Home Vídeo How to build a nuclear submarine

How to build a nuclear submarine

130
12

Documentário da BBC britânica mostra a história da construção do HMS ‘Astute’ e de quem o construiu

 

Foram 14 anos para projetar e construir o navio ao custo de cerca de um bilhão de libras esterlinas. O HMS Astute é um dos veículos mais sofisticados já construído pelo homem e também um dos mais controversos.

COLABOROU: Henrique C.O.

VEJA TAMBÉM:

12
Deixe um comentário

avatar
11 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
Para o ‘The Guardian’, HMS ‘Astute’ é muito lento | Poder Naval - Marinha de Guerra, Tecnologia Militar Naval e Marinha MercanteBlind Man's BluffGuilherme PoggiodaltonlMauricio R. Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
aericzz
Visitante
aericzz

Qual é a controvérsia dele Poggio???

aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

Lástima este vídeo não ter aparecido tempos atrás…

joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

Interessante o fato dos ingleses não colocarem lançadores verticais para os Tomahawks em seus submarinos de ataque.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Aposto que a MB não está interessada, não é sobre submarino francês.

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

É verdade Bosco…os britanicos devem ter lá seus motivos, até porque o novo TLAM funciona bem em tubos de torpedos também, mas, apesar
disso o nr de armas transportadas, cerca de 36, entre torpedos e TLAMs é a mesma para Astutes, Virginias e Los Angeles melhorados.

Os Seawolves americanos, estes sim tem ainda uma sala de torpedos ainda maior, para 48 armas e oito tubos de torpedos.

joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

De qualquer forma é interessante haver 12 TLAM prontos para lançamento, sem falar que descomplica o manejo na sala de torpedos, que já foi facilitado por americanos e britânicos não adotarem mais o SubHarpoon.
O “problema” ainda é menor devido aos 6 TTs dos Astutes (melhor que os 5 do Trafalgar)
Quanto aos Los Angeles e Virgínias terem 26 torpedos (e eventualmente alguma outra coisa) é igual a estória da pistola .45, se você não der conta de resolver o problema com 7 cartuchos (ou 26 Mk-48), não serão 8,10, 15 ou 30 que irá fazê-lo.
Rsrssss

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Verdade Bosco, por outro lado, ter uma sala de torpedos maior pode permitir um maior embarque de minas,ou mesmo comandos, enquanto os silos verticais prestam-se apenas aos TLAMs e exigem maior manutenção.

Só relembrando, em 2014, será comissionado o futuro USS North Dakota, com apenas 2 silos maiores com capacidade para 6 TLAMs cada e que poderão ser utilizados para outras funções, aumentando a flexibilidade.

abraços

Blind Man's Bluff
Visitante
Member
Blind Man's Bluff

As vantagens de um VLS sobre uma sala de torpedos expandida ultrapassam os prejuizos que resultam, como menor capacidade de armamento absoluto e manutenção. Pelo menos era assim até o final da guerra fria, quando ainda eram produzidos e embarcados variedades diferentes dos misseis de cruzeiro Tomahawks, como por exemplo e principalmente a versão TASM (Anti-Shipping). Na época que foram concebidos os Los Angeles Improved, 688(i) a marinha russa ainda era a maior ameaça e, contra qualquer ameaça de superficie, depois de um ataque por torpedos, a forma mais efetiva de ataque era via salvos surpresa de misseis anti-shipping, saturando… Read more »

joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

Uma outra característica interessante desses submarinos britânicos é a adoção do mastro fotônico no lugar dos periscópios tradicionais, igual aos Virgínias.

joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

Eu prefiro o termo “mastro optrônico” ao “fotônico”, mas o segundo é mais usado, embora ao meu ver, indevidamente.

trackback

[…] How to build a nuclear submarine […]