p1331724

Após testes de fogo malsucedidos com os mísseis balísticos Bulava, a Marinha russa suspendeu a entrega das duas unidades mais recentes dos submarinos estratégicos classe Borei (Projeto 955), que transportariam o armamento. Para que possam começar a operar, o Alexander Nevsky e o Vladimir Monomakh podem ter suas atividades restritas à função experimental como submarinos de ataque equipados com armamentos convencionais. As informações são creditadas pela agência RIA Novosti a uma fonte anônima ligada ao alto comando da Marinha. A fonte ainda teria declarado que “os navios da classe Borei podem desempenhar funções semelhantes às de submarinos de ataque multi-missão uma vez que sejam armados com torpedos e foguetes, por exemplo”.

O primeiro submarino do Projeto 955 o Yury Dolgoruky, foi comissionado no final do ano passado. Porém, em setembro deste ano o ministro da defesa russo, Sergei Shoigu, decretou o adiamento da entrega dos demais navios, e insiste na realização de cinco novos disparos experimentais com o míssil Bulava.

 

FONTE: RIA Novosti (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

Tags: , , , , , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

Um comentário para “SSBNs classe Borei podem assumir função de ataque”

  1. Blind Man's Bluff 1 de novembro de 2013 at 17:11 #

    Que papelão!

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Gigantes ficam de fora de licitação da Marinha

SisGAAz

Sergio Barreto Motta Todos os dias, os jornais mostram denúncias, acordos, vetos e muito mais, em meio à Operação Lava […]

Flotilha Guarda-Costas cubana aceita cooperar com Guarda Costeira dos EUA

Cuba

Mais de 55 anos depois de as suas Marinhas terem feito seu último contato, os governos de Washington e de […]

Navantia espanhola cria filial no Brasil visando contratos de renovação da MB

Fragata Cristobal Colon - classe F-100 - em dique - foto Navantia

A empresa espanhola Navantia da área naval divulgou nota da Europapress na segunda-feira, 26 de janeiro, informando que iniciou processo de […]

Argentina escolhe a China como parceira para seus OPV

CSIC_P18N_Nigeria_AAD_2014_2

O Ministério da Defesa argentino escolheu a indústria naval da China como sua parceira no programa de construção de navios-patrulha […]

Compre sua revista Forças de Defesa 12ª edição

Forças de Defesa 12 - capa e miolo 2 - destaque

Saiu a Revista Forças de Defesa 12ª edição, com 120 páginas! a versão impressa está disponível para compra pela Internet e […]