Destróier sul-coreano KDX-II

kdx-iia.jpg

A classe “Chungmugong Yi Sunshin” de destróieres da Coréia do Sul são navios de múltiplo emprego. O navio líder da classe, o ROKS Chungmugong Yi Sunshin, foi lançado em maio de 2002 e comissionado em dezembro de 2003. Esses navios pertencem ao programa KDX-II de construção naval da Marinha da Coréia do Sul, para tornar-se uma “marinha de águas azuis”.

kdx-ii-vls.jpgApesar do estilo americanizado, o design do casco foi licenciado da empresa alemã IABG.

Os KDX-II são navios bem armados: têm um lançador MK.41 VLS na proa de 32 células, para mísseis Standard SM-2 Block III de defesa antiaérea de área, um lançador RAM de defesa de ponto e antimíssil, um CIWS Goalkeeper de 30mm, um canhão de 127mm Mk.45 Mod.4, oito mísseis Harpoon antinavio e dois lançadores triplos de torpedos anti-submarino de 324mm.

A suíte eletrônica compreender o radar 2D Raytheon AN/SPS-49(V)5 de longo alcance, um radar 3D Thales Nederland MW08 de direção de tiro, dois radares STIR240 de direção de tiro com iluminadores CWI OT-134A, um sistema de guerra eletrônica SLQ-200(V)K SONATA, um sistema de comando e controle tático KDCOM-II, derivado do SSCS das fragatas “Type 23″. Um sistema WDS Mk.14, que também equipa os navios, foi desenvolvido originalmente pela BAE Systems. Sua função é avaliar ameaças, priorizá-las e engajá-las com o SM-2.

O quarto navio da classe, o ROKS Wang Geon, teve seu lançador Mk.41 deslocado para bombordo e foi instalado também um VLS para o VL-ASROC (foguete anti-submarino) coreano. Os KDX-II têm espaço suficiente na proa para um VLS Mk.41 com 64 células. Os navios deslocam 5.520t carregados, têm comprimento de 150m e boca de 17m. A propulsão é CODOG, proporcionando 30 nós de velocidade máxima. A tripulação é de 200 pessoas.

kdx-ii.jpg

Portugal também interessado no navio-doca ‘Siroco’

corymbe-le-bpc-tonnerre-releve-le-tcd-siroco-2

Na hipótese de o Brasil considerar inviável a aquisição do navio de assalto anfíbio Siroco , o navio, que será […]

Compre seu livro ‘Monitor Parnaíba – 75 anos’

Livro Monitor Parnaíba - 75 anos -  Capas - WEB

A editora Aeronaval Comunicação, que produz a revista Forças de Defesa, está lançando a primeira edição do livro “Monitor Parnaíba […]

Base chinesa em Walvis Bay põe em xeque trabalho da Missão Naval do Brasil na Namíbia

Namibia

Uma delegação da República Popular da China desembarcará proximamente em Windhoek, capital da Namíbia, para negociar a instalação, ainda este […]

Vídeo: Navio-Patrulha Classe ‘Macaé’

Navio-Patrulha Macaé

O Navio-Patrulha classe “Macaé”, construído no Brasil sob gerenciamento da EMGEPRON, é um navio versátil, apropriado para missões de vigilância […]

Compre sua revista Forças de Defesa 12ª edição

Forças de Defesa 12 - capa e miolo 2 - destaque

Saiu a Revista Forças de Defesa 12ª edição, com 120 páginas! a versão impressa está disponível para compra pela Internet e […]