Lancha Blindada da Marinha do Brasil é utilizada em fiscalizações na fronteira

Lancha Blindada da Marinha do Brasil é utilizada em fiscalizações na fronteira

204
2
SHARE

A Capitania Fluvial do Rio Paraná, sediada em Foz do Iguaçu (PR), recebeu, no dia 2 de janeiro, uma Lancha de Ação Rápida (LAR) com características especiais, dentre elas, blindagem balística. Desde o dia 26 de julho, data em que a LAR realizou sua primeira missão, a embarcação tornou-se um importante instrumento da Marinha do Brasil na fiscalização das águas brasileiras no Rio Paraná e no Lago de Itaipu. A lancha contribui, também, com as ações de Inspeção Naval e apoio às operações dos Ministérios da Defesa e da Justiça, tais como a “Fronteira Sul”, “Ágata” e “Sentinela”.

A blindagem da embarcação oferece proteção aos militares e um maior poder dissuasório em ações de combate ao tráfego de drogas, contrabando, descaminho e outros ilícitos transfronteiriços.

A LAR foi construída pela Base Naval de Val-de-Cães, Organização Militar da Marinha do Brasil subordinada ao Comando do 4º Distrito Naval, sediada em Belém (PA). Embora as LAR sejam utilizadas na região Amazônica em Operações Ribeirinhas há mais de 10 anos, este modelo é a primeira versão com cabine e blindagem balística.

A aquisição deste novo meio vai ao encontro das Orientações do Comando da Marinha, voltadas para a segurança das fronteiras, em consonância com a Estratégia Nacional de Defesa e com o Plano Estratégico de Fronteiras.

FONTE: Nomar

VEJA TAMBÉM:

2 COMMENTS

  1. Caros
    Há algum armamento montado nessas embarcações? Ou há intenção de se fazer isso? Ou as lanchas apresentam capacidade para se fazer isso?

Deixe uma resposta