fizermos uma comparação simples, dá para ver bem o tamanho da encrenca. Os EUA com sua fronteira com o México, fronteira relativamente pequena e em área desértica, com todo seu poderio econômico e tecnológico, não consegue barrar totalmente a entrada de imigrantes ilegais nem de drogas. Imagine isso em relação às fronteiras terrestres do Brasil, com boa parte dessas fronteiras em áreas de mata fechada ou pantanosa e acrescente os problemas sérios que temos de financiamento das FFAA. É MUITO complicado mesmo.
    .
    Quando fazem operações na faixa de fronteira utilizando os Pelotões de Fronteira, ou aquelas operações que envolvem unidades das três forças, sua execução acontece como forma de não apenas cumprirem suas atribuições, mas também como forma de treinamento. Quando ocorrem ações reais como a Operação Traíra, por exemplo, tudo só acontece de forma satisfatória por causa do treinamento.
    .
    O uso das FFAA em zonas urbanas tem efeito momentâneo razoável? Eu discordo, mas o efeito no bandido em si geralmente é interessante. Não me recordo de uma única vez em que realmente tenham enfrentado as FFAA frente à frente. Muito disso é justamente por causa do treinamento superior dos militares. Não concordo com essa afirmativa, exatamente porque quando ocorrem operações com as FFAA em determinada zona urbana, os criminosos simplesmente migram para outras. Dê uma checada no aumento da criminalidade em cidades do interior ou mesmo em outras cidades da megalópole do RJ quando ocorrem essas operações no Rio. É assustador. Moro em uma dessas cidades e nos últimos anos a criminalidade tem crescido assustadoramente. O fato de o Estado do Rio estar ainda mais falido do que de costume ajuda nesse crescimento, claro.
    .
    Meu sentimento sobre isso é ambíguo. Por mais que eu não queira me ferrar e ferrar meus familiares e amigos, acho justo dizer que o povo do Estado do Rio simplesmente merece isso e muito mais, então talvez dessa vez aprendam à votar, aprendam à literalmente trabalharem por um lugar melhor para se viver, mas sinceramente também não acho que isso vá acontecer. Enquanto esse tipo de comportamento do próprio povo não mudar, não vejo como qualquer esforço em prol do combate ao crime organizado pode ter sucesso se a sociedade em si está comprometida em todos os níveis.

  15. Senhores, a matéria é linda. Parabéns.

    Mas a questão levantada é hiper interessante.

    No meu ponto de vista, o Brasil caminha a passos largos para se tornar um México, Bolívia ou Venezuela.
    Pois o Estado está podre de corruptos, muitos financiados por criminosos dos mais variados tipos.
    Se alguém não tomar as rédeas da sociedade logo, este país continental será dividido por bandidos, isto será em vários países menores.
    O Brasil que conhecemos geograficamente não irá existir em algumas décadas.
    Basta uma guerra civil declarada, pois no Rio de Janeiro já existe não oficial.
    Obrigado

  16. Sempre achei que as FFAA deveriam treinar… Não sabia que era errado.
    .
    No mais, sobre o Hell de Janeiro (como o diz o Juarez), o EB rasgou recentemente 400 milhões de reais na favela da Maré e depois que foram embora, virou a mesma folia.

  17. Caro Ozawa, administradores e comentaristas,

    Realmente, me excedi ontem e não respeitei o mais basilar direito que é a expressão de uma opinião!! Como disse Descartes: ” Não concordo com uma palavra que você disse mas, defendo até a morte o seu direito de proferi-las”

    Peço desculpas a você Ozawa e à todos!

    Não se deve escrever nada de cabeça quente!
    Mas é porque foi mais forte do que eu!

    Acho que deveríamos comentar o exercício da MB e deixar os assuntos de Segurança ou Insegurança Pública para o blog das Forças Terrestres.

    Também moro no RJ, Baixada Fluminense e tenho que ver o Waze todos os dias antes de passas pela Linha Vermelha, mas, na minha humilde opinião, colocar um Blindado Guarani e 5 soldados nas entradas das Favelas , a meu ver, não é muito inteligente e passa uma falsa ideia de segurança.

    Se as FFAA tiverem que entrar vai ter que ser para acabar com o negócio, onde haverá efeitos colaterais, mas, vamos dar este cheque em branco?

    Há anos que as facções se batem nas Comunidades Cariocas e a gente se danando para as famílias de trabalhadores que moram lá. Que se danem! Quem mandou morar na Favela!

    Mas, agora, a coisa chegou na sua esquina, no seu Shopping preferido, na sua Rodovia onde você tem que passar para ir à casa de campo, nas Ruas da Zona Sul, Zona Norte, nas Praias, etc. Aí os meios de comunicação descobriram a violência do RJ. Ninguém pode mais passear sossegado, tomar seu chopinho, meu irmão mora em Curitiba, e lá, os homicídios já passam de 1300/100.000 hab. Pior do que aqui. Em Alagoas e no Espirito Santo, o negócio é pior! Mas só mostram o RJ, até porque aqui existe a ostentação dos criminosos em mostrar seu armamento e a cooperação de alguns bandidos travestidos de policiais.

    As FFAA devem sim, entrar nos acessos do estado, junto com as PF e PRF, assim, como agir nas fronteiras secas e molhadas. Nas cidades quem trabalha são as Polícias, mas com inteligência e preparo, assim como motivados e, principalmente, apoiados pela imprensa e pela sociedade, pois, se as FFAA não conseguirem e já até foram hostilizadas, vamos chamar quem? os Marines?

    Deve ser uma operação de dois lados, o combate ao crime e, do nosso lado, parar de financiar comprando drogas e produtos roubados, senão, só vamos ficar enxugando gelo!

    Então, mais uma vez, peço desculpas pelo comentário de ontem e um grande abraço à todos!

  18. Eu na quero entrar no off topic,mas uma parte dos problemas do Hell de Janeiro passa por uma ação militar e para militar, mas não la. A ação se dará na fronteira oeste por onde passa algo em torno de 90% das drogas e das armas q abastecem as favelas. Eu já disse e repito, deem carta branca para a FAB pulverizar todas as pistas clandestinas, OFICIAIS E MILITARES, no Paraguai e na Bolívia que estão sendo usadas como bases logísticas tráfico inclusive e com o apoio de alguns miltares e policiais destas duas bostas de países.Se um pardal decolar sem autorização vai para o chão sem mais delongas.
    Sem frescuras ecoigaypseudohumanitariasocialista.
    Em trinta dias termina mercadoria no RJ e sem mercadoria não tem dinheiro e sem dinheiro não tem tráfico e não tem munição.
    Ahhh, não haveria prisioneiros, so desaparecidos e mortos em combate, aquele trabalho “limpo” sem lero lero.

    G abraco

  19. Belas fotos…bom treinamento.
    Quanto a situação do Rio de Janeiro trata-se do supra sumo das coisas erradas que temos no Brasil, algo cultural no berço da “ré”pública, pois as oligarquias imperam, uma sociedade doente consumidora de drogas e, por que não, apoiadora/finaciadora do tráfico e conseqüentemente de todas as mazelas que isso traz. Bem, está é minha opinião e acho interessante o debate que poderia ser em um tópico criado pelos editores.

  20. Zeabelardo 20 de julho de 2017 at 21:34
    “Sugiro evacuar (em todos os sentidos) brasileiros PARA a Venezuela. Os seres humanos devem viver seus sonhos e essa é uma oportunidade imperdível de aproveitar o socialismo.”
    Zeabelardo, apoiadíssimo.
    .
    Fotos muito bacanas.
    .
    Sobre a guerra urbana, a solução começa com um Presidente e um Congresso que apóiem respaldem as forças de defesa e segurança, sem titubear, e respeitem a VONTADE DO POVO. Com as polícias totalmente respaldadas, para fazer o que tem obrigação de fazer, e o absoluto apoio popular que terá, nós podemos prevalecer. Os socialistas que se explodam.

  21. Boa tarde Ozawa
    Existe um ditado que diz: “Quem pode mais, pode menos, mas quem pode menos, não pode mais”.
    Nenhuma operação é tão complexa quanto a guerra. Se a força se prepara para a guerra, ela se prepara pra tudo.
    A evacuação de não combatentes (brasileiros) por exemplo, foi necessária em alguns casos e quase necessária em outros, em diversos lugares do mundo, nos últimos anos. Cito, como exemplo: Honduras, Haiti, Bolívia, Costa do Marfim, Congo, Sudão, Lìbia, Líbano.
    Além disso, há a previsão de socorro, em caso de grandes desastres naturais.
    Quanto ao emprego das FFAA para conter a violência, além das operações na faixa de fronteira estarem cada vez mais se intensificando, há um GRANDE problema. As FFAA desceram a borduna no Alemão e Maré e … nada mudou…. É isso q o Cmt EB tanto fala.
    Os índices de criminalidade descem pra quase zero e a União, o estado e o município nada fazem. Não mudam NADA!
    Ou seja, gastasse milhões (cerca de 1 milhão por dia) e nada muda. Desgasta o nome das FFAA. Estas, q sempre cumpriram suas missões, são ligadas a missões não cumpridas, porque, simplesmente, os governos e todas as esferas não querem.
    Então, não adianta.
    Só adiantará, se governo e sociedade quiserem, ai, as FFAA farão o mesmo q já fazem quando chamadas, e no final, dará certo.
    Cabe lembrar, q o terrorismo urbano e rural no Brasil foi derrotado, sem botas de outros países aqui.
    Basta o governo e a sociedade se comprometerem.
    Pelo estado das coisas, já deixou de ser caso de polícia há muito tempo, mas … repito, GOVERNO E SOCIEDADE TEM Q QUERER.
    Sds

  22. Tudo no Rio começou com o maldito Exodo Rural promovido pelos próprios militares. Um país que nunca teve indústrias importantes com megalópoles teratólogicas com 5 milhões, 12 milhões, 18 milhões de habitantes!!! Como arrumar emprego pra toda essa massa humana? pior agora na era pós industrial.

    Israel, Canadá, Australia, Nova zelandia… as cidades todas com 500 mil, 800 mil habitantes no maximo. Aqui esses formigueiros humanos de desocupados e marginais desempregados de td tipo. Codem colocar o USMC pra patrulhar o RJ… “vai continuar morrendo policia e bandido, o crime não pára”!!!

  23. No triste dia 16 de março de 1985,lamento informar a todos que o Brasil acabou.O lema nacional mudou para “Desordem e Decadência,atraso,declínio,empobrecimento,subdesenvolvimento,declinação, deterioração,piora, agravamento,caimento,diminuição,queda,decréscimo,agravo, ruína,abismo,quebra…..

  24. A grande imprensa no Brasil propaga que as FFAA devem conter seus gastos em virtude de que em nosso continente não
    existe conflito desde o sec XIX (!!!!). Esquecem -se a pouco mais de trinta anos no Atlântico Sul houve um embate entre
    argentinos e ingleses , e que poderia ter nos envolvido também (A Sra Thatcher peitou o Gen Ex Figueiredo , que a
    peitou de volta). Existe ainda (!!!) resistência em boa parte da sociedade com relação aos programas militares , o que
    em minha opinião é um erro. Isso se deve em boa parte pela falta de informação e também desinformação estabelecida
    por setores ainda(!!!) revanchistas. Por isso sempre fui a favor de que as FFAA estabelecessem um canal de TV (aberta
    ou fechada) como veículo para manter uma relação direta com a sociedade. Quanto ao emprego das FFAA na segurança
    acho pertinente , porém , com inteligência , só para dar um exemplo : drones a 3000 metros poderiam monitorar várias
    comunidades mantendo contato com unidades policiais em terra, as FFAA tem os meios, basta alguém com coragem
    e determinação para colocar em prática.

  25. sub-urbano,
    .
    Tóquio tem quase 10 milhões de habitantes… Pequim tem lá uns 20 milhões…
    .
    O problema não é a concentração de população, e sim as “políticas sociais” aplicadas desde esse período, que simplesmente não deram certo, e nem nunca darão…
    .
    Lei e ordem, pura e simples… Sem isso, podemos trazer o US Army inteiro que não vai rolar…

  26. Perdeu o foco os comentários !!!

    Ninguem parou falar e analisar o contexto como um todo , Bahia operando Helis , desembarcando viaturas , fragatas fazendo treinamento , entre outras coisas!

    Ja tinha comentado sobre esse exercicio no topic do HMS OCEAN , agora que saiu nda se falou !

    Poderia ter tido uma atenção melhor !!!!

    Belas fotos lindas! Tem um video no you tube sobre exercicio !!!!

    Grande abraço !!!

  27. Imaginando num futuro uma força Bahia desovando tropas , Ocean Nal capatenea comandando operações aeres e antisubmarinas , mais um navio de apoio puro sangue para manter a força em além mar, quatro tipo 23 para defesa em geral, umas duas tamandares , dois sub. Riachuelo fazendo a proteção da força expedicionária , ai vamos q vamos

  28. Tiago Cruz, parabéns por voltar ao tópico. qto aos demais, uma humilde opinião: Que tal discutir este assunto de segurança pública em outro tópico? o assunto aqui é navio, e salvo engano a geografia das comunidades (mesmo as de beira de mar) não contemplam o emprego deste tipo de meio para o combate ao crime.
    Por outro lado, achei importante este treinamento. Muito importante mesmo. Se vc não pratica, não atinge a perfeição, e qq exercício que permita à MB explorar a potencialidade deste meio recém adquirido, no meu entender, é válida.

  29. Senhores, enquanto a justiça não punir o USUÁRIO de drogas como realmente deve ser o RJ e o Brasil continuarão nesse inferno. Agora, 12:30 hs alguns financiadores do crime estão acordando nos seus luxuosos aps na Barra após uma noite de ”nariz nervoso”, cidadãos esses que além de tudo financiam campanhas políticas há cada 2 anos. Chega de hipocrisia e de passar a mão na cabecinha desses vermes.

  30. Roberto Medeiros mas a segurança pública em qualquer contexto DOMINA a conversa, você nunca deve ter sido assaltado, não é?

  31. Isso td que acontece não só no RJ como no país td é reflexo de uma corja que se apoderou por 13 anos do país e que criou um mega exército de fanàticos e idiotas úteis,em que o aumento da violência é reflexo de uma sociedade capitalista ,consumista e que os ditos excluídos estão exercendo o seu direito de revidar.
    Desde os tempis de FHC começaram a pipocar Ongs de direitos humanos e logo depois vieram o ParTido e começaram a implantar o gramcismo e o marxismo ,o judiciàrio foi moldado a agir com esses ditames ideológicos,defesa exarcebada de usuàrios de drogas,audiéncias de custódia com o fim de soltar os coitados e injustiçados da sociedade,engessamento e fiscalização rígida das polícias pelo MP,abertura das fronteiras e o desencarceramento.entre outras coisas.
    Portanto,se algo não for feito e logo,estaremos muito pior do que a Venezuela,México,Honduras e demais países super violentos.

  32. O pessoal acha que um problema de décadas será resolvido na canetada e com operações espetaculosas. Os resultados da tal “guerra às drogas” foi um fiasco, dinheiro jogado fora sem qualquer avanço prático.
    Ações do tipo “lei e ordem” servem apenas para massacrar as vítimas de sempre, aquelas já massacradas diariamente pelos próprios criminosos. O que precisamos é somente que a lei seja cumprida, de modo imparcial, sem voluntarismos, para evitar a repetição de casos como o noticiado recentemente, onde o filho de desembargadora foi solto, mesmo tendo sido preso com dezenas de quilos de maconha, armas etc.
    Bombardear pistas de pouso no Paraguai e Bolívia nem mereceria maiores comentários, a não ser que seria uma agressão injustificada a países soberanos, e uma forma de transferir nossa culpa para outros países. Cadê os donos do helicóptero dos 500 kg de pasta base? Ou do avião obrigado a pousar com a mesma quantidade? Se quisermos, de fato, resolver o problema, é preciso repensar se vale a pena combater os bagrinhos ou focar nos tubarões, aqueles que realmente lucram com o tráfico e frequentam as altas rodas da nossa sociedade hipócrita.
    Fim do off topic.

  33. _RR_, acabo de voltar de Tóquio, e posso garantir.
    Não existe megalópole melhor no mundo para se viver.
    Abs.

  34. Muito boas as fotos,muito bom ver a força naval com o Bahia operando,não sabia da capacidade de TOM do Bahia,e pude ver que arrumaram o piso da doca alagável e lateral,me lembro que vi uma foto da doca alagável ,e as peças de madeira estavam gastas.Se formos a algum pais pela ONU.esta ai uma boa força,provavel que o pais esteja com a capital no litoral,com um conflito no interior,estão barcaças do Bahia poderão desembarcar viaturas e tropas,o mesmo com o G29 que pode abicar para o desembarque,e para proteção de área pode ser com as Niteroi,ou F22.Que o Ocean venha logo,poderemos compor uma outra força aeronaval ,para patrulhamento do nosso litoral,plataformas de petroleo e cabotagem, de Salvador podem sair os P-3 e P-95,plotando navios e plataformas,e o Ocean com os helicópteros com penguim,ou exocet,tambem com as niteroi ou F-22.Não sei se o F-35 pode operar no Ocean ,o SeaKing opera nele e tem um metro a mais de comprimento que o F-35,mas o peso do SK é 9 ton e do F-35 é 15ton,pode ser que consigamos meia dúzia de Harries,os Marines tem,a Italia e Espanha também.Vamos torcer para acontecer.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here