Home Noticiário Internacional Navantia espanhola cria filial no Brasil visando contratos de renovação da MB

Navantia espanhola cria filial no Brasil visando contratos de renovação da MB

935
32

Fragata Cristobal Colon - classe F-100 - em dique - foto Navantia

A empresa espanhola Navantia da área naval divulgou nota da Europapress na segunda-feira, 26 de janeiro, informando que iniciou processo de constituir uma filial no Brasil. O objetivo é adaptar-se à legislação de defesa brasileira, de forma a aspirar sua participação nos grandes contratos de renovação da frota da Marinha do Brasil (MB), previstos para os próximos anos.

Concretamente, o Conselho de Ministros autorizou a Sociedade Estatal de Participações Industriais (SEPI) a construir no Brasil, por meio da Navantia, uma sociedade filial de responsabilidade limitada denominada Navantia Brasil Projetos Navais Ltda, com participação de 90% da Navantia e 10% da Navantia Australia.

Como exigido pela Lei de contratos estratégicos de defesa do Brasil, a Navantia Brasil será uma companhia brasileira que articulará a participação da Navantia na indústria brasileira, de forma que os produtos ofertados ao Ministério da Defesa do Brasil tenham uma alta porcentagem de fabricação local. Nos últimos dois anos, ainda segundo a nota, a Navantia vem preparando sua presença no Brasil, formando uma completa rede de alianças industriais e fazendo ofertas nas concorrências de defesa do país.

O Brasil é o principal destino de investimentos espanhóis no exterior, com 66 milhões de euros anuais, o que torna a Espanha o segundo país estrangeiro em volume de investimentos no Brasil, atrás apenas dos Estados Unidos. Em 2014, o número de empresas espanholas com filiais brasileiras superou sete mil, com geração de mais de 200.000 postos de trabalho locais, segundo a nota.

FONTE / FOTO: Navantia (tradução e edição do Poder Naval a partir de original em espanhol)

VEJA TAMBÉM:

32
Deixe um comentário

avatar
30 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
Edcarlos PrudenteeparroOganzaMOeduardo.pereira1 Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
eduardo.pereira1
Visitante
Member
eduardo.pereira1

Olha olha olha, estão vislumbrando algo ???? Serão eles nossos futuros construtores navais???

Sds.

aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

A China lá e a Espanha aqui?

rafael oliveira
Visitante
Member
rafael oliveira

Estou achando bastante semelhante a atuação da Navantia hoje com a da SAAB antes da decisão do FX-2.

Contatos com fornecedores, abertura da empresa no Brasil, algumas vendas menores para a Força correlata…

Vamos ver no que vai dar.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

Não criem expectativas meus caros…

… Não haverá PROSUPER zero kilômetro… teremos que nos dar por satisfeitos se conseguirmos mais umas duas ou 3 unidades usadas.

As Mk-10 irão navegar, aos trancos e barrancos soltando pecinha por no mínimo mais 10 anos.

A coisa tá feia e vai piorar, ainda mais com esse modelo de FFAA completamente ineficiente.

Grande Abraço.

rafael oliveira
Visitante
Member
rafael oliveira

Com um governo e a MB com os pés no chão, daqui a alguns anos, creio ser possível a compra de escoltas novas, mediante financiamento externo e contrapartidas.

O tempo dirá.

eparro
Visitante
eparro

Parece então que aquele caso do navio venezuelano Warao não deu em nada mais sério.

Bem, que venha a Navantia, quem sabe acelera o passo dos locais, ou até melhor, assume de vez e traz seriedade para a coisa toda.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

Navantia, venham, mas venham mesmo, pois só abrir escritório não vai salvar a pele de vc’s nem da Indústria Naval Europeia não. A coisa é bem simples… o ocidente tem a melhor tecnologia, mas os chineses tem a mão de obra tecnicamente qualificada mais barata do mundo e estão correndo atrás de uma escala (q vai gerar preços muuuito menores) que Ocidental nenhum tem como competir (exceto talvez os Yankees). Sem falar que o Dragão aceita qualquer coisa em troca, de petróleo a galinha depenada e não está nem um pouco preocupado se terá que distribuir “agrados”. O que eles… Read more »

rafael oliveira
Visitante
Member
rafael oliveira

Oganza, a Navantia (e qualquer outra empresa) pode oferecer uma coisa que realmente valha a pena… não para a MB ou para o Brasil, mas para quem toma as decisões. Só que é ilegal rsrsrs.

Brincadeiras a parte, o que ainda garante o mercado Ocidental para produtos do Ocidente é uma certa ojeriza ao produtos chineses, em razão de sua qualidade, além do alinhamento ideológico ou vantagens comerciais. Vamos ver até quando isso dura.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

Caríssimo Rafael, “…ojeriza ao produtos chineses”. Isso é uma questão muuuuito complicada – Vamos a ponta do Iceberg: No momento estou usando um computador Apple, mas o seu teclado (tb da Apple) foi inteiramente construído na China… está escrito Made in China nele. A própria orgulhosa Apple por muito tempo estampava em seus produtos Made in California e não Made in USA. Hj seus produtos tem estampados Developed in California. A Situação é simples de entender mas complicadíssima de se superar: As relações com a China são de mutualismo obrigatório puro e simples, e todos os atores andam no fio… Read more »

Iväny Junior
Visitante
Member

Um bom estaleiro. Ademais, vamos ver. Tem projeto de LHD/NAe (Juan Carlos), tem patrulheiro, fragata…
Mas parece que já tá contando com os ovos no fundo da galinha, coisa que é possível porque a galinha em questão é prostituta.

eparro
Visitante
eparro

Oganza 27 de janeiro de 2015 at 22:24 # rafael oliveira 27 de janeiro de 2015 at 21:37 # Não mais questiono e nem critico o senso de oportunidade dos “cinos”, parece-me que eles buscam os interesses deles como toda “nação séria”. Mas Oganza, não é necessária uma separação “das coisas”: uma coisa é uma produção na China, conforme técnicas, conhecimento e padrão Apple; outra coisa é uma produção na China conforme o padrão chinês? Existe aí uma enorme diferença no preço, mas também na qualidade; que por analogia transfiro para esses navios chineses. O preço dos navios pode ser… Read more »

Iväny Junior
Visitante
Member

Bem, um assunto interessante: produto chines com padrão de qualidade chines.

Um amigo meu tinha comprado um pequeno carro monovolume, zero km, na concessionária, tudo nos conformes.

Na primeira viagem em trecho asfaltado, ao passar por uma pequena irregularidade no asfalto, simplesmente partiu à roda ao meio. E pequena irregularidade entendam como um desnível não contundente menor que a distancia padrão do asfalto pro acostamento.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

eparro, “Mas Oganza, não é necessária uma separação “das coisas”: uma coisa é uma produção na China, conforme técnicas, conhecimento e padrão Apple; outra coisa é uma produção na China conforme o padrão chinês?” – Sim claro, mas perceba que esse foi o plano de “ToT” deles. E diga-se de passagem, o plano de absorção de know-how mais elaborado e bem executado da história, seja ele consciente ou não. E o ocidente o aceitou de muito bom grado diga-se de passagem… nós caímos. kkkkkkk Mas tem um detalhe, eles estão “absorvendo” desde o final dos anos 80 e com uma… Read more »

Iväny Junior
Visitante
Member

Oganza

As ciências humanas bem estudadas, bem como a filosofia, é que provêm um panorama interessante ao desenvolvimento de um país.

O problema é que as humanas no brasil estudam lixo frances inútil, que nem lá na frança é estudado.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

Iväny, sei que ao tocar nesse assunto, estou pisando em gelo fino, mas eu concordo com vc e gosto de Humanas… eu “comecei”com elas… …mas tem uma questão que é o desenvolvimento primal da Raça Humana até chegar ao que somos hj que é o fato de que as nossas conquistas se deram de observações de cunho das Ciências Exatas e não das Ciências Humanas. – Afinal de contas, o domínio do fogo foi uma observação de Humanas ou de Exatas? – O conceito do Arco e Flecha, ou da Funda, foram soluções de Humanas ou de Exatas? Isso poderia… Read more »

rafael oliveira
Visitante
Member
rafael oliveira

O que eu iria falar, o Eparro já falou por mim rsrs. Oganza, hoje, dá para dizer que a China não tem conhecimento tecnológico equiparável ao Ocidental, especialmente na área militar. Eles não conseguem nem fazer as turbinas para os caças deles. Daqui 5, 10 ou 20 anos, pode ser diferente. Mas hoje eles ainda são uma grande manufatura, com algum avanço tecnológico próprio em uma ou outra área. Sobre as Humanas, o problema não é valorizá-las. O problema é a total falta de qualidade do ensino delas no Brasil. Nós temos mais de dois milhões de pessoas formadas em… Read more »

Oganza
Visitante
Member
Oganza

rafael oliveira,

hahaha boa… no meu caso a mudança de uma para a outra foi uma constatação de que eu tenho um raciocínio matemático… como não estava no Brasil, fui digamos, melhor absorvido. rsrsrsrs

Mas a questão dos motores aeronaúticos, tem uma coisa bem interessante de se perceber:

– Eles estão entre as coisas mais difíceis de se realizar industrialmente… conte quantos países dominam essa tecnologia e depois conte e compare com quantos países dominam o ciclo nuclear… Fazer um bomba atômica é mais fácil do que fazer um motor aeronaútico eficiente.

Por incrível que pareça, as pessoas não percebem isso.

Grande Abraço.

MO
Membro
Iväny Junior
Visitante
Member

Oganza

Os problemas que a tecnologia resolve são enxergados pelas humanas. O espírito criador é uma coisa inerentemente humana.

Veja o caso de Jobs. Tinha uma equipe de designers e engenheiros excelentes. Só tinha “idéias” e pedia para pô-las em prática.

Bach e Da Vinci eram criadores. Tinham capacidade analítica também, mas eram criadores. A criação é que é a chave da humanística. Por isso que acredito que nunca haverá o conflito de igual para igual entre homens e máquinas.

Agora, é claro que existem engenheiros, designers, cientistas de computação e demais profissionais de exatas com capacidade de criação, afinal, são humanos, rsrsrs.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

Iväny,

hahahaha boa.

😉

rafael oliveira
Visitante
Member
rafael oliveira

Oganza, eu ainda acho que meu raciocínio matemático é melhor do que o meu jurídico, mas certamente o último tem espaço maior de atuação e é bem melhor remunerado (no meu caso rsrs).

Quanto às turbinas você está corretíssimo. Só quis enfatizar que a China não é tudo isso e vai ter que investir muito em P&D (além da espionagem industrial e da ToT de manufaturamento) para chegar no mesmo patamar dos EUA. E ainda vai levar tempo, fora que os EUA não ficarão parados.

eparro
Visitante
eparro

Pois é!

Espera até os “cinos” descobrirem sindicato, FGTS, 13º, auxílio desemprego, férias no Guarujá etc..

Kojak
Visitante
Kojak

eparro

devagarzinho já está começando, na área textil já rola.

Sabe o que eles fizeram ?

Correram em parte para Bangladesh e Vietnam, custo médio (kkkk).

Espero que eles continuem comprando títulos do tesouro americano, quanto mais …… melhor.

Eu não sou nem de exatas e nem de humanas.

Sou um Generalista, Master/PHD/Etc ….. mas Generalista …. (rs).

eduardo.pereira1
Visitante
Member
eduardo.pereira1

Nessa estoria a China caminha a anos sob o desden de todos e está a cada dia se tornando a potencia a qual ,no meu ver, já deixou o ursinho pra traz e hoje seria a unica nação capaz de durar um tempinho no embate com o titio Sam. Seja por engenharia reversa ,por tentativas mil com acertos e erros, os chineses estão cada vez melhor construindo,equipando e desenvolvendo seus equipamentos de defesa nacionalmente. Turbinas,motores aeronauticos, são poucos mesmos os detentores de sua tecnologia, mas de resto os caras fazem tudo e mais dia menos dia aparecerá a notícia do… Read more »

eduardo.pereira1
Visitante
Member
eduardo.pereira1

Ha e eu seria logista (tecnologo em logistica ,no caso pela Puc-Mg) se não tivesse largado o curso no final do segundo periodo,dos 4 que o curso possui.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

MO,

hahahaha é isso ai… chapadão… levantando a poeira do canal…

Nessa carga ele está com os 14 m de calado?

Grande Abraço.

MO
Membro

12,75 m

eparro
Visitante
eparro

Kojak 29 de janeiro de 2015 at 2:24 #

Como diria o Zé Trindade: ” O que é a natureza humana!”

Kojak
Visitante
Kojak
Kojak
Visitante
Kojak

A Navantia vai vir e farejar.

Conforme o andamento do p …………ro, identifica algo bom de comprar e barato ou de graça mesmo. Veremos.

Caso não dê certo, devolvem as chaves, entenderam ??

Edcarlos Prudente
Visitante
Edcarlos Prudente

Vai ter que sair algo novo para a MB, existem algumas soluções no mercado de usados, porem não será suficiente para suprir as necessidades e nem durará muito tempo no serviço. E há o custo de reparar, modificar e modernizar qualquer meio usado a ser adquirido.

Quanto os comentários sobre exatas e humanas fica a analogia entre a hardware e o software dos computador. O hardware precisa de um software para realmente ser útil!

Kojak
Visitante
Kojak

hardware …………… software

Gostei !