NAe ‘São Paulo’ (A 12) navegando

Imagem AIS / Marinetrafic do NAe navegando hoje pela manhã em conjunto com a Cv ‘Barroso’ (V 34) e F ‘Niterói’ (F 40).

Sem informações adcionais sobre comissão/destino, especula-se Santos.

10 Comentários para “NAe ‘São Paulo’ (A 12) navegando”

  1. nunes neto 12 de dezembro de 2012 at 16:54 #

    Ótima notícia! Navegando com sua escolta (defesa ante-aérea), agora uma pergunta, esse NAe desde que chegou ao Brasil, 99% das vezes só navega entre Rio e Santos? Não vai além da esquina? (sei que agora está em testes ,mas digo antes?)

  2. fragatamendes 12 de dezembro de 2012 at 19:01 #

    Boa Notícia, eu hoje tive que ir para o RIO e na travessia, quando o catamarã se aproximou do AMRJ eu bem que estranhei a falta do SÃO PAULO, visto que o CEARÁ estava no cais com uma turma pintando o costado, o MATOSO MAIA estava no DIQUE, além das Corvetas e Patrulhas e Lanchas no cais de dentro.Tomara que ele fique mais vezes longe do cais, matando de raiva os abutres de plantão.Abraços do MENDES.

  3. fragatamendes 12 de dezembro de 2012 at 20:22 #

    Caros amigos,a pouco o vi parado nas proximidades da ESCOLA NAVAL, quando estava passando com minha filha na PRAIA DE ICARAÍ, provavelmente ficará neste local até amanhã quando poderá ser levado para o cais do AMRJ.Abraços do MENDES.

  4. MO 13 de dezembro de 2012 at 11:18 #

    quem Mendes, o SP ?

  5. MO 13 de dezembro de 2012 at 11:20 #

    Uma das respostas e a falta de berth fcilities na maioria dos portos para uma embarcação deste porte … mas obviamente apenas uma das respostas … e essa mesmo escrevi de uma maneira muito simploria, demandaria mais palavras para descrever bem esta situação, mas obviamente não vou perder tempo com isso devido a fatos baseado no passado …

  6. nunes neto 13 de dezembro de 2012 at 12:30 #

    MO, obrigado por tentar responder! Mas, boa parte dos Estados costeiros têm portos que recebem navios desse calado ou até maior, do mais, eu perguntei se o mesmo já “navegou” em águas de outras regiões do Brasil, não necessariamente atracou no porto,exemplo : Já esteve no Nordeste, Norte ou Sul do Brasil?

  7. daltonl 13 de dezembro de 2012 at 12:42 #

    Fortaleza foi o mais distante onde o NAeSP esteve, mas, para o que precisa ser feito, adestramento, Santos é mais do que o suficiente.

    abs

  8. nunes neto 13 de dezembro de 2012 at 19:29 #

    Obrigado daltonl, matou a minha curiosidade!NAes são navios construidos para atravessar oceanos, pelo menos o SP deveria navegar por todo litoral, e espero que após a reforma faça isso, o mesmo tem a capacidade de ficam dias, meses (alguém sabe quantos ?)sem necessariamente atracar em um porto,para isso que servem os navios de apoio e os helicópteros utilitários!Abçs

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Marinha dos EUA compra helicópteros usados do Japão

Mh-53E Sea Dragon Port-au-Prince

A Marinha dos Estados Unidos (USN) adquiriu dois helicópteros usados MH-53 Sea Dragon, além de outros sobressalentes, que pertenciam às […]

Crise derruba verbas e cronograma do projeto AF-1B; 2ª aeronave só em 2016…

AF-1M

  Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa As restrições orçamentárias que se abateram sobre a Marinha […]

Reforma do AMRJ: no futuro, Oficina de Submarinos servirá à construção de navios de superfície

NAPAOC Amazonas no AMRJ - foto V Cardoso

A Marinha já traça planos para as áreas do seu Arsenal, no Rio de Janeiro (AMRJ), que ficarão liberadas de […]

Marinha suspende até setembro execução do contrato que rege construção da classe Macaé

Navio-Patrulha Macaé

  A Marinha do Brasil suspendeu, até a terceira semana do mês de setembro, a execução do contrato nº 45000/2008-004/00, […]

Guerra entre China e EUA pode ser inevitável, segundo jornal chinês

bandeira da china

Uma semana depois de a Marinha chinesa ameaçar um avião americano que operava voos de reconhecimento em águas internacionais, o […]