Payday loans online

p1331724

Após testes de fogo malsucedidos com os mísseis balísticos Bulava, a Marinha russa suspendeu a entrega das duas unidades mais recentes dos submarinos estratégicos classe Borei (Projeto 955), que transportariam o armamento. Para que possam começar a operar, o Alexander Nevsky e o Vladimir Monomakh podem ter suas atividades restritas à função experimental como submarinos de ataque equipados com armamentos convencionais. As informações são creditadas pela agência RIA Novosti a uma fonte anônima ligada ao alto comando da Marinha. A fonte ainda teria declarado que “os navios da classe Borei podem desempenhar funções semelhantes às de submarinos de ataque multi-missão uma vez que sejam armados com torpedos e foguetes, por exemplo”.

O primeiro submarino do Projeto 955 o Yury Dolgoruky, foi comissionado no final do ano passado. Porém, em setembro deste ano o ministro da defesa russo, Sergei Shoigu, decretou o adiamento da entrega dos demais navios, e insiste na realização de cinco novos disparos experimentais com o míssil Bulava.

 

FONTE: RIA Novosti (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

Tags: , , , , , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

One Response to “SSBNs classe Borei podem assumir função de ataque” Subscribe

  1. Blind Man's Bluff 1 de novembro de 2013 at 17:11 #

    Que papelão!

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Pentágono protesta contra ação provocativa de jato russo sobre navio dos EUA

Enquanto as tensões entre o Ocidente e a Rússia aumentam, um avião de ataque russo realizou um ato “provocativo” no […]

Nota da Marinha sobre matéria publicada no jornal O Dia

Senhor Editor-Chefe, Em relação à matéria intitulada “Luxo e viagem dão indício de improbidade”, que acompanhou a matéria de capa […]

Lancha Patrulha de Rio começa a operar na Tríplice Fronteira

No dia 31 de março, após uma travessia de seis dias navegando na calha do Rio Solimões, de Manaus a […]

Acervo Documental da DPHDM recebe registro no Programa Memória do Mundo da UNESCO

No dia 27 de março, a “Coleção Eduardo De Martino/Guerra da Tríplice Aliança”, do acervo da Marinha do Brasil, recebeu […]

Royal Navy diminuindo

O gráfico mostra o número de unidades navais da Marinha Real Britânica diminuindo ao longo das últimos governos. Especialistas e […]

Tracker versus EC-725

Por G-Loc A Marinha do Brasil (MB) está comprando aeronaves C-1 Trader e S-2 Tracker para a função de reabastecimento […]

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE