Home Noticiário Nacional Marinha vai incorporar nova corveta à frota

Marinha vai incorporar nova corveta à frota

448
59

cv_barroso.jpg

Navio, que custou US$ 263 milhões, começou a ser construído no governo do presidente Itamar Franco

 

Roberto Godoy

A Marinha incorpora à frota naval, no dia 19, a corveta Barroso, um moderno navio de combate, armado com canhões, torpedos e mísseis. Leva também um helicóptero Lynx. Ela levou 14 anos para ser construída, no Rio: quando a quilha foi batida, em 12 de dezembro de 1994, dando início ao processo, o presidente da República era Itamar Franco. Os cortes de verbas e os contingenciamentos do Orçamento adiaram a conclusão – prevista, na época, para meados de 1999 – por um longo período de 108 meses.

O custo final anda pela casa dos US$ 263 milhões – valor internacional de mercado do navio. O dinheiro voltou ao projeto apenas a partir de 2005.

A V-34 Barroso acabou sendo beneficiada pela demora e virou uma nova classe. Manteve o mesmo conceito de emprego – a escolta, o reconhecimento e a intervenção rápida – da série que serve de base, a Inhaúma (a Marinha dispõe de quatro unidades), mas recebeu novos sistemas, como dois canhões Vickers e Bofors de acionamento eletrônico, um convés de vôo maior e reparos para mísseis Exocet antinavio, com alcance de 70 quilômetros.

O navio tem 103,4 metros e desloca 2.400 toneladas. A tripulação é de 150 militares. Velocidade de 30 nós, ou cerca de 60 km/hora, com autonomia máxima de 30 dias no mar. Os testes finais de recebimento foram iniciados em 17 de abril, abrangendo a fase de amaciamento dos poderosos motores diesel associados a turbinas a gás, totalizando 41.800hp de potência, e dos conjuntos operacionais. “A corveta Barroso é bonita e avançada, mas não é exemplar da última geração tecnológica; dificilmente serão contratadas outras desse mesmo tipo”, analisa o engenheiro naval Gustavo Camargo, da divisão militar do estaleiro espanhol Navantia.

PATRULHA

Na festa da entrega, o comandante da Marinha, almirante Júlio de Moura Neto, e o ministro da Defesa, Nelson Jobim, vão confirmar o programa de construção no Brasil de 27 navios leves de patrulha, “o melhor meio de a Força estar mais perto das plataformas de petróleo”, de acordo com Moura Neto. São embarcações de 500 toneladas, armadas com dois canhões. As duas primeiras foram encomendadas no Ceará, ao estaleiro Inace. Vão custar, ambas, R$ 88 milhões. Uma licitação envolvendo outras quatro foi aberta há um mês. A tecnologia original é da empresa Constructions Mécaniques de Normandie-CMN, da França. Os direitos foram comprados por US$ 20,2 milhões. “Não é nada que o Arsenal não pudesse fazer sozinho, no Rio, mas com a aquisição ganhamos tempo”, justificou o então comandante da Marinha, almirante Roberto de Carvalho. Os patrulhas medem 54,20 metros. Têm autonomia de 4.500 quilômetros. Os 27 tripulantes contam com sistemas digitais que permitem atuar, em combate, de forma integrada com outros navios e aviões.

 

FONTE: Estadão

59
Deixe um comentário

avatar
59 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
34 Comment authors
KURITAEldenBritoAntonioGustavoB Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
MN-Hil
Visitante
MN-Hil

Bom demorou mais ela chegou é uma grande aquisiçao que nossa marinha vai ganha desde a minha infancia ja lia artigos falando desse novo meio naval pena que a sua tecnologia ja estaja ultrapassada mais é oque temos e foi feita por nos

Abraços a todos os amigos

Raimundo
Visitante
Raimundo

[[[[[[ Corveta Barroso ]]]]]]
—————————————
Finalmente é incorporada a corveta Barroso
Surge no horizonte um novo protetor.
Célere e bem armada a belonave navega,
Representando mais uma conquista de nossa Armada.
Navio de linhas clássicas e belas
parece mais uma pintura em uma tela.
É mais um avanço na proteção de nossos mares
De riquezas e beleza inestimáveis.
Fruto da engenhosidade e capacidade da nossa Marinha,
Essa Corveta e sua aguerrida tripulação
Demonstram para a nossa enorme satisfação
Que a Marinha do Brasil é o orgulho de toda a Nação!
Bem-vinda à Esquadra, Corveta Barroso!

Tico
Visitante
Tico

Muito bom amigo Raimundo! Bravo!

Baschera
Visitante
Baschera

Ultrapassada e pequena é a política de defesa deste grande País…
Sds.

Jorge
Visitante

Pedido de leigo:

Algum marinheiro que por este Blog navega, poderia explicar comparando, o porque da corveta Barroso ser “garota de ipanema” na construção mas já “mulher de trinta” na concepção?!

Não esquecendo “que panela velha” é que faz comida boa! 😉

Democracia
Visitante
Democracia

Viva a Barroso !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Viva a Republica!!!

McNamara
Visitante

Para uma Marinha que vive de migalhas e em jejum constante, um evento destes é como um banquete repentino.
“Miracolo di San Gennaro”, diria o meu avô. Indo mais adiante, a nossa MB vai lentamente se transformando numa Guarda Costeira bem capacitada,em pouco tempo será incapaz de grandes compromissos em águas azuis.

Raimundo
Visitante
Raimundo

Gostaria apenas de enfatizar que, como a própria reportagem demonstra, essa corveta não é o produto de um governo A, B ou C, mas sim fruto do empenho e determinação de todos aqueles que componhem a Força Naval do Brasil, os quais, mesmo com recursos financeiros limitados, conseguiram finalizar mais uma embarcação que, bem guarnecida, certamente servirá ao povo brasileiro e protegerá as nossas riquezas naturais por um longo período. Já em relação a alguns comentários críticos, analiso a questão da seguinte forma: havia um casco semi-construído desde 1994. A solução mais econômica e adequada seria esta que foi tomada:… Read more »

Raimundo
Visitante
Raimundo

Peço desculpas pelo erro de digitação: queria escrever “desperdiçar”, mas a pressa me atrapalhou!

Raimundo
Visitante
Raimundo

Peço desculpas pelo erro de digitação: queria escrever “desperdiçar”, mas a pressa me atrapalhou!!!

igor
Visitante
igor

Poderíamos estar inaugurando nossa tereceira corveta com todo esse tempo.

Raimundo
Visitante
Raimundo

Sr. Igor, veja o lado bom das coisas: a situação poderia ser pior do que a que a Marinha do Brasil enfrenta hoje. Veja o caso da Armada argentina: Na década de 1980, os argentinos iniciaram, ou melhor, tentaram iniciar a todo vapor uma corrida armamentista submarina na América do Sul. Encomendaram dois submarinos tipo TR-1700, a uma empresa alemã concorrente da empresa alemã que construiu o projeto IKL-209 usado por nossa marinha(atualmente, essas duas empresas alemãs se uniram num único conglomerado industrial). O projeto TR-1700 diferia do projeto IKL-209 no seguinte aspecto: os 2 TR-1700 quando foram adquiridos pela… Read more »

Hornet
Visitante
Hornet

Antes tarde do que nunca. Seja bem vinda a Barroso!

moyses silva
Visitante
moyses silva

pro povo do blog:
vcs sabem dizer qual é a série que inspirou esse projeto-franco brasileiro?
existem dois modelos de “número” 40, da série combatantte, pelo que vi qdo visitei o site da empresa e fiquei na dúvida.
abraços.

pablo
Visitante
pablo

uma corveta que demorou 14 anos para ser construida… meu Deus do ceu, e ainda tem coragem de dizer que vao construir um sub nuclear…
uma corveta defazada em tudo…
espero que seja apenas o comeco de uma granda revitalizacao das nossas Forcas…

Fábio Max
Visitante

14 anos. Era para ser uma corveta classe Inhaúma, foi melhorada para não dar vexame de incorporar um projeto com nomenclatura tão antiga.

Parabéns aos incompetentes governos Brasileiros!!! Sarney, Itamar, Collor, FHC, Lula, todos atolados em corrupão, sem pensar nos interesses brasileiros!!!

PARAbÈNS!!!

Nunão
Visitante
Nunão

Só pra relembrar aos navegantes do blog: a reportagem é assinada pelo Godoy: ou seja, mescla informações muito interessantes que ele tira direto da fonte com interpretações e equívocos que ele tira sei lá de onde. Ou seja, tem coisas úteis e outras a corrigir, passar o filtro etc. Entre elas, a de que foi a demora na construção que levou o projeto a ser melhorado / modificado e virar uma nova classe. Não sei de onde saiu isso.

Nunão
Visitante
Nunão

Pergunta: quem passa por perto dela já viu o RAN20 instalado? Imagino que esteja, caso a data de incorporação seja mesmo no dia 19.

Vou ter que finalizar logo o meu modelo, Galante…

pablo
Visitante
pablo

qual a possibilidade de o Brasil vir a utilisar um navio completamente descaracterizado, ou seja, usar um navio “cargueiro” recheado de sonares, torpedos, misseis, algumas lanchas internas, ou uma abertura no casco para um mini sub…
ele ficaria navegando do Rio Grande do Sul ate o Para… nao levanteria nenuma suspeita pois quem o visse acharia que fosse um cargueiro normal…

paulo costa
Visitante
paulo costa

Pensando bem,se estivessem prontas a dez anos ,estariam
um pouco desgastadas,e com equipamento antigo,então alem
de nova,ja está no padrão Modfrag,das Niteroi…

paulo
Visitante
paulo

“Pelo menos foi ao mar”, ou, “depois de tanta espera já é alguma coisa”…idéias que me passam pela cabeça ao ver a simpática nave, mas a idade do projeto salta aos olhos. Não é um “caixão flutuante”, mas eu ficaria preocupado se algum concidadão fosse atuar em teatro de operações contra qualquer nação beligerante nesse barquinho enfrentando qualquer nave mais atual em mar aberto. Pelos mesmos US$ 263 milhões dava pra comprar algo MUITO melhor lá fora…(essa é a grande questão que deverá ser respondida em 07/09: decidir se vamos adquirir tecnologia atual pronta lá fora ou vamos continuar fabricando… Read more »

paulo
Visitante
paulo

de novo me equivoquei: é 09/08!

Douglas
Visitante
Douglas

263 milhoes pela barroso de 2400t? os LCS 1 de 3000t da Us Navy custou 630.. mas já viram a tecnologia embarcada? A Barroso saiu caro. Espero que uma nova classe nacional de corvetas corrija os erros do passado. Porque fragatas de 6000t tá fora do orçamento. Bom 07 de setembro tá chegando, mas já disseram aqui que os grandes anuncios serão feitos pelo presidente frances em dezembro. estou esperando.

marujo
Visitante
marujo

Seja bem-vinda, Barroso!Até que enfim!

Douglas
Visitante
Douglas

A Barroso é uma Inhauma Batch 2…

Nimitz
Visitante
Nimitz

A Barroso é o nosso LCS. E muito melhor armada que o navio americano!

Renato
Visitante
Renato

E já nasce feia. As proporções de sua proa não combinam com o resto do navio. Espero que pelo menos apresente um bom desempenho marinheiro.

Renato

Douglas
Visitante
Douglas

Não Mauro. A Barroso é a 5ª Inhauma com modificações. Economia de escala? até agora parece que isso não está no dicionário dos planejadores da defesa nacional. E pelo andar dos fatos dos 50 patrulheiros só encomendaram 2 e os tais 27 bem, vamos ver.

Cassiano
Visitante
Cassiano

Podemos comemorar, sim! Pois pelo menos ela tá nova. Quanto a projeto e armamento, ela ainda é da década de 70, ou seja muito defasada. Agora se com um projeto que custou $ 230 milhões já demorou 14 anos, um que irá custar $ 2 bi, que é o Sub Nuclear demorará 120 anos para contruí-lo. Talvez meus TATATATATATATATATATATARANETOS vejam nosso Sub Nuclear. Mas pelo menos não compramos mais um navio de FERRO VELHO dos ricos, e construímos o nosso. Bem vinda Barroso, apesar da idade.

Ozawa
Visitante
Ozawa

Congratulações aos esforços dos técnicos e engenheiros navais, e aos demais envolvidos direta ou indiretamente neste projeto, inclusive àqueles que ao longo do caminho, por razões diversas, não permaneceram para verificar a concretização de seus trabalhos, parabéns (ponto). Mas isso não afasta a necessidade de se registrar, sublinhar, consignar, enfatizar, achurar, destacar, enfatizar, todas as críticas às autoridades políticas, militares e civis, responsáveis pela planejamento econômico-financeiro do projeto, que resultou num tão largo tempo de construção para um navio do porte de uma simples corveta. Nenhum ufanismo poderá apagar o descalabro dessa situação, convenhamos. E, francamente, o grau de nacionalismo… Read more »

Nelson Lima
Visitante
Nelson Lima

Tenho certeza que a Barroso vai fazer bonito na MB

Douglas
Visitante
Douglas

Sobre políticas, estou cansando das enormes “considerandas” das leis e textos lindos das autoridades. Idéias existem centenas, oriundas dos centros militares. Chega de política. quero ver ação. Verbas e contratação. vamos aguardar …. sabe lá Deus até quando? O estado maior das FA tem planos de atualização prontos. Mas não há como executá-los. Sobre licitação, só acrdito com os barcos no estaleiro. O FX e outras “licitações” ficaram nas “considerandas”. Nunca saíram do papel.

AJS
Visitante
AJS

Seguindo seu raciocínio Douglas, só se deve acreditar, com os navios incorporados, pois no passado bem remoto, nosso país já vendeu belonaves encomendadas e quase prontas, de estaleiros estrangeiros para outra potência.
Bastava a troca do governo ou do ministro da Marinha e tudo mudava.

Jorge Lee
Visitante
Jorge Lee

Parabéns Barroso, antes tarde do que nunca foi sua chegada, agora cumpra a sua missão ( pelo menos ela apresenta poderio bélico comparável às outras embarcações de nossa esquadra, nada mais…) Agora, caros colegas, não pode passar despercebido o fato de que os 27 navios patrulhas da licitação anunciada terão somente dois canhões de 40mm! Isso é um ultraje! Discordando do que o Mcnamara postou, nem uma guarda costeira de respeito apresenta tão pífios armamentos. E para que licitação? Isso é uma falácia! Material de Defesa não necessita de licitação, ainda mais quando estamos falando de um projeto complexo, que… Read more »

McNamara
Visitante

É que pelo menos, hoje ela ainda assusta, com os Vickers 114,5mm, com os MM-40, Aspide, Sea Wolf … no passo que vai, Jorge Lee em futuro breve teremos que partir para a abordagem e descer o braço no inimigo.

Jorge Lee
Visitante
Jorge Lee

Lendo notícias passadas sobre a Vigilante 400 CL54, ou NAPA 500 (nome adotado pela marinha), que é o modelo em comento para a licitação de 27 navios patrulha, fiquei pasmo com a possibilidade de esquilos ou jetranger pousarem nele! Ora, em vez de helicópteros sem nenhuma eficácia para patrulha, coloquem armamentos. Deixem a função de esclarecimento para VANTS – Veículos Aéreos Não-Tripulados.
No mínimo, reparo para Exocet MM-40 e algo antiaéreo, comentávamos sobre a possibilidade do RIM-116 “RAM” com 21 cargas ou um sistema autônomo SeaRAM, ou a colocação de reparos conteráveis, com ASPIDES.
Sem capacidade coercitiva, é melhor nem tê-los.

Rogério
Visitante
Rogério

É nossa. Vejam vocês. O quanto não temos capacidade própria em criarmos, fabricarmos e lançarmos seja nos céus, mares ou terra e espaço, nossas próprias invenções. Confesso. Fico muito triste com noticias que parecem uma força maior que impedem nosso país de ter o que ele realmente tem. Criatividade. É como se os mais ricos, quisessem anestesiar ainda que podem, o Gigante do Mundo, Brasil. Pois sabem que se acordarmos plenamente, com o poder de um povo tão cirativo e inteligente, beneficiados pelo pedaço de terra mais rico em todos os sentidos deste mundo, eles teriam que deixar de serem… Read more »

Jorge Lee
Visitante
Jorge Lee

Fui mal interpretado, a crítica se refere ao fato de nem uma guarda costeira ter um armamento tão ruim. Que a MB vem perdendo sua capacidade bélica com o envelhecimento de seus meios navais e anacronismos em armamento, sem dúvida sou de acordo contigo Mcnamara.
Temos que levar na cara que a 4ª maior marinha do mundo – em número de meios navias – é a Guarda Costeira Americana.

Walderson
Visitante
Walderson

Galera, fala sério!!!!!!! Em relação à Barroso, seja muito bem-vindo, pois o Brasil conseguiu fazer algo até o fim. Estávamos num marasmo e só conseguíamos começar, nunca terminar. Penso no pessoal que trabalha no estaleiro: deviam estar frustrados. Por isso, penso que é motivo de orgulho e comemoração. Qto à nossa Marinha, parabéns, pois adquiriu mais uma embarcação. Sinceramente, minha ignorância em relação às questões navais não me permite avaliar o recheio, mas penso que deve ter algo de bom, senão não estaria sendo acabado e incorporado. Estaria inacabado como Angra III que resolveram tirar do papel. Então, parabéns à… Read more »

Walderson
Visitante
Walderson

Em tempo, um abraço a todos.

Rogério
Visitante
Rogério

Caros participantes. O que acham de criarmos encontros presenciais e um forum de debates com o convite aberto a todos onde poderiamos elaborar ideias pertinentes a assuntos militares? Vocês acreditam que mesmo sendo um passo muito pequeno, porem que demonstraria nossa preocupação e a importancia que temos sobre esses assuntos, iriamos representar uma voz mais direta de nosso povo junto aos orgãos competentes? Ou seja, colocariamos a nossa participação como cidadãos de modo a colaborar com a tomada de decições no ambito militar? Quem estiver aberto ás idéias, por favor. Ficaria muito feliz em poder contar com o aceite de… Read more »

Walderson
Visitante
Walderson

galera,
só para esclarecer, concordo com noventa por cento das críticas aqui realizadas. Falo contra os exageros.
Em tempo, alguém tem fotos ou desenho que seja dos novos modelos de embarcações que estão sendo construídos e/ou licitados pra eu conhecer (como disse, sou leigo no assunto, mas me interesso).
Obrigado.

Walderson

Jorge Lee
Visitante
Jorge Lee

Claro Walderson, inclusive morei em Brasília durante um tempo (pois é, meu pai é militar da reserva…) Segue o link para CMN, empresa francesa que projetou a Vigilante 400 CL54, que está sendo feito pelo estaleiro INACE, e a Combattante BR70.

http://www.cmn-group.com/index.html

Jonas Rafael
Visitante
Jonas Rafael

Me pergunto se esse LCS americano não custou 630 sem os pacotes de armamento… Afinal se ele pode adotar X configurações diferentes ela não devem ter incluído o valor da cada pacote diferente no preço final.

Douglas
Visitante
Douglas

Olha, considerando o custo de manutenção de armas avançadas, as patrulhas para guarda costeira com canhões estão de bom tamanho. Serão para reprimir pesca ilegal, crime organizado, malucos homicidas, protestos, vigiar meios entrando em nossas aguas furtivamente. não são barcos de guerra. Espero que venham dezenas. pois para patrulha, precisamos de grande quantidade. Minha critica vai para a baixa velocidade do projeto. traficantes ricos dispoem de iates capazes de 40/45 nós. bem conduzidos, poderão escapar das patrulhas que fazem no maximo 25 nós. Ai teria que haver coordenaçaõ com meios aéreos, fica complicado.

Douglas
Visitante
Douglas

Prezado jonas, o LCS custa 430 sem o pacote de armas.

GustavoB
Visitante
GustavoB

Todo mundo esperando o 11/9

Jorge Lee
Visitante
Jorge Lee

Quanto a questão das críticas, concordo com você que pela “primeira vez neste país”, como diria o Comandante Supremo das Forças Armadas do Brasil, a defesa é tratada como política de estado. Entretanto, não podemos nos iludir ou sermos dislumbrados com o que chamarei de “populismo” de defesa. Não podemos conceber que no “combate do século XXI” haja espaço para navios que não tenham a capacidade orgânica de autodefesa, ou melhor não são capazes de dissuadir uma força hostil. Claro que estou falando num contexto em que realmente se pretender adquirir uma capacidade dissuasória mínima. Os navios com canhões de… Read more »

Walderson
Visitante
Walderson

Jorge Lee,

caro amigo,
concordo inteiramente com suas palavras. Qdo falei, o fiz porque tem gente que só reclama como se nosso orçamento fosse o dos EUA. E é claro que nossos militares tb conhecem sobre armamentos. Aí, tem gente que reclama como se fosse um bando de idiotas. Aí, né mole não.
Um abraço.

Jorge Lee
Visitante
Jorge Lee

Walderson, obrigado, fico feliz que estamos firmes com o mesmo propósito. Apesar de não termos o orçamento dos EUA, nem é isso que queremos, o “império” americano já se encontra em decadência, segundo os historiadores, existe uma coisa chamada royalties do petróleo que deveria ter uma quantia considerável repassada para a Marinha para a modernização da frota, que se cumprida serveria para um programa coerente de modernização dos meios navais e aéreos, essa dotação orçamentária vêm sendo contigenciada reiteradamente. Com esses recursos poderíamos ter sim uma marinha poderosa para o contexto do atlântico do Sul.
Essas são as minhas considerações.