Home Marinhas de Guerra Navio de Socorro Submarino Felinto Perry – K 11 segue rumo à...

Navio de Socorro Submarino Felinto Perry – K 11 segue rumo à Argentina

9924
129
NSS Felinto Perry

Segundo a mídia argentina, o navio é um dos disponibilizados pela Marinha do Brasil para participar da operação de resgate do submarino ARA San Juan

Segundo o site de monitoramento de navios Marine Traffic, o Navio de Salvamento Submarino Felinto Perry da Marinha do Brasil estava no meio da Baía de Guanabara no momento da publicação deste post.

De acordo com a mídia argentina, o navio está entre as unidades brasileiras que serão enviadas para auxiliar na operação de busca e resgate do submarino ARA San Juan.

O Navio de Salvamento de Submarinos Felinto Perry – K 11, ex-Holger Dane, ex-Wildrake, foi adquirido pela Marinha do Brasil em novembro de 1988, junto a Rederiet H. H. Faddersbjll A/S, onde era usado como Navio de Salvamento em campos de petróleo no Mar do Norte, para substituir o NSS Gastão Moutinho – K 10.

O Felinto Perry é um navio de apoio completo. Como Wildrake, a serviço do Armador Anders Wilhelmsen & Co., de Oslo, onde tinha o Código Internacional LKAW, era classificado pelo DNV (+1A1) para operações de Apoio a Mergulho, Reboque, Abastecimento (Supply), Combate a Incêndio categoria II, Recuperação de Óleo.

Com seus Equipamentos de Apoio ao Mergulho, o Felinto Perry é capaz de conduzir mergulhos saturados até 300 m de profundidade. Tem Sino Atmosférico de Resgate (SAR) capaz de efetuar resgate até uma profundidade de 300 m, câmara de recompressão com capacidade para 8 mergulhadores, sino de mergulho de transporte, veículo de operação remota, com câmaras de vídeo, manipulador e sonar.

O navio também possui Equipamentos de Manobra, Fundeio, etc, como sistema de posicionamento dinâmico Kongsberg AOP 503 Mk II, que controla automaticamente o leme e os propulsores (dois eixos, dois hélices transversais avante e dois a ré), de maneira a posicionar dinamicamente o navio em relação a um ponto de referência e tem também um guindaste para 30 toneladas e um guindaste de 3 toneladas.

Clique na imagem para ampliar

129 COMMENTS

  1. Argentina deve pedir sim, se não terá que pedir proEUA,ou pouco provável reino unido.Eu suponho que eles não tem um navio deste e num caso deste tempo e crucial.Tomará que não aconteça nada de pior e o que desejamos.

  2. O pior ja aconteceu, mas dai acredito q nosso Felinto nao ira apoiar qualquer resgate…a questao eh o tempo ja passado 72 hs. Alem disso, levara pelo menos mais uns 4 dias de navegacao ate poder chegar em area provavel. Sendo assim e levando em conta q a ajuda dos USA com equipamento bem mais moderno e que poderia em tese ser levado ao local em questao de horas por C 17. Enfim…tbm acho q nosso navio nao esta 100 % disponivel operacionalmente e com pessoal preparado. Minha opiniao.

  3. Não entendo, gastam milhões para comprar submarinos e não gastam para comprar navios de resgate… Navios de resgate deveriam ter desempenho máximo, poderia ter turbinas auxiliares para velocidades de 28, 30 nós em caso de emergência… aff vai entender…

  4. A questão não é se a Argentina pediu ou não o meio. O fato é que é obrigação moral do Brasil deslocar o navio para a fronteira e deixá-lo à disposição, apenas aguardando autorização para adentrar o mar territorial argentino. O mesmo serve para os nosso P-3. Já deveriam estar no sul do Brasil.

  5. Possivelmente localizaram sinais do naufrágio e agora o K11 está fundeado esperando ordens para demandar a saída da baía de Guanabara. Não acho outra explicação pra isso. Seja para recolher sobreviventes, vítimas ou respostas.

  6. Está prestes a sair da boca da Barra agora. Estou com ele no visual. Agora acho que está indo para o local de buscas. Tomara que consiga ajudar. Nobre missão.

  7. Há 2 dias já tinha de ter suspendido rumo ao sul, enquanto o MRE e MinDef tratavam com o governo argentino. São seres humanos e nossos colegas expostos a uma morte horrorosa. Não é o momento para firulas pseudo-nacionalistas.

  8. Imagino o barata voa que foi acionar todos os tripulantes e preparar tudo para ontem. Quando se sabe a situação dos submarinos de sua marinha é uma coisa, mas ser acionado com um imprevisto é uma situação bem complicada.

  9. É incrível como se fazem perguntas e afirmações babacas com vários comentários que já foram postados pelos editores, colaboradores e foristas, inclusive meus.

    Leiam caraca ou é preguiça pura ?

    Tem a lupinha que ajuda e muito, aliás excelente em matérias e comentários.

  10. O Felinto tinha que ser prioridade na esquadra. Prioritário na manutenção, nos suprimentos, no equipamento e tripulação em dobro, uma tripulação sempre em stand by. Lembrem-se, temos submarinistas também. Caso haja um acidente com um Tupi a 250 mts mandamos o nosso pessoal esperar com calma e respirando pouco até o Felinto se aprontar?

  11. curioso é que um portal de noticias argentino noticiou que o mesmo já estava a caminho e juntamente com ele um C-105 SAR e um P-3 além dos navios oceanográficos do Brasil e a fragata Rademaker que já suspendeu até o local.

  12. A fase atual é a de busca, e não de resgate, portanto, a priori, ele ainda não é necessário…
    Mas concordo que deveria esperar por essa fase em um local mais próximo…
    Espero ter ajudado

  13. Ele está agora saindo da Guanabara, por volta de 1700 nm do área provável do hipotético acidente.É lastimável o tempo de aprontamento de nosso resgate, torna-se quase inútil.

  14. De quarta até sexta era segredo 48 horas perdidas, de sexta até sábado são 24 horas para aprontar tudo e zarpar é a MB está de parabéns, pois não dever ser fácil aprontar tudo e ir a outo pais para regatar marinheiros.
    Tomara que cheguem o mais breve possível e que ocorra tudo bem no translado, pois o mar segundo informações esta revolto.
    Boa sorte a todos.
    abraços

  15. Audax 18 de novembro de 2017 at 17:56

    Ádson

    “Nenhum submarino nosso sai sem que o Felinto esteja em condições. Pode ter certeza disso. Sds.”

    Não sou especialista ,sou só um entusiasta,mas vendo essa terrivel situação me pergunto a marinha da Argentina não deveria ter um meio desses como o Felinto para situações como essa ?…
    Também me suscitou o fato que eles sofrem com o mesmo descaso por parte dos politicos que a MB sofre,mas isso ai é questão de segurança.

  16. Quanto a Marinha Argentina não posso falar muito sobre o modus operandi dela. Aqui nossos submarinos sempre que suspendem podem esperar o suporte do Felinto. Se houve algum erro foi na demora dos argentinos a aceitarem e reconhecer a necessidade de ajuda. Como disse, a MB sabe da situação do seus submarinos e está preparada para lidar com isso. Agora quando ocorre o imprevisto tudo é corrido. Acho que eles suspenderam em tempo aceitável para atender a necessidade de los ermanos. Vamos torcer que possam ajudar. Sds

  17. “18 de novembro de 2017 at 18:10
    Ele está agora saindo da Guanabara, por volta de 1700 nm do área provável do hipotético acidente.É lastimável o tempo de aprontamento de nosso resgate, torna-se quase inútil.”

    Adson, com meia dúzia de matérias já publicadas, um monte de comentários, links, explicações de leitores que entendem do assunto, você ainda vem falar de lastimável? As 48 horas sem comunicação do submarino foram completadas de anteontem pra ontem, quando então a Armada Argentina iniciou suas buscas. Com a divulgação, outras marinhas (incluindo a MB) ofereceram ajuda, que precisa ser aceita. A aceitação de protocolo de resgate pela Marinha Argentina foi de ontem pra hoje, e hoje o navio brasileiro está se deslocando. Isso é uma resposta imediata, não tem nada de lastimável nisso, pelo contrário.

  18. Ontem mesmo comentei que o Felinto Perry não é como um carro de bombeiros que sai dois minutos após o alarme.

    Tem que ver em qual situação se encontra o navio no momento da emergência, poderia estar em manutenção, sem provisões, com a tripulação de folga, etc.

    Na região apenas a MB tem equipamento de resgate disponível. O Chile tem navio certificado pro resgate mas precisa da capsula de resgate que é americana. O tio Sam tem que enviar o equipamento o que demora no mínimo 36 horas.

  19. O que já notei nos comentários é que os que mais criticam isso ou aquilo são os que menos entendem do assunto.

    Só observando.

  20. Esse episódio pela dimensão internacional e circunstâncias naturais se tornará um leading case na área de busca e resgate submarino. Espero que bem sucedido.

  21. Gabriel OLiveira 18 de novembro de 2017 at 17:55
    “curioso é que um portal de noticias argentino noticiou que o mesmo já estava a caminho”

    Deve ser o G1 da Argentina.

  22. Alex 18 de novembro de 2017 at 18:47

    Gabriel OLiveira 18 de novembro de 2017 at 17:55
    “curioso é que um portal de noticias argentino noticiou que o mesmo já estava a caminho”

    Deve ser o G1 da Argentina.

    Provavelmente deve ser um analogo ao G1,que por citar o G1 suscitou o fato de que hoje desde a manha esta divulgando que o submerssivel teria sido encontrado,coisas de sites que buscam fontes não confirmadas.

  23. Felinto Perry está a caminho. Neste momento passando em frente ao Leblon. Boa sorte e que consiga efetuar o resgate, caso necessário.

  24. Acabou de dar na Record ( não sei se é verdade ou não) que são 3 navios indo para a Argentina e 1 avião.

    Mas só vi no MarineTraffic o Rademaker e o Felinto Perry. Qual o outro?

  25. Glasquis7

    Corretíssimo. Quando um meio desses é acionado toda uma cadeia logística entra em ação. Empréstimo de mantimentos de outros navios são enviados e dezenas de situações ocorrem. Boa parte da esquerda é mobilizado para acelerar o processo. Inclusive provavelmente em São Pedro algum helicóptero deve estar de prontidão para ir ao encontro do Felinto se for preciso. Parabéns MB pela presteza. Sds

  26. Nunão, lastimável sim. Um meio de resgate deve sempre estar de prontidão. Em fainas de mergulho além de ficar com todo o equipamento pronto, câmara, cascata, gerador reserva (2) e pessoal de convés, ainda tem o dupla do mergulhador e um terceiro já semi equipado ( o sardinha), além do técnico hiperbárico e um médico hiperbárico de stand by. Ou seja, doutrina de socorro/resgate é assim. O Felinto tinha que ter prioridade sobre toda a esquadra a respeito de manutenção, no caso de suprimentos um contrato “guarda chuva”com alguma empresa que teria x horas para abastecer caso necessário. Além disto teria que ter duas tripulações, uma sempre de stand by. Em resgate minutos contam, subaquático os segundos contam. Já falei mais do que podia.

  27. Fico me perguntando, como que um submarino não tem nenhum sistema ou meio independente pra que em casos de emergência como esse seja possível localizar sua posição. Deveria haver algum tipo de mecanismo que em caso de falha que impossibilitasse a subida do meio, de forma automática ou manual, fosse lançada uma bóia com transponder ligada ao submarino por uma corda simples. Não deve ser algo tão complicado.

  28. Adson, quando nossos submarinos operam, ele está de prontidão. Já foi postado por outros comentaristas melhor informados sobre isso. É um navio da Marinha do Brasil, cujas operações e estados de prontidão são ajustados às necessidades da nossa Força de Submarinos, assim como um navio do tipo, de outra marinha do mundo, também seria. Não é um navio da Armada Argentina, não tem a prerrogativa de estar de prontidão quando submarinos argentinos estão operando por lá, e sim quando os nossos estão operando por aqui.

  29. Deve ter, Rodrigo.

    Jagderband44, normalmente quando ainda próximo à costa se segue por canais de navegação / tráfego em velocidades baixas. Em alto-mar se aumenta mais a velocidade, o que também varia pra cada navio.

  30. Nestas ordenadas tem uma concentração de barcos, inclusive pesqueiros.
    S42°55’56.26
    W059°26’53.91
    (-42.9323, -059.4483)

  31. Pensei exatamente nesse fator como limitante da velocidade Nunao. Acredito que ao passar na altura da ilha grande a velocidade aumentará.

  32. A ajuda do Brasil consiste no envio de 3 navios (Rademaker, Felinto Perry e Almirante Maximiliano), além de 2 aviões da FAB (1 C-105 e 1 P-3). O Felinto Perry está navegando à 4,1 nós… Nessa velocidade, sei não…

  33. Apenas para colaborar: notícia disponível no site CLARIN, principal da Argentina, que indica para possíveis tentativas de contato do submarino desaparecido:

    A última hora, el Ministerio de Defensa dio la primera noticia esperanzadora desde que se perdió contacto con el submarino ARA San Juan y sus 44 tripulantes.
    Informó oficialmente que se detectaron durante el sábado 7 llamadas satelitales que se habrían realizado desde el submarino y que no llegaron a enlazar con las bases de la Armada Argentina, lo que indicaría que la tripulación intenta restablecer contacto, por lo que se trabaja para determinar su localización precisa.
    Las llamadas, con una duración de entre 4 y 36 segundos, fueron recibidas entre las 10.52 y las 15.42 en distintas bases de la Armada, aunque no llegaron a establecer contacto.
    Con la colaboración de una empresa estadounidense especializada en comunicación satelital, se trabaja ahora para determinar la ubicación precisa del emisor de las señales, ante la presunción de que podría tratarse del submarino que lleva a bordo 44 tripulantes.

  34. Primeiro tem que achar o submarino… pelo que entendi esse navio brasileiro serve pra resgatar… então… até que achem deve dar tempo dele chegar lá… O mar lá está muito agitado… temos que ter cuidado para que não ocorra nenhum acidente com quem está indo ajudar…

  35. Se o Felinto esta a 4,1 ou 5,8 nós, só pode ser por dois motivos:
    Ou sua propulsão está estragada, impedindo o navio de navegar mais rápido. Ou seus tripulantes sabem o que estão fazendo e é exatamente nessas velocidades que ele deve estar, nesse momento.

    Como não se divulgou exatamente nada sobre problemas, deixem a Marinha trabalhar galera. Nossos marinheiros são bem treinados, não há porque essa questionação sem fim sobre a velocidade do navio.

  36. Sinceramente, a velocidade do Perry é o que menos importa agora. Ele está a caminho, seguramente, na melhor forma possível para cumprir a missão. Agora, para nós que não estamos lá, é esperar, torcer ou orar, conforme a convicção interna de cada um.

  37. Não adianta ele ir a toda e veloc e consumir grande parte do óleo combustível no caminho. Eles com certeza estão gerenciando da melhor maneira para não chegar no local com nível de combustível baixo. Não sei se terão a oportunidade de fazer TOM no local com alguma marinha amiga. Como diz Lair Ribeiro. Nada é por acaso!

  38. Vocês sabem que vivo metendo o malho na MB, especialmente na administração, mas na hora que se faz preciso, ela cumpre a missão! Parabéns pela pronta resposta!

    Que o almirantado tenha o discernimento necessário para manter nossos homens bem equipados e treinados com os poucos recursos que temos.

  39. ARGENTINA acepto toda la ayuda internacional ofrecida a la fecha, y están operando navíos y aviones de 7 países, Brasil, Chile, Uruguay, USA, Reino Unido, Perú y Sudáfrica.
    Esta mañana llegaron a la Base Aérea de Comodoro Rivadavia, 3 aviones Globemaster y un Galaxy C5 trayendo una cápsula de rescate enviados por la Armada de USA desde la base de Miramar en California ..bienvenidos sean toda la ayuda y que sirva para rescatar a todos los tripulantes con vida..Dios así lo quiera !!

  40. MB informou há duas horas que o navio polat Alte Maximiano já está na área
    https://mobile.twitter.com/marmilbr/status/932403272727564290

    Marinha do Brasil
    @marmilbr
    #últimanotícia A Marinha do Brasil informa que o Navio Polar Almirante Maximiano já se encontra na área de buscas ao submarino ARA San Juan. A Fragata Rademaker, que regressava de uma Operação com a Marinha do Uruguai e o Navio de Socorro Submarino Felinto Perry estão a caminho.
    Inserido
    Inserido
    Inserido
    10:20 PM · 19 de nov de 2017

  41. São 60.000 km2 se não me enganei nas dimensões do quadrilátero de busca…

    Pelo decurso fatal do tempo e a extensão monumental da área de operações, o número de aeronaves deveria, se possível e não saturar mais que ajudar, ser ampliado. O Brasil enviando mais um P3 e os Estados Unidos com sua capacidade inesgotável mais uns 2 P8…

  42. O Felinto Perry está no momento defronte à costa de Floripa, SC. Navegando a 26 nós/h e considerando que a distância até o local onde está atualmente o Almirante Maximiano (200 Km da costa de Puerto Madryn) é de 2.500Km, vai levar pelo menos mais 4 dias para chegar. Apesar da Marinha dos USA ter enviado as cápsulas de resgate, o nosso “Às de Copas” ainda é o equipamento mais apropriado e aguardado para efetuar o resgate dos marinheiros (caso o casco do San Juan esteja até a 300m de profundidade). Na América Latina, é o único navio que existe para resgate submarino até 300m. Abaixo desta profundidade, somente com auxílio de DSRV que poucos países detém e além de 650m, somente os EUA e a Rússia poderão auxiliar.

  43. Rita, me desculpe, mas info errada ou confundida, em tres semanas so se literalmente for movido pela maré … , será em muito menos tempo que isso, não tem como , com porpulsao levar 21 dias RIO x Regiaõ de Puerto Madryn

  44. A 6 Knots por hora não chega lá nunca. Vergonhoso um Navio de Salvamento se deslocar a essa velocidade. É só para dizer que tem, pois na prática deveria ser apto a deslocar-se com velocidade compatível com a urgência do Salvamento.

  45. Respondendo aqui foi o que meu irmão disse a última vez que falei com ele . Estava em alto mar e disse que demoraria 21dias para o Felinto Perry chegar noao seu destino que é o ponto de resgate na Argentina.

  46. E a previsão é de que eles vão ficar embarcados por 2meses. Meu irmão é submarinista no Rio de Janeiro e está no Navio Felinto Perry que saiu dia 18.11.2017 do Rio de Janeiro com destino a Argentina.

  47. Rita qual o nome do seu irmão?? Meu marido faz parte da tripulação do Perry e não tenho informações desde o dia que suspenderam. Vc sabe onde eles estão??

  48. Meu esposo também está no Felinto e eu n tenho qualquer informação desde q suspenderam.
    Alguém tem maiores informações??

  49. O Felinto Perry voltou a aparecer no Marine Traffic.
    Atualização de 5 minutos atrás mostra o navio no curso 218º, velocidade de 8 nós. Está ao sul de Buenos Aires.
    S35º49’20.16
    W054º25’19.42
    (-35.8223, -054.4221)
    Nessa tocada, pela manhã provavelmente estará no través de Mar del Plata.

  50. Rita, 2 meses embarcados? Aí meu Deus, alguém mais confirma Isso!? Porque meu esposo disse que a princípio seriam 25 dias.

  51. Obrigada pelas informações! Tbm estou acompanhando pelo Marine Traffic. Manoela e Cris tbm não tenho informações do tempo q ficarão por lá, infelizmente.

  52. Ksilva, da última vez que chequei já estavam a sul de Mar del Plata, a cerca de 100 milhas da costa, então nada indicava que fossem alterar o curso para atracar ali.

  53. A principio não Sra, não seria usual aqui, talvez alguns parentes que esteja acompanhando eventualmente, mas não é comum este tipo de info aqui

  54. Obrigada Ksilva!
    Muito difícil p nós essa falta de comunicação deles. Acredito que o sinal ainda n tenha estabelecido.
    Qualquer nova informação eu aviso aqui , assim aguardo as de vcs.

  55. Otília, notícias sobre o ARA San Juan você pode acompanhar aqui todos os dias.

    Sobre o Felinto Perry, a última vez que chequei no Marine Traffic (que, como o colega mais acima mencionou, não é sempre preciso na sua versão de consulta livre) estava ao sul de Mar del Plata.

  56. Já q o navio atracou, eu acredito q seja o momento de se estabelecer o sinal…. n é ??
    Bom, se alguem receber notícias, por favor, nos informe. .Farei o mesmo , imediatamente, assim q o contato for feito.
    Obg.

  57. O navio deles está em Mar Del Plata msm e deve ficar por lá por 2 ou 3, mas não sabem ainda para aonde vão. Se voltam ou se vão para o local das buscas. Eh oq sei até agora!

  58. Consegui contato, estão atracados mesmo em Mar del Plata, vão abastecer e como Ksilva falou, vão ficar de 3 a 4 dias aguardando para saber se vão voltar para buscas ou para o RJ. Estão todos bem.

  59. O navio Felinto Perry chegou ontem na Argentina. Não há mais nada do que se fazer. Meu irmão é Otávio Gonçalves Costa. E eles ficarão somente 3dias por lá e seguem para o Uruguai para abastecer e vão parar no Rio grande do Sul TB. A previsão é de um mês ainda fora de casa. Foi o que meu irmão falou. Tenho tido contato com ele por whatsapp.

  60. Quem precisar de algum contato com o Felinto Perry meu irmão já hoje se comunicou comigo . Vão ficar até amanhã na Argentina e seguem para o Uruguai. A previsão para chegar é de um dia e meio . Eles abastecer para voltar e passam no Rio grande do sul TB. Não levaram dinheiro. Na Argentina tudo caro. Mais com fé em Deus eles voltarão . Deus os guarde.

  61. Obrigado pelas informações de que o K 11 está para voltar, Ana Rita.
    Não tenho parentes no navio, mas estou acompanhando o caso.

  62. Muito bom nos mantermos informados por aqui.
    Obrigada à todos e q eles voltem na paz.
    Que continuemos as informações.
    Boa noite!

  63. Não encontraram nada e a operação de resgate dos tripulantes foi cancelada. Agora só vão procurar os destroços.

  64. Corrigindo aqui o Felinto perry ainda se encontra na Argentina. Falei com meu irmão hoje 16.10 aqui e lá é 3hs a menos por conta do fuso horário. Um churro lá custa 50 pessoa que equivale a 10,00 aqui.

  65. Pessoal recebi notícias hje do meu irmão que todos estão bem e amanhã chegam no Rio Grande do Sul e vão parar lá. Navio Felinto Perry. Graças a Deus. Recebi notícias via zap 16:30.

  66. Felinto Perry está na cidade Rio Grande, Rs. Glória a Deus. Chegaram por volta de 08:22de hoje. Segunda-feira retornam ao Rio de Janeiro. Meu irmão acabou de avisar.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here