Home Aviação Naval ARA San Juan: US Navy envia mais uma aeronave P-8A à Argentina

ARA San Juan: US Navy envia mais uma aeronave P-8A à Argentina

7344
91
P-8A Poseidon

Um segundo avião de patrulha marítima P-8A Poseidon da Marinha dos Estados Unidos será enviado neste domingo a Bahía Blanca, onde se juntará ao esforço de busca internacional do submarino argentino ARA San Juan.

O Comando Sul dos Estados Unidos (SOUTHCOM), com sede em Miami, informou que a aeronave, com uma tripulação de 21 membros, partirá de Jakcsonville, no norte do estado da Flórida, e espera chegar neste domingo. Um avião da Marinha P-8A já está colaborando, bem como uma aeronave P-3 de pesquisa da NASA.

Além disso, o Submarine Rescue Command (URC) da US Navy, com sede em San Diego, Califórnia, está desdobrando dois sistemas de resgate submarino independentes que podem ser usados para apoiar missões subaquáticas de busca e resgate, dependendo de vários fatores oceânicos, tais como profundidade, condições atuais do fundo e outras considerações de segurança.

91 COMMENTS

  1. Carlos:

    The range of the MAD system varies, but will generally detect anomalies at approximately 1,200 metres. When the MAD system detects a magnetic anomaly, an audio alert signals the crew and the display provides contact and range information.

    Even so, the submarine must be very near the aircraft’s position and close to the sea surface for detection of the anomaly, because magnetic fields decrease as the inverse cube of distance. The size of the submarine, its hull composition and orientation determine the detection range.

  2. Estão lendo meus posts aqui. Já vinha dizendo. Se o objeto é encontrar mandem tudo que tiverem. Inclusive russos e chineses com seus Antonov.
    Deixar passar duas semanas não contribui em nada…

  3. Tenho a impressão que houve um incêndio de grandes proporções dentro do submarino, algo com as baterias… Quando foram emergir, encontraram um mar revolto com onda de até 6 metros. Numa dessas, é difícil imaginar que estejam vivos. Além do mais, já são 4 dias desaparecido. Muito provavelmente atolado no fundo do mar. Pela carta náutica postada aqui mesmo nesse mesmo site, parece que o local tem profundidades de até mil metros. Nem um submarino super moderno dos EUA suportaria essa pressão… Quero acreditar num milagre, mas tá difícil…

  4. É nessas horas em que se vê como os Ianques são capitalistas malvadões.Viajam mais de 10.000 km e gastam milhões para ajudar; enquanto os mortadelas mundiais arrasam tudo em seu país para se perpetuar no poder e nivelar o povão por baixo (miséria total).

  5. Já começa a ganhar contornos dramáticos mais de 4 dias se vão indo e algumas poucas e informações e o tempo ainda não ajuda.

  6. A resposta dos EUA é simples. É a força mais preparada do mundo, é a grande potência mais próxima e é a que tem melhor relacionamento com os argentinos. Simples assim.

  7. Cláudio quadros

    Cara, em 3 dias de postagens tu não escreveu nada que preste. Se não tem nada que acrescente ao debate então deveria permanecer quieto.

    Nunca falta quem se regozije com sofrimento alheio. Que fim de mundo.

  8. Cláudio, sério, simplesmente pare de postar. Está me irritando bastante, já. Não é o momento para falar dessas coisas, muito menos em um português assassinado.

  9. 3 C17 pousaram na Argentina provenientes de San Diego com o equipamento de resgate submarino

    El primer equipamiento llegó hoy poco antes del mediodía al aeropuerto de Comodoro Rivadavia en tres C-17 Globemaster III, unos aviones de transporte militar pesados de la Fuerza Aérea de los Estados Unidos, provenientes de San Diego, California, donde se encuentra uno de los Comandos de Rescate Submarino de ese país.

    Um segundo equipamento chegará no início desta semana, que tudo dê certo.

    https://www.clarin.com/sociedad/sistema-rescate-submarino-enviado-unidos-encontrar-ara-san-juan_0_HyZ8dM1xG.html

  10. Gostaria de saber dos senhores quais os protocolos a se seguir num caso destes, de provável sinistro com um submarino. Pergunto porque, do meu ponto de vista, demorou bastante até que a Argentina pedisse ajuda internacional.
    O ARA San Juan fez seu último contato na quarta, dia 15. Deveria voltar a se comunicar 28 horas depois (segundo informação aqui do PN). A partir da falta de comunicação, percebi uma escalada gradual das medidas, mas sem o vigor que eu imagino ser próprio desta situação (uma provável missão de busca e resgate a um submarino em alto mar).
    Segundo o PN, o ARA San Juan possui mecanismos de emergência para gerar oxigênio por 6 dias. Assumindo que o acidente foi na quinta-feira, já estamos indo para o quinto dia…..
    Eu me animo a cada notícia de mais ajuda, mas sei que a situação é muito dramática: a profundidade do local do provável sinistro é muito superior à capacidade do casco; o mar na região está com ondas de 6 a 8 metros; há dificuldade de se identificar possíveis sinais de socorro… Tudo contra, até agora….
    p.s. discutir política e capitalismo x comunismo num caso desses me faz perder a esperança na humanidade…francamente!

  11. Pelo que li em sites Argentinos, aparentemente o ARA San Juan estava a apenas 200nm de Puerto Madryn, que significa algo em torno de 90 a 150m de profundidade. No entanto, se houve incendio a borbo, possivelmente a quantidade de oxigenio dentro do sub é limitada.
    Ainda há esperanças, vamos torcer.

  12. Tamo junto bit_lascado, minhas orações são para que cheguem ao porto tal qual chegou o Alferes Sobral em 82, quando ja o davam por afundado

  13. Imagina se o sub aparece de boa, e diz a todos: Viu pode juntar o que tem de melhor que vocês não acharão nossos submarinos, Reino Unido.

  14. Alexandre Galante 19 de novembro de 2017 at 17:08

    1.200 m é muito, dependendo onde o acidente aconteceu, mas ai entra massa, distância altitude etc
    Voar quase rasante naquele polígono complica em minha opinião.

    Alexandre Galante
    estas com a palavra, você é marinheiro e estudioso, tem domínio.

    Muito obrigado pela resposta, curta e precisa.

    Vamos dar uma folga na minha restrição no PA ? Relaxa Galante !

  15. Gente,meu maritime traffic travou ou algo do tipo? O nss felint perry e o rademaker estao parados a 4 horas na mesma posicao ilha bela e bahia blanca respectivamente

  16. Pessoal,
    Me surgiu uma dúvida. Se todos sistemas do submarino estão parados, não há aquecimento. Qual a temperatura da água na região? E no leito do oceano?

  17. Caro Claudio. Não é momento de ativismo político. Por favor. Daqui a alguns dias, depois de encerrado o resgate, quando tivermos mais informações, talvez seja possível aprendermos alguma coisa. Por enquanto, o mínimo é uma postura de respeito e prudência nas palavras.

  18. claudio quadros.
    Ya te dije weón, quedate quieto, nos estas haciendo quedar mal con tus mierdas de comentários contra Argentina en un momento en que todos estamos preocupados de rescatar a los submarinistas sin importar de que nacionalidad son.

    Tus comentários solo perjudican a la imagen de Chile en el extrangero.

  19. os EUA, Brasil e vários outros países oferecendo ajuda e fazendo a sua parte, mas por onde anda a gloriosa China ? Alguém ouviu falar ?

  20. Glasquis7 esse Claudio Quadros é chileno? Porque se for, fica explicado esse português tenebroso dele, enfim, não importa o que ele é, se é Chileno, brasileiro ou marciano, esses últimos comentários dele tem sido vergonhosos. Claudio se você não tem nada de positivo ou produtivo para comentar e melhor fica de bico fechado

  21. E o que uma coisa que aconteceu no passado tem a ver com o sofrimento e a agonia de 44 seres humanos que só deus sabe em que condições estão no meio do nada, o que a agonia de 44 famílias sem saber se vão ver seus entes queridos de volta ou não tem a ver com a briguinha entre Chile e Argentina em 1978?

  22. Fugindo do tema alguem tem informações em que condições estão os submarinos Brasileiros hoje ?? todos operacionais ? algum em manutenção ??

  23. Olá Jr. Concordamos. O momento agora é de cuidado com o que escrevemos. Praticamente todos estamos consternados e sensibilizados de um modo ou de outro com o acidente e torcendo pelo resgate. Como escrevi há pouco, é preciso um mínimo de respeito e prudência com o que escrevemos. Um grande abraço e também torcendo pelo sucesso da operação.

  24. claudio quadros
    Oye weón, ya estan pidiendo para censurar tus comentários. Todos sabemos de los problemas entre Chile y sus vecinos pero este no es el momento ni el canal para que andes ventilando tus resentimientos. Estas haciendo un deservicio hacia la imagen de Chile.
    Haz un favos a todos incluso a Chile. NO COMENTES MAS MIERDAS.

  25. Jr 19 de novembro de 2017 at 21:44
    “Glasquis7 esse Claudio Quadros é chileno?”

    Pior que é. Mas deve ser algum garoto com acesso a internet. Na verdade é que não entende o português e nem o que se está comentando. Estou tentando fazer ele ficar quieto mas…
    Nos, os Chilenos temos um sentimento patriótico difundido desde muito cedo e alguns demoram um pouco a entender a diferença entre Patriotismo e revanchismo.

    Peço desculpas por ele.

  26. Ahhh, isso explica muita coisa. O cidadão é chileno.
    Está comentando via tradutor do google.
    Ta certo.

    Glasquis7, você também é chileno?

    Tirando as besteiras sempre escritas pelo Claudio, bacana essa presença estrangeira aqui no site.

    De cabeça, lembrava só do Rustam e de alguns brasileiros que moram nos EUA.

  27. O O NSS Felinto Perry (K-11) navio de socorro submarino da Marinha do Brasil. Encontra-se em deslocamento. equipado para apoio ao mergulho, combate a incêndio e resgate de submarinos.

    * O navio está equipado com câmaras de descompressão, sino atmosférico (permite a realização de resgates a profundidades superiores a 300 metros), baleeira com câmara hiperbárica e um veículo não-tripulado controlado remotamente para operações de até 600 metros (“ROV”). Dispõe ainda de sistema de posicionamento dinâmico (“DPS”, que possibilita que o navio permaneça parado em relação a um determinado ponto), plataforma para helicópteros e guindastes.

    ** aviões: perdi o C-130H no flight radar, C-105 Amazonas SAR (Casa C-295) ja chegou… falta o P-3 AM Orion, pelo que vi um VC-99 de transporte e não um R-99B.

  28. Glasquis7 19 de novembro de 2017 at 22:24
    Não tem do que se desculpar amigo. Em matéria de gente sem noção o Brasil ainda está bem na frente do Chile

  29. Infelizmente também não tenho muitas esperanças. Se foi fogo nas baterias além dos danos, são liberados gases altamente tóxicos. E o casco pode sofrer danos mesmo se a profundidade não for grande. Basta que a razão de descida ao fundo seja demasiada como no caso de perda total de propulsão.

  30. Helio, concordo plenamente com tua observação inicial de 19, as 19h57.
    Fila, a temperatura no oceano profundo costuma ficam e torno de 1º a 2º.

  31. Colombeli, obrigado.

    Amigos, uma duvida que tenho: a.perda da propulsão pode levar um sub ao fundo se ele estiver navegando submerso? Então, para alterar a profundidade do mergulho ele precisa dos tanques de lastro E da propulsão e a perda desta última (uma falha no motor, por exemplo, sem.perda de energia em todo o barco) leva-o ao fundo?

  32. Helio, acho q a perda de propulsão por si só não basta para afundar, o lastro modifica a densidade do sub levando ele a submergir, a propulsão torna o sub controlável

  33. Bom dia trilogia!
    Estamos acompanhando essa tragédia,que espero leve a um final feliz.
    No pior cenário quando há rompimento do casco,o óleo dos motores iria aparecer na superfície do oceano,só que as correntes marítimas fariam ele aparecer muito distante do local do incidente?
    Se for achado algum vestígio,pela velocidade das correntes oceânicas não se acharia o provável local onde o submarino poderia estar?
    Obrigado pela atenção

  34. Helio,
    Não sou o mais indicado pra responder sua dúvida mas sim, a propulsão é importante para o submarino se manter navegando numa dada profundidade dado à existência de hidroplanos na popa e na proa. Caso contrário seria muito difícil um submarino se manter numa dada profundidade com flutuabilidade neutra só ás custas da relação de flutuabilidade vs peso promovida pelos tanques de lastro.
    Em tese mesmo os propulsores não funcionando a operação de esvaziar os tanques de lastro pode ser feita manualmente e aí o submarino iria para a superfície.

  35. Muito triste e angustiante a espera pela localização, agora é aguardar as investigações, uma dúvida submarinos também tem caixa pretas.

  36. Dei uma lida nos jornais argentinos, via web, agora pela manha desta segunda feira. As noticias são de que o tempo está piorando e as ondas estão de 6 a 8 metros na área de buscas….

  37. Estive estudando as possibilidades utilizando o cartesial de Bayes e minha opiniao é que o ARA San Juan esta bem longe da area de busca divulgada pela midia.

    Depois de algumas buscas mal sucedidades na tentativa de encontrar o USS Scorpion, em 1968, John Craven, um especilista da Marinha Americana, se juntou com alguns matematicos para utilizar maneiras nao ortodoxas de busca. Determinaram entao quadrantes de busca ao longo de todo o possivel trajeto do submarino. Para cada quadrante, cada matematico fez uma aposta como num jogo de poker e, a partir dessas apostas, determinaram a variavel p, de probabilidade e a variavel r, como sendo a profundidade.

    Minha opiniao se baseia nas informacoes publicadas pela midia:

    1- Ultimo contato = 15/11 a 432km de Comodoro Rivadavia.
    2- Chegada estimada = +96hrs, em uma distancia de ~430nm. Velocidade media estimada = 4.5knots, compativel com uma velocidade de snorkeling (acredito eu.)
    3- Tentativa de contato por satelite em 18/11. O mais obvio é que após uma pane grave ou uma situaçao de emergencia, o submarino tentaria imediatamente estabelecer contato. Isso significa que neste cenario proposto, o ARA San Juan continuou a 4.5knots desde o dia 15/11 até 18/11, percorrendo ~300nm, o que o colocaria a uma distancia de até 100nm de Rio Negro, ao norte do Golfo de San Matias.
    4- No caso de uma pane grave, o mais logico seria tentar rumar ao porto mais proximo, no caso seriam: Balneareo El Condor ou Bahia San Blas.

    Eu coloco minhas fichas que o ARA San Juan esta em algum ponto a nao mais de 60km da posicao 41.06S 61.54W

  38. Gente do céu….consternação total, mas um fio de esperança existe. Não é possível que numa área conhecida e definida, antes do talude atlântico, com tanto equipamento em ação, não tenhamos nenhuma notícia, esperando sempre que seja boa.

  39. Blind Mans Bluff 20 de novembro de 2017 at 9:52

    Entendo,

    mas tem uma força multinacional de primeira linha, mar e ar …. portanto ….

  40. 11;31 – No Site do Clarim: “A Armada Argentina acaba de afirmar que as sete chamadas não eram do submarino”. Seguem as buscas, todos na torcida de um final feliz

  41. Eu havia postado um link da Folha, pois a Armada Argentina disse esta manhã que os sinais de emergência NÃO eram do submarino

  42. Resposta dos EUA corrobora expressão “amadores discutem estratégia, profissionais discutem logística”.
    Que este esforço multinacional termine em boas notícias.

  43. Blind, você trouxe uma abordagem interessante… a questão é que, sem conhecermos a subrota prevista, ou seja, quais os rumos e velocidades, teríamos de colocar uma velocidade de avanço (por exemplo, os 4,5 nós que você citou) a partir da última posiçâo… daí, teremos inicialmente um círculo de afastamento que “cresce” com o tempo… pode-se pensar em descartar as porções ao sul deste círculo e estimar que o sub esteja em algum ponto na porção N, particularmente na NW… isso, claro, é mera especulação minha… os planejadores e executores certamente sabem o que estão fazendo… para eles e os tripulantes, as nossas orações… abraço…

  44. Infelizmente, os argentinos enfrentam uma dura lição, que pode servir para nós, não brinquem de Forças Armadas, se não tem condições nem de sair ao mar, não saiam, pois o resultado pode ser terrível. Depois, não adianta os Argentinos minimizarem a realidade, diante do orgulho nacional, e creditarem, segundo o Clarin, que o Brasil só mandou um navio e 2 aviões, pois uma Fragata brasileira foi uma das primeiras a atender o pedido de socorro, é uma pena o estado de penúria do meios argentinos, mas parem de arriscar a vida de seus militares. Vocês já pagarem um alto preço na guerra das Falklands mandando soldados sem a menor condição de combate para lutar com profissionais, inclusive submarinos sem condição de combate e navegação.

  45. É um MRTT, de fato, segundo o Flightradar24… Mas ele estaria quipado para uma busca SAR? Com as condições climáticas da área a localização visual deve estar muito prejudicada….

  46. Olá Pgusmao? Neste momento, sem sabermos a causa do acidente, é incorreto afirmar qualquer coisa ou como você diz, é impossível tirar qualquer lição. Talvez depois de concluído o resgate e investigada as cousas, tanto a marinha argentina quanto todos os operadores de submarinos poderão rever protocolos e procedimentos. Afirmar qualquer coisa agora é incorreto e desnecessário.

  47. Sim Luiz, acho que este MRTT é um voo normal de aprovisionamento da guarnição inglesa das Falklands. Não teria sentido um avião de transporte e revo deste porte na área. SMJ.

  48. claudio quadros 19 de novembro de 2017 at 21:14
    Seus comentários são interessantes e suas observações sempre oportunas, e a diversidade é sempre bem vinda.
    Neste caso das despesas, creio que não é algo importante a ser considerado agora, a Argentina está em uma situação delicada do ponto de vista fiscal e econômico, estadia, alimentação, é claro, são coisas de praxe e correrão por conta deles, não sei se o mesmo ocorrerá quanto ao combustível, são centenas de toneladas de querosene para manter toda essa frota no ar, imagine os C-17 e o Galaxy, tendo que encher os tanques para voltar, será um custo altíssimo, eles não devem dispor de fundos para tal, tenho a impressão que todo esse custo da frota da UASF e USNavy será debitada aos cofres do tesouro norte americano. Os demais farão o mesmo, em menores proporções claro, não se pode comparar os modestos P-3 ou C-295 com o que vai nesses aviões em termos de combustível.
    Outra coisa é que bem, dado o desenrolar, o tempo decorrido, a falta de notícias do ARA San Juan, o mais provável é que já tenham todos sucumbido, a busca agora é pela nave e pelo resgate da dignidade desses heróis que com denodo e coragem, tombaram custodiando a soberania do solo pátrio e a defesa de seu torrão, o nome destes impávidos já está gravado nos píncaros da glória da grande nação austral.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here