Home Aviação Naval China prossegue na construção do seu terceiro porta-aviões

China prossegue na construção do seu terceiro porta-aviões

5269
69
Terceiro porta-aviões chinês deverá ser equivalente ao ‘Kitty Hawk’ americano, deslocando cerca de 80.000 toneladas

Por Alexandre Galante

Segundo relatos na mídia e fotos publicados nas redes sociais, o casco do terceiro porta-aviões (Type 003, anteriormente conhecido como Type 002) da Marinha do Exército de Libertação Popular da China (PLA Navy) está sendo montado em doca seca.

Fotos dos módulos do novo porta-aviões chinês já tinham sido divulgadas em 2019 e mais recentemente novas imagens foram publicadas.

O jornal South China Morning Post (SCMP) baseado em Hong Kong publicou uma matéria dizendo que um quarto porta-aviões também estaria em construção ao mesmo tempo, com construção iniciada em 2018. No entanto, membros de fóruns chineses de assuntos militares não confirmam a informação.

O tamanho do terceiro porta-aviões da China, que está tomando forma no estaleiro Jiangnan em Xangai, será praticamente igual ao do USS Kitty Hawk, por volta de 80.000 toneladas.

Estima-se que o Type 003 terá propulsão a vapor e será equipado com catapultas eletromagnéticas, como os novos porta-aviões da classe “Ford” da Marinha dos EUA.

O futuro porta-aviões poderá ser equipado com até três catapultas para lançar caças J-15, caças furtivos FC-31, aviões de alerta aéreo antecipado KJ-600 e drones.

Segundo o SCMP, Pequim planeja contar com seis porta-aviões até 2035, organizados em três frotas que devem cobrir os mares Amarelo, da China Oriental e do Sul da China.

Concepção do Type 003 com uma ilha sem chaminé, denotando propulsão nuclear. Ainda há dúvidas sobre o sistema de propulsão definitivo do navio
Concepção artística em 3D do Grupo Aéreo Embarcado dos futuros porta-aviões chineses

Seção de demonstração do casco do futuro porta-aviões chinês no estaleiro Jiangnan. Observar que o módulo é da proa do navio, facilmente identificável pelo chanfro no topo no lado esquerdo, destinado ao trilho da catapulta

Subscribe
Notify of
guest
69 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fernando Turatti
Fernando Turatti
2 meses atrás

Se essas catapultas já dão dor de cabeça pra quem gasta e tem tradição como os EUA, estou ansioso pra vê-las a serviço do Han-Reich.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
2 meses atrás

Se quer jogar pesado tem que ter cartas.

João Bosco
João Bosco
2 meses atrás

Ás vezes fico pensando o quanto é a força de vontade dos chineses em relação às suas ambições: na metade ada década de 1970 era praticamente um país subvdesenvolvido…. depois da morte do “grande timoneiro” , eles dispararam a crecer e pouco a pouco foram alcançando as posições – economica e miltar – de hoje….
Para quem operava cópias inferiores de armas soviéticas hoje constroem porta-aviões.
Quando se compara com um certa nação sul-americana, que smpre foi comparada a um “gigante adormecido”, que já teve um senhor parque industrial-militar, vemos as diferenças……….

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  João Bosco
2 meses atrás

Pra que se conste: ainda são subdesenvolvidos. Claro, pelos padrões dos anos 1950 a China atual, extremamente fabril, seria considerada desenvolvida em certo ponto, o problema é que a corrida da rainha vermelha é implacável, de modo que hoje o padrão para “país desenvolvido” não tem mais quase nada a ver com fábricas. Eles fabricam e montam muita coisa, mas desenvolvimento e agregar valor ainda não é nem de longe o forte. Curiosamente a província rebelde deles está mais pra país desenvolvido do que a Mainland China, sendo que ao mesmo tempo Taiwan tem fábricas a rodo e desenvolvimento de… Read more »

filipe
filipe
Reply to  Fernando Turatti
2 meses atrás

Eles são 1.4 Bilhões de Habitantes, têm uma força laboral de 800 milhões, literalmente tens 500 milhões de pessoas da classe média, é a quase a população da América Latina e ultrapassa a população dos EUA+Canada+ Mexico, e ainda por cima uma sociedade tecnocrata dominada pelo 5G + IA + IOT , estão a robotizar todas as fabricas, já têm autonomia intelectual, já inovam , é complicado para os chineses nos próximos 30 anos, mas depois a população Chinesa vai envelhecer em virtude da politica de 1 filho único, esse será o grande problema deles, dai a agressividade actual, senão… Read more »

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  filipe
2 meses atrás

1,4 bilhões de pessoas com um PIB per capita de 9700 dólares, não se esqueça disso. A China fatalmente envelhecerá antes de enriquecer. A política do filho único, já extinta há anos, criou uma cultura extremamente trágica para a China. Os chineses “””desaprenderam””” a fazer filho como os japoneses, mas na marra e não “naturalmente”. A diferença é que o japonês médio produz literalmente 4x mais do que o chinês. Outro fator relevante é o modelo de crescimento chinês, total e completamente baseado em gastos agressivos do governo, que mesmo quando o país crescia 1X% ainda terminava ano após ano… Read more »

filipe
filipe
Reply to  Fernando Turatti
2 meses atrás

Temos potencial para isso, sei que temos tudo para dar certo, se a China deu, se a India deu, porque é que o Brasil não há de dar? Vamos investir os 2% do nosso PIB em defesa, vamos construir o nosso Submarino Nuclear, vamos construir um programa espacial de respeito,vamos reconstruir a nova base industrial de defesa, vamos investir em Pesquisa e Desenvolvimento , sendo que os nossos principais aliados são as nações Europeias (Alemanha + Itália + Portugal + Espanha + França + Reino Unido + Israel), vamos aumentar a parceria com a Suécia e entrar no programa Tempest… Read more »

Luís Henrique
Reply to  Fernando Turatti
2 meses atrás

EM PPP o japonês produz 2x mais que o chinês, não 4.
A moeda propositalmente super desvalorizada “camufla” nossa percepção.
Os japoneses produzem 2x mais, mas possuem uma população 12x menor. E a China está reduzindo essa diferença de PIB percapita ano após ano.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Luís Henrique
2 meses atrás

Vá ao mercado internacional e escolha a opção de pagamento “Dólar PPP”.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  João Bosco
2 meses atrás

Há um tempo atrás,nossos programas espaciais começaram emparelhados,assim como os dos indianos,adivinhem: quem é que enviam nossos mini-nano satélites para o espaço?!

foguete Longa Marcha 4B…

PACRF
PACRF
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
2 meses atrás

Sem contar que a China já colocou um astronauta em órbita.

Machado
Machado
Reply to  PACRF
2 meses atrás

Eles acabaram de enviar sua primeira missão a Marte essa semana. E são o primeiro país que vai fazer a missão completa (Sonda, Lander e Rover) na primeira tentativa.

Last edited 2 meses atrás by Machado
Jadson Cabral
Jadson Cabral
Reply to  Machado
1 mês atrás

E também já pousaram uma sonda no lado oculto da lua

sergio ribamar ferreira
Reply to  João Bosco
2 meses atrás

Concordo com o Sr. João Bosco.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  João Bosco
2 meses atrás

Só em termos de comparação histórica, em 1990 o Brasil e a China tinham o mesmo PIB.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Joao Moita Jr
2 meses atrás

E hoje, em termos de paridade de poder de compra, o PIB chinês é cerca de 8 vezes maior que o do Brasil.
E caminhando para ser dez vezes maior.

Charles Dickens
Charles Dickens
Reply to  João Bosco
2 meses atrás

Meu caro, enquanto a economia brasileira não melhorar muito, nossas FFAA continuarão a ser o que são atualmente (refiro-me a equipamentos, não às capacidades de seus membros ou ao seu patriotismo). Como desenvolver um bem e produzi-lo se não há compras em escala que justifique o investimento? Projetar e fabricar um MBT, por exemplo, para depois o EB dizer que só tem recursos para comprar 40? Para desenvolver uma indústria de defesa forte, a quantidade de recursos para as FFAA teriam de ser absurdamente altos, algo impossível em um país onde falta tudo, como saneamento básico, habitação, saúde, educação, etc.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  João Bosco
1 mês atrás

O nome do “Cara”: Deo Xiaoping!

João Bosco
João Bosco
2 meses atrás

Desculpe os erros de digitação…. meu teclado não está muito legal…

Bruno
Bruno
2 meses atrás

Se ele vai usar catapultas eletromagnéticas, isso não significa necessariamente uma propulsão nuclear? Geradores diesel conseguem suprir a demanda de energia elétrica das catapultas?

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Bruno
2 meses atrás

Exatamente isso q eu iria perguntar.
A não ser q o Type-003 vire um trimaran ! Sendo os dois cascos laterais, cada um, um petroleiro…

JORGE TADEU GOMES JARDIM
Reply to  Bruno
2 meses atrás

Boa pergunta… Os especialistas poderão esclarecer, mas, na minha humilde opinião, catapultas eletromagnéticas demandam uma geração de energia e capacidade de armazenamento muito maior do que é possível com plantas geradoras diesel.

gordo
gordo
Reply to  JORGE TADEU GOMES JARDIM
2 meses atrás

Não sei se o sistema a vapor consumiria menos energia que um sistema eletromagnético. Falo isso comparando outros sistemas que funcionavam na base da caldeira e hoje são elétricos. São mais potentes, limpos e consomem menos energia. Isso é apenas um palpite.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  JORGE TADEU GOMES JARDIM
2 meses atrás

Os trem bala japoneses não tem um reator nuclear e o principio e o mesmo.

sub urbano
sub urbano
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
2 meses atrás

O Trem Bala chinês tbm. Aliás, a China tem mais quilômetros de Tre Bala que o Japão.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  sub urbano
2 meses atrás

A China tem mais quilômetros de trem bala que o resto do Mundo junto, se não me engano.
E continuam construindo mais lihas em ritmo acelerado.

Bruno
Bruno
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
2 meses atrás

Sim, mas os trens bala são conectados à rede elétrica, não são autônomos.

Control
Reply to  Bruno
2 meses atrás

Srs
Jovem Bruno
Catapultas eletromagnéticas não utilizam energia de forma contínua, mas em pulsos de corrente elétrica (DC), o que pode ser fornecido, por exemplo, por bancos de capacitores.
Sds

Bruno
Bruno
Reply to  Control
2 meses atrás

Faz sentido, mas isso não implica em uma limitação na quantidade de lançamento que podem ser feitos em um dado intervalo de tempo, para recarregar as baterias/capacitores?

Control
Reply to  Bruno
2 meses atrás

Srs Jovem Bruno De uma maneira simplista, as catapultas eletromagnéticas são uma fila de eletroímãs acionados em seqüência, cada um recebendo um pulso de corrente no tempo certo para acelerar uma plataforma a qual o avião é preso para o lançamento. Quanto ao tempo para recarga, em uma seqüência de lançamentos de aeronaves, há intervalos de tempo para a colocação das aeronaves na catapulta, o que garante um tempo para recarga dos capacitores (é claro que estes precisam ser de grande capacidade de carga e pata tensões e correntes elevadas). E, como os eletroímãs podem ser alimentados por grupos diferentes… Read more »

Jadson Cabral
Jadson Cabral
Reply to  Bruno
1 mês atrás

Não, porque os capacitares carregam muito rápido, em questão de segundos. Não são como baterias. Aliás, os capacitares são usados em todo tipo de máquina que precisa de uma a grande quantidade de energia sendo descarregada de uma só vez e muito rápido. O flash de uma câmera fotográfica, por exemplo, funciona assim. O capacitor armazena alguns milhares de volts e quando você dispara o flash ele descarrega toda a energia na lâmpada halogena e em seguida carrega novamente.

Matheus Santiago
Matheus Santiago
Reply to  Control
2 meses atrás

Olhe, sinceramente não acredito que uma tecnologia de capacitor compacta seja eficaz na melhora do desempenho do Type 003. Nem diria eficaz, mas pelo consumo gerado pelas catapultas, os bancos de capacitores provavelmente não seriam a aplicação adequada para um NAe, essa tecnologia certeza que deve ter aplicação em navios menores ou projéteis hipersônicos ou morteiros, mas usá-los em NAe é outro patamar e eu não teria certeza dessa capacidade. A menos é claro que essa tecnologia esteja muito avançada e consiga ser aplicada a um NAe, mas pela tentativa dos chineses em ter um novo sistema de propulsão, dá… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Matheus Santiago
Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Bruno
2 meses atrás

Assim como o fato de não ter uma chaminé na torre, dizer que ele e nuclear. Lembrar que hoje, a maioria dos navios de superficie terem o escapamento de gases junto a linua d’água

Bruno Vinícius Campestrini
Reply to  Bruno
2 meses atrás

O tipo de combustível utilizado, nuclear, gás, diesel, etc. não é o que determina a potência do conjunto de propulsão do navio. É possível fazer turbinas a gás extremamente potentes. Cinco das MT30 produzem tanta energia quanto os dois reatores dos Nimitz, por exemplo. A grande diferença se dá no alcance do navio.

Last edited 2 meses atrás by Bruno Vinícius Campestrini
Blackwhite
Blackwhite
Reply to  Bruno
1 mês atrás

Catapultas eletromagneticas são mais simples do que a maioria das pessoas imagina, é possivel sim que a energia necessaria seja produzida apartir de geradores diesel-eletricos. Mas eu acho improvavel que a China não produza Porta Aviões nucleares.

Funcionário dos Correios
Funcionário dos Correios
2 meses atrás

Essa eu quero ver

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Funcionário dos Correios
2 meses atrás

A China está apenas começando a exercitar seus músculos.
Vem muito mais por aí.

Rprosa
Rprosa
2 meses atrás

Infelizmente sempre que o assunto é China as criticas passam muito longe da questão técnica para desaguar no vies ideológico, não sendo incomum os comentaprios depreciativos do tipo solta pecinha. O incontestavel é que a China passou de uma nação subdesenvolvida econômica – ténica – militar, para uma potência mundial, capaz de rivalizar não apenas com os EUA mas com qualquer nação do mundo. Diferentemente dos EUA os chineses não atrelam seu desenvolvimento tecnico-militar na hegemonia do dólar, não sendo preciso ser um especialsita econômico, par se perceber que caso os EUA não detivessem a hegemônia do comércio mundial, de… Read more »

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Rprosa
2 meses atrás

Faz o seguinte: compare os gráficos de crescimento do PIB chinês com a dívida pública percentual deles nos últimos 20 anos.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Fernando Turatti
2 meses atrás

Faça o mesmo com os dados americanos e vc ficará realmente apavorado.

Funcionario da Comlurb
Funcionario da Comlurb
Reply to  Rprosa
2 meses atrás

“Infelizmente sempre que o assunto é China as criticas passam muito longe da questão técnica para desaguar no vies ideológico, não sendo incomum os comentários depreciativos do tipo solta pecinha.”

Exatamente.

Aliás seu comentário como um todo está excelente.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Funcionario da Comlurb
2 meses atrás

(2).
Só ressalto que a ascensão chinesa e o declínio americano têm se mostrado bastante acelerado em termos históricos.

Funcionario da Comlurb
Funcionario da Comlurb
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Sim,

E só não é pior muito pelo que o colega explicou mais acima.

Vitor Bruno Fonseca Rodrigues
Reply to  Rprosa
2 meses atrás

Se quase tudo no mundo não fosse “made in China” eles não seriam assim tão desenvolvidos porque faltaria “La Plata”

Yuri Dogkove
Yuri Dogkove
2 meses atrás

Se tivesse “dinheiro” e interesse quanto tempo o Brasil demoraria para construir um porta aviões?

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Yuri Dogkove
2 meses atrás

Com ou sem corrupção? Vai de décadas a séculos…

Luciano_SP
Luciano_SP
Reply to  Yuri Dogkove
1 mês atrás

Não terminaria antes do Sol deixar a sequência principal, tornar-se uma gigante vermelha e engolir a Terra.

R_cordeiro
R_cordeiro
2 meses atrás

Muita “imagem de concepção” e pouca coisa explicada. Parece ate o “substituto” do F22 americano, o “incrivel” J20, que antes mesmo da sair o block 1 ja saiu o block 2 para corrigir as ineficiencias agora admitidas e antes negadas com a vida. Como um porta avioes com catapultas eletromagneticas tera energia suficiente atraves de um gerador diesel? Aguardaremos as proximas imagens de computador.

Robert Smith
Robert Smith
2 meses atrás

Hum… são de bom tamanho…. Serão Excelentes como Alvos para a turma do Tio Sam :o)

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Robert Smith
2 meses atrás

Até parece que as Nae americanas tem campo de força…Acorda amigo,não existe nada inexpugnável…

Prad
Prad
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás
John Paul Jones
John Paul Jones
2 meses atrás

Cara, um navio de 80 mil T empurrado por uma planta a vapor tradicional a 30 nós !!!. Eu não consigo imaginar isso … Os Chineses ainda estão bem atrás da USN em plantas propulsoras nucleares. Esse navio vai ter que andar com um Posto Ipiranga de tamanho igual ao lado !!! kkkkkkk Só em termos de comparação, o nosso NAe SP quando operava no Kosovo na decada de 90, em operações aéreas full 24/07 como Capitanea da OTAN gastava 130 T de òleo Diesel por Dia (isso mesmo por Dia !!!) de mar. Imagina um de 80 mil T… Read more »

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  John Paul Jones
2 meses atrás

de um total de 3600 ton em estoque…vai rapidinho….

R_cordeiro
R_cordeiro
Reply to  John Paul Jones
2 meses atrás

Isso ai meu amigo, por isso que eu digo, sempre ha muita imagem de concepcao, maquetes lindas, imagens computadorizadas super bem montadas,…. Agora, no cair da noite, de concreto e razoavel nao há nada palpavel neste quesito. O pais ainda nao tem um motor a jato confiavel, nunca operou ou instalou ou criou catapultas a vapor e nem tem como copiar isso da russia, o jato de 5 geracao eles mesmo revelaram q realmente era de 5 so que de categoria, o que da pra falar de fato hj eh que eles possuiem os navios com as mais belas linhas… Read more »

Andre
Andre
2 meses atrás

A nova marinha chinesa há um bom tempo já é bem superior a russa e seus velhos navios soviéticos.

A força aérea caminha rapidamente para a mesma situação.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
2 meses atrás

Bonito, esses caras fazem sempre ótimos desenhos.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
2 meses atrás

Lembram quando eles foram ao Brasil aprender a operar em porta aviões???
Os alunos ultrapassaram o professor.

Funcionario da Comlurb
Funcionario da Comlurb
Reply to  Joao Moita Jr
2 meses atrás

Lembro que eles estavam querendo aprender com a MB , mas não rolou. Não sei a razão

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Funcionario da Comlurb
2 meses atrás

Deve ter sido um telefonema de Washington.

sub urbano
sub urbano
2 meses atrás

Cada um com suas prioridades. Eles compram Navios, nós pagamos pensões pra filhas solteiras.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
2 meses atrás

Sinto vergonha de ser “contribuinte” brasileiro nestas horas. Pagamos orçamento de potência militar, e recebemos em troca um museu em equipamentos militares.

Rprosa
Rprosa
2 meses atrás

Não há como não perceber a eterna mania da grande maioria de foristas de sempre querer comparar militarmante qualquer país com os EUA, diferentemente dos EUA que arvoraram para si e com a complascência do mundo civilizado o papel de xerife do mundo, sendo necessário, portanto, navegar os setes mares e manter tropas posicionadas em todos os continentes, os chineses não precisam dominar o mundo, basta dominar o Mar da China, e compartilhar o Índico com os indianos, que 90% dos problemas chineses estarão resolvidos, pois 90% da nova Rota da Seda se dará neste corredor oceanico Pacifico – Indico,… Read more »

R_cordeiro
R_cordeiro
Reply to  Rprosa
2 meses atrás

Falta combinar isso com os “russos” indianos. A estrategia “colar de perolas” da China que visa entre outras coisas asfixiar a india no seu proprio oceano, assim como ja fez com a indonesia e vietnan no mar do sul da China, fora o incomodo que esta dando a Australia e Japao, este ultimo para a china é como Israel para o Irã, soma se a isso a condenacao do pais no tribunal de haia em relacao as suas ilhas artificiais. Conclui se que a china vem unindo paises contra seu expansionismo imperialista. Os tempos sao outros porem as semelhancas com… Read more »

Rprosa
Rprosa
Reply to  R_cordeiro
2 meses atrás

R_cordeiro Russia e Índia não competem com a China em termos mercantis, ao contrario só tendem a ganhar coma implementação da Rota da Seda, posto que tanto a Rússia como a índia serviriam de bases logísticas e rotas obrigatórias de comércio. O que impede a absoluta integração de um bloco econômico e até militar na Asia são os conflitos de fronteira, e a insuperável desconfiança de uns com os outros, posto que para a China não é interesse em haver rusgas nos relacionamentos entre países, já que a grande intenção da China e dominar o comércio mundial, nãos e podendo… Read more »

Funcionario da Comlurb
Funcionario da Comlurb
Reply to  Rprosa
2 meses atrás

Prezado,

Mais uma vez concordo 100% com seu comentário.

Jodreski
Jodreski
2 meses atrás

Toda vez é a mesma coisa, sempre há um monte de comentaristas pronto para falar mal da China, já que vcs gostam tanto de falar mal de alguma coisa vamos falar de nós mesmos, que tal? Nosso país está um caco e isso não é culpa de um só governo como os brasileiros adoram fazer. Em vez de entenderem os seus reais problemas sempre procuram culpar um só indivíduo, o mesmo se aplica à esquerda e à direita. A verdade é uma só: brasileiro reclama muito e trabalha muito pouco. Infelizmente demoraremos muitas décadas e gerações para que a forma… Read more »

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Jodreski
2 meses atrás

Bom, o “brasileiro que trabalha muito pouco” é aquele no gabinete de algum político por aí, ou virtuosas “filhas solteiras” , muitas das quais já conheci em voos para Miami, pois as mesmas vivem passeando por lá, já vi até algumas com bolsas Gucci que custam caríssimas demais até para nós aqui nos States.
Ao meu parecer, 99% dos brasileiros estão trabalhando como jumentos, e cada dia se atolando mais na miséria e violência desenfreada, com uma grande parte da população até passando necessidade.

Last edited 2 meses atrás by Joao Moita Jr
MARLOS BARCELOS DOS SANTOS
1 mês atrás

Se a China quiser competir com as forças armadas dos EUA, o país quebra. Simples assim. Estados Unidos tem o dobro do PIB da China, tecnologia de guerra de longa data, experiência em guerras. Não dá pra China. Tá muito atrás.

Lucas
Lucas
1 mês atrás

não esqueçamos que a China tem o maior número de produção científica, maior números de formados em doutorados, mestrados, engenheiros, TI do mundo, e isso influi muito em inovação tecnológica, qto à diminuição da população, a China cresce em automação em todo os aspectos de atividades, tanto em hardware qto a softwares, diminuindo assim os trabalhos manuais.