Home Noticiário Internacional Fase final do exercício estratégico ‘Cáucaso-2016’

Fase final do exercício estratégico ‘Cáucaso-2016’

6418
47

Durante os exercícios estratégicos Kavkaz 2016 (Cáucaso 2016), as Forças Armadas russas treinaram todos os tipos de ações necessárias para repelir eventual ameaça militar, informou o Ministério da Defesa russo.

Cerca de 13 mil militares devem participar dos exercícios, que devem se estender até o dia 10 de setembro.

Segundo informou aos jornalistas o representante oficial do Ministério da Defesa, major-general Igor Konashenkov, no decorrer do Kavkaz 2016 “os destacamentos militares dos sistemas de lançamento de mísseis S-400 Triumf, S-300 Favorit e de defesa aérea Pantsir-S nos polígonos do Distrito Militar Sudeste na região de Astrakhan realizaram lançamentos de mísseis contra alvos aéreos. Os alvos simularam todo o espectro dos meios de ataques aéreos em toda a extensão de altitudes e velocidades”.

Unidades de infantaria e de tanques dos Distritos Militares do Sul, Oeste e Central treinaram o bloqueio e destruição do potencial inimigo, enquanto as tripulações da aviação tático-operacional e de longo alcance da Força Aeroespacial da Rússia “realizaram ataques” contra eventuais agrupamentos terrestres.

Na frota do mar Negro e do mar Cáspio, os exercícios contaram com navios militares de várias categorias: fragatas, pequenos navios lança-mísseis, lanchas porta-mísseis e caça-minas.

De acordo com Konashenkov, os exercícios de maior escala foram realizados na região de Volgograd e no território da Crimeia.

FONTE: sputniknews.com

47 COMMENTS

  1. O dia que a marinha executar um exercício dessas proporções, com essa quantidade de munição, mísseis, foguetes e meios sendo utilizados eu prometo que eu caso com a dona onça. 😉

  2. Engraçado, em 01:07 parece que a lancha é uma CB-90 sueca.
    Outra coisa, se é um desembarque anfíbio, de onde vieram todos esses helicópteros, se os navios apresentados não tem convôo? Só pode ser de bases terrestres e, dado que helicópteros tem alcance reduzido, me parece claro que é um exercício de desembarque em litoral contíguo a uma área já dominada.

  3. A mais pungente e saudável herança do passado da URSS e da Rússia do Tzar…o poder militar onde este é mais sensível e menos esperado, sendo um bicho de características terrestres, quando ataca pelo mar a Rússia mostra uma vertente surpreendente de seu pode militar e naval. Serguei Gorchkov estaria orgulhoso e Zinovy Rozhestvensky se sentiria vingado de sua herança maldita.

  4. Muito lindo, legal ver o emprego da artilharia para impedir o desembarque inimigo. Ver o ataque ao navio, será q ser hipersônico vai ser melhor q ser furtivo? Rússia de parabéns

  5. O navio em primeiro plano é um classe “Ropucha” construído na Polônia durante os anos da guerra fria…tem 30 anos e é um dos mais novos
    da marinha russa que os classifica como grandes navios de desembarque, mas, que na verdade deslocam pouco mais de 4000 toneladas totalmente
    carregados.
    .
    O inventário russo de navios de desembarque atual é de 15 “Ropuchas” e 4 similares “Alligators” a idade média sendo de 35 anos, alguns aproximando-se dos 50 anos, sendo constantemente revitalizados, mas, deverão dar lugar aos 2 novos classe “Ivan Gren” de cerca de 6000 toneladas quando totalmente carregados e a uma futura classe de LHDs similares aos “Mistral” franceses que tiveram sua venda cancelada aos russos e que deveriam formar uma classe de 4 unidades, duas das quais seriam construídas completamente na Rússia.
    .
    Provavelmente o número de navios de desembarque da marinha russa será menor dentro de alguns anos, mas, serão mais capazes que os atuais.
    .

  6. Bardini 10 de setembro de 2016 at 11:39,

    I see you are an expert on Russian arms, tell me 3 modern systems on the video and the rest of the journey in the 80s 🙂
    __

    Vejo que você é um perito em armas russas, diga-me 3 sistemas modernos no vídeo e no resto da viagem na década de 80 🙂

  7. Me parece que uma série de videos de propaganda reunidos em um só com o objetivo de demonstrar força. Talvez demonstrar uma força que provavelmente ou ele não têm ou está super dimensionada. Será que eles têm tudo isso mesmo??? Ou, eles têm dinheiro pra isso???? É típico de uma guerra de propaganda.

  8. Rustam Bogaudinov 10 de setembro de 2016 at 11:46
    .
    Pantsir
    Project 03160 “Raptor”
    BAL-E
    Bastion-P
    .
    there are more things, of course…
    But, we saw a lot of old stuff, or… “Old school” design, with “several modernizations”.
    .
    But… Is by far, better than we have… 🙁

  9. diego 10 de setembro de 2016 at 17:17
    .
    “Alias, no video não tem viatura atolando na areia, estranho né!”
    .
    Né?
    Ainda mais naquela “areia fofa” que os blindados estão desembarcado…
    .
    Fala sério…

  10. kkkk ….. até analista de densidade de areia existe??? fan boy também tem que ter limite, não adianta expressar desespero perante o urso, vai te engolir vc o tema ou não!

  11. Tirando as infantilidades que sempre surgem aqui Rússia x EUA esses exercícios demonstram a prontidão do exército russo e explica (em parte) o medo quase paranoico da Polônia e países balticos da Rússia de Putin. Ucrânia se meteu em uma furada.

  12. Senhores, sinceramente, as imagens estão boas, mas ver tantos infantes dando tiros de armas leves, num exercício desses, lembra os vídeos da Coréia do Norte. Sorry.

  13. Como os Ropuchas são bonitos !!!!!!!, o Alligator é bunitim, mas os Ropuchas ……..quem me deraum modelo de um deles !!!

  14. Bardini 10 de setembro de 2016 at 20:38,

    Bem, então, o Exército dos EUA também de 80, bem você entender (é raro para o Brasil)
    adicionar à lista

    -MI-35M

    -KA-52

    -MI-28N

    -SU-30SM

    -MI-8AMTh-V

    -MIG-29SMT

    -SU-34

    -AT-15 Springer

    + 4 sistemas que você tenha chamado – o resultado : 12 ! 🙂

    p.s- todas as coisas que eu listei, os novos edifícios entregues ao Exército russo 2009-2016

    ____

    all the things that I listed, the new buildings delivered to the Russian Army from 2009 to 2016

  15. Contei mais.Ainda juntando os AK-105 ,Ratnik e sistemas de EW o placar passa de 20 facil.
    O interessante é que video apresentado é uma salada.Tem outros videos mais completos onde podemos identificar os pedaços dessa salada.Tem ate lançamento de dois mísseis Iskander!
    Outra coisa : o MTLB (e derivados) nao atolaria em nenhum tipo de terreno!Sai ate de pântano! Este tipo de plataforma esta sendo usando na Sibéria para transporte civil.E seria injusto comparar eles com os infelizes yankees que tiveram uma ideia magnifica(!) de desembarcar com “veículos de passeio” numa praia..Alias , lembro tb o exercício onde eles estraçalharam vários veículos jogando do avião! Acho que sobraram muitas unidades e eles estão tentando destruir o máximo possível para não precisar de enviar para Ucrânia , por exemplo ..
    foxtrotalpha.jalopnik.com/watch-these-army-humvees-violently-crash-into-the-groun-1772040340 (colocar http:// antes do link)
    Um abraço!

  16. Deia, caso fosse uma situação real, a abicagem somente ocorreria após a conquista da supremacia aerea… sem o controle da AOA (area do objetivo anfibio), nao acontece o desembarque e suas fases subsequentes… isso é conceitual…

  17. Caro Scud…

    espero que você não esteja comparando a capacidade anfíbia da US Navy e sua longa tradição de desembarques com a da marinha russa, por
    aquele episódio infeliz ocorrido em Portugal, onde apenas um navio anfíbio, o USS Arlington em sua viagem inaugural , destacado dos outros 2 navios do grupo que seguiram viagem foi empregado e os motoristas dos veículos cometeram erros primários, segundo foi noticiado.
    .
    Como o XO escreveu acima, desembarques clássicos parecem ser coisa do passado o próprio USS Arlington permaneceu centenas de kms distante
    e os veículos foram desembarcados através de suas duas embarcações de desembarque e dificilmente estariam sob fogo inimigo, mesmo que atolados na areia pois antes, as defesas teriam sido devidamente “amaciadas”.
    .
    Claro que a US Navy precisa muito mais de navios de desembarque do que a marinha russa, já que os EUA estão geograficamente distantes de tudo
    e mesmo assim estão abaixo da capacidade prescrita, algo que levará ainda alguns anos para se concretizar, se, os planos caminharem de acordo,
    mas não subestime os “yankees”, outros o fizeram no passado e se deram mal 🙂

  18. Se não estou enganado, o ultimo desembarque “classico” foi nas Falklands… em 91, o USMC fez o que chamamos de demonstracao anfibia, a fim de confundir os iraquianos… de la pra ca, nao lembro de outro evento desses… em suma, hoje em dia, acredito mais em um desembarque administrativo (sem oposição, longe da area de interesse) ou em incursoes anfibias… abraço…

  19. Verdade MO, esses desembarques clássicos não existem mais, somente para descarregar tropas e veículos mesmo, isso num local administrado, no entanto, adorei o vídeo, eu admiro muito os equipamentos russos, eles têm tudo feito por eles mesmos, não acredito que nada russo fique abaixo do ocidente, é tudo de primeira, podem não ser o supra-sumo da tecnologia, mas não existe ramo do conhecimento que eles não dominem, ainda que na teoria.

  20. Esses sabem “brincar” de “War Games”, dá gosto de participar de uma manobra dessa envergadura, quem ja foi das Forças Armadas sabe o que estou falando…é isso aí…”Viva a Marinha”…ADSUMUS!!!

  21. Scud,
    Citar esses ocorridos ocasionais é completamente desnecessário para formarmos alguma opinião e não colabora em nada com o debate. Deixe isso para outros. Você é bem melhor que isso.
    Todo mundo sabe que os americanos desembarcam diretamente nas praias somente os LVTPs (que não atolam). Os humvees e LAVs são deixados em terra firme por hovercrafts.
    Acidentes de percurso ocorrem em qualquer lugar: https://www.youtube.com/watch?v=WHrTWih0rnE

  22. Amigo Bosco!
    Sei…Por isso chamei de ideia magnifica! 🙂
    Inclusive tenho observado alguns momentos hilários nestes videos russos.Mas no final das contas é um .. show! Literalmente! Do mesmo tipo que os outros fazem.
    Ja em relação de lançamento das cargas e equipamentos de avião posso afirmar e sustentar uma tese que os russos com a plataforma deles (P-7M) junto com sistemas de lançamento dos carros de combate BMD e Rakushka estão bem adiantados e seguros.
    Amigo Antonio Carlos!
    Com sua experiência da vida Você , como muitos colegas neste blog tb , deveria saber que a Crimea (ao longo da sua historia das batalhas sangrentas) declaradamente poderia ter protetorado somente da Turquia ou da Russia.Somente!Em nenhum momento poderá ser de alguém mais. Isso devido ao tratado assinado em 1783.Assim que a CRIMEA votou pela INDEPENDÊNCIA em 1991(!!!!) a a Ucrânia deveria cair fora AINDA naquele momento.Preferiu vender aos poucos as terras e estruturas , envolvendo os calos dos tártaros que viviam de trafico e exploração da rede hoteleira e prostituição que foi desmantelada so após entrada da FSB junto com fuga em massa dos mafiosos tártaros (isso me lembra a mesma historia dos albaneses num pais recentemente proclamado como independente.E tem ate o time na Olimpíada!). Quando deu o que deu agora um “quase agente” da MOSSAD vai chamar a Crimeia de ocupada? Me poupe..Nao gostei nem um pouco.Acho errado.Mas..Eles tomaram seu rumo. Procure ler algum livrinho chato da historia sobre assunto.E mande algum desses para CNN também.Quem sabe eles vão subir do chão para primeiro grau.
    OBS :É melhor falar dos “drones kamikazes” mesmo.
    Um abraço!

  23. Oi Crispin

    Sim, sem duvida, mas um detalhe o Ropucha é polonesico

    A Polônia dempre teve uma excelente mao na construcao naval, seja qualitativamente, deja em ‘buniteza’

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here