incendio-consome-armazem-no-porto-de-santos - imagem Jornal do Brasil

ClippingNEWS-PASão Paulo – Um incêndio de grande proporções consome três armazéns de açúcar no terminal da empresa Copersucar, no Porto de Santos, o maior da América Latina. Segundo a Prefeitura de Santos, pelo menos três vítimas foram socorridas. Uma delas sofreu queimaduras nos membros superiores e foi encaminhada para o Pronto-Socorro Central da cidade. Não há informações sobre o estado de saúde das demais vítimas, que foram por conta própria para um hospital da zona leste.

O fogo começou por volta das 6h20 e ainda não foi controlado*. Vinte e uma viaturas foram enviadas para o local. De acordo com a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), o incêndio começou no Armazém 11, onde o teto chegou a desabar, e atingiu esteiras de borracha que ajudaram a propagar o fogo para outros armazéns.

Cada armazém guardava 80 mil toneladas de açúcar. O Plano de Emergência do porto foi acionado e a Guarda Portuária e a unidade da Transpetro auxiliam os Bombeiros no combate ao fogo. Equipes do Corpo de Bombeiros de cidades próximas, como São Vicente e Guarujá também foram chamados. Segundo a Codesp, o incêndio não prejudica a operação nos demais terminais.

FONTE / FOTO: Jornal do Brasil

*NOTA DO EDITOR: notícia publicada originariamente às 9h34 desta sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Tags: , , , ,

QUEM É Fernando "Nunão" De Martini

Veja todos os posts de Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

2 Comentários para “Incêndio no Porto de Santos deixa três vítimas”

  1. José da Silva 18 de outubro de 2013 at 15:37 #

    O Plano de Emergência do porto foi acionado e a Guarda Portuária e a unidade da Transpetro (and nóis) auxiliam os Bombeiros no combate ao fogo.

    Realmente tivemos que pedir apoio das colonias limitrofes, o negocio foi feio.

    As 06h15 e nesse horario havia um navio terminando de atracar no terminal (M/V Anarita), largou os cabos e retornou para barra.

    MO agora o porto tem um nomenclatura nova: borda direita e borda esquerda…..virou uma piscina.

  2. MO 18 de outubro de 2013 at 16:34 #

    sem contar o festival de abobrinhas afins como “porto totalmente parado” “atingiu todo o porto de Santos” “ha tres carros da CET e 2 vtr da GPORT” e afins …. (Obvio que em um determinado momento deste caos 7 manobras ocorriam …. )

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Precisamos, para já, de 4 (bons) navios usados

maestrale

  Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa e autor do livro “As Garras do Cisne” Parece […]

Navio-veleiro Cisne Branco aberto à visitação em Santos neste final de semana

Cisne Branco (2)

A Capitania dos Portos de São Paulo informou em nota à imprensa que o navio-veleiro Cisne Branco da Marinha do […]

Marinha peruana estuda três opções para renovar sua força de superfície

DE_LA_PENNE__5____a

  Não é só a Esquadra brasileira que necessita equacionar a renovação de sua força de superfície em um cenário […]

Cerimônia de incorporação do Navio de Pesquisa Hidroceanográfico ‘Vital de Oliveira’ à Marinha do Brasil

Vital de Oliveira - 1

  Em uma cerimônia de batismo, mostra de armamento e transferência para o setor operativo, o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico […]

Ministério da Defesa menos otimista com as chances do Prosuper em 2015

FREMM 523b

Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa e autor do livro “As Garras do Cisne” Passam os […]