Flotilha do Mato Grosso

De 10 a 16 de setembro, a Marinha do Brasil (MB) e a Armada Boliviana (ARBOL) realizaram a Operação BRASBOL com o propósito de incrementar o grau de adestramento, estreitar os laços de amizade e cooperação, de modo a aumentar a interoperabilidade entre as Forças.

A Operação foi realizada no Rio Paraguai, em um trecho compreendido entre Ladário (MS) e Puerto Bush, na Bolívia, somando mais de 460 km navegados.

Monitor Parnaíba e lanchas de desembarque em operação - foto 6DN

Participaram da Operação cerca de 400 militares brasileiros e 70 bolivianos. Destes, três Oficiais bolivianos compuseram o Estado-Maior da Força Tarefa (FT) Ribeirinha (FT Combinada), embarcados no Navio Transporte Fluvial “Paraguassu”, capitânia da Operação Combinada.

Durante a estadia em “Puerto Bush”, a FT Combinada  prestou apoio logístico à ARBOL, reparando o tubo de sustentação do cais flutuante daquele porto e uma avaria no motor de uma de suas embarcações.

A FT Combinada, comandada pelo Capitão-de-Mar-e-Guerra Daniel Silvino Costa Nogueira, Comandante da Flotilha de Mato Grosso, empregou os seguintes meios:

– Marinha: 06 navios (NTrFlu “Paraguassu” – G15, M “Parnaíba” – U17, NAsH “Tenente Maximiano” – U28, NPa “Penedo – P14”, NApLogFlu “Potengi – G17” e o AvTrFlu “Piraim” – U29, como Figurativo Inimigo), uma aeronave UH-12 do HU-4 e uma Companhia do Grupamento de Fuzileiros Navais de Ladário.

– ARBOL: 03 Lanchas Patrulhas (LP501 “Santa Cruz”, LP503 “General Manzana” e LP503 “Mariscal Bilbao”), um “Catamarã” (TM529 Del Plata), um pelotão de “Infantes de Marina” e 02 Aerodeslizadores (no Figurativo Inimigo).

No Teatro de Operações, próximo a Área de Adestramento do Rabicho, a FT Combinada recebeu a visita do Adido Naval do Brasil na Bolívia Capitão-de-Mar-e-Guerra (FN) Luiz Carlos Brito Cunha.

2

FONTE: Nomar – FOTOS: Comunicação Social do 6ºDN

Tags: , , , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

3 Comentários para “Comando do 6° Distrito Naval realiza Operação BRASBOL 2013”

  1. Alfredo Araujo 19 de outubro de 2013 at 13:23 #

    Bela nave esse Parnaiba…

  2. edurval 23 de outubro de 2013 at 7:49 #

    Alfredo Araujo

    Tem uma reportagem excepcional, imperdível, etc., etc. com a historia do Parnaíba na ultima edição da Revista Forças de Defesa, recomendo fortemente a leitura.

    Vida longa e prospera.

  3. Fernando "Nunão" De Martini 24 de outubro de 2013 at 15:49 #

    Edurval

    Paz e vida longa!

    Que bom que gostou da reportagem do Parnaíba. Fizemos com muito gosto e foi um prazer conhecer o navio e sua tripulação em Ladário, assim como o pessoal do 6ºDN e da Flotilha de Mato Grosso.

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Suécia assina com Saab a encomenda de dois novos submarinos tipo A26

Kockums A26 - imagem 2 Saab

Empresa também modernizará dois exemplares da classe ‘Gotland’ em serviço na Marinha Sueca – Na última terça-feira, 30 de junho, […]

Fabricação do primeiro submarino S-BR avança na ICN

Reforços Externos #2

Rio de Janeiro, 29 de junho de 2015 – A Itaguaí Construções Navais (ICN) avança na construção do primeiro submarino […]

Prosuper receberá propostas da China e dos EUA

Type 052B Guangzhou class Wuhan (170) guided missile destroyer

  O PROSUPER, programa da Marinha do Brasil (MB) que visa obter 5 navios escoltas, cinco navios-patrulha oceânicos (NPaOc) e […]

Duas boas notícias da MB: assinados novos contratos do MANSUP e revogada a suspensão do contrato do NHoFlu

NHoFlu Rio Branco - foto INACE

Contrato relacionado ao NHoFlu Rio Branco, já entregue, é com o estaleiro Inace. Para o MANSUP,  foram assinados contratos com Avibras e Mectron, marcando […]

Marinha dos EUA gasta US$ 9,1 milhões para manter Windows XP em PCs

usnavy_625

Ainda em processo de transição, marinha americana possui cerca de 100 mil computadores com o sistema operacional já obsoleto da […]