sexta-feira, agosto 12, 2022

Saab Naval

DCNS se estabelece no Canadá para oferecer versão da FREMM ao país

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres
FREMM Aquitaine em escala em Halifax no Canadá - foto Marinha Francesa

Versão da fragata multimissão, para concorrer ao programa CSC de combatentes de superfície, terá seu projeto liderado pela subsidiária DCNS Technologies Canada

A DCNS informou em nota divulgada na sexta-feira, 23 de maio, a incorporação de uma subsidiária de sua total propriedade no Canadá, que deverá desenvolver parcerias industriais e de engenharia da empresa no país. A DCNS Technologies Canada Inc, baseada em Ottawa, é o primeiro passo para criação de um centro de integração de sistemas navais que foi anunciado pelo CEO da DCNS, Patrick Boissier, em novembro de 2013.
Em especial, a subsidiária canadense vai liderar o projeto de uma versão canadense da fragata FREMM, que concorre no programa de combatente de superfície do Canadá (CSC – Canadian Surface Combatant), dentro da estratégia nacional de contratação de construção naval (NSPS – National Shipbuilding Procurement Strategy).
FREMM Normandie@@DCNS (1)
Segundo a DCNS, a indústria de construção naval do Canadá embarcou no maior projeto de sua história: a NSPS tem valor estimado de 35 bilhões de dólares e pretende trazer 30 anos de crescimento econômico que impacte múltiplos setores canadenses, por investimentos diretos e indiretos na construção de navios no país. Para tanto, a DCNS está propondo uma parceria estratégica sustentável com a indústria canadense, de forma que os setores de construção naval e indústria de equipamentos marítimos se beneficiem diretamente do programa de combatente de superfície.

Vale lembrar que a fragata Aquitaine, primeira FREMM francesa, visitou o Canadá há pouco mais de um ano, como parte de uma turnê por vários países americanos (o que incluiu o Brasil). A escala foi realizada em Halifax, Nova Escócia, justamente onde a DCNS está investindo num projeto de turbinas de geração energia pela força das marés, as chamadas “tidal turbines.”

Na ocasião da escala (mostrada na foto do alto), a Aquitaine foi visitada pelo então ministro da Defesa do Canadá, Peter Mac Kay (imagens abaixo), que se mostrou impressionado pelo navio e especialmente pela integração de sistemas e instalação do sonar, segundo informe da Marinha Francesa divulgado à época.

Peter MacKay MD Canadá visita FREMM Aquitaine - foto Emb Francesa no Canadá

Peter MacKay MD Canadá visita FREMM Aquitaine - foto 2 Emb Francesa no Canadá

FONTES e FOTOS: DCNS e Marinha Francesa e Embaixada da França no Canadá (tradução e edição do Poder Naval a partir de originais em inglês e francês)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Representante da Argentina vem ao Brasil pedir apoio na luta pela soberania das Ilhas Malvinas

O secretário para Malvinas, Antártica e Atlântico Sul do governo da Argentina, Guillermo Carmona, virá ao Brasil na próxima...
Parceiro

- Advertisement -